Tag: cozinhar no micro-ondas

Receita: Nhoque de Abóbora

Para quem curte a tradição – ou apenas está agarrando todas as oportunidades para dindin entrar e permanecer em nossas vidas – dia 29 é o dia oficial de realizar a simpatia do nhoque! Aos que ainda desconhecem, nós explicamos: trata-se de, no dia 29, de qualquer mês (ou em todos eles) consumir uma porção de nhoque, tendo uma nota ou moeda de qualquer valor embaixo do prato. Rege a lenda que esse ritual atrai boas energias e dinheiro para quem o realiza.

Na dúvida se funciona ou não, vamos combinar que não é nenhum sacrifício ter o nhoque como prato do dia, né nom?!🍴 Em todo caso, ficaremos saciados com a refeição. AQUI tem um texto curtinho que explica direitinho a origem dessa tradição, vale a pena dar uma olhada!

Se você se animou com a ideia e está desejando nhoque, nós temos uma sugestão de receita, testada e aprovada, que foge da versão convencional com batatas. Esta leva a abóbora como ingrediente principal! Fica supergostoso e levinho.

E não tem melhor momento para usar e abusar na abóbora, viu?! O trimestre de abril, maio e junho é de fartura dessa belezinha, pois está na época, como costumamos dizer, o que a torna fácil de ser encontrada e, o melhor, com preço acessível. Para saber mais sobre a melhor época de compra dos hortifrutis, clique aqui.

Nhoque de Abóbora

Receita de Aqui na Cozinha
Rendimento: 2 a 3 porções (como prato único)

  • 2 xícaras (de chá) de abóbora cozida/assada e amassada (mais ou menos 600 g)

  • 1 ovo
  • 1 e 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo ( e mais um tanto para a hora de enrolar)

  • 1 colher (de chá) de sal (rasa)
  1. Amasse bem a abóbora com um garfo.
  2. Coloque a abóbora, o ovo, o sal e a farinha de trigo em uma tigela ou na mesa.

  3. Faça uma massa. A massa não fica totalmente dura/seca. Ela fica uma massa mais mole então, não mexa muito com ela, pois vai grudar na mão. Mas, se ficar muito mole acrescente um pouco mais de farinha de trigo, isso vai depender do tamanho do ovo e do tipo de abóbora.

  4. Depois pegue pequenas porções da massa, coloque em uma superfície polvilhada com farinha de trigo e faça rolinhos como na foto.

  5. Corte pedacinhos do rolinho com mais ou menos 1,5 cm.

  6. Vá colocando os pedacinhos em uma forma polvilhada com farinha de trigo.

  7. Coloque uma panela com água no fogo para ferver.
  8. Assim que a água ferver, coloque sal e vá colocando os pedacinhos de nhoque na água fervente.
  9. Assim que os rolinhos começarem a subir para a superfície da água, vá retirando.

  10. Coloque uma frigideira grande no fogo com a manteiga e a cebola ralada e deixe murchar. Depois vá colocando os nhoques que forem ficando cozidos.

  11. Depois de todo nhoque cozinhar e estar na frigideira com a manteiga e a cebola, lique o fogo, tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Esquente.

  12. Sirva o nhoque quente com folhas de manjericão.
  13. Ou se preferir coloque o nhoque no molho de sua preferência.

Dicas

  • Não use a abóbora morna para fazer a massa, espere ela esfriar totalmente.
  • Esse nhoque combina bem com molho branco, molho de queijo, molho bolonhesa, molho de charque, etc…
  • Escolha uma abóbora bem saborosa, não use aquela mais clara e aguada, sem sabor.
  • Eu uso a xícara medida, nesses copos com medidas para sólidos e líquidos (veja a foto 03).
COMO COZINHAR ABÓBORA NO MICRO-ONDAS

  1. Lave a abóbora e ainda úmida coloque em um recipiente próprio para micro-ondas.

  2. Cubra com uma tampa para micro-ondas ou com uma folha de papel toalha (como eu fiz).

  3. Leve ao micro-ondas na potência alta por 12 a 14 minutos.
  4. Assim que estiver macia, retire do micro-ondas, espere esfriar.
  5. Tire as sementes e com uma colher retire a polpa cozida da abóbora.

Micro-ondas: o melhor amigo no cozimento de legumes

Todo mundo sabe que o tempo hoje em dia tornou-se algo precioso. Quem não gostaria de ter mais algumas horinhas para fazer aquela coisa que sempre fica em segundo plano e dá tanto prazer? Parece que por mais que você se esforce, acorde mais cedo, corra para fazer o que é preciso, nunca dá tempo de concluir tudo. Não é?

Por isso, a melhor maneira de dar uma amenizada nessa sensação e evitar o estresse que essas situações podem causar é otimizar o tempo. E não se trata de fazer mil tarefas simultaneamente, não. Na cozinha, por exemplo, o micro-ondas, que geralmente só é usado para aquecer os alimentos, pode se tornar o seu melhor amigo e reduzir drasticamente o tempo gasto no cozimento de legumes.

microonda_2999882

O uso do micro-ondas ainda é um tabu e muita gente tem medo de que ele possa ser prejudicial à saúde. No entanto, pesquisas recentes afirmam que o cozimento no aparelho além de não fazer mal, ainda potencializa as vitaminas e nutrientes presentes nos alimentos.

Sou suspeita para opinar. Despois que descobri essa possiblidade, não cozinhei mais nenhum legume no fogão. É muito mais prático, mais rápido e não exige que você fique cronometrando, tomando conta. Acho muito bom também para fazer nhoque, tanto com batata quanto com inhame, porque não corre o risco de passar do ponto, – como não tem água, a textura tende a ser mais firme, o que é importante para a modelagem da massa.

Cozinhar no micro-ondas é muito simples. Basta ter aqueles saquinhos de congelar ou mesmo reutilizar os saquinhos de hortifrúti do supermercado. Dá para cozinhar diversos tipos de legumes. Faz assim: descasca (se o legume for de descascar), corta da forma que preferir,coloca no saquinho com um nó frouxo (esse nó mais pra perto da boca do saco do que do conteúdo) e faça furinhos com o garfo ou com palitinho de dente.

10583867_1665184927040258_1659548196912604404_n

Para o tempo, tomo como base a batata comum. Quatro unidades médias, descascadas e cortadas em quatro partes, precisam de 4 minutos para o cozimento. A partir daí, recalculo o tempo de acordo com a quantidade. Não é preciso se desesperar, nem colocar empecilhos. Você também pode fazer testes e ir acrescentando o tempo minuto a minuto até achar o ponto ideal de cozimento no seu aparelho, já que isso pode ser alterado para cada marca, tamanho e modelo.

Uso esse mesmo padrão para a cenoura (4 minutos cozinham 4 unidades grandes), beterraba e mandioquinha (mesmo tempo e quantidade), inhame, mandioca e batata doce (esses três deixo de 5 a 8 minutos, corto apenas pela metade, não retiro a casca e faço vários furos ou cortes, só espetando com o garfo ou uma faca de ponta).

mixed-20173_640

Como meu consumo de legumes e verduras é diário, para facilitar ainda mais a vida, cozinho uma porção maior de uma vez e condiciono na geladeira em potes com tampa. Dura bem por até 4 dias. Não uso sal, nem nada, no processo e acerto o tempero depois, quando for consumir.

O importante é saber que os alimentam precisam “respirar” no micro-ondas. Então, mesmo sendo colocados inteiros, você deve perfurá-los, da mesma forma que faz com o saquinho de cozimento. Tenha cuidado com o vapor e até com a alta temperatura do alimento ao retirá-lo.