Publicado em Música

Músicas que vão acabar com a sua ansiedade

Conteúdo original Pequenas Empresas, Grandes Negócios

música pode ser uma grande aliada de pessoas que precisam chegar a um determinado estado de espírito: dependendo da playlist, dá para ficar mais acordado, concentrado e feliz ou menos ansioso.

Com o objetivo de ajudar pessoas que sofrem com a ansiedade, a Mindlab, consultoria britânica especializada em soluções em neurociência para empresas, resolveu criar a lista de músicas perfeitas para resolver este problema.

Para escolher as canções, segundo a “Inc.“, a Mindlab fez uma bateria de testes com grupos de voluntários. Na pesquisa, eles eram orientados a resolver problemas de lógica enquanto ouviam músicas. Todos estavam conectados a sensores.

Algumas das músicas tocadas diminuíam a intensidade da região do cérebro que funciona mais em situações de estresse e ansiedade e, segundo a Mindlab, facilitavam a resolução dos desafios.

A canção mais eficaz contra a ansiedade, que reduziu em média 65% da ansiedade dos participantes do experimento, é “Weightless”. Composta pelo grupo Marconi Union, a música teve a colaboração de terapeutas para ser feita. O compasso lento e o fundo de tons graves diminuem os batimentos cardíacos e os níveis de cortisol, o hormônio do estresse e da ansiedade, na corrente sanguínea, de acordo com a consultoria.

Confira abaixo “Weightless” e as outras canções mais eficazes contra a ansiedade, segundo a Mindlab 🎧 :

Anúncios
Publicado em Equilibrando, Saúde e Bem-estar

A importância da mente sã para a conquista do corpo são

Hoje em dia é muito comum conhecer casos de pessoas que sabem que precisam cuidar mais do corpo e da saúde, perder peso, entrar em forma, mas não fazem nada para que esse plano mental vire realidade e se estabeleça na vida. Você conhece alguém assim? Você é assim? Esse comportamento vem se repetindo e multiplicando por causa de um fator essencial na conquista do equilíbrio: controle psicológico.

E não se trata de loucura ou disparate ocasional não. A saúde psicológica interfere diretamente na saúde física, passando intimamente pelo comportamento alimentar, auto-estima e auto-imagem.

brain-coral-200792_640

Uma pessoa que não é feliz com o seu corpo ou com a sua vida, de uma forma geral, tende a descontar suas perdas e insatisfações na comida. Pode ser que isso gere problemas maiores, como a obesidade ou problemas relacionados ao ganho excessivo de peso como colesterol ou diabetes, ou menos graves, mas ainda assim preocupantes, como isolamento social, tristeza profunda e introspecção emocional.

A nossa mente é um ambiente muito peculiar e propício a diversas situações. E essa capacidade enorme de funcionamento pode pesar ao lado positivo, negativo ou ao equilíbrio, que é o estado ideal.

Sempre falamos sobre isso aqui e por aí é o que mais se vê ou ouve: o sucesso do emagrecimento e da saúde física está em aliar uma alimentação saudável à prática de atividade física. No entanto, a peça chave que fica implícita nesse processo é o equilíbrio psicológico.

woman-254133_640

A gente começa a emagrecer no cérebro. É a partir daquilo a que você se determina no íntimo que as peças do lado de fora, na vida, começam a se movimentar. Vem da nossa capacidade de planejamento e objetivação dos planos. Você primeiro estrutura suas ações no cérebro e depois as executa. Acontece todos os dias e a todo o momento.

Mas porque quando se trata de emagrecimento, você não consegue levar adiante? Isso acontece pela falta de start. Pela ausência de uma consciência, que é difícil de explicar, mas que se configura no momento em que você realmente se determina a fazer acontecer.

Por isso é tão difícil que certas pessoas comecem e mantenham um plano de reeducação alimentar e de exercícios físicos. Cada um tem seu tempo e suas necessidades. E por isso também é tão surpreendente ver pessoas que conquistam o corpo dos sonhos, e reconquistam a saúde, batalhando diariamente dentro do máximo possível, mesmo sem dinheiro pra pagar academia.

physiotherapy-595529_640

O seu estado psicológico determina os rumos da sua vida, sim! Pode ser os relacionamentos que não vão pra frente, os planos que não dão certo, o emprego que está ruim, o dinheiro que não rende, desentendimentos familiares etc… Enquanto seu sua mente está mergulhada em problemas e rolos que tomam o tempo e a sugam as energias, todo o resto, que também é importante, fica para depois, num segundo plano que acaba sendo negligenciado e nunca colocado em prática.

Para dar certo, você precisa manter-se bem, em estado de equilíbrio, valorizando suas conquistas, e derrotas (claro! por que não?), e consciente de que você é importante e também merece ocupar o primeiro lugar. Dê-se tempo, todos os dias. Um tempo para cuidar de si e lembrar do que realmente importa. Ninguém precisa perder por isso (nem marido, nem filhos), pois estar bem para si é estar bem para os outros.

pregnant-422982_640

Devemos nos lembrar sempre: a vida começa de dentro para fora.