Saiba como o corpo funciona em jejum

Pular a “refeição mais importante do dia” ainda é um assunto polêmico. Descubra como o hábito influencia estes aspectos da sua saúde.

Performance física

  • Graças ao jejum durante o sono, os níveis de glicose nos seus músculos chegam ao mínimo quando você acorda. Vá para a academia antes do café da manhã, já que pesquisas recentes mostram que, assim, seu corpo queima melhor a reserva que ainda resta de gordura.

  • Se a perda de peso não é o seu objetivo, pular o desjejum trará problemas. Um estudo da Loughborough University (Inglaterra) mostrou que aqueles que não comem ao acordar não possuem um bom desempenho nos treinos à tarde ou à noite.

Peso

  • Um estudo publicado no periódico internacional Journal of Nutritional Science descobriu que aqueles que já estão com quilinhos a mais e pulam o café perdem mais gordura, mas também possuem níveis mais elevados de colesterol, em comparação àqueles que se alimentam com equilíbrio de manhã.

  • A ideia de que comer logo ao acordar vai acelerar o seu metabolismo, já que ele não vai se acostumar com jejuns tão longos, é falsa. Na verdade, é a qualidade das calorias que você ingere que interfere nisso. Prefira um “café das campeãs” cheio de proteína, incluindo ovos, aveia ou iogurte.

Comportamento

  • Uma pesquisa recente mostrou que quem pula o café da manhã tem mais tendência a cair nos maus hábitos como fumar, beber demais e se exercitar de menos.

  • Apesar de a queima de gordura quando você malha ser maior antes de comer, a ligação entre magreza e tomar ou não café da manhã é mais comportamental do que realmente culpa do organismo. Pessoas que comem de manhã tendem a ter uma dieta mais balanceada.

  • Já acordou com a ideia de que o dia será horrível? Coma às 8h da manhã. Esse é o horário em que os níveis de cortisol – hormônio do estresse – estão no máximo, e uma refeição balanceada vai acalmar os ânimos.

Fontes: nutricionista Emer Delaney e preparador físico David Kingsbury, ambos da Inglaterra, e pesquisas das Loughborough University (Inglaterra), Helsinki University (Finlândia) e University of Missouri Columbia (EUA)

Conteúdo Women’s Health Brasil

Anúncios

Como e por que os brasileiros fazem dieta

A relevância das orientações de médicos e nutricionistas foi praticamente unanimidade em uma pesquisa recente da Associação Brasileira de Nutrologia — 95% dos participantes as acham fundamentais. Mesmo assim, 77% dos 503 entrevistados afirmaram que já iniciaram alguma dieta por conta própria: amigos (3,1%), sites (3,1%), livros (1,7%) e influenciadores digitais (1,5%) estão entre as fontes de informações mais citadas.

Como foi feita a pesquisa? Entre agosto e setembro deste ano, médicos enviaram questionários a seus pacientes. Foram contemplados voluntários de dez estados: Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Ceará e Distrito Federal.

Pois bem, 76% dos respondentes declararam ter entrado em uma dieta nos últimos 12 meses, sendo que 21,6% estão pelo menos na quarta tentativa ao longo desse período. Detalhe: 40,6% não incluíram a prática de atividade física na. Uma pena.

Cetogênica e low carb (30%), detox (19,1%), Dukan (15,7%), hiperproteica (13,3%) e sem glúten (12,9%) lideram o ranking dos cardápios da moda escolhidos pelos participantes. O objetivo? A maioria (70%) buscava emagrecer. Mas 45% queriam melhorar a qualidade de vida, 43% decidiram se alimentar bem e 18% desejavam turbinar o condicionamento físico. Atenção: era possível escolher mais de uma alternativa em ambas as questões.

Esmiuçando a lista de restrições, 65% cortaram os doces, embora 28% tenham voltado a se alimentar como antes justamente por não aguentarem ficar muito tempo longe das guloseimas. Abolir frituras do cardápio (61,8%), diminuir as porções (48,3%) e o número de refeições ao longo do dia (24,2%) e cortar o sal(18,6%) e carboidratos (3,2%) também se destacaram nesse sentido.

Chocolates e companhia à parte, a dificuldade para emagrecer (45,3%) e a falta de tempo para preparar as refeições (40,5%) foram considerados entraves extras para a motivação do grupo em questão. Vamos combinar que essas são reclamações corriqueiras por aí, não é mesmo?

Claro que, como nem todos os estados foram contemplados — e só pacientes de alguns médicos foram ouvidos —, não dá pra cravar que esses resultados seriam iguais na população como um todo. Ainda assim, o levantamento indica como a busca pela alimentação saudável é comum (e complexa).

Conteúdo Saúde Abril

Suplemento queimador de gordura: Desodalina*

Com a crescente busca por uma vida mais saudável e equilibrada, os suplementos que auxiliam os usuários a atingirem seus objetivos vem ganhando cada vez mais espaço. Embarcada nesse movimento a Desodalina, o termogênico da Sanibras, chegou para aquecer o mercado e exterminar a gordura.

A base de cafeína, quitosana, picolinato de cromo, vitaminas (C, B3, B5 e B12) e biotina, a Desodalina promete bloquear a absorção de gordura pelo organismo, além de acelerar o metabolismo e atuar no melhor funcionamento do trânsito intestinal.

O produto ainda é composto por ingredientes poderosos e funcionais como polpa de laranja desidratada (contém fibra e é uma boa fonte de antioxidantes), psillium (obtido a partir de uma semente vegetal, tem alta capacidade de absorção de água e expansão – o que ajuda na inibição do apetite) e niacina (possui importante papel no metabolismo energético celular).

Para o efeito desejado, a indicação de consumo do fabricante é pela ingestão de duas a quatro cápsulas 30 minutos antes da refeição principal, acompanhadas de água. Não é indicado para gestantes, nutrizes (mães que amamentam) e crianças. Gestantes, nutrizes e crianças de até 3 (três) anos, somente devem consumir este produto sob orientação médica ou de nutricionista.

Gostou? Quer comprar o seu agora?! Na Bom Suplemento você encontra tanto a Desodalina quanto os suplementos mais bombados do momento com bom preço e qualidade. Eu já comecei a tomar e em breve virei contar minha experiência. 😉

*Publipost: esse é um post encomendado por acordo de permuta

Receita: Sopa Detox

Receita Food Network Brasil
Rende 6 pratos

  • 1/2 unidade de repolho branco
  • 1 tomates
  • 500g peitos de frango
  • 4 ramos de couve-flor
  • 1 cenoura média
  • 1 dentes de alho
  • 1/4 maço de alho-poró
  • 1/2 cebola crua
  • 1/2 talo de salsão
  • Salsinha picada a gosto
  • Cebolinha picada a gosto
  • azeite a gosto
  • sal a gosto
  • 1,5ml de água

Modo de preparo:

Higienize todos os ingredientes. Depois, pique todos em pequenos pedaços  e coloque-os em uma panela média. Cubra a mistura  com os   quatro copos de água – se você preferir que a sopa fique mais líquida, pode colocar mais água. Adicione, então, o sal.

Cozinhe bem, até que os legumes fiquem levemente macios. Regue com o azeite e acrescente a salsinha e a cebolinha picada. Sirva em seguida.

Melatonina: para que serve, benefícios para o sono e efeitos colaterais

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Melatonina é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo humano e uma de suas funções básicas é a indução ao sono. Ela está relacionada com a regulação do metabolismo ao longo do dia, o que inclui os períodos em que a pessoa está dormindo ou acordada.

Sua ação de indução do sono fez com que indústrias farmacêuticas lançassem sua versão sintética, amplamente vendida como suplemento em outros países, como Estados Unidos e Europa.

A melatonina não tem sua venda liberada no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). No entanto, ela pode ser importada se você tiver uma receita médica. Além disso, o produto tópico feito em farmácias de manipulação já foi liberado para comercialização com receita médica.

Para que serve a melatonina produzida no corpo

A melatonina é um hormônio ligado ao ciclo circadiano, ou seja, a forma como o organismo organiza suas funções quando estamos acordados e durante o sono. A substância começa a ser produzida na glândula pineal quando o dia escurece, para ajudar o organismo se preparar para dormir. Ela atinge seu nível máximo quando estamos dormindo. Com o nascer do sol e a volta da claridade, a glândula reduz a produção de melatonina, o que sinaliza que é o momento de acordar.

Por regular as funções do sono em todo o organismo, a maior parte dos órgãos possuem receptores para ela. Portanto, é bem possível que ela atue no organismo de formas variadas, ainda desconhecidas pelos médicos. Acredita-se que ela também tenha funções de regeneração celular e também ajude a combater inflamações no organismo.

Como hoje temos cada vez mais estímulos luminosos mesmo durante a noite, com a televisão, computadores e o uso constante do celular, algumas pessoas podem ter uma produção menor ou mais irregular da melatonina.

Alguns fatores costumam influenciar na produção de melatonina são:

  • Idade
  • Exposição a fontes de luz
  • Alguns medicamentos
  • Cegueira.

Indicações da suplementação de melatonina

Como a melatonina é um hormônio relacionado ao ciclo do sono, hoje essa substância é indicada para quem tem dificuldade de começar a dormir, de manter o sono ou de ter um descanso de qualidade durante a noite. Isso inclui as seguintes pessoas:

  • Idosos, que costumam ter a melatonina mais baixa naturalmente
  • Pessoas que trabalham em turnos noturnos e precisam dormir durante o dia
  • Vespertinos, ou seja, pessoas que só conseguem dormir e acordar mais tarde
  • Viajantes que precisam se recuperar do jet lag ou querem prevenir esse problema com os fusos horários

  • Pessoas com alguns graus de cegueira, que devido à má percepção de luminosidade têm dificuldades em produzir o hormônio.

Por que a pimenta vermelha é aliada contra as gordurinhas extras

Conteúdo original Boa Forma

A eficiência da pimenta vermelha contra as gordurinhas faz até quem não é muito fã de comida picante caprichar no tempero. O esforço
 vale a pena, segundo um estudo recém-divulgado no mBio, jornal
da Sociedade Americana de Microbiologia.

A capsaicina, substância responsável pelo ardido da especiaria, não só estimula o organismo a queimar mais calorias como mantém o equilíbrio entre as bactérias boas e ruins do intestino. Resultado: menos inflamações crônicas, o que impede o ganho fácil de peso. “A pimenta ainda tem ação antioxidante e protege contra o câncer”, diz a nutricionista Cyntia de Oliveira, do Centro Universitário Celso Lisboa, no Rio.

Quanto consumir

Meia pimenta dedo-de-moça ou 1 colher de chá da versão em pó por dia, desde que você não tenha gastrite, úlcera
e tendência a hemorroida.

Aplicativos para treino e dieta

Balança inteligente

Mais do que informar o peso, a recém-lançada balança Fitbit Aria Wi-Fi Smart Scale ajuda na motivação para atingir a sua meta. Ela alimenta o seu perfil no site do Fitbit com dados sobre o seu peso, percentual de gordura no corpo e IMC (Índice de Massa Corpórea). Com isso, é possível acompanhar em gráficos a evolução da dieta.

Já para quem que evitar levar sustos ao pisar na balança, a Quantum pode ser uma boa opção. A balança só informa o que você ganhou ou perdeu desde a última vez que pesou, sem revelar o peso total. Isso deixa mais evidente as pequenas conquistas ao longo da dieta, já que a perda de peso saudável acontece de forma gradual.

Aplicativo do Dieta e Saúde

Com mais de 500 mil downloads em 2011, o aplicativo do Dieta e Saúde para iPhone é o mais baixado na app store brasileira na área de Saúde e Fitness. Ele é gratuito e disponibiliza as informações nutricionais de mais de quatro mil alimentos (calorias, carboidratos, proteínas e gorduras). Além disso, envia uma avaliação de peso atual, peso ideal e IMC e acompanha a evolução no processo de perda de peso. Caso você utilize o programa de emagrecimento do Dieta e Saúde, também poderá consultar a quantidade de pontos que cada alimento possui para montar o cardápio ideal. Há versões disponíveis também para iPad e Android.

Conteúdo de Minha Vida