Tag: gostoso

Molhos diversos para salada

Molhos diversos para salada

Receita: Sopa de Grão de Bico

DSC02038

Enfim, o friozinho chegou. Demorou, mas veio! E com ele, vem também aquela vontade de comer coisinhas quentinhas, rápidas e saborosas, como cremes e sopas. Essa semana já teve teste por aqui, que olhaaaa, deu muito certo. Por isso, nossa receita do dia é sopa de grão de bico.

O grão de bico é um dos ingredientes mais versáteis que existe. Dá para consumir o grão cozido temperado em substituição ao feijão, frio em saladas, para fazer homus, falafel… e agora, sopa! É uma delícia, além de super nutritiva.

Sopa de Grão de Bico

DSC02041

  • 250 gramas de grão de bico cozido (com a água do cozimento)
  • 2 dentes de alho
  • 1/2 linguiça calabresa cortada em cubinhos (pode substituir por frango, carne, tofu etc.)
  • 1 batata média cozida picada
  • 1 cenoura média cozida picada
  • Temperos secos a gosto (usei chimuchurri)
  • Fio de azeite
  • Sal

Bata o grão de bico já cozinho com a água do cozimento e o alho até que vire uma pasta, acrescente mais água, o quanto bastar, para chegar a consistência. Vale usar a água do cozimento dos legumes (batata e cenoura).

Numa panela, frite bem a linguiça calabresa, sem nenhuma adição de óleo, e dispense o óleo que ela soltar. Você também pode usar frango em cubos, carne em tirinhas, carne seca, tofu em cubinhos, legumes… o que preferir.

Adicione o grão de bico batido e misture. Coloque também a batata e a cenoura picadinhas. Junte os temperos secos e acerte o sal. Deixe levantar fervura e está pronto.

Especial de Natal: Mousse de Café

Sabe uma sobremesa fácil, gostosa, econômica e fora do trivial?! Se não sabe, vai aprender agora! Estou falando de uma mousse superprática de café, que pode servir de sobremesa, e de quebra agradar sua família e convidados, no Natal!

coffee-171653_640

É uma receita que já fiz e devorei toda, não de uma vez né, aos pouquinhos, mas me acabei! Não tem segredo, é só bater tudo no liquidificador. Não é light, nem diet, porém, pode ser adaptado com o uso de ingredientes mais saudáveis, como o leite condensado light ou sem lactose, para os intolerantes, creme de leite sem gordura ou com baixo teor, café descafeinado para quem tem restrições, enfim… dá para adaptar.

Inclusive, quem achar o preço da gelatina sem sabor muito caro nos supermercados, eu recomendo que procure em lojas ou empórios de produtos naturais e/ou a granel. Eu fiz isso e saiu bem mais em conta. Você pode comprar a quantidade que quiser e ainda substituir a gelatina por agar-agar, que cumpre a mesma função e é bem mais saudável, por ser natural e não conter as substâncias químicas da gelatina.

Mousse de Café

Receita adaptada de Tudo Gostoso

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 2 colheres de sopa de café forte solúvel
  • 150 ml de água
  • 1 envelope de gelatina incolor sem sabor (ou 12 gramas)+ 50 ml de água para dissolver
  1. Dissolva o café em 150 ml de água.
  2. Hidrate a gelatina em 50 ml de água morna. Deixe por alguns segundos e mexa delicadamente até dissolver por completo.
  3. Bata todos os ingredientes no liquidificador, por uns 2 minutos.
  4. Despeje a mistura em recipiente de sua escolha ou distribua em taças/ potinhos individuais.
  5. Leve a geladeira por 2 horas. E estará pronto para servir.

Receita: Picadinho light

Conteúdo original Lucilia Diniz

Aí está um típico representante do que se chama de “confort food”. Com palavras mais simples, ao gosto de seus ingredientes, o picadinho está mais para prato de mãe – ou da vó. Se bem que há quem dele se recorde como prato boêmio, para ser degustado no fim de noite, em um bistrô de perfil mais popular.

O certo é que, invariavelmente, fica difícil conter a gula diante deste clássico da culinária brasileira. Com moderação, não é com ele que precisamos nos preocupar, quando o assunto é controlar as medidas.

Se for preparado com cortes magros de carne, picada na ponta da faca, não é aqui que mora o perigo. O problema está com suas escoltas mais tradicionais, o arroz branco, a farofa, o ovo frito e a banana à milanesa. É neste quesito que torna-se propícia a prática das trocas vantajosas.

No preparo da carne, sai o molho roti, feito à base de gordura dos ossos, e entra o caldo de carne. Entre os acompanhamentos, sai a banana à milanesa e entram chips da fruta, desidratados no forno.

E o ovo frito dá lugar à versão mais formosa do ovo pochê – clique aqui para conferir. A receita a seguir fica pronta em 30 minutos e rende três porções, com 100,7 Kcal cada.

Picadinho light da Lucilia

Picadinho-light-da-Lucilia-------

  • 150 g de carne magra em cubos pequenos
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 tomate sem pele e sem sementes picado
  • 1 ramo pequeno de tomilho fresco
  • 80 ml de caldo de carne
  • 1 fio de azeite
  • Sal e pimenta a gosto

Em uma panela, coloque o fio de azeite. Doure o alho e a cebola por três minutos. Junte a carne e mexa. Adicione o tomate picado e o tomilho. Tempere com sal e pimenta a gosto. Deixe a carne dourar por mais três minutos, mexendo de vez em quando. Junte o caldo de carne. Tampe a panela e deixe ferver em fogo baixo até o caldo encorpar. Sirva com chips de banana e ovo pochê.

Chips de banana

chips-banana

  • 1 banana não muito madura cortada em rodelinhas bem finas

Disponha as rodelas em uma forma de silicone. Leve ao micro-ondas por três minutos. Retire, vire as rodelas e retorne por mais três minutos. Se não tiver muito dourada, coloque por mais um minuto. Retire e coloque em uma assadeira. Leve ao forno a gás por 20 minutos em fogo baixo. Sirva em seguida.

Confira no vídeo a seguir o passo a passo desta receita:

Aprecie o nhoque da fortuna no dia 29 sem afetar a balança

Conteúdo original Minha Vida

gnocchi-493522_640

Conhecido por todos que apreciam a gastronomia italiana, o nhoque é famoso não só por seu sabor e versatilidade. Presença garantida em almoços de domingo, o prato ficou ainda mais popular no Brasil em função das superstições que o cercam.

Todo dia 29 do mês é o dia do nhoque da fortuna. Diz a lenda que num certo dia 29 de dezembro, na Itália, São Pantaleão bateu a porta de uma casa e pediu comida. A família era bem pobre, mas apesar disso, não se importou em dividir o seu nhoque com o andarilho. Ao recolherem os pratos, descobriram que embaixo de cada um havia bastante dinheiro. Segundo a tradição, antes de se deliciar com o prato, coloca-se uma nota de dinheiro embaixo dele e faz-se um pedido. Para garantir o bolso cheio o ano inteiro, a nota deve ser guardada até o próximo dia 29 do mês seguinte.

Também é possível tornar este prato mais leve sem perder o sabor para não atrapalhar a dieta. Para a nutricionista Ana Flávia Pinheiro, o nhoque é um dos pratos mais versáteis que existem por permitir substituições tanto no molho quanto na própria massa: “Você pode substituir parte da batata da massa por beterraba, berinjela, abobrinha, abóbora e muitos outros legumes, tornando-o super nutritivo. Além disso, um molho simples e leve já dá um sabor especial ao prato”, explica.

Dicas e substituições que fazem a diferença

gnocchi-695057_640

  • Já que os componentes da massa do nhoque tradicional são basicamente batata e farinha de trigo, o ideal é não exagerar na quantidade de farinha ao preparar a massa, pois, quando em excesso, o ingrediente deixará a massa mais pesada e menos saborosa. Outra opção é usar trigo integral para tornar a receita mais saudável e rica em fibras.
  • É possível substituir a batata por outros ingredientes como: berinjela, ricota, pão light, beterraba, abobrinha e até banana. “O sabor fica diferenciado, conforme o ingrediente, mas em geral, as substituições por legumes e vegetais resultam em menos calorias na hora de pesar na balança”, explica a nutricionista.
  • Outra sugestão é saber escolher o molho que acompanhará o nhoque: “para emagrecer o prato, o melhor é deixar de lado os molhos brancos ou à base de queijos amarelos e investir nos molhos de tomate, de ricota, espinafre ou manjericão, que são bem menos calóricos e nem por isso menos saborosos”, sugere Ana Flávia.
    gnocchi-842305_640
  • Comece sempre por uma salada. “Se você vai comer uma massa como nhoque, que por mais leve que seja a receita, acaba pesando um pouco, comece a refeição com uma boa salada para moderar seu apetite e evitar que exagere na quantidade da massa a ser consumida”, explica a especialista.
  • Cuide para comer devagar e saborear a massa. O hábito evitará que você repita a porção desnecessariamente. Mas, se por acaso sentir que descuidou e comeu além da conta o melhor é segurar a quantidade de carboidratos que consumirá no restante do dia. “Se exagerou na massa, prefira, para as próximas refeições, uma alimentação mais leve, dando prioridade para as frutas, vegetais e grelhados magros”, finaliza.

Versões leves e nutritivas do prato

Nhoque Integral Maravilha

Nhoque integral
Nhoque integral

Ingredientes
-750 g de batatas
-1 ovo
-½ colher de sopa de manteiga
– Sal a gosto
-Farinha de trigo integral

Modo de Preparar
Cozinhe as batatas com as cascas, descasque-as e passe no espremedor. Junte as batatas ainda quentes à manteiga, ovo, sal e vá juntando a farinha de trigo até poder enrolar, mas sem deixar que a massa fique dura. Faça rolinhos compridos de massa de batata sobre o mármore enfarinhado.

Corte-os com uma faca em pedacinhos. Cozinhe os nhoques em bastante água fervente com sal. Quando subirem à tona de água, estarão cozidos.

Tire-os com uma espumadeira, deixe escorrer. Arrume-os numa travessa, cubra-os com molho de tomate e bastante queijo parmesão.

Nhoque de beterraba
Nhoque de beterraba

Nhoque de beterraba

Ingredientes
– 1 ovo
– 1 copo (tipo americano) de leite
– 2 colheres (café) de sal
– 150 g de batata cozida
– 150 g de beterraba cozida
– 1 colher (sopa) de manteiga
– 1 copo (tipo americano) de farinha de trigo

Para o Molho de Sálvia
– 100 g de manteiga
– 4 folhas de sálvia fresca
– sal e pimenta-do-reino branca moída

Para o Molho Branco
– 2 colheres (sopa) de manteiga light
– 1 colher (sopa) de alho picado
– 1 colher (sopa) de cebola picada
– 1 ramo de alecrim picado
– 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
– 500 ml de leite desnatado
-pimenta-do-reino moída, pimenta calabresa, noz-moscada moída e sal a gosto

Modo de preparo
Num liquidificador coloque o ovo, o leite, o sal, a batata e a beterraba. Bata bem até a mistura ficar homogênea. Reserve. Numa panela em fogo médio aqueça a manteiga e depois incorpore o creme batido (do liquidificador). Misture bem e espere o creme aquecer.

Assim que o creme aquecer, coloque de uma vez a farinha de trigo e mexa constantemente até que a mistura desgrude da panela, +/- 3 a 5 minutos. No início parece que o creme vai empelotar, mas mexa continuamente como massa de coxinha, até que desprenda da panela.

Transfira a massa para um refratário e espere esfriar. Assim que a massa esfriar, enrole-a formando tiras e depois corte no formato de nhoques. Coloque o nhoque direto no molho quente (escolha um de sua preferência) e sirva a seguir. Essa massa pode ser aquecida em microondas ou armazenada em geladeira por 1 semana. Você pode trocar a beterraba por cenoura, espinafre ou mandioquinha.

Molho de Sálvia
Numa frigideira em fogo médio derreta a manteiga. Adicione as folhas de sálvia fresca, sal e pimenta-do-reino branca moída e deixe cozinhando de 2 a 3 minutos.

Molho Branco
Numa panela em fogo brando, derreta a manteiga e refogue o alho, a cebola e o alecrim. Junte a farinha de trigo e mexa bem. Acrescente o leite, a pimenta-do-reino, a pimenta calabresa, a noz-moscada moída. Acerte o sal e cozinhe por 10 minutos em fogo baixo.

Fonte: Chef Luiza Zaidan

Nhoque de abóbora
Nhoque de abóbora

Nhoque de Abóbora

Ingredientes
-2 quilos de abóbora cozida
-1 ovo
-farinha de trigo até dar o ponto
-sal a gosto
-1/2 quilo de carne seca desfiada
-1 colher de manteiga
-1 cebola picada
-cebolinha
-queijo ralado (a gosto)

Modo de preparo
Cozinhe a abóbora, passe no espremedor, misture os ovos, sal e farinha. Quando estiver no ponto, enrole, corte e cozinhe até subir na água.

Coloque a carne seca desfiada sem o sal, para refogar com manteiga, cebola e tempero de seu gosto. Misture o nhoque à mistura e salpique cebolinha e queijo ralado a gosto.

Nhoque de ricota e espinafre
Nhoque de ricota e espinafre

Nhoque de ricota 

Ingredientes
– 1 ovo
-1 colher (café) de noz-moscada ralada
– 1 xícara (chá) de farinha de trigo ?
-675 g de ricota
-Sal (o mínimo)

Molho
-1 cebola média ralada
– 12 dentes de alho amassados
– 400 g de polpa de tomate
– 250 g de purê de tomate
– 1 copo de leite desnatado
-algumas folhas de manjericão
– 1 cenoura picada

Preparo da Receita
Passe a ricota por uma peneira fina e misture com o ovo, a noz-moscada e o sal. Junte a farinha aos poucos, amassando com as mãos até obter uma mistura firme. Pegue pequenas porções de massa, forme cordões e corte-os em pedacinhos.

Amasse-os ligeiramente com um garfo e vá colocando-os sobre uma superfície enfarinhada ou um pano. Ferva 4 litros de água. Vá colocando os nhoques aos poucos. Quando subirem à tona, retire-os com uma escumadeira e coloque-os num escorredor.

Passe-os imediatamente por água fria em abundância; escorra-os. Coloque-os numa travessa, cubra com o molho e sirva.

Molho: Numa panela antiaderente dê uma ligeira fritada na cebola e no alho. Junte a polpa e o purê de tomate, a cenoura, o leite e as folhas de manjericão.

Mexa bem e cozinhe em fogo brando por 1h30min com a panela tampada, mexendo de vez em quando. Se necessário, vá colocando água aos poucos. Quando o molho estiver bem apurado, retire-o do fogo e passe-o por uma peneira.

Fonte: Chef Luiza Zaidan

Alimentos que viciam e você não sabe!

Conteúdo original Mais Equilíbrio

cake-796491_640

O vício em comida é um problema sério e que compromete seriamente a nutrição e saúde das pessoas. Não é segredo que ‘tudo demais faz mal’ , mas o que muita gente não sabe é que existem uma série de alimentos que viciam tanto quanto drogas. De acordo com um estudo de 2011 publicado na Frontiers in Psychiatry, 14% das pessoas acima do peso e 37,5% das pessoas obesas podem ser diagnosticadas com dependência alimentar.

Confira abaixo quais alimentos são capazes de desenvolver dependência e fuja da tentação!

Alimentos / Bebidas com cafeína

A cafeína age diretamente no sistema nervoso central, podendo causar um vício. Entre os sintomas de abstinência da cafeína estão dor de cabeça, tremedeira, tontura, aumento da ansiedade e fraqueza. Há estudos, no entanto, que comprovam que até quatro xícaras da bebida por dia são benéficas e podem ter ação antioxidante e vasodilatadora.

Chocolate

praline-182861_640

Existem estudos que apontam que a região do cérebro ativada com o consumo do chocolate é a mesma afetada em um dependente de cocaína, dá para acreditar?

O alimento é tão eficiente em proporcionar prazer, que, contam os registros históricos, já foi relacionado com ‘forças malignas’. Quem come chocolate em excesso pode desenvolver obesidade e até problemas cardíacos.

Bolachas recheadas

Uma pesquisa realizada no Connecticut College constatou que o biscoito Oreo, escolhido por ser o favorito entre os americanos, contém substâncias alucinógenas tanto quanto cocaína ou morfina. O mesmo pode-se dizer de outras bolachas similares. Agora sim, está explicado por que tem gente que é capaz de comer pacotes e pacotes de bolacha sozinho!

Gorduras

hamburger-926885_640

Uma pesquisa feita pela Universidade de Michigan apontou Pizza, salgadinhos, batata frita, cheeseburguer e queijo como alguns dos alimentos que mais viciam. Todos são gordurosos, será coincidência?

Anotou? Então agora é só examinar a sua relação com a comida e tomar cuidado para não dar atenção demais aos alimentos altamente processados. Sua saúde agradece!