Como manter o Equilíbrio em tempos difíceis

Por Rosane Queiroz e Kátia Stringueto em Bons Fluídos Digital

Osho (1931-1990), filósofo e mestre espiritual indiano, certa vez ouviu de um aprendiz: “Por que o senhor não diz algo sério?”. Porque ele vivia brincando e contando piadas, ao mesmo tempo em que passava seus ensinamentos. “Ele criava o discurso em torno da piada, e não poderia ser diferente. Rir é uma maneira de sair da mente”, atesta AnandGoloka, mestre de meditação no Osho Internacional MeditationResorte, em Puna (Índia), e no Brasil.

smile-191626_640

 No Tarô Zen de Osho, a carta “Espírito Brincalhão” dá o recado sobre o valor do bom humor: “O zen excluiu-se do mundo sério, criou um mundo próprio muito divertido, cheio de risos, no qual até os grandes mestres se comportam como crianças”.

Mas é no texto “A Revolução: Conversas Sobre Kabir” que Osho passa a maior mensagem sobre a importância de cultivar o riso: “A vida inteira é uma grande piada cósmica. Não é um fenômeno sério — leve-a a sério e você continuará a perder o essencial. Ela só é compreendida por meio do riso. (…) A minha definição do homem é que ele é o animal que ri. Nenhum computador ri, nenhuma formiga ri, nenhuma abelha ri. (…) É só o homem que pode rir; é o pico mais alto do crescimento. (…) Se você puder rir, será capaz de amar. Se puder rir, será capaz de relaxar. O riso relaxa como nenhuma outra coisa. Assim, todas as piadas para mim são orações —é por isso que eu as conto. E você pergunta: ‘Por que você não ri de suas próprias piadas?’. Porque eu as ouvi antes”.

Benefícios de corpo e alma

necklace-518268_640

Além de trazer mais leveza para a vida, uma exuberante gargalhada também melhora a saúde.Pesquisas assinalam que brincar, rir e não se levar tão a sério é absolutamente desejável. “Ser bem-humorado significa perceber que a maior parte das situações que vivemos não é nem muito importante, nem muito séria, nem muito grave”, define Silvia Cardoso, neurocientista da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que estuda o riso e seus efeitos.

Ela constatou que não importa se a risada é por algo engraçado ou um gesto de cumprimento. Para ser benéfica, ela tem é de ser sincera. “Só quando o sorriso passa pela emoção é que libera substâncias que reduzem a tensão, relaxam os músculos e aumentam a imunidade”, avisa.

woman-918707_640

Rir oxigena o sangue e faz pensar melhor, minimiza o excesso de dor, de rigor consigo próprio e com as outras pessoas. E, ao contrário do que se pode imaginar, estar bem com a vida não significa ser super-herói e esconder sentimentos ruins. A palavra humor vem do latim humore, que significa “deixar fluir”. Isso inclui desculpar-se das próprias falhas e expandir-se internamente. Em outras palavras, significa saber rir de si mesmo.

Outras chaves para o equilíbrio são voltar a mente para o presente, nutrir-se de alimentos e relações saudáveis e, não importa a situação, ter consciência de que está dando o seu melhor.

Veja como cultivar seu senso de humor:

* Liste as coisas de que você mais gosta e considere seriamente a possibilidade de colocá-las em prática.

person-731141_640

* Lembre do que você fazia com prazer na infância. O que o fazia ficar horas absorto, ler, olhar as estrelas, assistir um jogo…

* Perceba as atividades divertidas que pratica durante o dia. Jantar fora com um amigo, fazer amor, brincar com o cachorro, cozinhar. Observe como a alegria custa pouco.

* Tudo tem sua parte divertida e outra nem tanto. Só não deixe o que é divertido ficar escondido.

person-731187_640

* Brincar é tão natural quanto respirar, sentir, pensar.

Autorize-se. Tente caminhar por um quarteirão observando quantos sorrisos encontra pela frente. Depois, faça o mesmo percurso sorrindo e comprove que rir é contagioso. 

“Ser bem-humorado significa perceber que a maior parte das situações que vivemos não é nem muito importante, nem muito séria, nem muito grave”, Silvia Cardoso, neurocientista.

Anúncios