Tag: hobbies

Atividades que estimulam o funcionamento do cérebro

happiness-824419_640

Conteúdo original de UGF

Assim como o corpo, o cérebro deve ser exercitado, pois com o passar dos anos a memória pode ficar comprometida. Por isso exercitar a mente melhora a concentração, as lembranças e a qualidade de vida. Assim como incorporar a rotina atividade física, alimentação equilibrada e uma boa noite de sono favorecem o funcionamento do cérebro.

Alguns estudos comprovam que as pessoas que preenchem o tempo com atividades como leitura, hobbies ou jogos contam com menos riscos de perder recordações.

selfie-465563_640
Com a tecnologia, muitos especialistas afirmam que as pessoas passaram  a ser mais “preguiçosas” e acabam não estimulando o cérebro com ações simples, por conta disso atividades corriqueiras acabam passando despercebidas.

Trabalhar a concentração é fundamental, para a manutenção de uma mente ativa, uma vez que a memória necessita de atenção e concentração para armazenar dados.

chess-775346_640
Para estimular a memória, agregue a rotina o uso de quebra-cabeças, palavras cruzadas, damas, xadrez e jogos. Ações como relatar as atividades que ocorreram no decorrer do dia para outras pessoas pode agir como um exercício para a memória.

Busque se dedicar a novas habilidades como realizar cursos de graduação, pós-graduação, extensão, idiomas, música, dança ou artesanato.

O sono é uma necessidade do nosso organismo caracterizado principalmente quando o cansaço mental é prolongado e as concentrações de cortisona diminuem e as de melatonina acrescem, ocasionando a vontade de dormir. Nesse momento o organismo começa a reorganizar seus sistemas para retomar uma nova etapa de atividades. A imunidade é fortalecida, as células são restauradas e a memória é consolidada.

sleeping-690429_640

O processo de aprendizado pode ser compreendido nas seguintes esferas: a primeira durante a prática, a segunda durante as horas iniciais de sono e a terceira e última durante o estágio final do sono, o denominado “o sono dos sonhos”.

Quando não dormimos bem, nossa memória fica falha, ficarmos irritadiços e isso acarreta cansaço, dor de cabeça e indisposição. Quando acontece uma brusca redução das horas de sono isso pode suceder à diminuição da produção de insulina e aumentar a de cortisol.

Fatores como exercícios físicos, alimentação adequada e a prática de atividade física são essenciais para melhorar a capacidade mental e evitam o declínio mental com o decorrer dos anos.

Tenha um dia-a-dia mais relaxado

Texto de Jessica Moraes, em Mais Equilíbrio

A semana começou tensa? Então pare tudo que está fazendo e confira o que você pode fazer para relaxar e ter uma semana mais calma seja em casa ou no trabalho. Se o estresse faz parte constante da sua rotina, está na hora de reverter esse quadro para que isso não afete a sua saúde e o seu bem estar.

stress-543658_640

Recorrer a pequenas pausas ao longo do dia ajuda muito. Caminhe, saia da sua mesa de trabalho para beber um copo d’água, respire fundo, alongue-se, se possível. Diversificar a rotina ajuda a manter a calma e ter boas noites de sono.

Uma alimentação balanceada também é uma alternativa para trazer mais paz e relaxamento no seu dia a dia. Uma pessoa que evita a ingestão de alimentos energéticos, como café, açúcares e gorduras, tem humor mais leve.

00-52-29-429_640

O ideal é tirar proveito dos alimentos e bebidas que agem no sistema nervoso central, melhorando o seu funcionamento e produzindo substâncias calmantes. Itens ricos em vitaminas do complexo B, selênio, magnésio, potássio e zinco agem no sistema nervoso central, estimulando a produção de hormônios que melhoram o humor (serotonina) e o sono (melatonina).

Alguns exemplos: castanhas, banana, grão-de-bico, cereais integrais, aveia e folhas verde-escuras. Chás, como de maracujá, erva-cidreira e valeriana, também são tranquilizantes naturais.

Evite: o consumo exagerado de cafeína (café, chocolate, bebidas energéticas, refrigerantes) e de açúcar, sal e gorduras, que aumentam a produção do hormônio cortisol. “Essa substância libera adrenalina no corpo, que leva ao nervosismo”, explica a nutricionista.

planting-783342_640

A prática de atividades físicas que sejam prazerosas, como caminhar, cuidar do jardim ou jogar tênis, por exemplo, alivia a sensação de opressão e relaxa os músculos.

Um exercício para relaxar nesse exato momento: sentada, com as costas retas e os pés no chão, expire soltando a coluna para a frente. Depois inspire, alinhando-a. Após cinco respirações você já vai sentir a diferença. Relaxe!

nature-768458_640