Tag: alma

Faça parte da caixinha de remédios de alguém!

“Muitas vezes nesta vida, nós somos o remédio da vida de outras pessoas!

Quantas vezes você já curou uma pessoa com o seu abraço, uma visita inesperada, um sorriso, uma palavra, um carinho ou até mesmo uma mensagem enviada?

Sua presença alegra a vida das pessoas, é um poderoso remédio contra a tristeza, a depressão, a dor e os sofrimentos da alma.

Estar presente na vida das pessoas que amamos é milagre poderoso, que pode transformar-se em processos de cura absoluta.

Faça parte da caixinha de remédios de alguém!”

Chico Xavier

Florais para se acalmar no fim do ano

Fim de ano é difícil para todo mundo. As metas que precisam ser batidas no trabalho, as incertezas do novo ano que chega e toda a carga emocional que vem com a virada. Procuramos a expert Marcia Rissato, professora de florais da Escola Mona’s, para descobrir cinco deles que ajudam a driblar a ansiedade, cansaço e as angústias desta época do ano. Anote:

1. Holly: para resgatar o mais profundo sentimento de amor universal e aceitação.
2. Star of Bethlehem: para cicatrizar as feridas da alma e atenuar a saudade doída.
3. Wild Oat: para receber o novo e encontrar o propósito de vida.
4. Walnut: para criar uma camada protetora, fortalecendo momentos de mudança e transformações.
5. Cerato: para estimular a confiança na intuição e ouvir a voz interior.

Conteúdo Vogue

Exponha

7 passos para começar a meditar

Conteúdo original Mais Equilíbrio

buddha-1284619_960_720

Já está comprovado que a meditação tem a capacidade de transformar a vida de uma pessoa e fazer com que ela realmente descanse. Uma pesquisa realizada na Universidade da Califórnia e publicada na revista Translational Psychiatry afirma que um período de práticas de meditação promove o relaxamento por tempo mais prolongado que o mesmo período de férias.

Os coachs e escritores Bruno Gimenes e Patrícia Cândido, autores da obra “Conexão com a Prosperidade” e fundadores da instituição espiritual Luz da Serra, ensinam os 7 passos iniciais que devem ser dados para começar a meditar. “Para níveis avançados, é importante procurar instrutores, mas qualquer um pode iniciar o processo de meditação com essas práticas”, explica Bruno.

Segundo Patrícia, a meditação pode ser um desafio no começo. “O segredo é não desistir e colocar a prática como parte do seu dia a dia”, completa.

meditation-1287207_960_720

1– Escolher um bom local:

Segundo os escritores, a escolha do local influencia diretamente no processo de meditação. “O local ideal vai ser aquele em que você consiga se conectar com você mesmo, que não sofra interrupções e o principal, em que você se sinta confortável”, explica Patrícia. Bruno conta que, caso não seja possível criar um cantinho para meditação em casa, pode ser um espaço dentro do próprio quarto, por exemplo. “Velas, plantas e incensos são bem-vindos”.

2– Determinar uma posição confortável:

O segundo passo é definir uma posição realmente confortável para permanecer imóvel por algum tempo. “O ideal é estar sentado, então a dica é usar uma almofada firme para ter mais estabilidade”, explica Bruno, que alerta para evitar sentar-se na própria cama.

incense-stick-405899_960_720

3- Garantir silêncio

Mesmo que algumas pessoas consigam se concentrar com barulhos ao redor, o ideal é manter um ambiente silencioso. “Para entrar em estado de relaxamento, tome um banho quente, e em seguida desligue o celular e aparelhos eletrônicos”, sugere Patrícia.

4- Concentrar-se na respiração

Segundo os especialistas, é necessário focar-se completamente na respiração para afastar os pensamentos. “Crie uma percepção da sua respiração, sinta o ar entrando e saindo dos seus pulmões, respirando de forma lenta”, ensina Bruno. Patrícia ensina que, quando pensamentos vierem à mente, basta voltar a se concentrar na respiração. “Você pode imaginar inspirar a pureza e expirar as tensões, e assim esse processo de concentração vai, aos poucos, conduzir a mente ao estado de meditação”.

buddha-649056_960_720

 5- Mantenha o hábito de fazer os exercícios

Como a meditação é algo muito próprio de cada um, o importante, segundo os especialistas, é manter a prática e ir moldando-a conforme for evoluindo. “Existem meditações guiadas e não guiadas, e a escolha depende de cada pessoa”, explica Patrícia. A escritora conta que os iniciantes podem se sentir mais confortáveis na primeira opção. “Também existem mantras, que são os sons sagrados da tradição budista, e que têm o poder de criar encantamentos e atrair as melhores vibrações”, explica, destacando que existe a possibilidade de criar um mantra próprio.

6- Acalmar a mente

Bruno conta que a meditação tem como principal objetivo o de silenciar e acalmar a mente, e esse é o grande ponto de partida para as transformações internas capazes de combater a ansiedade, insônia e outros sintomas da vida moderna. “Com tantos estímulos externos, acabamos nos esquecendo da possibilidade de nos desligar e entrar em contato com nosso mundo interior”, destaca. Assim, as primeiras tentativas de meditação deverão ser interrompidas por diversos pensamentos que virão à tona. “Sempre que eles surgirem na mente, retorne sua atenção para o seu propósito e foque naquele momento, pois os seus problemas estarão lá quando você terminar, e você estará em melhor estado para poder resolvê-los. E quanto mais você fizer esse exercício, mais fácil será da próxima vez”, completa Patrícia.

girl-1246238_960_720

7- Voltar devagar 

Assim que o período de meditação acabar, Bruno conta que não se deve levantar rapidamente. “Após fazer o exercício, retome sua respiração normal e calmamente abra seus olhos”, ensina. Segundo Patrícia, deve-se encerrar a meditação com o sentimento de gratidão ou uma oração que mentalize todos os seres humanos e a natureza. “Mexa braços e pernas devagar, alongue-se e aos poucos vá voltando à sua rotina”.  Após seguir todos os passos, os especialistas contam que basta colocar a meditação na rotina. O ideal é que começar meditando por cerca de 10 a 15 minutos por dia, e passar para 30 minutos após um mês. Eles destacam que a prática regular é transformadora: melhora a facilidade de se concentrar e de se desvencilhar do turbilhão de pensamentos que ocorre ao longo do dia.

A língua

“Não obstante pequena e leve, a língua é, indubitavelmente, um dos fatores determinantes no destino das criaturas.

man-794514_960_720

Ponderada – favorece o juízo.
Leviana – descortina a imprudência.
Alegre – espalha otimismo.
Triste – semeia desânimo.
Generosa – abre caminho à elevação.

Maledicente – cava despenhadeiros.
Gentil – provoca o reconhecimento.
Atrevida – atrai o ressentimento.
Serena – produz calma.
Fervorosa – impõe confiança.

Descrente – invoca a frieza.
Bondosa – auxilia sempre.
Descaridosa – fere sem perceber.
Sábia – ensina.
Ignorante – complica.

Nobre – cria o respeito.
Sarcástica – improvisa o desprezo.
Educada – auxilia a todos.
Inconsciente – geral desequilíbrio.
A língua é a bússola de nossa alma, enquanto nos demoramos na Terra.

Conduzamo-la na romagem do mundo, porque, em verdade, ela é a força que abre as portas do nosso coração às fontes da vida ou às correntes da perturbação e da morte.”

por André Luiz e Chico Xavier

4 dicas para lavar a alma

Texto original Bons Fluídos

active-1331931_960_720

Lembrando o princípio aiurvédico que entende a vida como um ciclo de absorção, digestão e eliminação, despedir-se das emoções negativas é, acima de tudo, uma questão de saúde. E a meditação é forte aliada. “Aquietar a mente evita que as impressões negativas entrem”, conta o médico Ruguê Jr.

O relaxamento é a chave mestra dessa história “porque permite abrir janelas por onde os pensamentos e sentimentos ruins ecoam”, defende Paulina Rabinovich, estudiosa do budismo tibetano há 23 anos.

A cura com um beijo
A raiva é um dos sentimentos mais intoxicantes. Como se livrar dela? “Deslocando o pensamento para algo bom. O que soluciona a raiva é o amor. Como criar amor? Com um beijo em alguém que você adora, um telefonema, uma lembrança agradável”, sugere.

young-people-737150_960_720

Cultive bons pensamentos
“Toda vez que algo negativo acontecer, lembre de algo bom”, indica o médico Samir Rhame, da Sociedade Brasileira de Medicina Antroposófica.

Observe o Sol
“Ele é o eixo do nosso sistema solar e nos traz essa ideia de centro”, diz a terapeuta psicoenergética Maria Beatriz Villac. “Imagine essa luz entrando por sua cabeça, passando por entre as sobrancelhas e percorrendo todo o eixo do corpo. Ou simplesmente abra a janela e olhe para o astro rei”, ensina.

Contato social
“Mudar de ambiente renova e estimula a sair de qualquer tipo de estagnação”, lembra a professora de psicologia Eliana Herzberg. Fazer trabalho voluntário, ir ao cinema ou iniciar um curso também desintoxicam as emoções.

Como manter o Equilíbrio em tempos difíceis

Por Rosane Queiroz e Kátia Stringueto em Bons Fluídos Digital

Osho (1931-1990), filósofo e mestre espiritual indiano, certa vez ouviu de um aprendiz: “Por que o senhor não diz algo sério?”. Porque ele vivia brincando e contando piadas, ao mesmo tempo em que passava seus ensinamentos. “Ele criava o discurso em torno da piada, e não poderia ser diferente. Rir é uma maneira de sair da mente”, atesta AnandGoloka, mestre de meditação no Osho Internacional MeditationResorte, em Puna (Índia), e no Brasil.

smile-191626_640

 No Tarô Zen de Osho, a carta “Espírito Brincalhão” dá o recado sobre o valor do bom humor: “O zen excluiu-se do mundo sério, criou um mundo próprio muito divertido, cheio de risos, no qual até os grandes mestres se comportam como crianças”.

Mas é no texto “A Revolução: Conversas Sobre Kabir” que Osho passa a maior mensagem sobre a importância de cultivar o riso: “A vida inteira é uma grande piada cósmica. Não é um fenômeno sério — leve-a a sério e você continuará a perder o essencial. Ela só é compreendida por meio do riso. (…) A minha definição do homem é que ele é o animal que ri. Nenhum computador ri, nenhuma formiga ri, nenhuma abelha ri. (…) É só o homem que pode rir; é o pico mais alto do crescimento. (…) Se você puder rir, será capaz de amar. Se puder rir, será capaz de relaxar. O riso relaxa como nenhuma outra coisa. Assim, todas as piadas para mim são orações —é por isso que eu as conto. E você pergunta: ‘Por que você não ri de suas próprias piadas?’. Porque eu as ouvi antes”.

Benefícios de corpo e alma

necklace-518268_640

Além de trazer mais leveza para a vida, uma exuberante gargalhada também melhora a saúde.Pesquisas assinalam que brincar, rir e não se levar tão a sério é absolutamente desejável. “Ser bem-humorado significa perceber que a maior parte das situações que vivemos não é nem muito importante, nem muito séria, nem muito grave”, define Silvia Cardoso, neurocientista da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que estuda o riso e seus efeitos.

Ela constatou que não importa se a risada é por algo engraçado ou um gesto de cumprimento. Para ser benéfica, ela tem é de ser sincera. “Só quando o sorriso passa pela emoção é que libera substâncias que reduzem a tensão, relaxam os músculos e aumentam a imunidade”, avisa.

woman-918707_640

Rir oxigena o sangue e faz pensar melhor, minimiza o excesso de dor, de rigor consigo próprio e com as outras pessoas. E, ao contrário do que se pode imaginar, estar bem com a vida não significa ser super-herói e esconder sentimentos ruins. A palavra humor vem do latim humore, que significa “deixar fluir”. Isso inclui desculpar-se das próprias falhas e expandir-se internamente. Em outras palavras, significa saber rir de si mesmo.

Outras chaves para o equilíbrio são voltar a mente para o presente, nutrir-se de alimentos e relações saudáveis e, não importa a situação, ter consciência de que está dando o seu melhor.

Veja como cultivar seu senso de humor:

* Liste as coisas de que você mais gosta e considere seriamente a possibilidade de colocá-las em prática.

person-731141_640

* Lembre do que você fazia com prazer na infância. O que o fazia ficar horas absorto, ler, olhar as estrelas, assistir um jogo…

* Perceba as atividades divertidas que pratica durante o dia. Jantar fora com um amigo, fazer amor, brincar com o cachorro, cozinhar. Observe como a alegria custa pouco.

* Tudo tem sua parte divertida e outra nem tanto. Só não deixe o que é divertido ficar escondido.

person-731187_640

* Brincar é tão natural quanto respirar, sentir, pensar.

Autorize-se. Tente caminhar por um quarteirão observando quantos sorrisos encontra pela frente. Depois, faça o mesmo percurso sorrindo e comprove que rir é contagioso. 

“Ser bem-humorado significa perceber que a maior parte das situações que vivemos não é nem muito importante, nem muito séria, nem muito grave”, Silvia Cardoso, neurocientista.