Tag: disciplina

Dicas para criar uma criança saudável

Dicas para criar uma criança saudável

Se você quiser que o seu filho cresça de forma sadia você deve cuidar da sua alimentação e também, como não, do seu estado emocional. A gente te dá uma série de conselhos para que ajude ao seu filho a crescer de forma equilibrada e possa evitar futuros problemas de saúde.

1. Comer em família. Não deixe que o seu filho coma sozinho. Comer em família contribui com uma série de benefícios. Melhora a comunicação, valoriza o momento da comida de forma especial… Não é apenas um gesto. Vai muito mais além. Comer em família melhora a autoestima da criança e lhe ajuda a melhorar seus hábitos alimentares.

2. Não obrigue o seu filho a comer. Deixe que seja o seu filho quem decida a quantidade que quer comer. O pior que você pode fazer é obrigar-lhe a comer quando não quer. Existem crianças que necessitam comer mais e outras, no entanto, necessitam menos.

3. Não se esqueça nenhum desses alimentos a cada dia. Existem quatro grupos alimentares fundamentais que você nunca deve esquecer e que devem ser incluídos diariamente. São os seguintes: Frutas e verduras, cereais, lácteos e proteínas (carne, peixe, ovos…).

4. Estabelecer uma rotina nas refeições. Estabelecer um horário nas refeições beneficia a criança a regular seu apetite. O pior é deixar que coma a qualquer hora, sem deixar que termine de fazer a digestão. Uma criança necessita fazer cinco refeições por dia: café da manhã, almoço, lanche, merenda e janta.

5. Dê-lhe muita água. A saúde também se mede pela hidratação do corpo. Uma criança necessita beber e, com frequência se esquece porque está brincando. Lembre-a que beba água e fuja dos refrigerantes com excesso de açúcar.

7. Respeite os gostos da criança. Os pais se empenham para que as crianças comam de tudo. Mas, nós os adultos, gostamos de tudo? Por que não respeitar que uma criança goste de determinado alimento? Por exemplo, se o seu filho não gosta de espinafre, busque outro alimento que contribua com os mesmos benefícios e que possa comê-lo com facilidade.

8. Não esqueça nunca de felicitar ao seu filho. Os elogios e a atenção são primordiais. Se ele comeu bem, felicite-o. Isso fará com que ele se encha de orgulho. Mas, não use sobremesas como prêmios.

9. Limite certos alimentos. As sobremesas hipercalóricas, os doces e balas são alimentos que não contribuem com nada de bom. Assim que é melhor que limite seu uso. Não proibi-los, mas limitá-los a momentos especiais (aniversários).

10. Incentive o exercício. Para que uma criança cresça sadia não basta cuidar da sua alimentação. O exercício é sem dúvida um pilar básico. Anime-a para que faça exercício e busque o esporte que ela mais goste.

Por Estefanía Esteban
Redatora de GuiaInfantil.com

Resiliência: você sabe para que serve?

Conteúdo original Minha Vida

Você já ouviu falar sobre resiliência? A resiliência é considerada um aspecto psicológico que pode ser entendido como sendo a capacidade que o indivíduo tem para:

  • Lidar com problemas
  • Superar obstáculos
  • Responder com equilíbrio a situações adversas
  • Manter-se sereno em momentos de estresse.

Toda ação deve ser feita sem que esses fatores externos negativos desequilibrem o bom andamento da vida. Para que isso aconteça é preciso que o indivíduo tome decisões adequadas sem ser afetado pela tensão externa ou interna. A força emocional individual se mantém. Quem é resiliente se sente capaz de enfrentar as adversidades sem perder o foco nos seus objetivos e bem-estar.

As características são muito positivas e as mais comuns de quem é resiliente são:

  • Rápida tomada de ação
  • Adaptação
  • Criatividade
  • Menor vulnerabilidade ao medo de errar e mais força na certeza que será capaz de lidar com as consequências de suas escolhas

  • Confiança em si próprio
  • Domínio das emoções e da própria vida.

É possível se tornar resiliente?

Algumas pessoas são consideradas naturalmente resilientes. Mas isso não tão simples assim. A grande verdade é que quem tem essa sábia habilidade, foi ao longo dos anos se desenvolvendo para isso, mesmo que de forma inconsciente. Vou dar um exemplo: se uma criança é criada por pais resilientes, aumenta sua chance de desenvolvimento nesse aspecto, por observação, repetição de padrão e aprendizado.

Mas não se preocupe, se seus pais não são resilientes, você ainda tem tempo não só de aprender a ter excelência nisso, como até mesmo, ensiná-los a serem pais resilientes, caso essa seja da vontade de todos envolvidos.

Quem é capaz de administrar as emoções mais facilmente, consegue superar as dificuldades de forma rápida e eficaz, a consequência disso é encontrar harmonia e equilíbrio na vida. Talvez você esteja se perguntando: será que alguém que não consegue administrar as emoções é capaz desenvolver resiliência? Sim, é perfeitamente possível. Segue algumas dicas e orientações:

1) Consiga desenvolver e treinar seu foco de atenção – para onde vai sua energia quando você precisa resolver algo na vida? Observe seus pensamentos. Você está enxergando o problema ou a solução? Habitualmente onde está sua atenção e pensamento? Como exatamente você faz o que faz?

2) Melhore sua capacidade de compreensão do outro – desenvolva empatia, sintonia, criação de aliança com as pessoas a sua volta – saber colocar-se no lugar do outro e com isso, estabelecer vínculos sociais. Você ouve o que as pessoas falam? Você se importa com o próximo? Sabe entender as necessidades alheias? Consegue se colocar no lugar de outra pessoa respeitando o mundo, valores e aprendizados diferentes dos seus? O que é capaz de perceber diferente quando faz essa mudança de perspectiva?

3) Coloque sua energia no controle emocional e no controle dos impulsos – perceba que você é capaz de autocontrole e disciplina. Se esse é um ponto importante para o seu aprendizado, invista em cursos, terapia, sessões de coaching, livros, vídeos, e assuntos que possam agregar diretamente sobre esse tema. Prosperar na vida requer dedicação, planejamento e tempo. Use seu tempo a seu favor.

4) Desenvolva criatividade para responder aos estímulos negativos – que suas escolhas sejam livres de repetições passadas e negativas. Você não precisa ficar eternamente preso no mesmo padrão de resposta que não te agrada.

5) Cultive a positividade – acredite que as coisas vão melhorar e aja nessa direção. Não espere o futuro trazer as respostas. Use o seu presente para construir aquilo que depende de você.

6) Ponha em prática o conceito de 1/3:

  • 1/3 depende de você
  • 1/3 depende do outro
  • 1/3 depende do acaso.

Faça seu 1/3 bem feito. Tenha certeza que sua parte foi executada da melhor forma possível. E que se tem algo que não depende de você, saiba encontrar ajuda e orientação necessária.

7) Explore e aumente sua capacidade de análise – seja da situação como um todo, de pontos específicos, tomada de decisão e ação – ser apto a entender os problemas, sua gravidade, impacto, consequência e possíveis estratégias de solução.

8) Supere-se – se você tem alguma “trava”, crença limitante de sucesso e bem-estar, medo, insegurança, ansiedade, etc, encontre caminhos para amenizar, suavizar e principalmente curar-se para viver em harmonia e bem estar.

Você pode seguir as dicas desse artigo para o seu crescimento pessoal e criar novas formas de superação e desenvolvimento das suas habilidades. Havendo interesse busque ajuda especializada. Você pode se beneficiar através de atendimento individual com sessões de coaching, EMDR, hipnose ericksoniana, programação neurolinguística (PNL), técnica de terapia breve, etc.

Como emagrecer sem perder massa muscular

photography-945822_960_720

Pode parecer uma preocupação boba, mas quem batalha para moldar o corpo e mantê-lo da forma mais saudável possível sabe o quanto de dedicação e disciplina é necessário empenhar para que os resultados apareçam. Muitas vezes se começa com uma musculação periódica, sem grandes pretensões, mas o organismo vai respondendo de forma satisfatória e é preciso fazer adaptações.

Ao longo do processo há perdas e ganhos, a dieta varia entre mais e menos rigorosa, e ainda que o ganho de massa muscular seja imperceptível para os outros (e super significativa para você), não é justo deixar que todo o esforço se esvaia. Até porque não é legal emagrecer e ficar flácido, e sim com tudo firminho no lugar que tem que estar.

Siga as dicas, coma bem (de tudo e alimentos com qualidade, pouca gordura e muitos nutrientes), exercite-se regularmente e seja beleza pura, não apenas para o verão mas para a vida:

Conteúdo original Mais Equilíbrio

sport-1087028_960_720

Quando o verão se aproxima, a corrida contra a balança logo começa. E para ficar com o corpo em forma, é imprescindível preservar a massa muscular, responsável por aquele visual mega definido que muita gente almeja na estação mais quente do ano.

Quanto maior o índice de massa muscular, mais acelerado será o seu metabolismo, o que impacta positivamente em todas as funções fisiológicas do organismo: do sono à eliminação de gordura corporal e controle do colesterol.

Então se você está no projeto verão para começar o ano com tudo em cima veja dicas para emagrecer sem perder a massa muscular:

Fique atento às calorias

smorgasbord-792906_960_720

Dietas restritivas além de não fazerem bem, podem causar perda da massa muscular. Ou seja, se você está perdendo mais de 900g/1kg por semana de peso corporal você corre o risco de estar perdendo massa muscular junto. Lembre-se que um corpo magro e com massa muscular aparenta estar muito mais definido do que alguém sem massa muscular.

Alimente-se bem

Os carboidratos não devem ser deixados de lado pois eles são importantes para a regeneração muscular entre outras funções. A questão para não engordar é ter equilíbrio e escolher adequadamente seus alimentos. Por exemplo, glicose em excesso é convertida em gordura, mas só em excesso. Coma carboidratos de baixo índice glicêmico e tenha moderação.

Treine pesado

weights-1017465_960_720

 

Para bons resultados, é necessário treinar pesado, encorajando o corpo a manter a massa muscular e ainda promovendo a liberação de hormônios que irão auxiliar ainda mais na queima de gordura.

Cuidado com os aeróbicos

Poucas pessoas sabem, mas a dieta tem um impacto muito maior no corpo do que os próprios aeróbicos, quando o assunto é a queima de gordura. É importante você primeiro ajustar a sua dieta e só depois ir acrescentando os exercícios aeróbicos na sua rotina.

Mudança de hábito JÁ!

Conteúdo original de Mais Equilíbrio
Texto de Thamirys Teixeira

00-52-29-429_640

Mudar de hábitos é o primeiro passo para conquistar uma vida saudável e feliz. Para quem não tem costume, começar aquela dieta, comer melhor ou praticar exercícios físicos pode ser um grande desafio, que exige disciplina e, principalmente, determinação.

Para te ajudar a mudar seus velhos hábitos e estar aberta para o novo, o Mais Equilíbrio falou com a psicóloga do Centro Terapêutico Multidisciplinar de São Vicente, Tereza Christina Gonçalves. Ela esclareceu alguns pontos importantes para você que está procurando mudança.

1- O que significa hábito?

Os hábitos são costumes que a pessoa adquire para sua vida. Eles podem ser involuntários ou conscientes, movidos por uma necessidade ou adaptação.

silhouette-683751_640

2- Quanto tempo em média se leva para tornar algo um hábito?

A mudança de comportamento é uma das coisas mais difíceis, pois tira a pessoa da zona de conforto que é ligada ao comodismo. Isso causa uma série de incômodos, provocando desânimo e por vezes desistências de adquirir novos hábitos.

Portanto, mudar de comportamento depende da motivação e do objetivo de cada pessoa que se propõe a mudar. Estudos comentam que para isso é preciso em média de 21 dias, no entanto se a pessoa não tiver um foco ou objetivo, a experiência será negativa.

3- Por que algumas pessoas tem dificuldades em mudar de hábito?

A acomodação é uma das principais causas. Outra razão muito forte é que as pessoas não acreditam que as novas mudanças irão dar bons resultados. É preciso foco de pensamento!

dart-444201_640

4- Um hábito pode ser completamente extinto?

Sim. Ele pode ser extinto sem a necessidade de substituição.

5- Qual o seu conselho para quem quer mudar seus hábitos e não consegue?

A auto disciplina. O ponto de partida deve começar pela própria pessoa. Tudo depende de quem quer mudar, ou seja, a ação e a determinação são as chaves para uma reorganização de vida. Quando as coisas ficam ‘no mundo das idéias’ ou apenas no papel, que resultados são esperados?

Agora que você já sabe como, que tal começar hoje a mudar a sua vida! Só depende de você !

Cinco hábitos saudáveis ​​que fortalecem sua família

Bons hábitos não acontecem por acaso. Eles têm que ser primeiro apresentados a nós e é preciso autodisciplina e muita prática para cultivá-los em nossas rotinas regulares, se pretendemos que sejam bem sucedidos. Tomemos, por exemplo, a escovação e uso do fio dental nos dentes.

Ajudar sua família a formar bons hábitos pode ser um desafio. Mas se você manter o rumo, isso se tornará um costume de preferência. Uma vez que se tem um objetivo em mente, deve-se focá-lo diariamente até que se demonstre um nível aceitável de domínio antes de passar para a apresentação de um próximo hábito. Suas expectativas devem ser condicionadas à idade e estágio de desenvolvimento do seu filho ou entendimento e tempo dos familiares. Aqui listamos 5 hábitos saudáveis ​​que devem ser implementados:

Hábito Saudável #1: Pratique a gratidão

mother-589730_640

 

A gratidão é um conceito complicado. A maioria de nós sabe que devemos expressar gratidão pelas coisas importantes na vida, como ter um teto sobre nossas cabeças, ter comida na mesa todos os dias e ter filhos saudáveis. Depois, há as pequenas coisas, como apreciar a grande árvore no quintal ou mesmo apenas ter acesso a uma máquina de lavar e secar roupa. Quando tudo está bem no nosso mundo, é fácil se concentrar no que há de bom, mas o desafio é ser capaz de manter esse foco quando as coisas não estão indo tão bem.

Grande parte das crianças não vai aprender gratidão simplesmente por ser dito que esta é a forma como eles devem agir. A coisa mais importante que você pode fazer é modelar o comportamento de seu filho. Configurar um hábito de gratidão em sua família. Por exemplo, na hora do jantar, quando todos estiverem ao redor da mesa, incentive o compartilhamento de algo bom que aconteceu com cada um durante o dia. Edificar a gratidão requer prática, mas quando feito regularmente, é um hábito que aumentará a harmonia da sua família.

Hábito Saudável #2: Mantenha uma programação de diversão regular em família

water-fight-442257_640

Para uma família ficar conectada e em sintonia, é fundamental para esculpir blocos de tempo regulares para passar juntos. Traga à sua família o hábito de sair apenas para se divertir, e não apenas para ocasiões especiais, como aniversários ou em férias. Reúna todos e eleja um período regular todos os meses para ficarem juntos. Certifique-se de preencher esse tempo com atividades divertidas, lanches aos domingos no parque, na praia ou quintal de casa, boliche, filmes e passeios. Uma vez no calendário, deve ser o tempo sagrado da família e não serão negociados por outros compromissos.

Hábito Saudável #3: Desenvolver hábitos familiares

sheep-586374_640

Sente-se em conjunto e incentive cada membro da família a discutir sobre um hábito saudável que eles gostariam de melhorar. Por exemplo, a garotada pode tentar usar as palavras “por favor” e “obrigado” regularmente, as crianças mais velhas podem telefonar para casa para avisar se chegarão tarde e os adultos podem tentar, regularmente, beber água em vez de refrigerante.

Um ato prático lúdico para reforçar essa ideia é dar a cada familiar algumas sementes de flores para plantar. Assim, explique que o tempo em que a semente leva para começar a crescer, é o período que se tem para trabalhar esses hábitos. Quando todos verem o crescimento em suas mudas, poderão informar aos familiares se seu hábito floresceu nelas. Durante este tempo, os membros da família podem estimular o crescimento do hábito no outro com comentários positivos que admirem o compromisso. Simples abraços provando que você notou o cuidado de cada um pode ser o suficiente para manter todos motivados na tarefa.

Hábito Saudável #4: Mantenha-se organizado

clothes-hangers-582212_640

Uma habilidade importante que vai ajudar a todos, principalmente os seus filhos à medida que crescem, é aprender a manter-se organizado. Se a sua família não está organizada para começar, então você pode usar isso como uma oportunidade de ensino para todos, como, por exemplo, trabalhar em conjunto para obter todos os quartos da casa livre de desordem.

Faça uma lista de alguns dos seus atos de desordem, uma vez que identificar seus maus hábitos, escolha um para mudar e um organizado para substituição. Em vez de deixar as roupas limpas dos filhos no seu guarda-roupa ou em um cantinho do armário, mostrar-lhes como arrumá-lo corretamente para que eles adquiram o hábito de respeitar as coisas e o ambiente, evitando revirar uma pilha bagunçada para encontrar um par limpo de meias.

Comece devagar e aos poucos, escolhendo apenas um hábito e aquele em que se sinta confiante para a mudança. Uma vez que sua casa começa a ficar (e permanecer) organizada, você e todos da família terão mais tempo para relaxar e aproveitar o tempo juntos com qualidade.

Hábito Saudável #5: Coma certo

family-drinking-orange-juice-619144_640

Um dos melhores presentes que você pode dar aos seus familiares é ensiná-los a cuidar bem de seus corpos. Isso é algo que a maioria de nós precisa trabalhar. Mas, escolhendo opções de alimentos saudáveis ​​e fazendo exercícios regularmente nós vamos ensinar aos nossos filhos que valorizamos um estilo de vida saudável. Se a sua família nunca come frutas e vegetais, inicie o hábito de introduzir uma nova fruta ou vegetal todos os dias. Substitua os alimentos fritos por assados ou grelhados. Adquira o hábito de caminhar ou andar de bicicleta várias vezes por semana, em vez de ver televisão. Se você modelar hábitos mais saudáveis, seus filhos não terão mais motivo para não segui-las.

Você tem hábitos saudáveis ​​que você valoriza? Eles tiveram um impacto positivo na vida da sua família? Compartilhe com a gente! Esperamos que você possa começar a construir alguns novos hábitos saudáveis ​​para a sua família hoje!

Texto original em Quick and Dirty Tips
Tradução livre de autoria do blog.