Sabe substituir ingredientes em bolos?!

A Pati do blog Fru-Fruta, explica:

“Para prepararmos  com mais segurança receitas que utilizam ingredientes diferentes da tradicional mistura de farinha de trigo, leite, açúcar, manteiga e ovos, temos que começar desconstruindo alguns conceitos.

Para isso, vamos entender qual o papel de cada ingrediente nas receitas tradicionais de bolo?

Farinha de trigo:

Graças à sua proteína, o glúten, essa é a opção perfeita para suportar a expansão causada pela fermentação e gerar a estrutura para o bolo. Diferentemente de um pão, a massa de bolo não deve ser sovada ou muito trabalhada. O glúten ajuda a dar estrutura, mas para a confecção de bolos não é necessária uma rede muito forte para suportar a expansão da massa. Por esse motivo que geralmente adiciona-se o trigo no fim do processo.

Açúcar:

Além do deixar doce (dã), o açúcar também contribui para a expansão da massa e ajuda a manter sua umidade por meio das ligações entre as moléculas de água e de sacarose, deixando o bolo mais… úmido, ué.  Sem açúcar, o bolo fica mais denso e seco.

Ovos:

Os ovos são tipo faz-tudo: eles têm diversas funções no bolo.
Ajudam a dar estrutura, aeração, ajuda a dar liga e são emulsificantes, contribuindo para que os ingredientes se misturem. Quando o bolo vai pro forno, a proteína do ovo coagula com o calor e dá firmeza e textura. Além disso, eles também conferem aeração à massa, deixando o bolo mais leve e fofo.

Leite:

Além de umedecer a massa, o leite também influencia na textura pois apresenta proteínas, podendo interferir na estrutura formada pela massa.

Manteiga:

Auxilia na maciez pois impede que a rede de glúten se forme. A gordura envolve as proteínas da farinha, impedindo que elas se liguem entre si. Além disso, dá sabor à massa.

Substituindo a farinha de trigo branca:

Para trocar por farinha integral, é interessante manter uma pequena porção da farinha refinada para que o resultado final seja de um bolo macio, como eu fiz no bolo de natal. Uma proporção de 60% farinha integral e 40% refinada é interessante, mas é possível reduzir ainda mais a quantidade da segunda.

Para substituir o glúten da farinha de trigo é necessário utilizar ingredientes que façam seus diversos papéis. Geralmente, utiliza-se uma mistura de farinha de arroz, fécula, polvilho e alguma farinha de liga. Também é comum adicionar Goma Xantana ou CMC, que servem para dar mais maciez e elasticidade. No fim do post tem algumas sugestões de mix de farinha. Teste em casa e eleja a sua favorita!

Substituindo:

Os ovos:

Como eles são multi-função, o ideal é tentar entender quais papéis o ovo desempenha em cada receita. Em um bolo sem farinha, por exemplo, o ovo que dá estrutura, liga, umidade e expande…. é quase um omelete alto e doce, na verdade. Banana amassada, as farinhas de liga, vinagre, pasta de amendoim… vários ingredientes podem substituir os ovos em certos aspectos. Dá uma olhada nessa tabela que roda a internet:

A questão aqui é que esses ingredientes não substituem 100% o papel dos ovos em todas as receitas. Meus comentários sobre cada substituto citado acima (de acordo com minha experiência, pode ser que eu esteja errada!) são:

Gel de Linhaça: ajuda a dar liga e adiciona fibras ao bolo;

Gel de Chia: como o de linhaça, ajuda a dar liga e adiciona fibras.. mas deixa com a textura das sementinhas;

Proteína de soja e Ágar-ágar: nunca usei!

Banana Amassada: ajuda a dar liga e umidade, mas deixa sabor residual;

Purê de maçã: ajuda a dar umidade, deixa pouco sabor residual;

Pasta de Amendoim: ajuda com a liga e com a umidade, por ser bem oleosa. Pode reduzir a quantidade de gordura do resto da receita se utilizar essa opção. Ela deixa bastante sabor residual.

Aquafaba: não está nessa lista, mas a espuma feita com a água do cozimento do grão de bico pode ajudar a dar volume e arear. Mas ela não tem tanta estrutura quanto as claras em neve quando levada ao forno.

Substituindo o Açúcar:

Demerara, mascavo, adoçantes… Esse será o próximo assunto da nossa serie. Para o bolo, é bom lembrar que o açúcar ajuda a dar estrutura, leveza e umidade.

Substituindo o Leite:

Pode ser substituido pelos leites vegetais mais “ralos” como o de amêndoas ou soja. Para usar leite de coco industrializado ou de castanha de caju, é só diluir um pouco em água, deixando com uma consistência parecida com a de leite de vaca. Dependendo da receita, também é possível substituir por água, como nos meus bolinhos de caneca de chocolate e de fubá.

Substituindo a Manteiga:

Óleos de cozinha dão um bom resultado em bolos, deixando-os bem fofinhos, mas não são exatamente super saudáveis. O óleo de coco pode ser uma boa opção para substituir gorduras que solidificam em temperatura mais baixas, como a manteiga. Para quem não for vegano, também dá pra usar ghee. Dica extra: azeite de oliva fica uma delícia em bolos de chocolate!

Tamanho da forma:

A forma ou assadeira utilizada pode influenciar muito no sucesso final do seu bolo. Formas com furo no meio, por exemplo, ajudam a distribuir o calor para o centro do bolo, o que pode ser essencial para que um bolo sem glúten (como o de cenoura com chocolate) asse por completo. Como os bolos sem glúten não têm tanta estrutura, pode ser impossível multiplicar uma receita por 2 e usar uma forma maior. O bolo acabará não tendo estrutura, não assará por dentro e virará… uma nhaca! Se quiser fazer alguma receita sem glúten em grande quantidade, minha sugestão é utilizar formas de muffin (cupcake). Fica bem mais fácil pra massa conseguir estrutura em formatos menores.

Outros ingredientes não-convencionais:

Goma Xantana ou CMC:

Ajuda a dar elasticidade e maciez, mas fica com uma textura meio de goma, como o próprio nome diz. Fica gostoso se bem utilizado, e pode ajudar a reduzir a quantidade de gordura da receita.

Vinagre de maçã ou arroz:

Ajuda na fermentação, crescimento, maciez e durabilidade. Eu costumo utilizar esse ingrediente nas minhas receitas de bolo, como no muffin de duplo chocolate e o bolo guirlanda.

Outras farinhas:

Adicionar aveia, farinha de coco, de amêndoas, de quinoa ou outras farinhas nutrivas, mesmo que em pequena quantidade, pode diminuir o índice glicêmico e tornar seu bolo funcional.

Mix de Farinha Sem Glúten

Essas opções são um “garimpo” que fiz pela internet, além de algumas opções que eu já testei.”

Mistura Basicona

Finalidade: pão branco, cupcakes e bolos

  • 1 xícara de farinha de arroz branco
  • 1/4 xícara de polvilho doce
  • 1/4 xícara de fécula de batata
  • Misturas de farinha por Marcelo Fachini

#1

Finalidade: pão branco, cupcakes e bolos

  • 1 3⁄4 xicaras de chá de farinha de arroz branco
  • 2 xícaras de chá de fécula de batata
  • 1 1⁄2 xícaras de chá de polvilho doce
  • 2 colheres de sopa de goma xantana

#2

Finalidade: pão meio integral, cupcakes e bolos

  • 1 1⁄2 xícara de chá de farinha de arroz integral
  • 3⁄4 de xicara de chá de fécula de batata
  • 1 xícara de chá de polvilho doce
  • 1 1⁄2 colheres de sopa de goma guar (ou xantana)

#3

Finalidade: pães, tortas, focaccia, pizzas, etc.

  • 1 xícara de chá de farinha de sorgo
  • 1 xicara de chá de farinha de painço
  • 1 1⁄2 xícaras de chá de farinha de arroz branca
  • 1 1⁄2 xícaras de chá de fécula de batata
  • 2 colheres de sopa de goma xantana

#4

(lowcarb – baixo carboidrato)

Finalidade: pães, tortas, pizzas, etc.

  • 1 xícara de chá de farinha de sorgo
  • 1 xícara de chá de farinha de teff
  • 1 1⁄2 xícara de chá de farinha de painço
  • 1 1⁄2 xícaras de chá de polvilho doce
  • 1 colher de sopa de goma guar
  • 1 colher de sopa de goma xantana
Anúncios

Aromaterapia em casa

rose-177955_640

Você sabia que o nosso olfato é considerado o mais direto dos nossos sentidos? Seu efeito é imediato. O aroma atua diretamente nas emoções e, por isso, pode mudar o humor das pessoas em apenas três segundos. E que tal usar esse poder a seu favor? Você mesmo pode harmonizar os perfumes de acordo com cada ambiente ou finalidade, sem gastar muito e com o mesmo resultado.

Memória Olfativa

O cérebro humano é capaz de armazenar milhões de informações, inclusive de cheiros. A lembrança da associação entre um aroma e um fato passado pode ser vaga, mas estará lá, armazenada em algum cantinho do cérebro, que guarda os aromas referentes aos momentos mais importantes em nossas vidas. Por isso, sempre que sentimos determinados cheiros, somos levados a alguma época ou acontecimento de nossa história. É a nossa memória olfativa.

woman-546103_640

A memória olfativa tem o papel de reconhecer o cheiro e comunicar ao corpo o seu significado, resgatando as emoções que a ele foram associadas no passado e que geraram a memória. A escolha de perfumes também tem significado. Quando uma pessoa exala determinado aroma, passa uma mensagem ao mundo, de acordo com a fragrância escolhida.

O que é aromaterapia

oils-740177_640

Segundo a Wikipedia“Aromaterapia é um ramo da fitoterapia que consiste no uso de tratamento baseado no efeito que os aromas de plantas são capazes de provocar no indivíduo. Esta é a ciência que explora o uso dos oléos das plantas para beneficio da sociedade.

De determinadas plantas aromáticas é extraído o óleo essencial a ser aplicado isoladamente ou em combinação com outros aromas, dependendo das enfermidades e do indivíduo. Óleos essenciais são substâncias voláteis extremamente concentradas, que possuem princípios ativos de acordo com suas composições químicas.

hydrosol-939218_640

Podem ser usados diluídos sobre a pele, através de massagens, cremes, loções e gel ou puro, pela inalação. Dependendo do uso, provocará efeitos físicos, mentais e emocionais, alterando a respiração, os batimentos cardíacos, pressão arterial, estados de ânimo, concentração, etc.

É considerada uma terapia alternativa ou complementar, embora seja um tratamento bastante antigo, que surgiu da fitoterapia. É utilizada no tratamento das mais variadas enfermidades e desequilíbrios, sendo considerada uma terapia holística.”

Como fazer

O mercado oferece vários produtos que também são decorativos: difusores a vela ou varetas, esferas ou anéis de cerâmica, bolas de madeira e sachês são algumas das opções disponíveis. Mas quem não quiser gastar com um difusor de vareta, esta mistura caseira proporciona o mesmo efeito terapêutico:

— Pode-se colocar 100 ml de álcool de cereal com dez gotas do óleo essencial desejado num vaso  de vidro, com varetas de churrasco, ou folhas secas numa travessa e gotejar o óleo. A duração é de duas horas.

Mas, preste atenção: a aplicação não é recomendada na casa de alérgicos, pois pode causar alguma sequela indesejada, já que a fragrância entra em contato com a mucosa sensível do nariz e pode levar à piora do quadro de alergia.

Um cheiro para cada cômodo

living-room-690174_640

Sala

Como é um ambiente onde há interação social, os aromas indicados são os de manjericão, hortelã-pimenta (que tira o cheiro do tabaco) e os cítricos, como os óleos de limão, tangerina, pois proporcionam alegria, harmonia e aconchego.

Cozinha

O de citronela afasta moscas. No dia a dia, os aromas mais recomendados são os de temperos, como alecrim, cravo, orégano e canela.

Quarto

Se a intenção é ter algo afrodisíaco, o indicado é o óleo de ylang-ylang. Para ter um sono melhor, o de lavanda, pois é mais relaxante. Em quarto de quem tem rinite, bronquite ou sinusite, pode-se usar óleo de eucalipto ou hortelã, que são descongestionantes.

lavender-755737_640

Banheiro

Os óleos de capim-limão amenizam os odores típicos de banheiro. Pode-se fazer também uma mistura com menta.

Escritório

Óleos de limão, toranja (grapefruit) ou hortelã são odores com as seguintes propriedades: organizar o pensamento, clarear a mente, e auxiliar a criatividade e a memória.

Como terapia

Para inalação

Os óleos essenciais de eucalipto, tomilho, pinheiro silvestre, sálvia, são os mais utilizados pela aromaterapia para descongestionar as vias respiratórias. Servem para desentupir o nariz e descongestionar os brônquios. O óleo de eucalipto rico em cineol é o ideal para a zona dos brônquios, pois dissolve o catarro, facilitando a saída das secreções e, também, ajuda a eliminar bactérias e vírus causantes das infecções.

wave-627362_640

Como aplicar: adicionar dez gotas ao banho de imersão quente (38 graus). Outra forma é inalar o vapor. Para fazer inalações, adicione 3 gotas num recipiente com 1 litro de água recém fervida. Debruce-se sobre o recipiente e tape a cabeça de modo a cobrir também o recipiente e respire profundamente o vapor durante entre 15 a 20 minutos.

Para aliviar a tosse

Misture 3 gotas de óleo essencial de eucalipto com uma colher de sopa de óleo de amêndoas e massaje o tórax com esta mistura, depois agasalha-se bem.

Para dormir bem

Os óleos essenciais de lavanda, alecrim, pau-rosa, bergamota, laranja, possuem efeito calmante, ideais para relaxar e induzir o sono.

aromatherapy-549794_640

Como aplicar: meia hora antes de ir para a cama, adicione algumas gotas de um de estes óleos à água quente de um queimador de óleo essencial para que os vapores se espalhem rapidamente por todo o quarto ou outra divisão da casa que deseje o mesmo efeito.

Para melhorar o estado de ânimo

Os óleos essenciais de tangerina, melissa, jasmim, rosa, ylang-ylang, melhoram o humor, ativam a circulação e estimulam a produção de endorfinas.

Como usar:  coloque um pouco de água quente no recipiente de um queimador de vela, adicione algumas gotas de um dos seguintes óleos à água e depois acenda a vela que está debaixo e coloque no ambiente. Pode também fazê-lo no local de trabalho. A água se evaporará e com ela o aroma, que, ao ser inspirado exerce um efeito relaxante. Se respirar profundamente várias vezes no começo da aromaterapia, o efeito é reforçado.

Dores de cabeça

Em vez de recorrer sempre aos comprimidos, experimente usar o óleo essencial de hortelã pimenta. Aplique apenas nos pontos que sente a dor, como nas têmporas ou na testa e deixe-o agir. O óleo relaxa os músculos e alivia a dor de cabeça mais rapidamente. Se é alérgico, deve primeiro testar o óleo de menta numa parte do corpo.

Massagens relaxantes

wellness-285587_640

Este óleo relaxante é ideal para fazer à noite, para induzir o sono. Misture 6 gotas de óleo essencial de lavanda e 6 gotas de óleo essencial de manjerona com 20 ml de um óleo neutro (por exemplo, óleo de jojoba ou óleo de amêndoas) e peça a alguém que lhe faça uma massagem corporal.

Banhos relaxantes

bath-585128_640

Entre o grande leque de possibilidades de fazer uma sessão de  aromaterapia em casa, um bom banho relaxante é um prazer com muitos benefícios para a mente e o corpo. Para um banho de imersão, primeiro misture 5-10 gotas de óleo essencial puro com 100 ml de nata ou 2 colheres de sopa de mel, depois junte o preparado à água quente. Os óleos essenciais podem causar irritação na pele, razão pela qual devem ser misturados anteriormente.

Fragrâncias e suas funções

Estimulantes

Alecrim: o frescor do alecrim acalma as apreensões enquanto estimula o espírito.
Canela: a canela, com seu aroma ácido e picante, tem propriedade vitalizante e aumenta a energia.
Menta: tirada da hortelã-pimenta, recém-colhida, estimula, revigora e refresca os sentidos.

essential-768949_640

Cravo: óleo de aroma intenso, afrodisíaco e ativador de circulação.
Gengibre: o óleo essencial de gengibre é amado pelas suas propriedades excitantes e fortificantes.
Laranja: o óleo essencial de laranja ajuda a refrescar idéias e a elevar o espírito.
Chocolate: energético, eleva o bem-estar.

Relaxantes

Camomila: tranquiliza a alma e promove relaxamento.
Capim-Limão: tem propriedades desinfetantes. O capim-limão ajuda a purificar a mente, criando uma atmosfera romântica.
Rosa: identificada pela fragrância sensual, a essência da Rosa ajuda a purificar a mente, criando uma atmosfera romântica.

aroma-906137_640

Sândalo: escuro, exótico e sedutor, o sândalo indiano relaxa e conforta a alma.
Cedro: um dos óleos de uso mais antigo, o Cedro tem propriedades calmantes e confortantes.
Lavanda: o óleo natural de lavanda acalma e relaxa.
Patchouli: é sempre procurado para relaxar a mente.
Verbena: de aroma semelhante ao de um limão doce, porém mais refinado. Tem efeito relaxante, revigorante e revitalizante sobre as emoções.

Refrescantes

Erva-Doce: desintoxicante, associado a banho.
Algas-Marinhas: sensação de limpeza, também associada a banho.
Eucalipto: limpeza é também descongestionante e expectorante, inibidor de tabaco.

Para ter uma ideia de preço e variedade, clique AQUI.

Recomendações importantes:

hydrosol-939216_640

  • Compre sempre óleos essenciais de qualidade, nunca imitações.
  • Não aplique sobre a pele sem diluir
  • Algumas pessoas são alérgicas aos óleos essenciais, devendo previamente fazer um pequeno teste no interior do antebraço.

Em certos casos, como o tratamento de feridas, doenças de pele (acne), também podem ser aplicados diretamente.

Atenção: Em bebês e crianças os óleos essenciais podem ser perigosos. Mesmo pequenas quantidades de óleo não diluído podem causar espasmos e parada respiratória com risco de vida. Durante a gravidez a aromaterapia pode aliviar pequenos problemas, no entanto determinados aromas são contra indicados, peça conselho a um especialista.

Fontes: Extra, Remédios Caseiros e Magazine Luiza

Como a organizar a rotina da casa e aproveitar o tempo

Conteúdo original de WebHome

interior-768526_640

Ter uma casa organizada é o sonho de qualquer pessoa que gosta de cuidar da sua moradia e deixá-la arrumada. Mas nem sempre esta é uma tarefa fácil de ser cumprida. E o motivo é sempre o mesmo: a falta de tempo. Porém, com uma boa dose de planejamento é possível garantir que tudo seja feito continuamente e de forma eficiente.

Separamos para o post de hoje 6 dicas que vão te ajudar a organizar a rotina da casa:

Crie uma agenda

Ter uma rotina de trabalho doméstico é realmente o primeiro passo para fazer a casa funcionar. Isso vale para o funcionário doméstico também, pois ele deve ser bem orientado. Por isso, crie uma agenda: segunda é dia de fazer compras, terça é dia de lavar roupa, na sexta, os banheiros serão lavados, etc. Coloque tudo no papel para ficar mais fácil de se programar.

agenda-366244_640

Estabeleça metas diárias

Acordar e fazer a cama já é uma maneira simples de manter o quarto arrumado. Mesmo que você tenha funcionários em casa, se essas tarefas já estiverem prontas, ele poderá se concentrar em outras. No final, muito mais coisa pode ser feita. Tente fazer pequenas coisas para ajudar, como lavar a louça do café antes de sair para o trabalho, por exemplo. O segredo é não deixar acumular.

Atente-se para tarefas semanais e mensais

dog-237192_640

O cachorrinho toma banho toda semana? Então anote isto no plano semanal. Já as janelas e cortinas podem ser lavadas mensalmente. Deixe a tarefa programada com seu empregado doméstico. O que acha de fixar uma grande faxina nos armários da cozinha para todo final de mês?

Faça uma checagem antes de dormir

Você quer que a casa seja organizada, certo? Não precisa virar obsessão, mas que tal fazer uma revisão rápida antes de dormir? Quando as crianças já estiverem na cama veja se há algum brinquedo no chão, alguma roupa jogada ou coisas espalhadas no balcão da cozinha. Isso pode levar menos de 20 minutos e, com certeza, você vai dormir e acordar com a sensação de que a casa está mais ordenada.

Use a tecnologia a seu favor

Se o planejamento é a palavra-chave, é importante contar com as facilidades que a tecnologia pode nos oferecer. Hoje em dia existem vários aplicativos que enviam lembretes e ajudam a criar listas de compras, como o Shopping List por exemplo, organizar tarefas domésticas e familiares, como o Cozi Family Organizer, entre outros. Com um smartphone na mão, aproveite suas ferramentas e tranquilize sua rotina.

Programe o fim de semana

family-216825_640

Existem várias maneiras de programar a agenda de organização semanal. Algumas pessoas preferem concentrar a limpeza em um ou dois dias e relaxar nos outros. A maioria, pelo pouco tempo livre, opta por arrumar a casa durante o fim de semana. Não há nenhum problema nisso, desde que o tempo de lazer não seja totalmente comprometido, não se sobrecarregando nas tarefas.

Vale lembrar que com um planejamento tudo funciona mais fácil e rápido. Mesmo quem conta com ajuda de funcionários domésticos precisa se organizar e orientá-los de forma eficiente. Afinal, só você pode dizer como quer que sua casa funcione adequadamente.

Frutas que ajudam a perder a barriga

Depois de aproveitar o fim de semana, comer aquela bela massa e se esbaldar nas sobremesas, chega a hora de acordar do sonho da fartura e correr atrás de estratégias para continuar mantendo o corpo saudável e livre das gorduras indesejadas. Uma ótima, e simples, manobra para emagrecer e eliminar a barriguinha é consumir diariamente frutas que auxiliam nesse objetivo, como morango, pera e melancia. Quer saber por quê?

fruits-82524_640

Elas contém menos calorias do que é necessário gastar em sua digestão e também possuem fibras e outras propriedades que ajudam o corpo a “secar”. Maravilhoso, não?! Ainda mais se você fez e se acabou naquele bolo incrível de chocolate que gente ensinou. (Se você ainda não viu essa receita, clique AQUI agora!)

Recomenda-se comer 1 porção de frutas à cada refeição, totalizando 5 ou 6 porções por dia. Preferencialmente, deve-se ingerir de 2 a 3 frutas diferentes por dia, seguir uma dieta hipocalórica, ou seja, de baixo teor calórico, e associar sua rotina à prática regular de exercícios físicos, assim, consegue-se emagrecer com saúde e equilíbrio.

1. Morango (45 calorias em 100 g)

strawberry-629180_640

O morango ajuda a emagrecer pois contém calorias negativas e além disso, é rica em ferro e em vitamina C, sendo um bom anti-inflamatório natural.

2. Banana (entre 87 e 120 calorias)

Rica em triptofano, tira o desejo de comer doces e sacia a fome. O numero de calorias depende do tipo e do tamanho da fruta. A banana, quando consumida antes da atividade física, diminui o risco de cãibras, por ser rica em potássio. Ela também é ótima para o café da manhã, pois diminui a fome ao longo do dia. Assada no forno ou no micro-ondas com alguns cravos da índia transforma-se em uma ótima sobremesa.

3. Pera (em média 85 calorias por unidade)

pear-351333_640

A pera ajuda a emagrecer porque é rica em fibras, que ajudam a melhorar o trânsito intestinal e reduzir a fome. Ela ainda ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue. Assadas com canela também são uma excelente sobremesa que, além de deliciosa, ajuda a emagrecer.

4. Melancia (24 calorias em 100 g)

Contém calorias negativas e é diurética, auxiliando no combate ao inchaço. A melancia ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, abaixa a pressão arterial e é considerada um alimento afrodisíaco.

5. Kiwi (46 calorias em 100 g)

kiwi-610483_640

Dentre os benefícios do kiwi estão o combate à prisão de ventre e a capacidade de saciar o apetite. Ele também é rico em vitamina C e tem função diurética.

6. Maçã (81 calorias em 170 g)

A maçã auxilia no emagrecimento por ser rica em antioxidantes, regular os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajudar na digestão. Assada com canela ou cravo da índia, ela mantém-se com poucas calorias, é deliciosa e torna-se uma sobremesa muito nutritiva.

7. Mamão (85 calorias em 100 g)

ripe-papaya-320840_640

Diurético e rico em fibras, facilita a eliminação das fezes e combate a barriga inchada. O mamão é ótimo para ajudar no controle da diabetes e aliviar os sintomas da gastrite. Uma fatia de mamão picado com 1 potinho de iogurte natural é uma ótima opção para o lanche da manhã.

8. Limão (22 calorias por unidade)

É diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e deixa a pele mais viçosa. Tomar uma xícara de chá da casca de limão diariamente é uma ótima forma de consumir a fruta sem açúcar e aproveitar todos os seus benefícios. O limão também ajuda a reduzir o colesterol e o açúcar no sangue.

9. Abacaxi (52 calorias em 100 g)

pineapple-627290_640

O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Combate a retenção de líquidos e deixa a cintura mais fina. Quem não gosta do sabor ácido do abacaxi pode experimentá-lo assado no forno com canela em pau.

Uma boa dica para economizar na compra de frutas durante todo o ano é acompanhar o calendário sazonal. Dessa forma, você pode pagar mais barato por produtos que são da estação ao invés de gastar mais com aqueles fora de época. Veja AQUI #ficaadica

Fonte e conteúdo informativo: Blog da Loris

Aprenda técnica de respiração e equilibre suas emoções

Texto de Emilce Shrividya Starling

peaceful-442070_640

“Você pratica a conscientização da respiração? Sente como lhe tranquiliza e energiza ao mesmo tempo? Tem percebido como esse treinamento diminui sua inquietação e estresse? Se você ainda não tem praticado essa consciência da respiração, comece a praticar agora. É uma maneira eficiente de equilibrar as emoções e a mente.

Aprenda que apenas respirando você pode dissolver o estresse e a ansiedade e pode alcançar o equilíbrio das emoções. Você precisa do doce autoesforço, da disciplina com motivação para praticar e ter benefícios.

Para diminuir as fobias, a insegurança, inquietude, não podemos apenas ler textos, ou querer que alguém nos cure. Para conquistar a paz da mente, precisamos da prática constante e não apenas da teoria.

Ao respirar de maneira consciente, profunda, ritmada, você está praticando Yoga. Como diz o texto do Hatha Yoga Pradipika: “Yoga é acalmar as flutuações da respiração”.

Entenda bem isso: a mente flutua em muitas direções em uma fração de segundo. Porém, a respiração só tem um percurso: inspiração e expiração. Você pode fazer uma pausa na respiração, deixar pulmões vazios ou cheios, mas a respiração não tem incontáveis direções como a mente.

Assim, segundo o texto de Hatha Yoga Pradipika: controlar a respiração e observar seus ritmos aquieta a mente. Hoje vamos praticar a respiração completa, que acontece na parte diafragmática, na parte média e na parte alta dos pulmões.

Ao fazer esse pranayama, esse exercício respiratório, ao controlar a respiração, você tem controle sobre a mente e as emoções. Você acalma corpo e mente.

Prática da respiração completa

1. Deite, em um local tranquilo, de pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, ou no chão, mãos abaixo do umbigo, com ponta dos dedos médios se tocando. (Se quiser pode unir seus joelhos) Feche os olhos e relaxe seu rosto. Observe o ar entrando e saindo do corpo. Agora, inspire pelo nariz (sem puxar o ar, silenciosamente), contando até 4, sentindo a expansão lateral dos músculos do abdômen.Sinta que os dedos médios se separam. Expire pelo nariz até murchar completamente seu abdômen. (Perceba que as pontas dos dedos médios se tocam novamente, sem você fazer nada com as mãos).

0008577177R-849x565

2. Com as mãos na altura das costelas, com dedos médios se tocando. Inspire, silenciosamente, contando até 4, sentindo que as costelas e o tórax se expandem lateralmente. (Perceba novamente, como os dedos médios se separam, naturalmente.) Expire pelo nariz, até sentir que o abdômen se contrai todo para dentro. (Perceba que os dedos médios se tocam novamente.)

3. Com as mãos acima do peito, uma do lado da outra, com as pontas dos dedos médios se tocando, inspire pelo nariz, contando até 4, sentindo o abdômen inchar e o ar ir até a parte alta dos pulmões. E segure o ar contando até 4, (ou até 2). Expire pelo nariz até murchar o abdômen completamente. Faça tranquilamente, sem forçar nada.

0010885603V-565x849

Essa prática diária, de 5 minutos faz com que a respiração consciente se torne natural em você, durante seus afazeres; quando estiver sentado ou em pé; trabalhando ou no seu lazer. Ela vai lhe dar apoio interior e lhe acalmar.

Em vez de respirar de maneira superficial, você vai respirar de maneira consciente e profunda. Além de aumentar a entrada de prana, que é a energia vital, você aumenta a entrada de oxigênio em seu corpo, o que faz com que você se sinta mais relaxado e revitalizado.

A respiração e a mente estão intimamente ligadas. Ao controlar a respiração, você controla a mente que, imediatamente, se tranquiliza.

Através da respiração consciente e tranquila, você pode melhorar em todos os aspectos. Sua pele rejuvenesce porque passa a dormir melhor, o sangue circula melhor. Você tem mais disposição física e saúde. Beneficia seu corpo e enriquece seu cérebro.

Basta começar a praticar e a transformação vai acontecendo. O corpo faz essa respiração profunda quando você dorme ou relaxa, mas ele precisa registrar isso quando você está acordado para que essa respiração se torne automática também na sua vida diária.

O corpo aprende com facilidade e agradece. Ele é nosso amigo e vamos sentindo como ele gosta de praticar. É como se ele nos pedisse para fazermos algo por ele. É importante sentir muito prazer ao fazer essa técnica. Fazer gostando do que faz. Praticando de maneira leve, gostosa, mas também persistente, com disciplina e constância.

Você precisa perceber que, através do ritmo da respiração, você começa a dominar, a apaziguar a mente. Você vai descobrindo sua paz interior. Você faz seu próprio milagre. Você vai se libertando de condicionamentos e repressões. Começa a acreditar mais em você mesmo, passa a sentir mais autoconfiança, mais entusiasmo pela vida.

Comece agora mesmo a gostar mais de si. Inicie esse amor por você priorizando um horário para curtir a respiração, para curtir sua própria e boa companhia. Sinta como é bom aquietar a mente, sentir-se sereno e de bem com a vida.

Entenda que você é importante, que seu corpo é importante, que a respiração consciente é equilíbrio e saúde. A sensação de calma e o relaxamento que se obtém pela conscientização da respiração são presentes valiosos para você.

0003422038TT-849x565

O que o yoga ensina há mais de 5 milanos, agora está sendo aceito pela medicina. Hoje a ciência comprova que exercícios diários de respiração reduzem os níveis de ansiedade e ajudam no tratamento de uma série de doenças.

Novos estudos conseguiram demonstrar a ação da respiração consciente no sistema nervoso autônomo, que modula as funções vitais involuntárias, como a temperatura do corpo, a pressão arterial e a própria respiração.

Esse sistema está dividido em dois: o simpático, que entra em ação nas situações de alerta, disparando substâncias que estimulam o aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, e o parassimpático, que faz justamente o contrário, levando o corpo de volta ao seu estado natural.

0010746047H-849x565

Das funções coordenadas por esse sistema, a única que se pode controlar é a respiração, por isso os médicos já estão ensinando os exercícios respiratórios do yoga para reduzir o estresse, diminuir os sintomas do pânico, amenizar dores crônicas, tratar hipertensão.

Da mesma maneira que a respiração alta e rápida pode desencadear uma crise de pânico, uma respiração consciente e calma pode reduzir a ansiedade e estresse.

Na medida em que você se conscientiza do valor desse treinamento da consciência da respiração, você vai sentir vontade de praticar com regularidade porque percebe como fica mais tranquilo, alegre, animado, saudável, mais corajoso. Boas práticas!

Fique em paz! Namastê!”

Namastê significa “o deus que habita em mim, saúda o deus que habita em você”.