Tag: batata palha

Receita: panqueca salgada de aveia, sem farinha e sem óleo

DSC01796

Sabe quando bate aquela vontade de fazer um almoço diferente, uma receita gostosa, mas não tem todos os ingredientes em casa? Aí, sem querer desistir da gostosura, você sai procurando alternativas possíveis com o que você tem à mão?! Pois é! Foi exatamente isso que aconteceu aqui em casa e que, felizmente, me levou à essa massa de panqueca deliciosa a base de aveia.

É uma receita bem leve e supersaudável. Não leva nada nada de farinha de trigo, nem óleo, como a maioria das panquecas mais tradicionais. A grande vantagem, além de evitar a farinha branca, que é a grande vilã das dietas e de quem busca eliminar a barriguinha, é aliar as propriedades da aveia a um alimento versátil, prático, e ainda enganar o paladar de quem não é muito fã desse farináceo.

A alquimia original é do blog Menu Criativo, porém eu dei meu toque pessoal na combinação, acrescentando um dentinho de alho para saborizar. Isso porque tive receio de a aveia deixar um traço de sabor mais forte, o que seria bem estranho pra mim, pois costumo relacionar aveia a mingau e a preparações doces (mente limitada, talvez). Mas pode fazer sem medo, que com recheio e molho não tem nem como dizer que é de aveia, fica realmente muito gostoso.

Panqueca de Aveia

DSC01797

Rende 6 panquecas

  • 1 xícara de chá aveia em flocos (finos, grossos, pode ser farinha de aveia também)
  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá leite (integral, desnatado ou vegetal)
  • 1 dente de alho (tamanho médio)
  • 1 pitada de sal

O básico: bata tudo no liquidificador por uns 2 ou 3 minutos, até que a veia esteja bem incorporada no leite e vire uma massinha líquida, porém grossinha, espessa. Prepare em frigideira aquecida antiaderente. Cada panqueca equivale a uma concha cheia de massa. Espalhe por completo na frigideira e deixe dourar em fogo baixo dos dois lados. Quando começar a aparecer bolhinhas ou estiver com uma aparência mais seca por cima, está na hora de virar.

DSC01795

O recheio e o molho ficam a sua escolha. As minhas foram frango desfiado bem temperadinho e molho vermelho simples. Você pode fazer com carne de vaca, de porco, com ricota, legumes, presunto e queijo, calabresa e acompanhar com molho rose, branco, de iogurte, agridoce… enfim, o que a criatividade permitir! É uma ótima pedida pro domingão, heim. E, pra melhorar, que tal servir com a batatinha palha caseira que já ensinamos AQUI?! Huuuummm… Bom apetite!

Receita: Batata palha caseira

DSC01790

Que atire a primeira pedra quem não gosta de batata-frita. Não tem como né?! É um petisco irresistível que vai bem com tudo e a qualquer hora. Podemos dizer o mesmo da batata palha, uma iguaria que tem o poder de incorporar sabor e crocância a qualquer acompanhamento. E, acredite, você consegue fazer em casa tão crocante e gostoso quanto as industrializadas.

O primeiro passo é escolher o tipo ideal de batata, que são as que possuem pouca água, como a Barraca ou Asterix (aquela rosadinha), isso porque elas fritam por igual e ficam mais sequinhas. Já o segundo passo, superimportante, é acertar o formato, que pode ser feito com ralador ou a mão livre, com faca bem afiada.

Se a sua escolha (como a minha) for pelo ralador, o mais indicado é usar o ralo grosso e fatiar as batatas pelo sentido longitudinal, de comprido (como exemplifica a foto).

montagemralador

Se você não tiver ralador e optar pela faca, segue mais ou menos o mesmo princípio: corte as batatas em fatias finas, também no sentido de comprido, e depois corte em tirinhas, olha só:

batatas
Reprodução Ig

O pulo do gato aqui, aquele segredinho que deixa a batatinha crocante e sequinha, é o descanso antes da fritura. As batatas já cortadas devem repousar por alguns minutos em água com gelo. Para acelerar esse processo de ‘refresco’, você pode colocar uma pitada de sal na água.

Reprodução Ig
Reprodução Ig

Batata palha caseira

DSC01789

Rende 2 porções

  • 3 batatas  (barraca ou asterix)
  • Água e gelo
  • Óleo o suficiente para cobrir dois dedos da panela
  • Sal a gosto

As batatas podem ser usadas com ou sem casca,tá?! É de sua preferência. Então, recapitulando: corte as batatas, no ralador ou na faca e coloque num recipiente com água e gelo e uma pitada de sal. Deixe descansar por uns 10 minutos. Antes de fritar, seque rapidamente com um pano de prato limpo. O óleo deve estar bem quente e as batatas ainda frescas. Esse choque térmico é importante para garantir a crocância! Fique de olho para não queimar, pois elas atingem o ponto rápido. Deixe escorrer um pouco na escumadeira e coloque sobre papéis absorventes para eliminar o excesso de óleo.

DSC01792
O resultado da batata no ralador grosso