Tag: crianças

Receita: Churros assados

Receita: Churros assados

 

Receita de Vix

Ingredientes

  • 1 xícara de água
  • 100 gramas de manteiga
  • 1 colher de açúcar mascavo
  • 1 colher de sal
  • 1 colher de canela
  • 1 colher de baunilha
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • Doce de leite

Modo de preparo

Faça uma mistura com 1 xícara de água, 100 gramas de manteiga, 1 colher de açúcar mascavo, 1 colher de sal, 1 colher de canela, 1 colher de baunilha e 1 xícara de farinha trigo. Mexa bem até virar uma mistura homogênea e acrescente os 2 ovos.

Unte a forma com manteiga e, com a ajuda de um saco de confeitar, faça mini churros usando a mistura. Leve ao forno a 180°C até dourar.

Use açúcar e canela para passar em volta do churros e a delícia já está pronta para comer com doce de leite!

Passo a passo em vídeo:

Receita: Hambúguer de Brócolis (vegetariano)

Nós amamos invenções criativas e inovações na cozinha que agregam muuuito valor na nossa vida equilibrada. E quem diria que hoje em dia seria possível degustar um hambúrguer sem qualquer tipo de carne, de vegetal e extremamente saboroso e nutritivo?! Se você tem criança em casa, ou aquele adulto meio sem vergonha mesmo, que faz careta para comer verdinhos, seus problemas acabaram! Esse hambúrguer de brócolis vai salvar suas refeições do mimimi 😉

Ele pode ser servido como acompanhamento a proteína (carnes, frangos e peixes), com uma boa salada ou mesmo ser a estrela do prato, se você for vegetariano. É excelente para a refeição das crianças e uma ótima maneira de inserir alimentos saudáveis de forma criativa.

O Brócolis é uma rica fonte de Vitamina C, fibras alimentares, beta-caroteno e proteína. Além disso é rico em vários minerais tais como o magnésio, cálcio, ferro, zinco e é um alimento com baixo teor calórico: fornece apenas 35 calorias por 100 gramas de sua porção. Convencemos?! Agora vamos ao que interessa:

Hambúguer de Brócolis

Receita compartilhada pelo instaperfil @Bem_estaresaude

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

  • 1 brócolis grande
  • 1 ovo grande
  • ½ cebola
  • 2 colheres de chá de alho picado
  • ⅓ xícara de queijo parmesão ralado
  • ⅓ xícara de farinha de amêndoas (pode ser farinha de aveia)
  • 1 colher de chá de sal
  • ¼ colher de chá de pimenta preta
  • Azeite para pincelar. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Pique o brócolis em floretes e pique também o caule separadamente. Coloque o brócolis e o caule em um processador de alimentos e pulse algumas vezes até que o brócolis seja totalmente picado. Adicione os ovos, a cebola, o alho, a farinha e o parmesão. Pulse novamente até misturar bem (cerca de 5 segundos de pulsos). Acrescente o sal e a pimenta na mistura.

Molde em forma de hambúrgueres e coloque em uma forma, com uma distância entre um e outro. Pincele com azeite e leve ao forno pré-aquecido. Se a forma não for antiaderente, forre-a com papel manteiga. Asse por 12-15 minutos de cada lado até dourar. Prontinho, é só saborear!

Suor atrai mosquito? Tomar vitamina B o afasta? Veja mitos e verdades

Conteúdo original UOL

Com a chegada do verão parece que os mosquitos começam a atacar. Quase ninguém consegue escapar desses insetos e, consequentemente, das coceiras. O pior é esperar o ano todo para usar um short ou bermuda e revelar dezenas de pontos vermelhos espalhados pela perna.

tiger-mosquito-49141_960_720

Segundo a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Carolina Marçon, o mosquito gosta muito de umidade, então, a pele suada atrai mais os insetos, assim como o odor exalado.

“A atração pelo inseto é determinada, principalmente, por uma predisposição individual genética, pois vai depender do cheiro que o corpo do indivíduo exala e das sustâncias químicas presentes no suor, como o ácido láctico. Essa predisposição varia por uma combinação de fatores, como a composição da pele, das condições metabólicas etc.”, diz.

No verão, de fato, as picadas são mais frequentes por dois fatores. “No frio, o indivíduo se cobre e, consequentemente, se protege mais com as roupas. E na época do calor, existem mais mosquitos por conta da chuva, que é um fator de proliferação do inseto”, diz o alergista e presidente da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), José Carlos Perini.

Tratamento

stitches-186427_960_720

“Há um mito de que a vitamina B 12 ou o complexo B, como, por exemplo, a levedura de cerveja, eliminada pela pele modifica o odor do indivíduo e, com isso, o inseto não se aproxima. Mas, experiências já mostraram que mesmo que você passe a vitamina na pele, ainda assim os insetos picam”, afirma o alergista.

Se a picada for comum e o indivíduo não for alérgico, Perini indica colocar gelo em cima como forma de tratamento, para aliviar a coceira e não deixar irritar. Cremes e anti-histamínicos, que são os remédios antialérgicos, devem ser prescritos pelo médico, pois variam de acordo com a idade e o peso do paciente, enfatiza o alergista.

insects-820484_960_720

A vacina também pode ser usada em caso de pessoas alérgicas, que dessensibilizam os efeitos das picadas.

No caso dos ambientes, o médico indica o uso de inseticidas à base de água, que não deixam odor, e diz para evitar o uso de repelentes que tem de ligar na tomada, pois estes acabam poluindo o local por um período muito longo.

mosquito-repellent-492856_960_720

A dermatologista Carolina Marçon alerta para o uso de repelentes em crianças. “A pele da criança é mais fina e as substâncias acabam penetrando mais. Por isso, o uso de repelentes é indicado apenas para crianças acima de dois anos. E, mesmo assim, o produto deve ser próprio para criança, que é menos tóxico”, afirma.

Receita: pipoca doce (com e sem açúcar)

Quem não gosta de uma pipoca para acompanhar aquela sessão de cinema em casa ou mesmo para uma maratona de séries? Na verdade, nem precisa ter motivo para comer pipoca não, é?! Ainda mais na versão doce, crocante e saborosa. Ela cai bem em qualquer momento do dia e até mesmo como um adicional para sobremesas.

E até quem tem restrições para açúcares pode consumir a pipoca doce em uma versão mais natural, a base de fruta, que vamos ensinar também. É de fácil execução e bem rápida. Não é preciso nenhum instrumento especial e é possível de ser feita mesmo por quem não tem nenhuma intimidade na cozinha.

Cada um tem um jeito de estourar a pipoca, mas prefiro a forma super light, sem óleo, feita direto no micro-ondas usando apenas um saco de pão. Você pode reaproveitar o saco de pão francês de papel (desde que esteja limpinho, sem furos ou rasgos e sem marcas de gordura) ou comprar em quantidade em lojas de embalagens (ou pegar a mais na padaria ou supermercado).

Faz assim: coloque 1/2 xícara de milho no saco de pão limpo e dobre a boca na diagonal, de forma a impedir que os milhos escapem, mas ao mesmo tempo deixando um pequeno espaço para a saída de vapor. Finque bem, para segurar a dobra quando começar a estourar. Dobrando por completo também dá certo, você pode experimentar e ver de que forma funciona melhor nos eu micro-ondas – já que cada um tem uma potência e tamanho.

Programe por 2 minutos e 30 segundos em potência alta. Fique atento nas primeiras vezes para adequar o tempo exato ao seu aparelho. O sinal de que já está pronta é quando os intervalos dos estouros são maiores do que 3 segundos. Aí é só servir, salgada ou doce, de acordo com o gosto do freguês.

A primeira versão doce é a comum, que fica vitrificada, transparente e com a casquinha crocante:

Pipoca Doce sem caramelizar

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • 4 colheres de sopa de água.

Estoure a pipoca como preferir, pode ser conforme ensinamos acima e reserve. Numa panela de fundo fino, alta e larga (que lhe permita mexer a pipoca para misturar a calda sem derramar), coloque o açúcar e a água e misture. Leve ao fogo baixo/médio, sem mexer e deixe até formar uma caldinha mais espessa (deve demorar uns de 5 a 7 minutos). Quando atingir o ponto, abaixe o fogo e vá misturando as pipocas estouradas. Desligue o fogo e termine de incorporá-las à calda. Não demore muito para não esfriar e endurecer na panela. Feito o processo, transfira as pipocas para um prato de vidro ou alguma outra superfície que não grude. Espere de 2 a 3 minutos para esfriar e formar a casquinha crocante e pronto! É só se acabar nessa felicidade.

Pipoca Doce caramelizada

 

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de água

A caramelizada segue o mesmo princípio da outra, o que muda é a proporção de água e o manuseio do açúcar. Estoure as pipocas e reserve. Numa panela, coloque o açúcar  em fogo baixo e mexa, de vez em quando, até que comece a formar um caramelo (ficar amarronzado e espesso). Aqueça as 3 colheres de sopa de água no micro-ondas, por 20 segundos e reserve. Quando o açúcar estiver derretido e mudado de cor por completo, adicione a água aos poucos e vá mexendo para incorporar ao caramelo. Espere alguns minutos para encorpar e quando estiver em ponto de calda, misture as pipocas estouradas. Desligue o fogo, misture bem até que todas estejam bem caramelizadas e deixe esfriar.

Pipoca Doce sem açúcar

Receita de Menu Vegano

  • ¼ de xícara de milho de pipoca;
  • 1 colher de sopa de óleo de girassol;
  • 1 receita de calda de maçã sem açúcar.

Em uma panela grande coloque o óleo de girassol e o milho de pipoca. Leve ao fogo baixo com a panela tampada até que os grãos estourem e a freqüência do barulho dos estouros diminua. Após apagar o fogo, deixe a panela fechada por mais alguns minutos, para que os últimos grãos estourem. (Essa é a indicação da receita original, mas você pode estourar no micro-ondas, de acordo com a nossa sugestão, dá certo do mesmo jeito, tá?!)

Em outra panela, prepare a CALDA DE MAÇÃ:

  • 2 xícaras de suco integral de maçã

Para preparar o SUCO INTEGRAL DE MAÇÃ, basta bater 2 maçãs com casca no liquididicador, ou mixer, com água, numa quantidade em que fique um suco grosso e atinja as 2 xícaras, não precisa coar, apenas bater bastante para ficar homogêneo.

para fazer a calda, leve o suco de maçã ao fogo alto e deixe ferver por cerca de 10 minutos, mexendo uma vez ou outra. Quando estiver um pouco escuro e com alguma espuma, abaixe o fogo e deixe continuar fervendo até alcançar o ponto desejado (como o da foto).

Depois, despeje a pipoca pronta dentro da panela com a calda de maçã ainda bem quente e mexa bem. Prontinho, pipoca doce supernatural sem açúcar e com um toque de maçã. Se você ainda quiser dar um toque gourmet, pode acrescentar canela na calda ou salpicar um tiquinho por cima da pipoca já pronta. Delícia!

EDC: Sanduíche divertido para crianças

child-520732_640

Hoje é Dia das Crianças e, mais do que presentes, o que a gente mais deseja é muita diversão, amor e alegria entre a criançada e a família. É uma ótima oportunidade para passar mais tempo com as crianças, brincar, interagir, mergulhar no universo deles e proporcionar um dia diferente do cotidiano.

E que tal se reunir na cozinha e prepara um lanchinho saboroso, saudável e divertido? Não precisa ter medo da bagunça ou da sujeira. Para ajudar os adultos, a nossa dica é já deixar os ingredientes separados e cortados, prontos para a montagem, e só chamar as crianças na hora de colocar a mão na massa. Organizar um ambiente proporcional a altura da criança, que a permita ajudar de forma segura também é importante para evitar preocupações deixar o momento apenas para a curtição.

Sanduíche divertido

Rende 2 sanduíches

Você vai precisar de:

  • 4 fatias de pão de forma
  • 2 ovos de codorna (para decorar)
  • Azeitona (para decorar)
  • 1 pepino
  • 50 gramas de peito de peru picadinho
  • 1 pote de iogurte natural
  • 50 gramas de ricota
  • Orégano a gosto para temperar a ricota
  • 1 cenoura ralada (antes de ralar separe 1 pedaço da espessura de 2 dedos para decorar)

O recheio do sanduíche é a mistura do iogurte com o peito de peru, cenoura, pepino, ricota e orégano. Fica bem refrescante. Já a decoração fica por conta dos demais ingredientes. Para aprende o passo assista o vídeo:

AQUI você encontra outras 100 sugestões de montagem de um sanduíche divertido

Agora é só preparar um suco de fruta bem gostoso e natural e partir para melhor parte: comer!

Especial Dia das Crianças: Colorindo as panquecas

Já sabemos que uma alimentação saudável deve abusar da diversidade. Uma maneira de garantir o aporte de diferentes nutrientes é variar suas fontes e apostar nas cores. Um prato colorido chama atenção e dá muito mais vontade de comer, não é mesmo? Colorir a comida naturalmente é truque eficiente que insere legumes na receita e incentiva as crianças a comerem de forma saudável mesmo sem perceber. E que tal fazer isso com panquecas?

O uso de aditivos químicos em alimentos é uma ótima ferramenta utilizada pela indústria a fim de permitir a armazenagem, conservação e distribuição dos seus produtos. Em contrapartida, o consumo destas substâncias preocupa pelo risco toxicológico.

indigo-dye-598736_640

Trabalhos científicos têm listados os principais problemas de saúde que o consumo destas substâncias podem ocasionar. Os aromatizantes estão relacionados as alergias respiratórias. Os antioxidantes provocam reações de descalcificação e comprometem a absorção de ferro. Os conservantes causam irritações na mucosa gástrica e do sistema urinário, favorecendo a formação de tumores cancerígenos. Os corantes são responsáveis pelos casos de hiperatividade em crianças.

No caso dos corantes artificiais, podemos considerar o emprego destas substâncias desnecessário na maioria dos produtos industrializados, visto que são utilizados apenas para melhorar a aparência e a aceitabilidade do produto.

Por isso, compartilhamos formas de tingir a massa de panqueca valendo-se de verduras e legumes, com muito sabor e diversão. O interessante desta receita é que você acaba por colorir a massa de acordo com o que você acrescentar. Olha só:

Panqueca Colorida

Massa base:

  • 500 ml de leite;
  • 1 ovo;
  • 1 colher (chá) rasa de sal;
  • 3 xícaras de farinha de trigo.

Bata no liquidificador, o leite, o ovo e o sal. A farinha de trigo deve ser acrescentada aos poucos, conforme for batendo a massa. Com a massa pronta, divida-a em 3 porções.

Para deixar a panqueca laranja, acrescente uma cenoura descascada, limpa e cortada em cubos e bata.

Para uma panqueca verde, coloque uma folha de couve ou uma porção de espinafre. Bata bem e peneire.

Se quiser uma panqueca cor de rosa ou avermelhada, a dica é acrescentar meia beterraba grande cozida ou uma inteira pequena e bater bem.

Unte uma frigideira e leve-a em fogo médio. Use uma concha como medida de massa para cada panqueca e mantenha-a por 2 a 3 minutos de cada lado até dourarem.

pan-138888_640

Simples, não?! Você também pode usar ervilha, salsinha e rúcula para as panquecas verdes e usar a criatividade para dar cor e sabor ao seus preparos, que também podem ser doces, com sabores como laranja, uva, morango, café, chocolate… Escolher um hábito de vida saudável pode ser muito mais colorido do que se imagina, basta apenas colocar a mão na massa.

carrots-557868_640

Fontes: Kilorias Inventando com a Mamãe