Receita: Brownie de Batata Doce

Brownie de Batata Doce

  • 1 xícara de batata doce cozida
  • 1/2 de xícara de água
  • 2 colheres de cacau em pó
  • 1/2 xícara de chocolate 70% picado
  • 4 colheres de adoçante ou mel
  • 1 xícara de farinha de amêndoas ou farinha de aveia
  • 2 ovos
  • 1 colher de chá de fermento em pó 

Coloque todos os ingredientes no processador e bata bem. Coloque a massa em uma forma untada. Asse por 25 minutos. Espere esfriar, desenforme, corte as fatias e sirva. Para o recheio, derreta chocolate 70% e misture ao leite de coco e adoce a gosto.

Receita: Pastel de forno

Você gosta de batata doce, brócolis e abobrinha?! Não?! Tem dificuldades em inserir esses legumes na alimentação da família?! Com esse pastel de forno, é possível consumir tudo isso de forma gostosa e muito saudável. Além de pode carregar na bolsa para um lanche no trabalho, na faculdade, na escola…

De acordo com a escolha dos ingredientes, pode ser uma opção sem glúten e sem lactose. É só anotar o que precisa e dar o play para aprender como faz.

Pastel de forno

Para a massa:
  • 1 batata doce grande cozida (com ou sem a casca)
  • 1 colher de sopa de chia
  • 1/2 xícara de aveia
  • 1 colher de chá de azeite
  • 1/3 de colher de chá de açafrão
  • 1 colher de chá de cebolinha desidratada
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de chá de fermento químico
Para o recheio:
  • 1/2 xícara de chá de brócolis cozido
  • 1/2 xícara de chá de abobrinha ralada crua
  • 2 colheres de sopa de requeijão
  • Sal e pimenta a gosto
Modo de fazer:

Em um recipiente, junte todos os ingredientes do recheio, misture bem e reserve. Em outro recipiente, amasse a batata doce e vá acrescentando todos os demais itens e misturando. Mexa bem para incorporar. Depois abra a massa com a mão em formato redondo, recheie e feche com a ajuda de um garfo. Leve ao forno a 180ºC, por 35 minutos. Voilà!

Receita: Muffin de Batata Doce e Cacau

DSC01982

A adaptação é um dos melhores métodos na resolução de problemas na vida. Isso porque nem sempre é preciso abrir mão de alguma coisa para se alcançar um objetivo. Você pode adaptar o que for preciso para as suas necessidades e resolver o que tiver que ser. E vale para tudo, gente! Nesse caso, em especial, vale para colocarmos a batata doce na nossa rotina de uma forma gostosa, prática e que faz bem. Estamos falando de um muffin com cacau e gotas de chocolate, que, de tão maravilhoso, nem parece que é saudável.

 Já a questão da adaptação é um macete para quem tem dificuldade em consumir determinados alimentos, seja pelo sabor natural ou mesmo pela textura. Meu problema é com a batata doce. Já tentei comer de todas as formas: purê salgado com frango, amassadinha com canela, panqueca… e todas não me desceram muito bem. Não que me faça mal. Não. Mas eu como pensando em outra coisa, porque o sabor me incomoda. Tenho a impressão de que mastigo, mastigo, mastigo e a batata não se desfaz. É uma sensação bem ruim!

sweet-potato-514851_640

E, como tinha algumas batatinhas por aqui dando sopa, resolvi testar uma receita de bolinho que achei na internet. Sucesso! Ficou uma delícia, fofinho, docinho e é uma ótima opção para os lanchinhos da manhã ou da tarde, como pré ou pós-treino e até para a merenda das crianças.

Muffin de Batata Doce e Cacau

DSC01983

 

  • 150 gramas de batata doce cozida
  • 2 claras
  • 1 colher de leite desnatado
  • 1 colher de cacau em pó
  • ½ colher de fermento
  • ½ colher de margarina light
  • 1 colher de adoçante forno e fogão
  • Gotas de chocolate a gosto

Esprema bem as batatas doces (ou masse com um garfo) para facilitar o processamento. Misture todos os ingredientes (menos as gotas de chocolate) no liquificador até que vire uma massa uniforme. Despeje a mistura em um recipiente que possa ser levado ao micro-ondas, espalhe as gotas de chocolate, e programe por três minutos, em potência alta.

DSC01980

Eu fiz a receita duplicada e assei em forminhas individuais, tipo de cupcake, em forno a 180°C, por 25 minutos. Rendeu 12 bolinhos.

E não recomendo ninguém a usar raspas de chocolate como eu fiz. Usem gotas mesmo ou até uva passa também, pode incrementar do jeito que quiser. Digo isso porque o chocolate derreteu todo e pesou no meu bolinho, fazendo-o afundar no centro. Sabe quando o suflê dá errado e murcha todo?! A mesma coisa! Então, usem gotas, que são feitas para isso mesmo, ou algum outro topping que não altere a textura final do muffin. #ficaadica 😉

Se você também tem problemas com os sabores e texturas naturais dos alimentos, clique AQUI para aprender uma mousse de abacate (sem gosto de abacate) com alfarroba.

Alimentação: Saindo da rotina com a batata doce

A gente já sabe que ter uma alimentação regada à variedade de produtos é de extrema importância para a manutenção da nossa saúde. No entanto, por conta da dificuldade do preparo, ou mesmo da falta de afinidade no paladar, muitas dessas opções saudáveis ficam de fora da rotina. E esse é o caso da batata doce.

Se você faz as compras ou acompanha o noticiário, já deve estar sabendo a que pé anda a crise econômica pela qual estamos passando. De um dia para o outro os preços mudam drasticamente, reduzindo as alternativas na mesa e tornando o consumo de alguns legumes dispensáveis.

Por isso, ter criatividade e um leque aberto a todas as possibilidades é essencial para não permitir que a qualidade da alimentação caia. A batata doce é uma escolha que pode ser pensada, principalmente quando estiver em promoção. Se preparada do jeitinho certo, pode ser bem versátil e saborosa.

beneficios-da-batata-doce-620x413

Não necessariamente é preciso inseri-la em pratos salgados. Para quem gosta do sabor agridoce pode ser uma saída. Já para quem não é muito fã da mistura de doce e salgado, vale manter a batata no seu paladar original mesmo.

Ela pode ser cozida e servida com mel e canela, frita ou assada como chips e polvilhada com açúcar e canela, feita em purê, usada como base para mingaus, shakes e outros preparos.

O seu consumo é muito benéfico. A batata doce é fonte de carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, ou seja, libera a glicose na corrente sanguínea aos poucos, diminuindo a fome e impedindo o acúmulo de gorduras. Ela também é rica em fibras, ferro, potássio e vitaminas A, C e E.

Aprenda uma receita bem fácil e prática para lanches e café da manhã. Essa panqueca é um exemplo simples e gostoso de implantar a batata doce no cardápio da sua família. Veja só:

Panquecas de batata doce sem glúten e sem lactose

Receita do Lar Natural
Rende 10 unidades

  • 1/2 xícara de purê de batata-doce
  • 2 ovos
  • Óleo ou manteiga para untar a frigideira
  • 3/4 colher de chá de canela em pó
  • 1 pitada de gengibre em pó (opcional)
  • 1 pitada de sal

Misture bem o purê de batata doce e os ovos. Pode bater tudo no liquidificador. Se quiser, adicione a canela, o gengibre em pó e sal. Aqueça uma frigideira e besunte com óleo ou manteiga. Coloque uma concha da mistura de batata doce e deixe por 5 minutos de cada lado ou até dourar. Você pode cobrir as panquecas com manteiga, manteiga de amendoim, mel, frutas ou creme de avelã com cacau. Também ficam boas puras, sem adicionar nada.

Micro-ondas: o melhor amigo no cozimento de legumes

Todo mundo sabe que o tempo hoje em dia tornou-se algo precioso. Quem não gostaria de ter mais algumas horinhas para fazer aquela coisa que sempre fica em segundo plano e dá tanto prazer? Parece que por mais que você se esforce, acorde mais cedo, corra para fazer o que é preciso, nunca dá tempo de concluir tudo. Não é?

Por isso, a melhor maneira de dar uma amenizada nessa sensação e evitar o estresse que essas situações podem causar é otimizar o tempo. E não se trata de fazer mil tarefas simultaneamente, não. Na cozinha, por exemplo, o micro-ondas, que geralmente só é usado para aquecer os alimentos, pode se tornar o seu melhor amigo e reduzir drasticamente o tempo gasto no cozimento de legumes.

microonda_2999882

O uso do micro-ondas ainda é um tabu e muita gente tem medo de que ele possa ser prejudicial à saúde. No entanto, pesquisas recentes afirmam que o cozimento no aparelho além de não fazer mal, ainda potencializa as vitaminas e nutrientes presentes nos alimentos.

Sou suspeita para opinar. Despois que descobri essa possiblidade, não cozinhei mais nenhum legume no fogão. É muito mais prático, mais rápido e não exige que você fique cronometrando, tomando conta. Acho muito bom também para fazer nhoque, tanto com batata quanto com inhame, porque não corre o risco de passar do ponto, – como não tem água, a textura tende a ser mais firme, o que é importante para a modelagem da massa.

Cozinhar no micro-ondas é muito simples. Basta ter aqueles saquinhos de congelar ou mesmo reutilizar os saquinhos de hortifrúti do supermercado. Dá para cozinhar diversos tipos de legumes. Faz assim: descasca (se o legume for de descascar), corta da forma que preferir,coloca no saquinho com um nó frouxo (esse nó mais pra perto da boca do saco do que do conteúdo) e faça furinhos com o garfo ou com palitinho de dente.

10583867_1665184927040258_1659548196912604404_n

Para o tempo, tomo como base a batata comum. Quatro unidades médias, descascadas e cortadas em quatro partes, precisam de 4 minutos para o cozimento. A partir daí, recalculo o tempo de acordo com a quantidade. Não é preciso se desesperar, nem colocar empecilhos. Você também pode fazer testes e ir acrescentando o tempo minuto a minuto até achar o ponto ideal de cozimento no seu aparelho, já que isso pode ser alterado para cada marca, tamanho e modelo.

Uso esse mesmo padrão para a cenoura (4 minutos cozinham 4 unidades grandes), beterraba e mandioquinha (mesmo tempo e quantidade), inhame, mandioca e batata doce (esses três deixo de 5 a 8 minutos, corto apenas pela metade, não retiro a casca e faço vários furos ou cortes, só espetando com o garfo ou uma faca de ponta).

mixed-20173_640

Como meu consumo de legumes e verduras é diário, para facilitar ainda mais a vida, cozinho uma porção maior de uma vez e condiciono na geladeira em potes com tampa. Dura bem por até 4 dias. Não uso sal, nem nada, no processo e acerto o tempero depois, quando for consumir.

O importante é saber que os alimentam precisam “respirar” no micro-ondas. Então, mesmo sendo colocados inteiros, você deve perfurá-los, da mesma forma que faz com o saquinho de cozimento. Tenha cuidado com o vapor e até com a alta temperatura do alimento ao retirá-lo.