Tag: adultos

Suor atrai mosquito? Tomar vitamina B o afasta? Veja mitos e verdades

Conteúdo original UOL

Com a chegada do verão parece que os mosquitos começam a atacar. Quase ninguém consegue escapar desses insetos e, consequentemente, das coceiras. O pior é esperar o ano todo para usar um short ou bermuda e revelar dezenas de pontos vermelhos espalhados pela perna.

tiger-mosquito-49141_960_720

Segundo a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Carolina Marçon, o mosquito gosta muito de umidade, então, a pele suada atrai mais os insetos, assim como o odor exalado.

“A atração pelo inseto é determinada, principalmente, por uma predisposição individual genética, pois vai depender do cheiro que o corpo do indivíduo exala e das sustâncias químicas presentes no suor, como o ácido láctico. Essa predisposição varia por uma combinação de fatores, como a composição da pele, das condições metabólicas etc.”, diz.

No verão, de fato, as picadas são mais frequentes por dois fatores. “No frio, o indivíduo se cobre e, consequentemente, se protege mais com as roupas. E na época do calor, existem mais mosquitos por conta da chuva, que é um fator de proliferação do inseto”, diz o alergista e presidente da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), José Carlos Perini.

Tratamento

stitches-186427_960_720

“Há um mito de que a vitamina B 12 ou o complexo B, como, por exemplo, a levedura de cerveja, eliminada pela pele modifica o odor do indivíduo e, com isso, o inseto não se aproxima. Mas, experiências já mostraram que mesmo que você passe a vitamina na pele, ainda assim os insetos picam”, afirma o alergista.

Se a picada for comum e o indivíduo não for alérgico, Perini indica colocar gelo em cima como forma de tratamento, para aliviar a coceira e não deixar irritar. Cremes e anti-histamínicos, que são os remédios antialérgicos, devem ser prescritos pelo médico, pois variam de acordo com a idade e o peso do paciente, enfatiza o alergista.

insects-820484_960_720

A vacina também pode ser usada em caso de pessoas alérgicas, que dessensibilizam os efeitos das picadas.

No caso dos ambientes, o médico indica o uso de inseticidas à base de água, que não deixam odor, e diz para evitar o uso de repelentes que tem de ligar na tomada, pois estes acabam poluindo o local por um período muito longo.

mosquito-repellent-492856_960_720

A dermatologista Carolina Marçon alerta para o uso de repelentes em crianças. “A pele da criança é mais fina e as substâncias acabam penetrando mais. Por isso, o uso de repelentes é indicado apenas para crianças acima de dois anos. E, mesmo assim, o produto deve ser próprio para criança, que é menos tóxico”, afirma.

Conheça os sinais do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade em adultos

Conteúdo de Revista Suplementação

beach-880029_640

Um portador de TDAH tem a produtividade profissional seriamente danificada, o que pode afetar toda a equipe. O senso de estabelecer prioridades não é aflorado e, por isso, muitas vezes, realiza apenas o que é de interesse pessoal.

A maioria dos casos surge na infância e pode acompanhar o individuo por toda a vida. Segundo a dra. Sônia Brucki, membro do Departamento Científico de Neurologia Cognitiva da Academia Brasileira de Neurologia, a maioria dos pacientes diagnosticados na fase adulta tem a doença desde criança, porém não receberam informação e apoio.

focus-809032_640

Os portadores do Déficit de Atenção apresentam alterações na região frontal e na conexão com outras partes do cérebro. Esta área é responsável por controlar os impulsos humanos, pela capacidade de prestar atenção, de memória, de organização, de planejamento e de autocontrole. Por causar dificuldades na sociabilidade, pode propiciar quadros de ansiedade e depressão. Aliás, adultos com o transtorno são mais propensos ao consumo de drogas e álcool.

Entretanto, pouco tem a ver com fatores regionais, culturais, educacionais e psicológicos. A maior causa da TDAH é genética, segundo Brucki. Por isso, o grupo de risco é composto por quem apresenta histórico familiar com a patologia.

O tratamento é realizado de forma semelhante em adultos e crianças – com medicamentos que aumentam a atenção. Mas a dica da neurologista é de incluir psicoterapia e terapia comportamental. Eles podem ter bons resultados, assim como a realização de lista de tarefas e de métodos de organização, como uso de agendas e outros meios eletrônicos.

woman-987187_640

Sinais do TDAH

Responsáveis pelo cumprimento de seus compromissos e horários, os adultos apresentam dificuldade elevada para realizar as ações diárias. “Quando não identificada na infância, os sinais mais presentes são procrastinação, falhas no trabalho, dificuldade de concentração e de realização de tarefas difíceis, que são sempre postergadas, além de mau gerenciamento do tempo e desorganização. Muitos ainda têm problemas no casamento e na direção de veículos, perdendo a carteira de motorista pelo excesso de multas”, explica.

Um portador de TDAH tem a produtividade profissional seriamente danificada, o que pode afetar toda a equipe. O senso de estabelecer prioridades não é aflorado e, por isso, muitas vezes, realiza apenas o que é de interesse pessoal.

analysis-299692_640

Segundo a Associação Brasileira de Déficit de Atenção, 25% dos adultos com esse transtorno podem apresentar dificuldade na conduta social, causando o isolamento e formando solo para depressão. O bloqueio em cumprir acordos pré-estabelecidos dificulta a manutenção de relacionamentos duradouros. Além disso, as alterações de humor e de comportamento são constantemente relacionadas ao estresse da vida agitada, dificultando a procura por diagnóstico.

Apesar de não haver cura, há controle dos seus sinais. “Não tratar acarreta em grande perda na qualidade de vida, prejudicando os aspectos sociais, afetivos e profissionais. Por isso, os sintomas devem ser bem observados, em qualquer fase da vida, e a procura por um especialista é fundamental”, conclui a neurologista.

É hora de refrescar!

smoothie-882754_640

Gente, o que é isso?! A primavera mal chegou e o verão já está furando a fila, é isso mesmo?! Essa última semana foi bem quente em várias regiões do Brasil e a gente sabe que manter-se hidratado e bem alimentado é essencial para evitar o mal estar e manter a saúde estável. Por isso, fazer as escolhas certas é sempre a melhor opção, e as frutas são um ótima pedida.

Para lhe ajudar a se manter em pleno estado de bem-estar, com muito sabor e nutrientes, selecionamos três receitas refrescantes com frutas que agradam o paladar de adultos e da criançada. Se joga nesse sorvete de chocolate e nos smoothies e aproveite seu dia com muito sabor e saúde!

Smoothie de laranja: fonte de vitamina C

beverages-735008_640

Rende 1 porção de 300ml

  • 1 laranja descascada e sem pele
  • Suco de uma laranja congelado
  • 1/2 pote de iogurte desnatado
  • 2 cubos de gelo

Bater todos os ingredientes no liquidificador até ficar cremoso.

Smoothie Manganana: protege o coração, trata tosses e fortalece os ossos

beverage-909517_640

Rende 1 porção

  • 1 manga madura, mas não muito mole, sem casca
  • 1 banana congelada e fatiada
  • 1/2 xícara de leite de coco
  • 1/2 xícara de leite desnatado

Bata tudo muito bem no liquidificador e sirva em seguida.

Sorvete de banana com chocolate e mel

0005577240T-849x565

  • 3 bananas do tipo prata picadas
  • 2 colheres de sopa de chocolate ou cacau em pó
  • 1 colher de sopa de mel

Depois de cortar as bananas, coloque em um recipiente ou saco para congelar e leve ao freezer por duas horas. Tire um pouco antes de fazer, por volta de 10 minutos, para a banana amolecer um pouco e facilitar o preparo. Com paciência, bata só a banana no liquidificador até que vire uma massa. Depois, acrescente o chocolate ou cacau e o mel e bata mais um pouco para misturar. Está pronto seu sorvete! Você servir na hora ou congelar para tomar depois.

Fontes: R7, GNT e Dicas de Mulher

Livros para adultos: colorir, escrever, ler…

livro-interativos

Só se fala nesses livros não é? É o assunto do momento, bombando nas redes sociais, em tutoriais, todo mundo pirando e enlouquecendo pela obsessão de relaxar seguindo a moda. Não importa se você não tem aptidão para pintura, as plataformas contra o estresse são diversas e é sobre isso que vamos falar.

Ainda que a gente não se dê conta, todo mundo tem alguma atividade, passatempo ou coisinha que adora fazer para fugir da mesmice, seja assistir novela, um filme, navegar em blogs ou fazer rabiscos no papel enquanto fala ao telefone.

O importante, e que muita gente está esquecendo, é relaxar a mente, descansar a cabeça e se transportar para outro lugar, algo que lhe permita viajar e voltar à real pronto para outra. Se o hobby traz preocupação (como essa histeria por lápis de cor com n tonalidades e mil e um materiais de pintura) é porque não é mais hobby. Deixa de ser bom e passa a ser mais um motivo de inquietação e ansiedade – justamente tudo aquilo que a gente está buscando fugir.

Então, se você está à procura de alguma distração bacana, algo divertido e que tenha tudo a ver com o seu perfil e com o que você gosta de fazer, preste atenção nas nossas dicas e opções e seja feliz e relaxado.

Para colorir

Esses dispensam apresentações! São livros recheados de desenhos rebuscados, cheios de detalhes e temas. Os mais famosos são o Jardim Secreto e o Floresta Encantada, da ilustradora Johanna Basford, que exploram o universo da flora e da fauna.

Outra opção nesse segmento, mas com uma temática urbana é a versão em livro da revista Vida Simples, o Cidade dos Sonhos. É vendido em bancas de jornal, no valor de R$ 15.

Ainda no cenário nacional, a novidade para colorir é o Livro do Sossego, das meninas fofas do blog Indiretas do Bem.

Neste link AQUI há mais oito opções diferentes de edições para colorir, com os respectivos preços.

E falando em Indiretas do Bem, elas também lançaram outro tipo de livro para aliviar os nervos.

Para escrever

Se escrever, fazer listas e passatempos são a sua cara, o Livro do Bem pode ser para você. É traz muitas mensagens e pequenas tarefas interativas, fazendo desse livro uma obra colaborativa. Dá play no vídeo para entender melhor:

Outra saída clássica, que não podemos esquecer, são os diários. Desabafar num caderninho ou manter uma agenda com registros pessoais são formas de se livrar do peso do dia-a-dia e não custa nada, a não ser um pouquinho do seu tempo. Muito mais barato e, talvez eficiente, do que terapia.

Para os mais jovens, há ainda mais dois famosos títulos colaborativos/ interativos, o Destrua este Diário e o Termine este Livro, ambos da autora Keri Smith, que mescla uma certa dose de mistério e observação do meio.

Para ler

A leitura é um hábito que nunca sai de moda, não é verdade? E é uma excelente forma de descansar seus neurônios. Dá para levar na bolsa, ler no ônibus, naqueles 15 minutinhos depois do almoço e em qualquer tempinho vago. Eis algumas sugestões:

Para os curiosos

Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil: Uma narrativa divertida que desmente e reconta várias passagens da história nacional.

O Livro do Boni: Um passeio pela história da televisão, em especial, a Rede Globo, pelos olhos e experiência do famoso Boni.

Para os sensíveis e sentimentais


A Queda, de Diogo Mainardi: Sucesso no Brasil e no mundo, o livro conta a experiência do jornalista Diogo Mainardi enquanto pai do Tito, um jovem muito especial.

Éramos Jovens na Guerra: Reúne cartas e bilhetes legítimos que registraram o sentimento de diversos adolescentes que viveram os terrores da Segunda Guerra Mundial.

Para quem gosta de contos

24 Contos de F. Scott Fitzgerald: Narra em contos a luxuosa de jovens milionários pelos olhos desse renomado autor, detentor de títulos sucessos de cinema, como O Curioso Caso de Benjamin Button e O Grande Gatsby.

Para todo mundo

E então? Já sabe qual válvula de escape funciona para você? Gente, vale tudo. Não podemos deixar de lembrar que as melhores coisas da vida são de graça. Você pode ouvir música (toda semana faremos indicações de artistas por aqui), dançar, cantar, brincar com joguinhos na internet, cozinhar, fazer exercício físico, se divertir com seus filhos, assistir séries, fazer artesanato etc etc etc.

O importante é não se permitir ser arrastado pelo ritmo louco do cotidiano e esquecer de sorrir, se divertir e aproveitar os poucos momentos livres com qualidade. Afinal, na última parada da vida, só nos restará as lembranças.