Tag: alimentação

Microbioma intestinal: como o intestino afeta a saúde geral

Microbioma intestinal: como o intestino afeta a saúde geral

O microbioma intestinal humano é uma coleção complexa de micro-organismos que vive dentro de nosso aparelho digestivo. Em termos de números puros e diversas espécies de bactérias, o grupo presente no estômago é o maior em qualquer outro lugar do corpo. Podemos transportar até 2kg de micróbios no intestino humano e, nesses trilhões de microrganismos, pode haver milhares de espécies com milhões de genes. Cerca de 2/3 da flora intestinal é destinada unicamente para esses indivíduos.

A maioria das pessoas acha que a linha de comunicação entre o intestino e o cérebro é uma via de mão única: da cabeça para baixo. Pense em todos as expressões associadas a essa parte do nosso corpo que não podemos realmente ver ou sentir: intestino, instinto, intuição etc. Engraçado, temos essas expressões antes mesmo de entendermos a conexão entre o intestino e o cérebro.

Em termos gerais, o intestino e o cérebro são conectados por um labirinto de neurônios, substâncias químicas e hormônios que constantemente se chocam, como supercomputadores. Acredita-se que muitos estados emocionais tenham começado na mente e sejam sentidos no estômago – mas podem ser gerados no estômago, em vez de apenas manifestados ali. Essa pode ser a maneira como o estômago é chamado de nosso “segundo cérebro”.

Então, onde estão todas as bactérias no intestino?

Tradicionalmente, os cientistas supunham que fomos colonizados por bactérias no nascimento. Mas alguns cientistas encontraram evidências de bactérias na placenta, no líquido amniótico e no mecônio, o que levou os pesquisadores a pensar que o microbioma poderia ser colonizado antes do nascimento. Independentemente de quando o microbioma humano é colonizado, isso acontece muito cedo, então as bactérias são uma parte crucial de quem somos.

Em suma, o microbioma intestinal é composto por trilhões de microrganismos (e seu material genético) que vivem dentro do trato intestinal. Muitos consideram essas bactérias essenciais para a saúde e o bem-estar humanos. Eles digerem comida. Eles ajudam a absorver e sintetizar nutrientes. Mas o alcance deles se estende muito além da barriga. Pesquisas crescentes sugerem que elas podem influenciar o metabolismo, o peso corporal, o sistema imunológico, as funções cerebrais e até mesmo o humor.

Como mencionado, as composições da microbiota intestinal humana são individuais. Mas como um tipo sanguíneo, existe uma teoria de que muitos de nós pertencemos a um certo enterotipo – essa é uma maneira de separar as pessoas com base nos tipos de bactérias que estão presentes em suas entranhas. Isso pode ser um pouco simplificado, mas é um começo para entender as diferenças e semelhanças nessa vasta gama de bactérias.

Bactérias são parte de nós. E assim como qualquer relacionamento com um organismo vivo, o modo como nos importamos com elas tem um impacto no resultado desse nosso relacionamento. É menos sobre o que nossas bactérias podem fazer por nós e mais o que podemos fazer por nossas bactérias, para nos manter saudáveis.

Coma fibras

Dizem que você é o que você come. E é definitivamente verdade quando se trata de saúde intestinal. Os micróbios no nosso intestino podem afetar a maneira como nossos corpos armazenam nutrientes, usam açúcar, controlam o apetite e regulam o peso.

Um exemplo interessante é a fibra. Algumas bactérias digerem fibras, resultando na produção de ácidos graxos de cadeia curta (como o butirato), que são fundamentais para a saúde intestinal. A fibra pode ser um fator importante na regulação do peso e pode até diminuir o colesterol. Há uma relação direta entre o que é consumido, mudanças resultantes no microbioma e os efeitos no peso, metabolismo e saúde.

Coma alimentos diversos

Geralmente, um microbioma intestinal diverso é considerado saudável. É como um jogo de números; quanto mais espécies de bactérias viverem no seu organismo, maior o potencial que elas têm para proporcionar benefícios à saúde. Como se obter um microbioma diverso? Seguindo uma dieta de alimentos diversificados.

Coma frutas, legumes, feijões e leguminosas. Experimente: alcachofras, grão de bico, mirtilos e brócolis. Grãos integrais também fazem parte de uma dieta diversificada, contendo grandes quantidades de fibras.

Saúde intestinal para uma melhor saúde geral

Novas descobertas estão sendo feitas o tempo todo e mostram que a funcionalidade saudável do intestino pode afetar a saúde e a função de todo o corpo. Mesmo que tenhamos feito grandes progressos, ainda há muito a aprender.

Costuma-se dizer que você deve tratar seu corpo como um templo. Considere-o mais como um navio. Você está em uma jornada e as bactérias vivas no seu corpo são a tripulação que lhe ajuda a impulsionar a viagem.

Este artigo foi originalmente publicado pela HVMN.
Fotos HVMN e Unsplash

Receita: Bolo de Arroz

Uma receitinha doce, fácil e com sabor de queijadinha. Aquele carinho de mãe, sabe?! Pra comer acompanhado de um café fresquinho ou chá bem gostoso!

  • 1 xícara de arroz cru
  • 1 xícara de leite
  • 4 ovos
  • 1/2 xícara de óleo
  • 1 e 1/2 xícara de açúcar (qualquer tipo)
  • 50 gramas de coco ralado
  • 50 gramas de queijo ralado
  • 1 colher de sopa de fermento

Modo de preparo:

  1. Deixe o arroz de molho no leite de um dia para o outro, em um recipiente fechado, na geladeira;
  2. No dia seguinte, bater todos os ingredientes no liquidificador, com exceção do fermento;
  3. Acrescente o fermento e dê uma batida rápida no liquidificador;
  4. Unte uma forma pequena de furo no meio e coloque a massa;
  5. Leve ao forno pré-aquecido a 180º C, por cerca de 30 minutos (vai variar de acordo com cada forno, faça o teste do palito);
  6. Deixe esfriar e estará pronto para servir!
Você sabe o que é disfagia?

Você sabe o que é disfagia?

A disfagia é a alteração na deglutição caracterizada pela dificuldade de levar alimento ou saliva da boca ao estômago.

A manifestação da disfagia se dá por dificuldade de mastigação, escape oral de alimentos, ausência de deglutição, comida parada na boca ou na faringe, regurgitação nasal, tosses ou engasgos (antes, durante ou depois da deglutição), recusa alimentar, perda de peso e outros.

Orientações para pacientes disfágicos:

  • Fracionar a alimentação em 6 refeições diárias;
  • Hortaliças, vegetais: torná-los pastosos transformando-os em purês, suflês;
  • Sucos de frutas espessados ( manga, banana, caju);
  • Não utilizar líquidos para ajudar o alimento a descer;
  • Todas as refeições devem ser bem liquidificadas. Certifique-se que não há nenhum pedaço de alimento inteiro ou grumos ou fiapos às preparações antes de serem oferecidas.

Não deixe de procurar um(a) nutricionista, pois em casos de disfagia é comum que alguns pacientes fiquem desnutridos.

Texto da Dupla Saúde – Carol & Jess

Receita: Empadinha de Leite Condensado

Receita: Empadinha de Leite Condensado

Receita de FoodMakersBr

  • 1 gema
  • 135g de manteiga derretida
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 3 colheres de sopa de leite
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 lata de leite condensado

Modo de Preparo

  1. Para fazer a massa, misture todos os ingredientes (exceto o leite condensado) em uma tigela e mexa até formar uma massa firme.
  2. Distribua a massa em forminhas, moldando como uma empada.
  3. Recheie com leite condensado até preencher toda a forminha.
  4. Leve ao forno a 180ºC até dourar.
Dicas para criar uma criança saudável

Dicas para criar uma criança saudável

Se você quiser que o seu filho cresça de forma sadia você deve cuidar da sua alimentação e também, como não, do seu estado emocional. A gente te dá uma série de conselhos para que ajude ao seu filho a crescer de forma equilibrada e possa evitar futuros problemas de saúde.

1. Comer em família. Não deixe que o seu filho coma sozinho. Comer em família contribui com uma série de benefícios. Melhora a comunicação, valoriza o momento da comida de forma especial… Não é apenas um gesto. Vai muito mais além. Comer em família melhora a autoestima da criança e lhe ajuda a melhorar seus hábitos alimentares.

2. Não obrigue o seu filho a comer. Deixe que seja o seu filho quem decida a quantidade que quer comer. O pior que você pode fazer é obrigar-lhe a comer quando não quer. Existem crianças que necessitam comer mais e outras, no entanto, necessitam menos.

3. Não se esqueça nenhum desses alimentos a cada dia. Existem quatro grupos alimentares fundamentais que você nunca deve esquecer e que devem ser incluídos diariamente. São os seguintes: Frutas e verduras, cereais, lácteos e proteínas (carne, peixe, ovos…).

4. Estabelecer uma rotina nas refeições. Estabelecer um horário nas refeições beneficia a criança a regular seu apetite. O pior é deixar que coma a qualquer hora, sem deixar que termine de fazer a digestão. Uma criança necessita fazer cinco refeições por dia: café da manhã, almoço, lanche, merenda e janta.

5. Dê-lhe muita água. A saúde também se mede pela hidratação do corpo. Uma criança necessita beber e, com frequência se esquece porque está brincando. Lembre-a que beba água e fuja dos refrigerantes com excesso de açúcar.

7. Respeite os gostos da criança. Os pais se empenham para que as crianças comam de tudo. Mas, nós os adultos, gostamos de tudo? Por que não respeitar que uma criança goste de determinado alimento? Por exemplo, se o seu filho não gosta de espinafre, busque outro alimento que contribua com os mesmos benefícios e que possa comê-lo com facilidade.

8. Não esqueça nunca de felicitar ao seu filho. Os elogios e a atenção são primordiais. Se ele comeu bem, felicite-o. Isso fará com que ele se encha de orgulho. Mas, não use sobremesas como prêmios.

9. Limite certos alimentos. As sobremesas hipercalóricas, os doces e balas são alimentos que não contribuem com nada de bom. Assim que é melhor que limite seu uso. Não proibi-los, mas limitá-los a momentos especiais (aniversários).

10. Incentive o exercício. Para que uma criança cresça sadia não basta cuidar da sua alimentação. O exercício é sem dúvida um pilar básico. Anime-a para que faça exercício e busque o esporte que ela mais goste.

Por Estefanía Esteban
Redatora de GuiaInfantil.com

Receita: Pizza de caneca (light)

Receita: Pizza de caneca (light)

Ingredientes:

  • 1 pacote de torrada Magic Toast Light Marilan (7 unidades)
  • 1 colher (sobremesa) de azeite
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 2 colheres (sopa) de molho de tomate
  • 1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado light
  • 80 ml de leite desnatado
  • 2 tomates cereja
  • 1 fatia de presunto magro
  • Sal e orégano a gosto
  • Manjericão (opcional)

Preparo:

  1. Coloque as torradas em um saco.
  2. Triture-as até formar uma farinha.
  3. Despeje a farinha em uma caneca.
  4. Junte fermento, sal, azeite e leite, mexendo bem.
  5. Por cima desta massa, espalhe o molho de tomate.
  6. Polvilhe o parmesão.
  7. Em seguida, coloque o presunto cortado e os tomates.
  8. Salpique orégano a gosto.
  9. Leve ao micro-ondas por dois minutos.
  10. Sirva em seguida.

Receita: Tacos (Tortillas + Recheio)

Receita de Padaria Food Network

Para as Tortilhas:

  • 200g de farinha de milho fina
  • 200g de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de sal
  • ¼ de xícara de óleo
  • Água

Preparo:

  1. Junte os ingredientes em um bowl e misture com as mãos. Adicione água aos poucos para dar liga na massa.

  2. Quando começar a dar liga, continue apertando a massa em uma bancada. Ela deve ficar lisa em mais ou menos 10 minutos. Faça um rolinho com ela e a embrulhe em filme plástico. Deixe amassa descansar por 20 minutos na geladeira.

  3. Após a massa descansar, separe pedacinhos dela com a grossura um pouco maior de um dedo, com uma espátula. Cada pedacinho desse irá virar uma tortilha. Comece abrindo a massa com as mãos, fazendo um disco com os dedos, e termine esticando-as com um rolo. Confira se o tamanho está bom, e se quiser corte as bordas com uma faca, fazendo um círculo.

  4. Toste as tortilhas em uma frigideira bem quente com um pouquinho de óleo. 1 minuto de cada lado.

  5. Dobre delicadamente com as mãos, e encaixe uma tortilha na outra, para elas ficarem com tamanhos e forma semelhantes. Deixe elas esfriarem.

 

Para o Guacamole:

  • 2 avocados maduros
  • 1 tomate
  • ½ cebola
  • Coentro à gosto
  • Azeite, sal e pimenta do reino à gosto
  • 1 limão

Preparo:

  1. Pique a cebola e o tomate.
  2. Abra e retire as polpas dos avocados. Amasse-as com um garfo e depois junte o tomate, a cebola, o coentro. Misture com um garfo, adicione os temperos e, por fim, regue com o suco do limão. Não se esqueça de misturar uma última vez.

 

Para a Salsa Rústica:

  • 2 tomates picados
  • 1 cebola
  • Salsinha
  • Coentro
  • Pimenta caiena
  • Cominho
  • Sal e azeite à gosto

Preparo:

Pique o tomate, a cebola, o coentro e a salsinha. Misture-os bem em um bowl, tempere com apimenta, o sal e uma pitada de cominho. Regue com um fio de azeite e misture.

 

Para o Creme Azedo:

  • 200g de iogurte natural sem açúcar e sem sabor
  • 4 colheres de cream cheese
  • 2 limões
  • Sal à gosto

Preparo:

Processador de alimentos, bata o iogurte, o cream cheese, as raspas de 1 limão e o suco de 2 limões. Ajuste o sal e reserve.

Para o Recheio:

  • 300g de filé de frango ou carne
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 1 pimentão verde
  • 2 tomates
  • Pimenta caiena
  • Cominho
  • Pimenta do reino
  • Coentro em pó
  • Sal à gosto
  • Azeite

Preparo:

  1. Pique o alho e corte a cebola em rodelas. Corte a carne ou o frango em cubinhos ou tiras pequenas.Corte o pimentão em tiras e os tomates em cubinhos.

  2. Adicione a carne ou o frango em uma frigideira com azeite. Tempere com sal.Adicione a cebola e o alho. Quando a cebola estiver transparente, coloque o pimentão.

  3. Adicione uma pitada de pimenta caiena , uma de cominho, uma de pimenta do reino e uma de coentro em pó. Por último, adicione os tomates. Coloque um pouquinho de água e raspe o fundo da panela com uma colher. Misture bem e reserve.

 

Para os Tacos:

  • Feijão cozido
  • Queijo amarelo ralado
  • Alface americana
  • Azeite

Preparo:

Em cada tortilha, faça uma base com a carne ou o frango. Junte, na ordem, uma colher do feijão cozido, a salsa, guacamole, um pouco de creme azedo, queijo amarelo ralado, e alface americana.