Tag: amadurecimento

Sobre limões e limonada

Tudo vale a pena

Texto original de Obvious

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.” (Fernando Pessoa)

“Amadurecer é olhar para trás e ver que tudo, todas as particularidades que passamos em experiências anteriores valeram a pena. Não pelas circunstâncias que as precederam, mas sim por notarmos que tudo serve para experiência e aprendizado. Acontecimentos ruins nos coroam não por sermos merecedores desse tipo de experiência, mas por certo, algo devemos aprender e extrair com o que acontece conosco.

pocket-watch-560937_960_720 (1)

A vida realmente é uma caixinha de surpresas e não sabemos o que nos espera, mas o poder da aceitação em nós é o bálsamo capaz de curar toda e qualquer ferida. Quando amadurecemos emocionalmente, entendemos que a resignação é a resposta para as nossas frustrações, e se algo não aconteceu no momento ou da forma que gostaríamos que acontecesse é por que, muito provavelmente não era pra ser e o destino nos reservará algo ainda melhor.

Quando amadurecemos aprendemos a silenciar nossas rebeldias, entendendo que já passamos a fase da adolescência da alma, e a vida não aquiescerá todas as vezes ao nossos desejos.

Nem sempre é fácil lidar com problemas e a vida nos prega peças para que possamos aprender a lidar. Dificuldades de todos os gêneros, sejam físicos ou emocionais nos acometem para nos tornarmos ainda mais fortes.

summer-still-life-785231_960_720

Ao amadurecermos, paramos de agir como crianças egocêntricas e mimadas e passamos automaticamente a nos queixar menos. Assumimos responsabilidade por nossas faltas e procuramos nos tornar pessoas melhores.

No final das contas, quando associamos aquele nosso lado que grita a tresloucada juventude, os sonhos, a falta de aceitação para a conduta que aprendemos (talvez a duras penas) adquirir, resta em nós aquele olhar profundo e a certeza de que sabiamente aprendemos a abrir mão das vãs expectativas que a imaturidade oferece, para adquirir a confiança, a fé e a brandura que apenas a maturidade é capaz de nos outorgar.”

Quem não sabe o que quer perde o que tem

Conteúdo original Obvius

sunset-1207326_960_720

“Nossa vida é feita de escolhas, de planos e de metas que vamos tentando alcançar ao longo do tempo. Nesse caminho, embora não consigamos realizar muitos de nossos sonhos, vamos obtendo significativas conquistas que nos tornam melhores e mais felizes. Infelizmente, muitos de nós não percebemos nem valorizamos o que alcançamos, perdidos que estamos em meio a dúvidas sobre o que fazermos de nossas vidas.

Hoje, há muitas possibilidades e variados caminhos à nossa frente, para que possamos construir nossa jornada. As opções de áreas de trabalho, de cursos, universidades, campos de atuação ampliaram-se consideravelmente, tornando o leque de escolhas deveras extenso e, portanto, gerador de dúvidas quanto ao que seja melhor e mais adequado a cada um de nós.

person-1306451_960_720

Da mesma forma, a internet nos possibilita diversificadas formas de interação com pessoas de diversos lugares, tornando possível o contato entre indivíduos que jamais se conheceriam tempos atrás. E, quanto maior for a quantidade de pessoas com quem interagimos, mais difícil também se torna escolhermos quem realmente ficará junto de nós, fazendo parte de nossas vidas.

Roupas, alimentação, bares, baladas, músicas, tudo parece possuir uma variedade tão grande de opções, haja vista os apelos midiáticos que nos cercam, que optar por um simples jantar acaba sendo, para muitos, um verdadeiro suplício. Infelizmente, esse contexto acaba por se tornar nocivo ao amadurecimento de nossas ideias, ao fortalecimento de nossas certezas quanto ao que e quem queremos para nós.

boy-1209000_960_720

Nem sempre estaremos seguros quanto ao queremos e nem sempre optaremos pelo que for o melhor e mais adequado para nossas vidas, pois é principalmente errando que somos levados a refletir e a repensar. Muitas vezes, as dúvidas abalarão as nossas verdades, transformando o certo em incerto, o sólido em arenoso, o para sempre em perecível. É assim que a gente cresce e passa a ter mais segurança sobre o que nos rodeia.

Mesmo assim, é necessário criar algumas certezas e fincar algumas raízes, lutando pela permanência do que nos faz bem e rompendo com tudo o que atrapalha a firmeza de nossas convicções. Sim, o amor pode acabar, a amizade pode ruir, o emprego pode azedar, os sonhos podem morrer, portanto, devemos também estar sempre abertos ao novo, à quebra de certezas, ao enfrentamento das dúvidas. Sempre bom lembrar que incertezas em demasia nos tornam incapazes de manter por perto aquilo que já é essencial ao nosso respirar. Nem tudo é descartável.

man-1156543_960_720

Não poderemos guardar conosco os nossos tesouros, caso não estejamos dispostos a passá-los adiante, quando a vida e as circunstâncias os desvalorizarem. Porque o tempo sempre nos mostra o que nos emperra a vida, mesmo que seja aquilo que tanto prezávamos, bem como nos presenteia com aquilo que perdurará conosco, atravessando juntinho toda dor e cada alegria que teremos pela frente.”