Tag: barriga

Receita: Chá de hibisco anticelulite

O hibisco estimula a queima das gordurinhas em excesso na barriga e nos quadris, além de facilitar a digestão, regularizar o intestino e diminuir a retenção de líquido. Não é só isso. “Os antioxidantes presentes na erva combatem os radicais livres”, diz a nutricionista Sabrina Theil, da Clínica Juliana Neiva, do Rio de Janeiro.

Receita Boa Forma

Ingredientes

• 1 1/2 litro de água filtrada
• 1 colher (sobremesa) de hibisco
• 1 colher (sobremesa) de amora (folhas secas)
• 1 colher (sobremesa) de cavalinha

Modo de fazer

Leve a água ao fogo e, assim que surgirem as primeiras bolhinhas, junte as ervas. Desligue o fogo e abafe por 5 minutos. Coe e beba 1 xícara a cada 3 horas, longe das refeições para não atrapalhar a absorção do ferro vindo dos alimentos.

Caminhada seca-barriga

por Christina Biltoveni em M de Mulher

belly-2473_640

Estudos realizados em centros de pesquisa do mundo todo comprovam que a mais simples de todas as atividades físicas – andar – é uma forma eficaz, fácil e barata de emagrecer, ganhar fôlego e proteger o coração. A novidade é que especialistas americanos descobriram que caminhar é tiro e queda para acabar com a gordura abdominal. Eles analisaram a relação entre esse tipo de exercício e os excessos que insistem em se alojar na barriga e provaram que uma média de duas horas e meia de caminhada por semana pode exterminar as sobras nessa região e diminuir até 2,5 centímetros em quatro semanas.

Mas por que caminhar funciona tão bem para declarar guerra aos pneuzinhos? Segundo Tim Church, da Louisiana State University, nos Estados Unidos, esse tipo de atividade ajuda a reduzir a gordura abdominal profunda, chamada gordura visceral. Se você se exercitar o suficiente para perder 10% da sua gordura corporal, pode, na verdade, diminuir a gordura visceral em até 30%, diz Church. Porém, é preciso deixar claro que a caminhada só traz esse tipo de resultado se aliada a uma dieta saudável.

person-731281_640

Outro fator importante: quando a intensidade é variada durante o exercício, há uma maior metabolização da gordura como fonte de energia. Desse modo, andar se torna uma atividade mais eficiente e é possível conseguir resultados em menor tempo, defende Claudio Pavanelli, fisiologista da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Por isso, os professores Emerson Bisan, da assessoria esportiva Nova Equipe, e Mickey Ferrari, da academia Reebok, ambas em São Paulo, montaram um programa em que você vai caminhar menos de uma hora por dia, cinco vezes por semana, e intercalar a intensidade durante o treino. Quando se faz o mesmo exercício todos os dias, não demora a atingir o que a gente chama de zona de conforto. O organismo acostuma, não é mais desafiado, e os benefícios ficam comprometidos, explica Mickey. Vamos lá!

Escolha o plano que mais se ajusta ao seu estilo de vida: há um programa para fazer na esteira ou na rua e o outro para quem gosta de andar na praia. Aposte no seu preferido e tire o máximo proveito dessa malhação com cara de passeio. Afinal, depois de tudo isso que você leu, sua caminhada nunca mais será a mesma.

A postura certa

running-573762_640

Enquanto você caminha, preste atenção em alguns itens importantes:

  • Cabeça: deve ficar alinhada com a coluna, mantendo o queixo paralelo ao chão, para evitar dores no pescoço.
  • Ombros: coloque-os para trás e não deixe com que tensionem a musculatura do pescoço.
  • Braços: eles acompanham o movimento, de preferência com os cotovelos flexionados a 90 graus, para evitar que as mãos inchem.
  • Barriga: contraia bem os músculos do abdômen enquanto caminha, como se levasse o umbigo em direção às costas. Além de trabalhar a região, você melhora a postura.
  • Pés: sempre que pisar, apóie primeiro o calcanhar no chão e então desenrole o pé. O tamanho da passada não deve ser nem muito curto nem muito longo. Dê passos macios, para não machucar os ossos da canela.

Pequenos cuidados para uma caminhada mais eficiente

girl-489113_640

  • Use roupas leves e escolha um tênis confortável, com sistema de amortecimento. Prefira modelos indicados para caminhada, cuja sola não é tão alta como nos de corrida.
  • Evite caminhar sob sol forte. Use chapéu ou boné e passe filtro solar no corpo todo, mesmo em dias nublados.
  • Nunca caminhe em jejum: se andar logo cedo, tome um suco, coma uma fruta ou uma barra de cereais e deixe o café completo para a volta.
  • Beba água antes, durante e depois da caminhada. É recomendável tomar um copo a cada 20 minutos.
  • A respiração deve ser a mais natural possível, de preferência nasal. O nariz aquece, filtra e umedece o ar. Ao respirarmos pela boca, isso não acontece.
  • Quando estiver adaptada à caminhada, não se acomode: você pode intensificar o trabalho apertando um pouquinho o passo, crescendo a inclinação da esteira, incluindo mais ladeiras no trajeto ou aumentando a duração do exercício.

Para o exercício render mais

Areia fofa = exercício turbinado
Nesse tipo de terreno, tudo bem caminhar descalça, porque o impacto é reduzido. De acordo com a fisiologista americana Therese Ikonian, na areia fofa você consume o dobro de calorias do que numa superfície dura. Além disso, como exige muito mais dos músculos, é um ótimo exercício para modelar as pernas.

girl-648937_640

Como calcular a frequência cardíaca máxima (FCM)

O que vai determinar a intensidade da caminhada é a sua frequência cardíaca. É importante monitorá-la e mantê-la dentro da faixa indicada no treino. Para isso, o primeiro passo é calcular a frequência cardíaca máxima (FCM), subtraindo a sua idade de 220.

Se tem 20 anos, FCM: 220 – 20 = 200. Para andar entre 60% e 70% da FCM, faça o cálculo: se a sua FCM for 200, a conta é 200 x 0,6 (120) e 200 x 0,7 (140). Isso significa que terá que manter o batimento cardíaco entre 120 e 140 vezes por minuto. Se tiver frequencímetro, melhor. Caso não tenha, pode utilizar também a tabela de percepção de esforço abaixo.

Entre no ritmo

Conseguir falar durante o exercício normalmente é um dos sinais que indica que você está mantendo a faixa ideal de batimentos cardíacos.

tabela moderado

Plano para caminhar na praia

Quem vai passar as férias no litoral ou mora em uma cidade praiana pode apostar no treino à beira-mar. Intercalar areia dura com areia fofa e andar na água são as variáveis que deixam esse programa mais forte. Você se exercitará por menos tempo, mas os terrenos exigem mais esforço.

legs-326550_640
Não esqueça de realizar o aquecimento antes (ande 5 minutos em ritmo lento, como se estivesse passeando) e o alongamento depois, para prevenir lesões.

semana1

semana2

semana3

semana4

Plano para caminhar na rua ou na esteira

Este programa dá para fazer ao ar livre ou usando o equipamento da academia ou de casa. As ladeiras nas ruas e a inclinação na esteira vão fazer a diferença e intensificar o treino.

corridor-749475_640
Não esqueça de realizar o aquecimento antes (ande 5 minutos em ritmo lento, como se estivesse passeando) e o alongamento depois, para prevenir lesões.

1

2

3

4

De olho no cardápio

Qualquer mudança no corpo requer atenção especial à alimentação. Ou seja: não adianta adotar um programa de caminhada para secar a barriga e continuar comendo de maneira errada. Os especialistas costumam dizer que mais de 50% do resultado de um plano de emagrecimento ou de definição muscular depende do que você coloca no prato. Portanto, antes de aderir à malhação, é necessário checar se você precisa mexer no cardápio.Nada de apostar em regimes radicais, basta optar por um menu balanceado e saudável.

Frutas que ajudam a perder a barriga

Depois de aproveitar o fim de semana, comer aquela bela massa e se esbaldar nas sobremesas, chega a hora de acordar do sonho da fartura e correr atrás de estratégias para continuar mantendo o corpo saudável e livre das gorduras indesejadas. Uma ótima, e simples, manobra para emagrecer e eliminar a barriguinha é consumir diariamente frutas que auxiliam nesse objetivo, como morango, pera e melancia. Quer saber por quê?

fruits-82524_640

Elas contém menos calorias do que é necessário gastar em sua digestão e também possuem fibras e outras propriedades que ajudam o corpo a “secar”. Maravilhoso, não?! Ainda mais se você fez e se acabou naquele bolo incrível de chocolate que gente ensinou. (Se você ainda não viu essa receita, clique AQUI agora!)

Recomenda-se comer 1 porção de frutas à cada refeição, totalizando 5 ou 6 porções por dia. Preferencialmente, deve-se ingerir de 2 a 3 frutas diferentes por dia, seguir uma dieta hipocalórica, ou seja, de baixo teor calórico, e associar sua rotina à prática regular de exercícios físicos, assim, consegue-se emagrecer com saúde e equilíbrio.

1. Morango (45 calorias em 100 g)

strawberry-629180_640

O morango ajuda a emagrecer pois contém calorias negativas e além disso, é rica em ferro e em vitamina C, sendo um bom anti-inflamatório natural.

2. Banana (entre 87 e 120 calorias)

Rica em triptofano, tira o desejo de comer doces e sacia a fome. O numero de calorias depende do tipo e do tamanho da fruta. A banana, quando consumida antes da atividade física, diminui o risco de cãibras, por ser rica em potássio. Ela também é ótima para o café da manhã, pois diminui a fome ao longo do dia. Assada no forno ou no micro-ondas com alguns cravos da índia transforma-se em uma ótima sobremesa.

3. Pera (em média 85 calorias por unidade)

pear-351333_640

A pera ajuda a emagrecer porque é rica em fibras, que ajudam a melhorar o trânsito intestinal e reduzir a fome. Ela ainda ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue. Assadas com canela também são uma excelente sobremesa que, além de deliciosa, ajuda a emagrecer.

4. Melancia (24 calorias em 100 g)

Contém calorias negativas e é diurética, auxiliando no combate ao inchaço. A melancia ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, abaixa a pressão arterial e é considerada um alimento afrodisíaco.

5. Kiwi (46 calorias em 100 g)

kiwi-610483_640

Dentre os benefícios do kiwi estão o combate à prisão de ventre e a capacidade de saciar o apetite. Ele também é rico em vitamina C e tem função diurética.

6. Maçã (81 calorias em 170 g)

A maçã auxilia no emagrecimento por ser rica em antioxidantes, regular os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajudar na digestão. Assada com canela ou cravo da índia, ela mantém-se com poucas calorias, é deliciosa e torna-se uma sobremesa muito nutritiva.

7. Mamão (85 calorias em 100 g)

ripe-papaya-320840_640

Diurético e rico em fibras, facilita a eliminação das fezes e combate a barriga inchada. O mamão é ótimo para ajudar no controle da diabetes e aliviar os sintomas da gastrite. Uma fatia de mamão picado com 1 potinho de iogurte natural é uma ótima opção para o lanche da manhã.

8. Limão (22 calorias por unidade)

É diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e deixa a pele mais viçosa. Tomar uma xícara de chá da casca de limão diariamente é uma ótima forma de consumir a fruta sem açúcar e aproveitar todos os seus benefícios. O limão também ajuda a reduzir o colesterol e o açúcar no sangue.

9. Abacaxi (52 calorias em 100 g)

pineapple-627290_640

O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Combate a retenção de líquidos e deixa a cintura mais fina. Quem não gosta do sabor ácido do abacaxi pode experimentá-lo assado no forno com canela em pau.

Uma boa dica para economizar na compra de frutas durante todo o ano é acompanhar o calendário sazonal. Dessa forma, você pode pagar mais barato por produtos que são da estação ao invés de gastar mais com aqueles fora de época. Veja AQUI #ficaadica

Fonte e conteúdo informativo: Blog da Loris