Tag: economia

Receita: Leite vegano de semente de melão

Diferente, não?! Talvez para o universo vegano esta já seja uma fórmula conhecida, mas quem ainda não é adepto ao estilo vegan de vida esta receita pode ser uma novidade e tanto! Muito positivo também é a falta de desperdício, uma vez que é possível utilizar a fruta por inteiro! 👏

O passo a passo é da Alana Rox, do Diário de uma vegana.

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de semente de melão
  • 2 copos de água filtrada ou mineral

Modo de Preparo:

  • Bata no liquidificador por 2 minutos;
  • Coe e sirva.

Abril: Hortifruti do mês

 

Saiba quais são os produtos da estação e economize, mantendo maior variedade de nutrientes na sua alimentação:

Legumes e Verduras

  • Abóbora/ abóbora-moranga
  • Abobrinha
  • Alface
  • Alho-poró
  • Almeirão
  • Berinjela-japonesa
  • Beterraba
  • Cará
  • Chicória
  • Chuchu
  • Escarola
  • Inhame
  • Nabo
  • Pepino / pepino-japonês
  • Pimenta-vermelha
  • Repolho e
  • Tomate.

Frutas

  • Abacate
  • Banana-maçã
  • Caqui
  • Jaca
  • Kiwi
  • Maçã nacional/ gala
  • Mamão formosa
  • Tangerina-cravo e
  • Uva importada.

Alimentos: Alternativas saudáveis aos altos preços

Conteúdo original Mais Equilíbrio

De março do ano passado até março deste ano, os preços dos alimentos chegaram à mesa do consumidor com aumento de de mais de 30%. O IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) revela que os preços subiram 6,34% até março deste ano, contudo, estudos de economistas da Universidade de São Paulo revelam que os preços de frutas, legumes, verduras e alguns cereais, dentre eles, arroz e feijão, acumularam altas de 33,36%.

O preço do tomate, por exemplo, um dos frutos que mais figuravam no prato dos brasileiros, mais que dobrou de preço no período de um ano, com alta de 105,87%. A batata virou outra vilã na alimentação e passou a pesar do bolso, já que ficou 86,51% mais cara.  Com este cenário, fica a dúvida: como driblar a inflação e não faltar alimentos essenciais para manter uma boa nutrição em dia? Se por um lado, comerciantes e feirantes tentam adotar medidas de controle de preços, os consumidores buscam alternativas para não deixar cair a qualidade nutricional dos pratos no dia a dia.

Uma alternativa para substituir frutas que estão caras é optar pelas frutas da estação, como é o caso da goiaba, da ameixa e da uva. E como é possível substituir alimentos caros por aqueles que ofereçam as mesmas vitaminas, minerais e nutrientes por um preço mais em conta?

Laranja pera por…

Manga, melão e kiwi, que, assim como a laranja, são fonte de vitamina C. A vitamina C tem poder antioxidante e é essencial para a saúde dos ossos e dos vasos sanguíneos.

Abacaxi por…

Ameixa, que tem grande quantidade de vitamina C, além das vitaminas do complexo B. Assim como o abacaxi, a ameixa é uma fruta que auxilia na digestão e no trato intestinal.

Tomate por…

Pepino, que apesar de ter um gosto completamente diferente do tomate, tem o mesmo valor nutricional e contém vitamina C. A cenoura, um legume que está mais em conta, pode substituir o tomate como suprimento de vitamina C, vitamina E e betacaroteno.

Abobrinha por…

Abóbora nacional, fonte de fibras, vitamina C e outros nutrientes fornecidos também pela abobrinha.

Batata inglesa por…

Batata doce ou inhame. Assim como a batata inglesa, a batata doce e o inhame são ricos em carboidratos, contudo, a batata doce é ainda mais nutritiva que a inglesa, sendo fonte de cálcio, fósforo, potássio, ferro, vitaminas A, C e E, além das do complexo B.

O que a crise tem a ver com a sua saúde

Conteúdo original M de Mulher

Alta do dólar, inflação, desemprego… Eis o que mais se vê e ouve no noticiário. E olha que as projeções dos economistas não são nada animadoras. A crise econômica também respinga na saúde por influenciar algumas escolhas no cotidiano. O corte no orçamento pode significar um menor consumo de alimentos nutritivos, sabidamente mais caros.

credit-squeeze-522549_640

Foi o que aconteceu na Itália, onde o Instituto Neurológico Mediterrâneo Neuromed flagrou, entre 2007 e 2010, uma queda de 13% na ingestão da dieta mediterrânea, protagonizada por peixe, azeite e vegetais e eleita uma das mais equilibradas. Para evitar que o cenário se repita por aqui, o conselho é planejar melhor as contas: dá pra cortar muita coisa antes de abdicar da qualidade das refeições.

Os experts ressaltam que a maneira como os tempos de vaca magra mexem com o bem-estar varia de pessoa para pessoa – sim, a carga genética faz diferença. “Ainda é possível notar que, enquanto alguns indivíduos sofrem, outros enxergam na crise oportunidades para crescer”, reflete o psiquiatra Mario Francisco Juruena, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. Aliás, essa é uma bela filosofia a seguir enquanto a economia não melhora.

Manual de sobrevivência

Medidas para garantir disposição física e mental durante a crise

entrepreneur-696976_640

Descanse das telas

Celulares, tablets e afins emitem uma luz que dificulta o início do sono. Maneire à noite e nada de levá-los para a cama.

Limpeza para dormir em paz

Atenção se você pensa em cortar a faxina. Quem é alérgico sofre com o pó, e o nariz entupido acaba com o repouso.

Não desconte no copo

Nem pense em abrandar o estresse ou induzir o sono à base de álcool. A bebida só piora a qualidade das noites.

Por uma ceia mais leve

money-837375_640

Há quem economize deixando pra jantar em casa. Só um cuidado: mandar uma pratada altas horas estorva o sono e gera refluxo.

Leia para desligar

Mas faça isso fora do quarto – assim como ver TV ou escutar música. Desconectar das tarefas é o caminho rumo aos sonhos.

Não deixe de suar

É preciso empenho, mas vale a pena. Exercícios melhoram até o sono. Se a academia está cara, troque pelo parque.

Que tal um curso gratuito?

Essa é uma boa hora para se atualizar e se diferenciar no mercado. As aulas ainda afastam ideias negativas.

Socialize

friends-775356_640

Os temores da crise são mais facilmente superados quando compartilhados. Reúna-se com amigos e familiares sempre que possível.

Ohmmmm

Meditação e outras técnicas de relaxamento ajudam a digerir o cenário atual, filtrando a sensação exagerada de pânico que pode nos cercar.

Economia doméstica

Viver muito apertado estressa. Cheque as despesas para ver se não há itens cortáveis. Só não abdique da saúde.

Não deixe de se tratar

Priorize ao máximo o dinheiro gasto para se livrar de doenças ou controlá-las. Lembre-se: isso é um investimento.

Tente se divertir

audience-868074_640

Dá pra se entreter mesmo com o orçamento curto (ler um livro, desenhar). A vida não é feita apenas de obrigações.

Investimento vegetal

Verduras, legumes e frutas até ficam mais caros, mas têm de aparecer no cardápio. Seus nutrientes blindam o organismo.

Nada de desperdício

Cascas, talos e sementes guardam vitaminas e podem compor deliciosas receitas. Tudo pelo custo/benefício.

Olho na pressão

Como o estresse impacta no peito, uma boa ideia é medir de vez em quando a pressão arterial. Se ela estiver alta, procure um médico.

Receita: Maionese Caseira com Ovos Cozidos

dips-58738_640
Sempre falo nisso por aqui, mas não tem como não amar as adaptações saudáveis das receitas clássicas. É uma forma maravilhosa de a gente conseguir manter a forma comendo de tudo, sem passar vontade, apenas alterando nossa forma de enxergar a alimentação. E é daí que vem o termo reeducação alimentar, que ao contrário do que muita gente pensa, não serve somente para auxiliar a atingir uma meta a curto prazo – como eliminar uns quilinhos, mas ser aplicada por toda a vida toda.
boiled-15622_640
Uma dessas reinvenções é a receita de maionese com ovo cozido, muito mais leve e saudável do que a versão tradicional com ovos crus. Além de mais segura, tanto para saúde, já que ovos crus podem acarretar em salmonelose, doença causada pelas bactérias do gênero Salmonella, que infectam cerca de 1% dos ovos de galinha, quanto para o sucesso da receita, que não tende a desandar.

Maionese Caseira com Ovos Cozidos

Receita original By Paulinha
  • 2 ovos cozidos e gelados
  • Leite gelado até cobrir os ovos
  • Óleo até alcançar a quantidade de maionese que você deseja
Corte os ovos grosseiramente, coloque no liquidificador e cubra com leite – somente o necessário para cobrir – e bata até desmanchar os ovos. Adicione o óleo aos poucos, continue batendo até engrossar e alcançar a quantidade desejada. Você também pode fazer com um ovo, com três, ou mais, seguindo o mesmo preparo que dará certo.
Caso você faça controle de colesterol, pode reduzir a quantidade de gemas usadas e aumentar a de claras. Por exemplo, ao usar uma receita com 3 ovos, utilize 1 ovo inteiro e 2 duas claras, ou 1 ovo inteiro e 1 clara ao invés de 2 ovos. Pode também optar por versões mais saudáveis de óleos, como o de coco ou manteiga ghee.

 

Os 10 alimentos mais nutritivos para o seu bolso

0007914298R-849x565

Se você está tentando sustentar uma dieta saudável com um orçamento limitado, vai deparar-se com um dilema: as fontes mais baratas de calorias não são muito boas, mas, ao mesmo tempo, alguns dos alimentos mais densos em nutrientes, tais como vegetais, são muito baixos em calorias.

0006546420K-849x565

Quem tem o orçamento apertado, muitas vezes sente como se tivesse que escolher entre receber nutrientes suficientes ou obter calorias suficientes. Mas, você não. Como vamos demonstrar, é possível montar uma dieta completa e nutricionalmente balanceada com pouco dinheiro.

Listamos 10 alimentos nutritivos e de baixo custo, que podem ser misturados e combinados para montar uma dieta saudável. Os preços são uma estimativa e podem variar de acordo com a realidade local e do quanto você pode economizar comprando em grandes quantidades.

Manteiga de amendoim

peanut-butter-684021_640

A manteiga de amendoim é uma boa fonte de proteínas e vitamina. Você pode espalhar sobre torradas para o café da manhã, passar em pães ou frutas no lanche ou, se você for um pouco mais experiente na cozinha, pode usa-la para criar um molho em estilo asiático para legumes e macarrão. Um pote com um quilo, sai por R$ 19,90 e você também pode preparar sua própria manteiga de amendoim em casa, veja AQUI.

Pão Integral

bread-682618_640

Embora você possa pensar o pão como apenas um carboidrato, duas fatias de pão de trigo integral têm tanta proteína quanto uma porção de manteiga de amendoim, fazendo a combinação dos dois uma verdadeira potência de proteína. Um pacote com 250 gramas de pão integral custa cerca de R$ 3,10 e você também pode fazer seu próprio pão. Veja AQUI.

Ovos

Para uma fonte barata de proteína completa, nada melhor do que o incrível ovo de galinha! Você pode prepara-los mexidos no jantar, em omeletes ou tapiocas para um lanche ou mesmo usá-los como base para uma ceia rápida e nutritiva. Em promoções, é possível encontrar uma dúzia de ovos por R$ 1,90.

Atum

Conserva de atum é outra grande fonte de proteína, mas com um bônus adicional: omega-3. Você pode fazer salada de atum ou outras belas combinações para uma refeição nutritiva. As latas com 200 gramas saem por volta de R$ 4,00, mas outra substituta a altura é a sardinha in natura, ao custo de R$ 7,00 o quilo.

Macarrão

surface-735006_640

Com cerca de 7 gramas por porção, a massa é outra fonte classificada como de baixa proteína. É também a base para uma infinita variedade de refeições baratas e satisfatórios, da tradicional com molho vermelho à sopa minestrone cheia de vegetais. O melhor de tudo, é pagar bem pouco por porção. O pacote com meio quilo custa em torno de R$ 1,89.

Molho de tomate

Tomates cozidos são uma excelente fonte de vitaminas antioxidantes e um ingrediente versátil na despensa. Então, estocar molho de tomate ou tomates congelados ou enlatados para fazer o seu próprio. Nos dias promocionais, o quilo do tomate pode ser encontrado por R$ 2,89 e os molhos industrializados a partir de R$ 0,99.

Feijões

image

Nenhuma lista de alimentos baratos, mas nutritivos, seria completa sem feijão. Você vai ter o valor de uma refeição de proteína, além de uma porção enorme de fibra, por apenas R$ 2,80 o quilo. Com dezenas de tipos disponíveis, feijões também são extremamente versáteis. Combine-os com diferentes vegetais e especiarias para uma variedade quase infinita de pratos (sopas, ensopados, caldos, etc).

Arroz

Em uma combinação quase natural com feijão, o arroz também pode ser usado em saladas, sopas e guisados, e custa bem barato por porção. O pacote com cinco quilos custa em torno de R$ 9,00.

Leite ou iogurte

0003483306ZZ-849x565

O leite fornece uma abundância de proteínas e cálcio absorvíveis. O iogurte vai custar cerca de duas vezes mais, mas oferece o benefício adicional de bactérias benéficas. Você vai pagar menos (e ganhar mais, nutricionalmente) se optar por iogurte sem açúcar. O litro do leite sai por R$ 2,00 e o iogurte é variável de acordo com o tipo, mas pode ser encontrado em bandejas de 540 gramas por R$ 1,99.

Frutas e vegetais

O que você vai economizar em produtos, pode comprar em frutas e vegetais frescos que são vendidos semanalmente e, em seguida, preencher as lacunas que faltarem com congelados. Embora não haja uma faixa de preço muito exata nesta categoria, você pode encontrar uma boa variedade de coisas a partir de R$ 0,99 o quilo.

vegetable-755724_640

Claro, você também vai precisar de coisas como óleo e temperos para cozinhar e, provavelmente, alguns condimentos. Esperamos que haja espaço suficiente no orçamento para alguma variedade adicional – e um deleite ocasional. Mas, como a espinha dorsal de uma dieta nutritiva e barata, esses 10 alimentos são ótimos para começar.

Na verdade, distribuídos no cardápio semanal, todos esses alimentos são suficientes para lhe fornecer 2.000 calorias por dia e satisfazer todas as suas necessidades nutricionais de proteínas, fibras, vitaminas e minerais.

Se você olhar apenas para a quantidade de calorias que consome, frutas e legumes parecem um péssimo negócio em relação ao custo. Mas, claro, uma alimentação saudável não se pauta apenas sobre calorias. É sobre nutrição e os frutos e vegetais fornecem a maior parte dos muitos nutrientes importantes. E, seguindo essas dicas, felizmente, você não terá que escolher entre ter calorias suficientes e receber nutrientes suficientes.