Tag: aperfeiçoar

Você sabe cozinhar corretamente?

Conteúdo original Mais Equilíbrio

frog-1290527_960_720

Saber cozinhar, antes de mais nada, é uma questão de sobrevivência. Mas é também uma forma de demonstrar carinho pelas pessoas que amamos. Alguns já nascem com um talento nato para tal, enquanto outros parecem perdidos na cozinha. Mas mesmo sendo um expert em gastronomia, às vezes é comum cometer erros. E se esse é o seu caso, não se preocupe; para saber se você sabe cozinhar corretamente, listamos algumas dicas para que você se torne o melhor chef em sua casa.

Não desperdice qualquer alimento

Se é comestível, não jogue as sobras fora! Especialmente em tempos de crise, os alimentos não devem ser desperdiçados de modo algum. Trabalhe com o conceito de aproveitamento de alimentos em sua integralidade. Por exemplo, com as cascas das batatas é possível fazer chips salgados. Com as hastes da maioria dos vegetais, tais como brócolis, couve-flor ou salsa, dá para preparar saladas, sopas e tortas. Ou seja, tudo é reaproveitável!

red-417104_960_720

Cuidado com tempero

O uso de ervas e especiarias é o que dá um toque a mais de sabor em certas refeições. Mas cuidado com os exageros! Além de fazer mal para o organismo, os excesso de tempero sobrecarrega o sabor, ficando quase que impossível experimentar a comida com prazer. Além disso, algumas especiarias são boas para sua saúde, mas há aquelas que podem ser prejudiciais se consumidas em grandes quantidades. Então, moderação é a chave.

Controle a temperatura de cozimento

Dica de mestre: antes de colocar os alimentos na panela, frigideira ou grelha, verifique o ponto da temperatura ideal do fogo. Se a temperatura estiver acima do satisfatório, você corre o risco de queimar os alimentos e isso faz com que eles percam vitaminas e minerais importantes para a sua saúde, além de perder o sabor. Portanto, encontrar a temperatura certa é crucial para uma refeição perfeita.

olive-oil-968657_960_720

Escolha o tipo de óleo para o cozimento

Existem muitos tipos de gorduras e óleos para cozinhar, como óleo de soja, de canola, de girassol, óleo de coco, entre outros. E todos eles têm algo em comum: o chamado “ponto de fumaça”. Isto representa a temperatura com a qual o óleo começa a queimar. Sendo assim, gorduras e óleos com um ponto de fumaça elevado, como manteiga ou gordura animal, são melhores para fritar ou cozinhar, enquanto aqueles com um ponto de fumaça menor, incluindo azeite ou óleo de girassol, são perfeitos para temperar saladas e molhos. Vale a pena notar que o excesso de gordura não é saudável, mas cortá-la completamente de sua dieta também não é boa ideia. Cabe lembrar que a ingestão de gordura insuficiente poderia diminuir a produção natural de testosterona, tanto em homens quanto em mulheres.

Com estas dicas de culinária, levando em conta algumas mudanças simples na maneira como você prepara sua comida, é possível ter alimentos altamente saudáveis, saborosos e com o mínimo de desperdício.

Atividades que estimulam o funcionamento do cérebro

happiness-824419_640

Conteúdo original de UGF

Assim como o corpo, o cérebro deve ser exercitado, pois com o passar dos anos a memória pode ficar comprometida. Por isso exercitar a mente melhora a concentração, as lembranças e a qualidade de vida. Assim como incorporar a rotina atividade física, alimentação equilibrada e uma boa noite de sono favorecem o funcionamento do cérebro.

Alguns estudos comprovam que as pessoas que preenchem o tempo com atividades como leitura, hobbies ou jogos contam com menos riscos de perder recordações.

selfie-465563_640
Com a tecnologia, muitos especialistas afirmam que as pessoas passaram  a ser mais “preguiçosas” e acabam não estimulando o cérebro com ações simples, por conta disso atividades corriqueiras acabam passando despercebidas.

Trabalhar a concentração é fundamental, para a manutenção de uma mente ativa, uma vez que a memória necessita de atenção e concentração para armazenar dados.

chess-775346_640
Para estimular a memória, agregue a rotina o uso de quebra-cabeças, palavras cruzadas, damas, xadrez e jogos. Ações como relatar as atividades que ocorreram no decorrer do dia para outras pessoas pode agir como um exercício para a memória.

Busque se dedicar a novas habilidades como realizar cursos de graduação, pós-graduação, extensão, idiomas, música, dança ou artesanato.

O sono é uma necessidade do nosso organismo caracterizado principalmente quando o cansaço mental é prolongado e as concentrações de cortisona diminuem e as de melatonina acrescem, ocasionando a vontade de dormir. Nesse momento o organismo começa a reorganizar seus sistemas para retomar uma nova etapa de atividades. A imunidade é fortalecida, as células são restauradas e a memória é consolidada.

sleeping-690429_640

O processo de aprendizado pode ser compreendido nas seguintes esferas: a primeira durante a prática, a segunda durante as horas iniciais de sono e a terceira e última durante o estágio final do sono, o denominado “o sono dos sonhos”.

Quando não dormimos bem, nossa memória fica falha, ficarmos irritadiços e isso acarreta cansaço, dor de cabeça e indisposição. Quando acontece uma brusca redução das horas de sono isso pode suceder à diminuição da produção de insulina e aumentar a de cortisol.

Fatores como exercícios físicos, alimentação adequada e a prática de atividade física são essenciais para melhorar a capacidade mental e evitam o declínio mental com o decorrer dos anos.