Pular corda como atividade física

Por aqui é a atividade preferida! Confere muita eficiência num curto espaço de tempo, além de ser dinâmica e permitir que nós aproveitemos aquela playlist animadora que levanta qualquer astral! #amamos

Quer aprender também?! Dá uma olhada nas dicas e comece já!

Fonte: Minha Vida

Hidroginástica é um ótimo exercício para sair do sedentarismo e perder peso

Conteúdo original MinhaVida

A hidroginástica é um exercício que pode ser praticado por pessoas que visam melhorar seu condicionamento físico, perder peso e sair do sedentarismo de uma maneira muito divertida. Engana-se quem pensa que fazer hidroginástica é só para a terceira idade, ela pode ser praticada por jovens, atletas e pessoas que fazem natação e querem melhorar o seu condicionamento físico.

Por ser um exercício mais seguro em comparação às modalidades de alto impacto, já que a água acentua o impacto das reações, a hidroginástica é muito praticada por pessoas com desvios posturais e dores articulares e na coluna. Também pode ser feita por pessoas com obesidade, indivíduos que possuem alguma patologia e por também grávidas, mas sempre sob orientação médica. Mesmo não sabendo nadar é possível realizar uma boa atividade e obter resultados com os exercícios.

Muitos são os benefícios que temos com a prática regular e bem orientada. A hidroginástica melhora o condicionamento físico e cardiorrespiratório; aumenta circulação, resistência e força muscular, mobilidade articular; e fortalece inúmeras musculaturas. Tudo isso sem causar impacto nas articulações, por ser feita dentro da água.

Pode ser praticada em grupo, promovendo interação e diversão, mas também pode ser praticada individualmente como parte de um treinamento de Personal Training. E se gasta em média entre 400 a 600 calorias por hora com essa atividade.

Cuidados na hidroginástica

No entanto, antes de começar a aproveitar todos esses benefícios, é importante tomar uma série de cuidados:

  • Passe com um médico para examinar se você está apto a realizar exercícios
  • Quanto menor o nível da água maior será o impacto na atividade
  • Inicie a atividade devagar e aumente gradativamente a intensidade
  • Procure realizar no mínimo duas vezes na semana e aumente com o tempo para quatro vezes ou complemente a atividade com mais dois dias de caminhadas
  • Observe sempre a respiração durante o exercício, nunca a bloqueie ou prenda.

Clipe Dance: Aprenda a dançar como nos seus clipes favoritos

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Divulgação / Step Dance

Quem nunca escutou uma música marcante daquela cantora do momento e teve vontade de seguir a coreografia? Dançar junto à canção e reproduzir todos os passos do videoclipe já virou modalidade fitness, o Clipe Dance. Além de muito divertida, esta dança pode ser uma chave para queimar calorias e perder a vergonha.

Trata-se de uma aula diferente e muito satisfatória. De acordo com a bailarina e coreógrafa, Jú Lopes, primeira instrutora de zumba no Brasil, a modalidade mescla ritmos variados e consiste em reproduzir, quase que na totalidade, coreografias de clipes de “divas” do pop nacional e internacional como Taylor Swift, Beyoncé, Rihanna, Anitta e Ludmilla, além dos hits mais tocados pelo mundo.

dance-430554_960_720

Além de levantar o astral e te preparar para a pista de dança, uma simples aula de Clipe Dance pode queimar até 400 calorias! O melhor de tudo é que para conseguir este resultado incrível não é preciso saber dançar nem ter experiência.

Segundo Jú Lopes, o objetivo é levar o clima mágico da dança, envolvendo e estimulando os praticantes a queimarem calorias em aulas lúdicas e divertidas, que unem arte, entretenimento, prazer e bem estar. “A dança, além de aumentar a autoestima, trabalha a expressão corporal e alivia as tensões, ainda protege o corpo de doenças cardiorrespiratórias. Tem atividade melhor?”, ressalta a instrutora, que estreia a nova aula no estúdio Step Dance, em São Paulo.

Imagina só o sucesso que você vai fazer na balada depois dessa? Não dá para perder!

Afrovibe Dance Workout: Dança Multicultural para Queimar Calorias

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Você já ouviu falar na Afrovibe Dance Workout? A técnica mega divertida e animada vem conquistando cada vez mais adeptos por conta da mistura de ritmos contagiante e multicultural.

Foto: Reprodução / Afrovibe Dance Workout

O tipo de dança chegou no país direto do subúrbio da capital da França com a personal trainer Maryam Kaba, que criou a técnica em parceria com a dançarina Doris Martel. A atividade com passos de origem africana, árabe e indiana define e tonifica todos os grupos musculares! Tudo isso enquanto elimina cerca de 800 calorias em uma hora e meia ao som de um grupo de percussão. Pura energia!

São passos de salsa, reggaeton, afro house, samba e até dança do ventre para garantir o fortalecimento dos músculos. Os movimentos são perfeitos para malhar os braços, glúteos, abdômen e pernas. E o melhor de tudo: é para todas as idades.

Até agora só é possível encontrar aula de Afrovibe Dance Workout só no Rio de Janeiro na academia Proforma, no Leblon; e no Estúdio Rampa, em Copacabana. As aulas custam a partir de R$ 40.

Estamos ansiosos para conhecer mais sobre este novo jeito de definir o corpo enquanto se diverte!

Serviço: Afrovibe Dance Workout por Maryam Kaba

A doença do momento

“Preciso assumir publicamente que apesar de não parecer, eu estou doente e o mais assustador não é você ler que EU estou doente, mas você ler que provavelmente essa mesma doença também te pegou e você talvez ainda nem se ligou.

girl-791389_960_720

Essa doença te deixa alienado, acaba com a tua concentração, te tira disposição, te faz perder a noção de tempo e até de espaço. É capaz de te tirar o sono, te deixar com fortes dores de cabeça, pode acabar com a tua visão, dificulta tua audição, pode trazer frustração, te colocar num mundo de ilusão e quando em estado muito avançado, te faz perder a razão!

Essa doença é nova e talvez por isso acho que ainda é pouco reconhecida ou pelo menos pouco assumida. Quem é portador, fisicamente falando não costuma ser afetado, mas psicologicamente fica acabado. Se sente cansado, muitas vezes desgastado, quer se curar mas não sabe por onde começar… Vê sua vida mudar, muitas vezes chega a ver o seu mundo real se desmoronar e nem assim consegue parar pra se cuidar…

technology-791332_960_720

É a doença do século XXI que cada vez afeta mais famílias… É a doença que esgota o tempo das pessoas, que as faz ficar gananciosas, que pode até as tornar invejosas. É a doença que muitas vezes destrói amizades, que por vezes cria inimizades e que se alimenta de algumas/muitas falsidades.

É a doença que te faz acreditar que muito do que não foi vivido, por ter sido fotografado é sim passado acontecido. É a doença que só faz se alastrar e se você não se “vacinar”… ela vai te pegar. Essa doença chamada “vício de celular” pode SIM te matar!

smartphone-570511_960_720

Não tô falando pra você deixar de usar o celular até porque nos dias de hoje não tem mais como o eliminar e ele em muitas coisas sempre termina por ajudar. Mas comece a observar que na verdade, não é a sua vida que está de pernas pro ar nem o teu filho que não te deixa parar para respirar.

É o tempo que você passa “viajando” no mundo virtual, que te faz não ter mais tempo pra organizar a tua vida real. Não adianta o ano começar e você acreditar que tudo vai melhorar se você não tem intenção de mudar!”

Original de De Mãe para Mamãe

O que a crise tem a ver com a sua saúde

Conteúdo original M de Mulher

Alta do dólar, inflação, desemprego… Eis o que mais se vê e ouve no noticiário. E olha que as projeções dos economistas não são nada animadoras. A crise econômica também respinga na saúde por influenciar algumas escolhas no cotidiano. O corte no orçamento pode significar um menor consumo de alimentos nutritivos, sabidamente mais caros.

credit-squeeze-522549_640

Foi o que aconteceu na Itália, onde o Instituto Neurológico Mediterrâneo Neuromed flagrou, entre 2007 e 2010, uma queda de 13% na ingestão da dieta mediterrânea, protagonizada por peixe, azeite e vegetais e eleita uma das mais equilibradas. Para evitar que o cenário se repita por aqui, o conselho é planejar melhor as contas: dá pra cortar muita coisa antes de abdicar da qualidade das refeições.

Os experts ressaltam que a maneira como os tempos de vaca magra mexem com o bem-estar varia de pessoa para pessoa – sim, a carga genética faz diferença. “Ainda é possível notar que, enquanto alguns indivíduos sofrem, outros enxergam na crise oportunidades para crescer”, reflete o psiquiatra Mario Francisco Juruena, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. Aliás, essa é uma bela filosofia a seguir enquanto a economia não melhora.

Manual de sobrevivência

Medidas para garantir disposição física e mental durante a crise

entrepreneur-696976_640

Descanse das telas

Celulares, tablets e afins emitem uma luz que dificulta o início do sono. Maneire à noite e nada de levá-los para a cama.

Limpeza para dormir em paz

Atenção se você pensa em cortar a faxina. Quem é alérgico sofre com o pó, e o nariz entupido acaba com o repouso.

Não desconte no copo

Nem pense em abrandar o estresse ou induzir o sono à base de álcool. A bebida só piora a qualidade das noites.

Por uma ceia mais leve

money-837375_640

Há quem economize deixando pra jantar em casa. Só um cuidado: mandar uma pratada altas horas estorva o sono e gera refluxo.

Leia para desligar

Mas faça isso fora do quarto – assim como ver TV ou escutar música. Desconectar das tarefas é o caminho rumo aos sonhos.

Não deixe de suar

É preciso empenho, mas vale a pena. Exercícios melhoram até o sono. Se a academia está cara, troque pelo parque.

Que tal um curso gratuito?

Essa é uma boa hora para se atualizar e se diferenciar no mercado. As aulas ainda afastam ideias negativas.

Socialize

friends-775356_640

Os temores da crise são mais facilmente superados quando compartilhados. Reúna-se com amigos e familiares sempre que possível.

Ohmmmm

Meditação e outras técnicas de relaxamento ajudam a digerir o cenário atual, filtrando a sensação exagerada de pânico que pode nos cercar.

Economia doméstica

Viver muito apertado estressa. Cheque as despesas para ver se não há itens cortáveis. Só não abdique da saúde.

Não deixe de se tratar

Priorize ao máximo o dinheiro gasto para se livrar de doenças ou controlá-las. Lembre-se: isso é um investimento.

Tente se divertir

audience-868074_640

Dá pra se entreter mesmo com o orçamento curto (ler um livro, desenhar). A vida não é feita apenas de obrigações.

Investimento vegetal

Verduras, legumes e frutas até ficam mais caros, mas têm de aparecer no cardápio. Seus nutrientes blindam o organismo.

Nada de desperdício

Cascas, talos e sementes guardam vitaminas e podem compor deliciosas receitas. Tudo pelo custo/benefício.

Olho na pressão

Como o estresse impacta no peito, uma boa ideia é medir de vez em quando a pressão arterial. Se ela estiver alta, procure um médico.

Importância da vitamina D para as crianças

Conteúdo original Revista Suplementação

child-841894_640

Correr, pular e brincar é um momento comum e de muita alegria e diversão para a criançada. Mas para que os pequenos tenham pique total para aproveitar cada momento do dia, é fundamental que tudo ande bem com a saúde deles. Nesse sentido, o consumo de vitaminas e minerais é um ponto importante de atenção para os pais.

Os cuidados para incluir nas refeições os alimentos fonte de cálcio e vitamina D, além da exposição solar diária de 20 minutos, para a reposição natural da taxa de vitamina D no sangue, ajudam a manter uma criança saudável e feliz, que curte as brincadeiras e aproveita a vida, pois essas substâncias são imprescindíveis para a formação e o fortalecimento dos ossos e a falta deles pode ocasionar falha no desenvolvimento e, consequentemente, deformidade dos ossos.

sun-in-the-hand-615285_640

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a partir do primeiro ano de vida, a indicação recomendada é de 600 a 1.000 UI diárias, taxa que não muda até os 18 anos. Conhecida também como a vitamina do sol, pois sua principal fonte de síntese provém da exposição solar, esse nutriente colabora ainda para o bom desempenho dos músculos e nervos, a coagulação do sangue, o crescimento celular e a utilização de energia, além de ajudar no processo de aprendizagem.

“A vitamina D é extremamente importante para o desenvolvimento saudável da criança. Para conseguir manter o bom nível dela no organismo, a recomendação é de 10 a 20 minutos de banhos de sol ao dia. A criança pode aproveitar a praia e a piscina desde cedo. No entanto os horários de pico devem ser evitados, pois é quando a intensidade dos raios ultravioleta é muito forte e pode causar danos à pele, principalmente na do bebê, que é mais sensível.

beach-87640_640

O pediatra deve estar atento e recomendar a reposição com suplementos vitamínicos quando suspeitar que as oportunidades de exposição solar da criança estão escassas”, explica a Dra. Marise Lazaretti Castro, chefe do setor de Doenças Metabólicas da Unifesp e membro da Diretoria da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia).

Segundo a especialista, apesar de alguns alimentos serem fonte dessa vitamina, como peixes gordurosos, leite e ovos, a quantidade presente é muito pequena e insuficiente para suprir as necessidades do corpo. “Durante a vida intrauterina, o feto retira esta substância do sangue materno, mas, depois do nascimento, precisa produzir sua própria vitamina, pela exposição ao sol, pela dieta alimentar ou por meio da suplementação. Por este motivo, os pediatras orientam às mães que exponham seus bebês ao Sol diariamente. Quando mais velhos, devem ainda estimular brincadeiras e esportes ao ar livre, como era feito antigamente”, destaca. Nas grandes cidades, entretanto, estes hábitos saudáveis podem não ser mais possíveis, e é neste momento que a suplementação de Vitamina D passa a ser recomendada.

girl-797837_640

Fonte: SANOFI