Tag: alimentação balanceada

Receita: Brownie fácil e saudável (para matar a vontade de doce)

Bateu aquela vontade forte de comer um docinho, mas você quer se manter mais saudável possível e evitar grandes deslizes?! Então, se a sua vontade girar em torno de chocolate, esse brownie é para você!

A receita, sem leite, glúten e açúcar refinado, é da nutricionista Catharine Parise, de São Paulo, e foi compartilhada na revista Boa Forma.

Foto de Pixabay

Ingredientes:

  • 3 bananas nanicas maduras
  • ½ xícara de chá de cacau em pó
  • 1 xícara de pasta de amendoim integral
  • 2 colheres de sopa de xilitol (ou um adoçante de sua preferência)
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de café de baunilha (opcional)

Modo de Preparo:

  1. Amasse bem as banana com um garfo até obter consistência pastosa.
  2. Acrescente a pasta de amendoim e misture.
  3. Adicione os outros ingredientes (cacau, xilitol {ou adoçante}, sal e baunilha) e mexa novamente até obter uma mistura homogênea.
  4. Coloque em uma forma de silicone (ou em forma untada) e asse em forno médio por 20 minutos.
Receita: salada refrescante para o verão

Receita: salada refrescante para o verão

Quem tem dificuldade para se alimentar nos dias de verão mais intensos não vai mais passar aperto! Uma salada refrescante é uma boa escolha para turbinar a refeição e deixar o almoço mais gostoso em dias quentes. Aposte na versão que leva abacate para garantir mais saciedade, pois a gordura boa contida na fruta ajuda a adiar a fome, além de fazer bem para o coração e para a pele. Confira abaixo a receita completa:

Para a salada

  • 2 filés (200g) de frango
  • Sal a gosto
  • Raspas de 1 limão
  • 1 colher (sobremesa) de gengibre ralado
  • 1 colher (sopa) de alecrim fresco
  • 1 colher (chá) de azeite (ou óleo de coco) para grelhar
  • 1 prato (sobremesa) de folhas variadas (rúcula e alfaces lisa, crespa e americana)
  • 1/2 abacate firme cortado em tiras
  • 8 tomates cereja cortados ao meio


Para o tempero:

  • 1 colher (sobremesa) de azeite extravirgem
  • Vinagre balsâmico (ou limão)
  • Sal a gosto
  • 1 colher (chá) de chia

Modo de preparo

Divida o frango ao meio no sentido longitudinal para que os filés fiquem mais baixos e corte em tiras. Acrescente o sal, as raspas de limão, o gengibre e o alecrim e deixe descansar por 15 minutos. Grelhe em uma frigideira untada com o azeite (ou óleo de coco) e reserve. Em um prato, coloque o frango, as folhas, o abacate e os tomates. Tempere com o azeite, vinagre e sal. Em seguida, polvilhe com chia.

Receita compartilhada por Boa Forma.

Receita: Burrito low carb

Receita: Burrito low carb

Uma receita saudável, rápida e leve para variar o seu cardápio:

Ingredientes

Para a Massa:

  • 8 folhas de couve
  • Água fervente em uma panela grande o suficiente para banhar as folhas
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • Sal a gosto

Para o Recheio:

  • 1 pepino em tiras
  • 1 pimentão amarelo em tiras
  • 1 cebola roxa em tiras
  • 2 tomates em tiras
  • 200 g de salmão defumado
  • 100 g de cream cheese
  • Azeite a gosto
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo

Para a Massa:

Coloque a água para ferver com o sal e o bicarbonato. Retire o talo das folhas. Quando a água estiver fervendo, coloque-as na panela por cerca de um minuto. Seque bem em papel-toalha e deixe esfriar.

Para o Recheio:

Em uma panela aquecida, coloque o azeite e refogue os vegetais por cerca de 5 minutos. Tempere com sal e pimenta a gosto.

Para a Montagem:

Na base da folha de couve aberta, onde o talo foi cortado, coloque o cream cheese, os vegetais e o salmão. Coloque cerca de 3 dedos de recheio em cada folha. Enrole uma vez pra cima, dobre os lados da folha para dentro e continue a enrolar, como se fosse um rocambole. Rende 8 porções.

Receita e fotos de Food Network Br

Os alimentos ideais para serem consumidos antes dos exercícios

Praticar atividades físicas é muito importante para a nossa saúde e bem-estar, além de ajudar – e muito! – na hora de perder alguns quilinhos. Porém, é importante não se preocupar apenas com o tipo de exercício ou a intensidade dele – também temos que nos alimentar de acordo com os treinos, pois uma refeição adequada é capaz de conseguir as reservas de energia necessárias para que a atividade física não se torne um fardo. As nutricionistas Barbara Sanches e Camila Abreu contam quais alimentos são recomendados para se fazer exercícios e por quê:

Alimentos que dão energia

Antes do treino, o ideal é consumir alimentos que dão mais energia, já que você está prestes a gastar um monte dela nos exercícios. Quando se fala em alimentos que dão energia, entram em cena os carboidratos. “Além de ser sinônimo de energia e garantir disposição, o carboidrato preserva a massa muscular”, conta Camila.

Barbara completa: “nutrientes como vitaminas, minerais e aminoácidos também são necessários para o treino, embora não precisem ser consumidos necessariamente antes dos treinos, como os carboidratos. Eles podem estar diluídos durante o dia todo, em várias refeições”. O ideal é dar preferência aos carboidratos complexos, presente nos pães, arroz e massas, pois sua digestão é lenta, garantindo energia por mais tempo.

Evite esses alimentos

“Deve-se evitar a ingestão de fibras e alimentos gordurosos, pois podem causar desconforto gastrintestinal. Dê preferência aos lácteos com baixo percentual de gorduras e retire as cascas e bagaço das frutas”, aconselha Camila.

Sugestões para refeição antes do treino

As nutricionistas indicam: cereais matinais, pães, bolachas e biscoitos simples (sem recheio), arroz, massas em geral, tubérculos (batata, mandioquinha, mandioca), frutas frescas como melancia, pêssego e uvas.

Reposição nutricional

Durante a prática do exercício, também devemos tomar cuidados importantes, como a reposição de líquidos e hidratação do nosso corpo. “A ingestão de líquidos é fundamental para o desempenho. Essa estratégia é importante para prevenir hipoglicemia e/ou desidratação, quadros que comprometem o rendimento” diz Camila. “É importante sempre levar água e, preferencialmente, bebidas esportivas”, completa.

Conteúdo Minha Vida

O açúcar de coco

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Muitos adoçantes, principalmente os químicos, contêm substâncias extremamente prejudiciais à saúde, que podem até provocar câncer na bexiga. Uma ótima e natural alternativa para esse problema é o novato açúcar de coco. Ele promete adoçar tudo, com gosto semelhante ao açúcar mascavo, porém muito mais benéfico.

Reprodução Mais Equilíbrio

Proveniente da seiva de flores em botão do coqueiro, esse açúcar inovador tem índice glicêmico de 35%, segundo estudo realizado pelo Instituto Filipino de Pesquisas Nutricionais e Alimentares – para efeitos de comparação, considere que o mel possui esse índice em 55% e o açúcar refinado em 68%.

Esse número inferior significa que o açúcar de coco é absorvido pelo corpo de forma mais lenta, provocando menos picos de insulina e, por isso, é mais indicado para pessoas portadoras de diabetes. Além disso, como não excede a capacidade de processamento feito pela insulina, não fica armazenado nas gordurinhas, ao contrário da maioria dos alimentos refinados.

Além de ser ótimo substituto para os adoçantes sintéticos, o açúcar proveniente do coco possui vitaminas do complexo B, potássio, magnésio, ferro e zinco. Essas substâncias melhoram o funcionamento do fígado, circulação sanguínea e tecidos, além de prevenir envelhecimento e diabetes, aumentar a disposição, a imunidade e a cicatrização.

Qual a dosagem indicada?

Como utilizá-lo? Exatamente como o açúcar refinado comum! O açúcar de coco pode servir para adoçar alimentos e bebidas – como sucos, chás, iogurtes, etc. – na mesma medida que o açúcar branco. Ele também pode ser aquecido e utilizado em receitas assadas, como bolos, pudins e doces, da mesma forma que o tradicional.

Mas não acredite que todas essas vantagens podem encobrir os males do excesso. Assim como o açúcar refinado e os adoçantes, o consumo deve ser moderado e associado a uma alimentação balanceada.