Tag: fadiga

Mesmo no frio, excesso de sono pode ser sinal de alerta

Conteúdo original Revista Suplementação

Que o frio do inverno faz um convite irresistível para uma cama quentinha e um filme, todo mundo sabe. No entanto, a vontade permanente de querer dormir ou até mesmo de ficar deitado pode ser um alerta emitido por nosso organismo. Quem dá o aviso é o médico Theo Webert, que atua em nutrologia e qualidade de vida.

Segundo ele, é normal sentir vontade de se jogar na cama depois de um dia todo fora de casa, mas todo o excesso precisa ser bem observado. “Sentir aquela fadiga incompreensível por vários dias consecutivos é sinal de que algo não vai bem com sua saúde. Quando digo saúde, me refiro tanto a saúde física como mental”, afirma.

O especialista elenca que sedentarismo, desequilíbrio hormonal, má alimentação, estresse e sono acumulado são alguns dos problemas que contribuem para o cansaço. “Se não tratado, pode provocar baixa autoestima, enxaquecas e até outras doenças no organismo como psoríase e gastrite,”, revela.

A alimentação bem regulada é, para o médico, a melhor alternativa para despistar e evitar sintomas da fadiga. “O grande segredo de nosso corpo é respeitá-lo e isso começa com uma dieta saudável, que reequilibre nossas funções vitais, valorizando sempre a alimentação rica em frutas e verduras frescas”, lembra.

Além disso, continua, praticar exercícios físicos e relaxar pode não só ajudar como também prevenir o problema. “Em todo caso, sempre é bom procura uma avaliação médica, já que cada corpo é um universo”, ressalva.

Fonte: Theo Webert

Cãibras musculares: como evitar e aliviar

Conteúdo original Minha Vida

Dolorosas e extremamente desconfortáveis, as cãibras são por definição, a contração involuntária de um músculo esquelético que tem sua ação de contrair e relaxar realizada através de estímulos nervosos comandados pela vontade, ou seja, de maneira voluntária.

Na atividade física (esportiva ou não) aparecem como sintoma da fadiga, de esforços que já esgotaram nutrientes, enzimas, eletrólitos, água entre outros, prejudicando o comando responsável pela ação de músculos durante a cadeia de movimento requerida para o gesto esportivo realizado naquele instante.

Algumas doenças crônicas e algumas medicações de uso contínuo podem ter a cãibra como efeito secundário. Claro que são as mesmas da atividade física mas completamente diferentes na sua causa primária.

Evitar a cãibra não é tarefa muito simples pois seu aparecimento é multifatorial e aqui vão algumas poucas recomendações.

Como evitar cãibras musculares

  • Mantenha-se hidratado constantemente: essa recomendação – reposição hídrica, vale para o dia a dia e não só para aquele em que a atividade ocorre ou mesmo durante sua execução. Evite dias e horários de calor mais intenso. O controle da temperatura corporal nessas ocasiões fará com que se perca mais água e eletrólitos do que nos dias frescos. Note que muitos maratonistas usam a água para resfriar o corpo, às vezes, pois consideram-se bem hidratados e sabem da importância do controle da temperatura corporal

  • Evite o frio intenso: a contração muscular faz parte do aquecimento para manter a temperatura corporal. Estímulos nervosos contínuos para a produção de calor podem resultar em cãibra

  • Faça provas e competições do tamanho do seu preparo físico. Lembre-se que a fadiga é o gatilho para as cãibras. Saber seu limite é fundamental para que ela não ocorra

  • Tenha uma boa noite de sono na véspera das competições e de esforços intensos. Evite o consumo de álcool pois ele é causador de desidratação aguda, tudo o que você não vai querer para o dia seguinte.

Bem, mas, e se apesar de todos os cuidados, a cãibra ocorrer? O que fazer? Hum, muito cuidado nessa hora. Como comentei, a cãibra deixa o músculo em um estado prolongado de contração e para “desfazer” deve-se alongá-lo. Simples, não é? Não!

Recomendações básicas para aliviar as dores

  • Se você for o sofredor, tente se concentrar e “comandar” novamente o músculo para relaxar e desfazer a contração. Imaginar o movimento contrário ao que ele tenta fazer pode ser a saída. Ele deverá relaxar para permitir esse gesto necessário para o movimento proposto

  • Não funcionou voluntariamente, ativamente, peça para alguém fazer esse movimento por você. Mas cuidado – deve ser realizado de maneira extremamente gentil pois é movimento antagônico ao comando de contração. Lembre-se que o músculo não alonga (contrai e relaxa) e se a força for excessiva a cãibra torna-se uma ruptura muscular, afastando-o por mais tempo da atividade física.

E, finalmente, não existe remédio para a cãibra nos esportes, exceto seguir as regras gerais de um bom condicionamento e uma vida saudável. Respeite seus limites e seja feliz!

Por que estou tão cansado?

0010761323J-849x565

“Cansado” é uma palavra escorregadia.
Há o fisicamente cansado: membros pesados ou olhos sonolentos. Mas há também o cansaço emocional: falta de motivação, incapacidade de lidar com as situações e as comparações mais comuns: “Eu não me sinto animado como fulano.”

A fadiga pode ser uma questão médica decorrente de anemia, disfunções da tireoide, gravidez, problemas cardiovasculares ou outras causas. Discutiremos as nove principais causas médicas, psicológicas e passionais da fadiga.

1. Depressão

0010514742K-849x565

A depressão tem reflexos tanto físicos, como emocionais, desgastando não só a energia, mas também a motivação. Tudo representa um esforço, até mesmo sair da cama ou tomar uma ducha.

A depressão é particularmente complicada, porque mesmo que se tenha muito sono, o cansaço não é aliviado. Por outro lado, ela também pode diminuir o sono, provocar dificuldades em adormecer, sono picado ou curto. E, de qualquer forma, a sensação de cansaço e a exaustão são certeiros.

Nesse caso, conte com a ajuda de um médico ou psicólogo assim que suspeitar de depressão. Mostre-se. Pode parecer inútil e vazio no momento, você não vai se sentir em êxtase, mas vai se sentir melhor e, aos poucos, voltará a vida.

2. Ansiedade

0002416639DD-565x849

A preocupação é cansativa. A vigilância é extenuante. Preocupar-se com as coisas o tempo todo, drenando constantemente tudo o que fica no caminho de viver a sua vida é chamado de Transtorno de Ansiedade Generalizada. Os principais sintomas são cansaço, tensão muscular e pressão psicológica e sono perturbado: uma receita para a exaustão.

A ansiedade é uma maneira de a natureza dizer-lhe que alguma coisa pode não ser segura, o que, muitas vezes, é errado. A cura para a ansiedade é fazer aquilo que você tem medo. Não é preciso altar com os dois pés, você pode começar devagar e, então, crescer a partir daí.

Às vezes, a ansiedade é mais sobre o “e se…”. Mudar seu foco das infinitas possibilidades terríveis do que poderia ser ao que está acontecendo no momento é uma boa tática. Descreva o que está acontecendo ao seu redor. O que você pode ver, ouvir, sentir e cheirar? Analise o seu corpo e observe como ele se sente. Encontre-se no que é ao invés de deixar que os “ses” puxem o seu tapete.

3. Prestação de cuidados

0008674406B-849x565

Cuidar de um ente querido com doença crônica ou de uma criança com necessidades especiais é desgastante, uma maratona diária esgotante.

Quando você está no auge da prestação de cuidados, precisa de uma rede de segurança. Diga “Sim!”, quando perguntarem se existe alguma coisa que podem fazer por você. Crie seu próprio sistema.

Saiba mais sobre os serviços na sua comunidade, centros de adultos e creches, grupos de jogos integrados, serviços de transporte e entrega de supermercado e farmácia. Permita-se sentir o que sente e perceba os benefícios do apoio.

4. Grandes expectativas em um único objetivo

0006454692B-849x565

Um foco singular pode ser virtuoso: o vício em trabalho, foco inabalável, um relacionamento estável. Se funcionar, é devoção, mas se não acontecer, é um ralo. Muitas vezes, criamos laços muito justos em torno de um resultado. A ascensão e a queda são inevitáveis na vida e mesmo um pequeno contratempo pode ser devastador se você não está amortecido por outros interesses e valores.

Um estudo muito citado de 2011 mostrou que mães que trabalham em tempo parcial têm uma saúde melhor e menor risco de depressão do que as mães que ficam em casa. Isso, certamente, não condena as mães domésticas, mas a mensagem é: vários papéis (gerenciáveis) criam uma espécie de para-choque. Assim, se uma área da vida não está indo bem, você tem expectativa nas demais áreas. A versão tradicional é o trabalho e a família, mas, no mundo de hoje, vale tudo.

5. Desordem

0010374248W-849x565

Sim, esse é um contribuinte surpreendente à fadiga. Coisas são uma faca de dois gumes. Por um lado, a matéria pode fazer você se sentir seguro. Há mulheres que carregam três bolsas e homens que carregam uma mala no carro, para “no caso de…”. Esse cerco nos faz preparados. Mas, às vezes, tantas coisas podem puxá-lo para baixo. Desordem sem local designado e números enlouquecedores de itens perdidos tornam o lar um local desgastante, não um refúgio.

Se você sabe que a desordem está sugando sua energia, mas não busca um descarte ou doação, pergunte-se o que é que você está mantendo. Segurança? Memórias significativas? Registros de informações? Existe outra maneira de encontrar o que você está procurando? Será que a segurança/ memórias/ informação realmente serão perdidos se você não tiver o material em mãos? Teste a ideia de se livrar de alguns itens. E depois, veja se você perdeu tanto o quanto tinha previsto.

6. Sobrecarga

0010763761J-849x565

“Estou muito cansado” pode ser código para “Eu não posso fazer isso”, ou “Eu não sei por onde começar.” Enfrentar uma tarefa imensa, muitas vezes, nos impede de enxergar caminhos. Ficamos cansados ​​demais para lidar.

Dica: Pare de procrastinar e resolva a tarefa.

Comece com um pedaço da tarefa, de um tamanho que não vá sugar sua energia. Assim, limpar um sótão torna-se arrumar uma caixa. Escrever um artigo de 20 páginas torna-se trabalhar em um esboço por 15 minutos. Após concluir um pedaço, pare por algum tempo e, então, recomece pequeno. Pedaço por pedaço, até terminar.

7. Tédio e esforço

0010407991Z-849x565

 

Todo mundo sofre um ataque ocasional de comer brigadeiro, bolo ou tomar um sorvete em frente à tv, ou na internet, sem pensar em nada. Mas, se um dia inteiro de tv a cabo, de pijama, faz você se sentir lento e com a cabeça vazia, isso não é mais uma pausa. Ficar em casa o dia todo, sem nenhuma atividade com propósito é estranhamente mais desgastante do que uma programação agradavelmente completa.

Ele funciona em sentido inverso: aja como se tivesse um pouco de energia, fique um pouco mais alto, coloque uma mola em seu passo e você se sentiár mais fortalecido. Coloque um pouco de maquiagem ou faça a barba, mesmo se estiver em casa. Escove os dentes, mesmo se não estiver falando com ninguém. Aja “como se” e sua energia irá segui-lo.

No geral, se você estiver desgastado, esgotado, fadigado ou simplesmente cansado, identifique uma causa, física ou psicológica, e será o primeiro passo na mudança de “eu não me sinto disposto” para “eu estou pronto para qualquer coisa!”

Referências
Centers for Disease Control and Prevention.  (2010).  Current Depression Among Adults—United States, 2006 and 2008.  MMWR, 59, 1229-1235.

Buehler, C. and O’Brien, M.  (2011).  Mothers’ part-time employment: Associations with mother and family well-being.  Journal of Family Psychology, 25, 895-906.

Fonte Quick and Dirty Tips

Atenção: Todo o conteúdo é estritamente para fins informativos. Ele não substitui qualquer conselho, raciocínio ou julgamento médico, seu provedor de saúde pessoal. Por favor, procure sempre um profissional licenciado em sua área em relação a todas as questões de saúde.

Cinco sintomas que as mulheres não devem ignorar

A anatomia feminina é bastante complexa. Com um útero, um colo do útero, ovários, seios e um coquetel de hormônios, há um grande número de potenciais problemas médicos que podem se manifestar. Mas, como uma mulher pode dizer se seus sintomas são preocupantes ou rotineiros? Descubra cinco dos sintomas mais comuns que podem ser ameaçadores para a saúde das mulheres.

Sintoma 1: Sangramento

Sangramento de orifícios que normalmente não deveriam sangrar não é normal. Embora as infecções do trato urinário sejam a razão mais comum para a presença de sangue na urina, o câncer de bexiga pode apresentar esse mesmo sintoma. E apesar das hemorroidas serem as causadoras mais comuns do sangramento retal, o câncer de cólon também pode causar sangramento nas fezes.

Hemorragia vaginal irregular também pode ser relativa. Para algumas mulheres, o sangramento menstrual é um “incômodo” – afinal, quem quer lidar com a menstruação quando está de férias, lua de mel ou em projetos de trabalho estressantes? Mas, um ciclo menstrual regular normal é um sinal de boa saúde. Quando não é regular, pode ser um sinal de eu há algo errado acontecendo.

Tudo o que estiver relacionado a mais sangue nas mulheres com idade superior a 35 anos (seja em períodos mais frequentes, fluxo mais denso, maior duração, manchas entre períodos) deve ser informado ao médico de imediato.

Embora haja causas muito mais comuns para o aumento de hemorragia vaginal, o cancro do endométrio também pode ser uma causa. O câncer endometrial, muitas vezes, é diagnosticado através de um procedimento de consultório rápido, chamado de biópsia do endométrio, que é semelhante a um exame de papanicolau, mas com uma investigação um pouco mais profunda, além da abertura colo, para testar o revestimento do útero.

Já nas mulheres de qualquer idade, uma mudança repentina no ciclo normal (aumento de sangramento, pausa ou pulo de períodos ou um aumento ou diminuição na frequência dos períodos) pede uma visita ao médico para descartar alguma preocupante possível causa da irregularidade. Entre elas:

  • Gravidez
  • Distúrbio da tireoide
  • Adenoma pituitário (um tumor da glândula pituitária)
  • Menopausa ou perimenopausa
  • Miomas (tumores benignos no útero)
  • Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
  • Câncer cervical ou pré-câncer

Sintoma 2: Alterações na mama

O câncer de mama geralmente é diagnosticado em estado avançado nas mulheres, mas, se for detectado mais cedo, pode ser tratado e curado. Mamografias de rastreamento podem ser úteis no diagnóstico de câncer de mama em estágio inicial, mas também devem ser realizados autoexames mensais.

É importante verificar a cada mês, pois, caso uma nova massa apareça, você vai perceber o mais cedo possível e, logo, avisar o seu médico. Certifique-se também de examinar se há caroços embaixo das axilas, uma vez que os nódulos linfáticos que drenam os seios estão localizados ali.

Da mesma forma, se houver qualquer alteração nos mamilos, como secreção mamilar, sangramento do mamilo ou “inversão” (quando eles parecem “enrugar” para dentro), você deve informar seu médico.

Também devem ser verificadas quaisquer alterações na pele da mama (como vermelhidão, espessamento, descamação, ondulações etc.). Embora causas benignas de alterações na mama sejam comuns (fibroadenomas e cistos, por exemplo), elas nunca devem ser ignoradas.

Sintomas 3: Angina

A doença cardíaca é a que mais mata homens e mulheres nos Estados Unidos. A maioria das pessoas entende que a dor no peito pode ser um sintoma relativo, especialmente nos casos em que há fatores de risco para doenças do coração (como diabetes, hipertensão arterial, tabagismo, histórico familiar precoce de ataques cardíacos / acidente vascular cerebral e colesterol alto).

Mas você sabia que as mulheres que sofrem de isquemia (ou a falta de fluxo sanguíneo no coração devido ao acúmulo de placa), normalmente referida como angina, podem apresentar a dor atipicamente?

Elas podem sentir dor no peito, no lado direito (ao invés de ser no esquerdo), dor na mandíbula ou mesmo dor abdominal. Qualquer um destes sinais deve ser investigado prontamente.

Sintoma 4: Perda involuntária de peso

Muitas de nós ficaria extasiada por perder facilmente alguns quilos extras. Mas a perda de peso que é não-intencional, ou seja, sem que você faça um esforço para gastar através de dieta e exercício, pode ser preocupante.

As células cancerígenas costumam reproduzir-se rapidamente, o que requer mais energia. Seu corpo gasta essa energia com o objetivo de encontrar as demandas dessas células anormais, causando perda de peso. Então, se você está emagrecendo significativa e involuntariamente, procure conversar com seu médico.

Sintoma 5: Fadiga

Esse sintoma é bastante comum em todo mundo.

As mulheres podem levar vidas estressantes e atarefadas, o que nos torna bastante suscetíveis a fadiga. E, embora seja um sintoma vago e comum, pode ser um sinal de algo mais sério. O stress, a depressão e a ansiedade são as principais causas da fadiga.

Esporadicamente, esse sintoma pode ter um diagnóstico de distúrbio da tireoide, anemia e, mais raramente, leucemia, sendo, assim, muito importante fazer exame de sangue quando apresentar fadiga.

Nota: Vale ressaltar que todo esse conteúdo é estritamente para fins informativos. Ele não substitui qualquer conselho, raciocínio ou julgamento médico. Por isso, sempre procure um médico licenciado para resolver todas as questões e problemas relacionados com a sua saúde.

Texto original em Quick and Dirty Tips.
T
radução livre de autoria do blog.