Festinha equilibrada e sem culpa + receitas

Quando você imagina uma festa o que lhe vem a cabeça? Salgadinhos, docinhos, bolo, churrasco, refrigerante, cerveja, drinks… enfim, comidas e bebidas de qualidade, certo? Já imaginou uma versão mais leve dessa festa, mas sem perder a graça e o sabor? Não? Pois é bem possível deixar sua festinha mais equilibrada e leve com pequenas substituições simples.

Segunda-feira foi o meu aniversário e eu sempre faço questão de comemorar, não pode faltar um bolinho e alguns comes e bebes. Como estou em processo de emagrecimento e fortalecimento muscular, chegando muito perto da minha meta (pretendo fazer um post sobre isso), pensei que enfiar os dois pés na jaca não seria benéfico, até porque meu corpo não suporta mais grandes quantidades de gorduras e açúcares, passo mal.

Então, como suavizar a comilança sem deixar a festa perder a magia? Matutei por alguns dias e concluí que deveria deixar os doces menos gordurosos e manter os salgadinhos fritos (estava louca por coxinhas e bolinhas de queijo). Não sofro por comida e acho que ninguém deve sofrer. É só se conhecer, reconhecer seus limites e buscar sempre o equilíbrio sadio.

Teve coxinha e bolinha de queijo fritas (sim!) e para compensar o abuso da gordura dos salgadinhos, pesquisei e adaptei uma receita leve de bolo branco com recheio de doce de leite e fiz brigadeiros usando leite condensado light. E, gente, deu super certo!

O bolo foi bem fácil. Fui atrás de uma receita neutra que levasse poucos ovos, mantive a farinha de trigo branca e substituí o açúcar refinado comum pelo mascavo. Olha só:

Bolo branco

  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá de açúcar mascavo
  • 1 ½ colher de sopa de margarina (uso com baixo teor de gordura)
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de leite desnatado
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Misturar os ingredientes, exceto o fermento, até que fique uma massa homogênea. Por fim, acrescente o fermento e misture devagar. Leve ao forno médio por, aproximadamente, 30 minutos ou até dourar.

DSC01591

A minha massa ficou com um gosto forte da farinha, por isso, coloquei também uma colher de café de canela em pó para cortar (por isso esses pontinhos nela). Quem não gosta de canela, pode pingar umas gotinhas de essência de baunilha, que funciona muito bem.

DSC01713 cópia

Essa quantidade de massa é ideal para a forma com furo no meio ou então aquelas pequenas. Eu assei no micro-ondas, por 10 minutos e numa forma grande de silicone. Por conta disso, desconfigurei todo o bolo e montei quadrado. Não ficou lá muito bonito (parece um tronco de árvore depois de um acidente de carro), mas o sabor estava maravilhoso.

DSC01716

Eu umedeci o bolo com guaraná, porque gosto molhadinho, tem mais cara de festa, mas isso é opcional. Para o recheio e cobertura, usei o doce de leite light (quase sem gordura), da Frimesa. Paguei R$ 4 nesse pote de 400 gramas. Fiz duas camadas de recheio, mais a cobertura, usando apenas um pote.

E festa sem brigadeiro não é festa, né?! Por acaso, encontrei leite condensado light no supermercado, por um preço apenas R$ 1,50 mais caro que o tradicional da marca mais barata (paguei um por volta de R$ 4,60). Se fosse comparar com o produto comum da mesma marca, a diferença de preço seria ainda menor – porque um ‘leite moça’ está os olhos da cara, vamos combinar!.  Essa versão não tem quase nada de gordura por colher de sopa e super valeu a pena pelo custo-benefício.

DSC01586DSC01587

O sabor e a textura são idênticos ao leite condensado comum. Usei essa receita:

Brigadeiro light

  • 1 lata de leite condensado light
  • 1 colher de sopa de margarina (baixo teor de gordura)
  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó (usei 1 de cacau e 3 de chocolate)

Leve todos os ingredientes numa panela em fogo médio e mexa sem parar até que o brigadeiro comece a desgrudar da panela, mais ou menos de 7 a 8 minutos. Deixe esfriar bem. Para enrolar, unte as mãos com um pouquinho de margarina, faça bolinhas e envolva-as em granulado ou confeitos.

DSC01589

Essa receita rendeu 60 brigadeiros pequenos, do tamanho da forminha n.º 6. Se fizer maiorzinho, rende 30. Eu optei por passar os brigadeiros no próprio chocolate em pó e em leite em pó desnatado. Você pode usar granulado, coco ralado, cacau em pó, confeitos e tudo o que a sua criatividade permitir.

Não encontrei granulado em quantidade pequena e, por ser aquele tipo de coisa que você usa uma vez e fica esquecido na geladeira, achei que não valia comprar para usar um tiquinho e depois deixar rolando.

Em resumo foi isso e passei bem demais. Não fiquei enjoada com a fritura, o bolo ficou doce no ponto, sem ser enjoativo, e os brigadeiros ficaram maravilhosos. Não gastei demais, preparei o bolo e os brigadeiros na tarde do dia anterior e passei meu aniversário de bonita, só descansando e aproveitando.

Isso prova que não é difícil, nem pior, mais trabalhoso ou caro comer bem, sem ingerir tantas propriedades nocivas. Não é neurose ou exagero, como disse no início, cada um deve saber das suas necessidades e limites.

Por experiência própria, aprendi que não dá certo manter uma dieta e, de repente, em um dia, comer tudo aquilo que o meu corpo está desacostumado a digerir. Volta, não desce, não funciona. Então seria burrice minha insistir.

Essa foi a minha forma de adaptar minha alimentação aos meus momentos simples e comuns de prazer e festa. Não é preciso abrir mão de nada, deixar de ser feliz e passar vontade. É uma questão de encontrar saídas e alternativas e fazê-las portas para a felicidade.

Anúncios