Tag: cozinha

Receita: Empadinha de Leite Condensado

Receita: Empadinha de Leite Condensado

Receita de FoodMakersBr

  • 1 gema
  • 135g de manteiga derretida
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 3 colheres de sopa de leite
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 lata de leite condensado

Modo de Preparo

  1. Para fazer a massa, misture todos os ingredientes (exceto o leite condensado) em uma tigela e mexa até formar uma massa firme.
  2. Distribua a massa em forminhas, moldando como uma empada.
  3. Recheie com leite condensado até preencher toda a forminha.
  4. Leve ao forno a 180ºC até dourar.

Receita: Misto Quente de Pão de Queijo na frigideira

Reprodução FoodMakers

 

Massa
  •  2 ovos
  • 2 colheres de sopa de requeijão
  • 4 colheres de sopa de polvilho azedo
  • 1 fatia de presunto em tiras
  • 1 fatia de muçarela
  • 1 rodela de tomate
  • Sal
  • Orégano
  • Fio de azeite

MODO DE FAZER

Massa:

Coloque em uma vasilha os ovos, o requeijão, o polvilho azedo e um pouco de sal, mexa até formar uma massa homogênea.

Montagem:
  1. Em uma frigideira antiaderente quente coloque metade da massa.
  2. Adicione o presunto, o queijo, o tomate e tempere com sal, pimenta, orégano e um fio de azeite.
  3. Cubra com a outra metade da massa.
  4. Tampe para cozinhar o centro do misto quente.
  5. Deixe dourar, vire, e doure do outro lado.
  6. Então é só servir e se deliciar!

Receita de FoodMakers

Como usar a água de cozimento do macarrão

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Se após o cozimento, você costuma jogar toda a água do macarrão pelo ralo, pode parar! Esse é um (mau) hábito que a maior parte das pessoas tem e que, com certeza, após ler essa matéria você vai passar a fazer diferente.

O Brasil é o terceiro país do mundo em consumo de macarrão e vamos concordar, é uma refeição super fácil de fazer, não é mesmo? Porém você pode melhorar o aproveitamento desse ingrediente com uma técnica que grandes chefs já têm utilizado: cozinhe seu macarrão somente com água, em quantidade suficiente para cobri-lo. Fique tranquilo que ele não grudará, contanto que você mexa bem com o auxílio de um garfo nos primeiros dois minutos de cozimento.

Isso ainda ajudará a soltar amido do macarrão na água, bem como sais minerais, o que a torna tão rica e importante, a ponto de ser reaproveitada. Veja de que formas a água do macarrão pode ser utilizada:

1. Dar consistência e sabor

Após o cozimento do macarrão, com o auxílio de uma colher vá adicionando a água ao molho, o que confere sabor e textura a esse, seja ele qual for, branco ou vermelho. Você pode ainda armazena-la em cubinhos de gelo para conferir consistência a sopas, ensopados e até risotos, bem como cozinhar vegetais, deixando-os ainda mais nutritivos.

2. Regar plantas

Suas plantinhas agradecerão os nutrientes que você estará fornecendo a elas através da água do macarrão. Mas não se esqueça de esfriá-la antes!

3. Fazer massa de pão e pizza

Como toda massa que leva fermento exige um pouco de água, por que não usar a água do macarrão? Além de dar mais sabor às suas receitas, também as torna mais nutritivas.

4. Amolecer leguminosas

Quando precisar deixar o feijão ou o grão de bico de molho, junte o útil ao agradável usando a água de cozimento do macarrão.

5. Lavar a louça

O amido presente na água do macarrão age como um detergente natural. Com isso, a sujeira das suas louças sairá com maior facilidade, fazendo com que você economize em produtos de limpeza também. Nesse caso, quando a água ainda está quentinha, o poder de limpeza é ainda maior.

6. Relaxar os pés

Passou o dia todo em pé ou andou muito pra lá e pra cá? Ao final do dia faça aquele tradicional escalda pés, porém use a água do macarrão ao invés da comum, pois os sais minerais presentes nessa te deixarão com pés de princesa!

7. Recuperar fios de cabelo danificados

Devido aos minerais presentes na água do macarrão, ela pode ser uma ótima fórmula para dar aquele upgrade nas madeixas. Coloque-a em uma garrafinha e leve para o box; antes de começar o banho despeje nos fios, massageie e deixe agir por 10 minutos. Tome seu banho normalmente e enxague, usando o shampoo e condicionador como de costume.

8. Trabalhos manuais

Fim de semana chuvoso ou aquele dia de férias com as crianças onde não se tem o que fazer? Pegue a água do macarrão, adicione farinha, sal e óleo, e faça uma massinha em casa! Para colorir, basta usar algumas gotinhas de corante para alimentos.

Você sabe cozinhar corretamente?

Conteúdo original Mais Equilíbrio

frog-1290527_960_720

Saber cozinhar, antes de mais nada, é uma questão de sobrevivência. Mas é também uma forma de demonstrar carinho pelas pessoas que amamos. Alguns já nascem com um talento nato para tal, enquanto outros parecem perdidos na cozinha. Mas mesmo sendo um expert em gastronomia, às vezes é comum cometer erros. E se esse é o seu caso, não se preocupe; para saber se você sabe cozinhar corretamente, listamos algumas dicas para que você se torne o melhor chef em sua casa.

Não desperdice qualquer alimento

Se é comestível, não jogue as sobras fora! Especialmente em tempos de crise, os alimentos não devem ser desperdiçados de modo algum. Trabalhe com o conceito de aproveitamento de alimentos em sua integralidade. Por exemplo, com as cascas das batatas é possível fazer chips salgados. Com as hastes da maioria dos vegetais, tais como brócolis, couve-flor ou salsa, dá para preparar saladas, sopas e tortas. Ou seja, tudo é reaproveitável!

red-417104_960_720

Cuidado com tempero

O uso de ervas e especiarias é o que dá um toque a mais de sabor em certas refeições. Mas cuidado com os exageros! Além de fazer mal para o organismo, os excesso de tempero sobrecarrega o sabor, ficando quase que impossível experimentar a comida com prazer. Além disso, algumas especiarias são boas para sua saúde, mas há aquelas que podem ser prejudiciais se consumidas em grandes quantidades. Então, moderação é a chave.

Controle a temperatura de cozimento

Dica de mestre: antes de colocar os alimentos na panela, frigideira ou grelha, verifique o ponto da temperatura ideal do fogo. Se a temperatura estiver acima do satisfatório, você corre o risco de queimar os alimentos e isso faz com que eles percam vitaminas e minerais importantes para a sua saúde, além de perder o sabor. Portanto, encontrar a temperatura certa é crucial para uma refeição perfeita.

olive-oil-968657_960_720

Escolha o tipo de óleo para o cozimento

Existem muitos tipos de gorduras e óleos para cozinhar, como óleo de soja, de canola, de girassol, óleo de coco, entre outros. E todos eles têm algo em comum: o chamado “ponto de fumaça”. Isto representa a temperatura com a qual o óleo começa a queimar. Sendo assim, gorduras e óleos com um ponto de fumaça elevado, como manteiga ou gordura animal, são melhores para fritar ou cozinhar, enquanto aqueles com um ponto de fumaça menor, incluindo azeite ou óleo de girassol, são perfeitos para temperar saladas e molhos. Vale a pena notar que o excesso de gordura não é saudável, mas cortá-la completamente de sua dieta também não é boa ideia. Cabe lembrar que a ingestão de gordura insuficiente poderia diminuir a produção natural de testosterona, tanto em homens quanto em mulheres.

Com estas dicas de culinária, levando em conta algumas mudanças simples na maneira como você prepara sua comida, é possível ter alimentos altamente saudáveis, saborosos e com o mínimo de desperdício.

Conheça os diversos tipos de sal existentes para preparar alimentos

Conteúdo original de eCycle

salt-shaker-349691_960_720

O sal (ou cloreto de sódio), assim como a água, é um dos mais abundantes recursos naturais. É um nutriente essencial, ou seja, não é produzido pelo nosso corpo. Ele é um eletrólito que atua conduzindo eletricidade e mantém nossas células, músculos e sistema nervoso funcionando. Dessa forma, o sódio facilita essa transmissão de eletricidade no corpo humano. O grande problema é que, ao consumirmos sal em excesso, podemos desenvolver problemas de saúde, como aumento da pressão arterial, desenvolvimento de doenças cardiovasculares e problemas renais.

Na nossa alimentação o sal é parte essencial, pois realça o sabor dos alimentos; afinal, sem sal a comida fica “sem gosto”. No supermercado, existem diversas opções de sal e, por incrível que pareça, alguns são mais saudáveis que outros. Abaixo, listamos os tipos de sal disponíveis para consumo e suas principais características:

• Sal de cozinha iodado (refinado)

É o sal encontrado na grande maioria dos saleiros do mundo. A razão de ser chamado de iodado é que a grande maioria dos fabricantes adicionam iodo em sua composição, que é um mineral essencial para combater certas doenças. Contém altas quantidades de sódio e não apresenta outros minerais que podem ser úteis ao nosso organismo.

• Sal marinho

salt-1001054_960_720

Esse sal é obtido por meio da evaporação da água do mar. Geralmente ele possui cristais maiores do que os do sal de cozinha. Ele é considerado uma alternativa mais saudável que o sal de cozinha por não passar por nenhum processo de refinação, mantendo diversos minerais em sua composição que são benéficos para o nosso organismo. No Brasil, é o tipo de sal mais comum e barato.

• Sal kosher

Esse sal tem seu nome devido ao uso em preparar a carne kosher (preparada de acordo com leis judaicas). Ele não é refinado, sendo de formato irregular e maior do que o sal de cozinha. Devido a suas propriedades, esse sal consegue secar melhor o sangue das carnes, sendo um dos preferidos dos chefes por causa do seu sabor sem aditivos.

• Sal rosa do Himalaia

pink-salt-719287_960_720

Esse sal vem da Ásia e é encontrado nos pés das montanhas do Himalaia. Seu tom rosado se deve aos minerais presentes nele, principalmente o ferro. Possui um custo mais elevado, mas é considerado mais saudável e puro do que o sal de cozinha comum.

• Light

Criado para ser uma opção mais saudável que o sal comum. Esse sal possui menos da metade de sódio encontrado no sal de cozinha refinado, cuja composição é de 50% cloreto de sódio (NaCl) e 50% cloreto de potássio. É mais vantajoso para pessoas que sofrem de hipertensão ou que retêm líquidos, mas deve ser evitado em caso de uma possível doença renal pela presença de potássio. O sal light deve ser utilizado na mesma quantidade que o sal comum para não perder sua vantagem de possuir menos sódio. Seu sabor é mais suave e, para alguns, pode ser um pouco amargo.

• Sal grosso

Possui cristais maiores e a mesma composição do sal de cozinha porém não passa pelo processo de refinamento. Muito utilizado no preparo de carnes.

• Sal líquido

Dissolvido em água mineral, o sal líquido normalmente é utilizado em forma de spray para salgar os alimentos de forma mais uniforme. Tem um sabor suave e salga menos por possuir menor quantidade de sódio do que o sal convencional.

• Sal negro

salt-924813_960_720

Também conhecido como Kala Namak, é obtido na região central da Índia em reservas naturais. Além da cor diferente, o sabor não é muito comum, lembrando o de gema de ovo. Possui uma textura crocante e é muito solúvel, sendo muito popular para receitas vegetarianas para molhos, saladas e massas.

• Sal temperado

É a mistura de sal grosso com ervas e/ou temperos para garantir a adição de sabor diferenciado.

Agora a escolha é sua! E lembre-se: independentemente do tipo de sal que você escolher, evite usá-lo em excesso.

Bolo de Chocolate mais gostoso do mundo!

coffee-220015_640

Chocolate por si só já é motivo de felicidade, não é verdade? Agora imagina o sabor do chocolate concretizado numa sobremesa fofinha, úmida, macia, que derrete na boca. O que a gente achava que estava bom, melhora! E é esse pedacinho do paraíso que você vai aprender a fazer!

Não é uma receita light, diet, nem fit, mas, vamos combinar, vale cada caloria! É aquela nossa premissa: para ter equilíbrio, é preciso balancear os dois lados. Comer uma coisinha mais pesada, com gordura e açúcar, não faz mal, desde que se mantenha uma alimentação saudável, rica em produtos naturais (frutas, verduras e legumes) e a prática de atividades físicas seja regular.

chocolate-94784_640

Um bolinho gostoso com café no fim da tarde é tudo de bom! Ainda mais se for combinado de uma boa conversa e companhias agradáveis. Viver uma boa vida não consente tempo para neuras, nem radicalismos. Permita-se!

A receita é da diva das cozinhas, Rita Lobo. A responsabilidade de materializar essa delícia aqui em casa é do namorido. Ele não tem grandes experiências culinárias, mas arrasa no bolo! Isso significa que se você também não sabe se virar com formas e panelas, pode mandar muito bem e surpreender!

Bolo de Chocolate com Ganache

DSC01752

Para a massa:

  • 4 ovos
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de chocolate em pó
  • 1 xícara (chá) de óleo
  • 1 xícara (chá) de água
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento
  • Manteiga, farinha e chocolate para untar e polvilhar

Para a cobertura:

  • 200g de chocolate meio amargo
  • 3/4 de xícara (chá) de creme de leite de caixinha

Pré-aqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte uma forma redonda ou de pudim com manteiga, formando uma camada fina e uniforme. Faça uma misturinha meio a meio de chocolate em pó e farinha, e polvilhe a forma toda. Desta maneira, o bolo não fica com aquela casquinha branca de farinha. Reserve.

Numa tigela, coloque a farinha, passando pela peneira. Na batedeira, ou numa tigela, coloque o açúcar e o chocolate em pó, passando por uma peneira. Junte os ovos e o óleo. Na velocidade baixa (para o chocolate não subir), bata os ingredientes, até que estejam bem misturados.

chocolate-ganache-697713_640

Aumente a velocidade e bata por mais alguns minutos. Caso prefira fazer à mão, use um batedor de arame. Se estiver usando a batedeira, abaixe a velocidade novamente e, aos poucos, vá adicionando a água e a farinha, alternadamente, batendo apenas para misturar. Por último, adicione o fermento.

Transfira a massa para a forma preparada e leve ao forno preaquecido para assar por 30 minutos, até que o palito saia limpo ao ser espetado no bolo. Retire do forno e deixe esfriar por 15 minutos. Coloque um prato de bolo sobre a forma e, com o auxílio de um pano de prato vire de uma vez. Somente quando o bolo estiver frio, espalhe a calda. Sirva a seguir.

AQUI tem um vídeo com o passo a passo, com dicas e macetes da Rita. caso você tenha alguma dúvida ou insegurança.

Receitas: prepare um belo café da manhã sem sair de casa com ovos cremosos e chapati

scrambled-eggs-423066_640

Já aconteceu de você acordar num belo domingo cheio de preguiça, dar uma olhada no tempo e estar chuvoso e sua única vontade ser passar o dia inteiro de pijama, no aconchego, só saindo da cama pra comer?! Quem nunca, né? Para esses dias, a gente tem a solução! Duas receitas rápidas e bem gostosas para nutrir seu corpinho: chapati e ovos mexidos cremosos.

chapati-489254_640

Para quem não conhece ou nunca ouviu falar, o chapati é um pão típico da culinária indiana. Mas é um pão diferente daquele formato “francês” ou de forma a que estamos acostumados. Ele é fininho, mais parecido com o pão sírio.

Leva esse nome porque, tradicionalmente, é preparado com uma farinha de trigo integral muito comum na Índia, também chamada de chapati. Quem já viu filmes, novelas ou documentários com a temática indiana, deve ter reparado que eles usam uma massa fina para acompanhar as refeições, que são feitas com as mãos. Essa massa é o chapati.

sadya-239070_640

Normalmente esse é o pão consumido na primeira refeição dia, o café da manhã, mas acompanha igualmente qualquer outra alimentação. É uma receita muito antiga e democrática, pois leva poucos ingredientes e é bem rápida, já que não precisa passar pelo processo de fermentação. Vamos botar a mão na massa? Ele é totalmente integral e você só precisa de uma frigideira para assar.

Chapati: pão indiano sem fermentação

chapati

Receita da Rita Lobo
Rende 10 porções

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • ½ colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • ½ xícara (chá) de água
  • Farinha de trigo branca (somente para polvilhar)

Numa tigela grande, misture a farinha de trigo integral com o sal. Regue com metade da água e misture com a mão, até formar uma farofa grossa. Adicione o óleo e misture com as pontas dos dedos. Aos poucos, junte o restante da água, sovando a massa com a mão. Aperte, amasse, estique e amasse novamente, dentro da tigela, por cerca de cinco minutos, até atingir uma textura macia e elástica. Se preferir sovar na bancada, polvilhe a superfície com uma camada bem fina de farinha de trigo. Mas evite juntar mais farinha na massa.

dough-3468_640

Ela fica bem molenga inicialmente e, à medida que vamos sovando, ela fica no ponto. Polvilhe uma bancada de trabalho com farinha de trigo e faça um rolinho com a massa. Com uma faca (ou espátula) divida em 10 porções. Enrole com as mãos cada pedaço, como se fosse um brigadeiro. Abra a bolinha com o rolo de macarrão, até formar um disco fino – se a massa começar a grudar no rolo ou na bancada polvilhe mais farinha. Enquanto abre os discos, aqueça uma frigideira (de preferência antiaderente) em fogo médio, sem untar.

dough-592319_640

Quando estiver quente, coloque o disco de massa e deixe o pão assar por cerca de 20 a 30 segundos, até começar a formar bolhas. Vire o pão e deixe por mais 15 segundos na frigideira. Enquanto isso, acenda uma outra boca do fogão. Tire o pão da frigideira com uma pinça e coloque diretamente na chama da outra boca do fogão para inflar e chamuscar levemente. Transfira o pão para um prato e repita com o os outros discos. Você também pode finalizar os chapatis na frigideira, basta deixar cozinhar por mais tempo depois de virar. Sirva a seguir. Para manter os pãezinhos macios, conserve em um saco plástico por até 3 dias.

Se tiver alguma dúvida, assista ao vídeo AQUI com mais detalhes.

eggs-14177_640

E, para acompanhar esse pãozinho leve e gostoso, um mexido de ovos, com muita proteína e gordura boa para alimentar e fortalecer seu corpo para enfrentar a vida (ou não).

Esse é daqueles preparos bem especiais que você só come igual em hotel. E já fica a fórmula para quando você quiser impressionar com um acompanhamento diferente, mas sem ter muito trabalho ou arriscar demais. Cai super bem num café da tarde com torradas ou pão italiano. #ficaadica Bora aprender?

Ovos mexidos cremosos

(Foto: Reprodução / GNT)
  • 3 ovos
  • 3 colheres (sopa) de leite
  • 1 colher (chá) de manteiga
  • sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto (opcional)

Numa tigelinha, quebre um ovo e transfira para uma panela de fundo triplo de inox (ou de ferro). Repita com os outros ovos – isso serve para verificar se estão bons. Junte o leite, a manteiga e tempere com sal. Leve para cozinhar em fogo baixo, mexendo sempre com um batedor de arame, até começar a engrossar. Caso os ovos comecem a grudar no fundo da panela, retire do fogo e mexa vigorosamente para resfriar. Volte a panela ao fogo baixo e continue mexendo apenas até atingir uma consistência de mingau cremoso – ele continua endurecendo depois de pronto. Transfira imediatamente para uma tigela e finalize com uma pitada de pimenta-do-reino. Sirva a seguir.

Huuum… com um café da manhã desses, não precisa de mais nada!
Só de coragem para mastigar e ser feliz!
Bom apetite!