Tag: influência

Esquecer das coisas melhora nossa capacidade de tomar decisões

Conteúdo original Super Interessante

Deixar o que passou para trás e focar em coisas mais recentes é um exercício constante para nosso cérebro. Por conta dessa postura desapegada da central de comando é que você não se lembra do momento em que começou a andar – mas não esquece nenhum caractere da senha da conta bancária e se lembra de entregar um relatório para o dia seguinte.

O que pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, queriam descobrir era a influência disso em nossa capacidade de fazer escolhas e focar no que realmente importa. Segundo o estudo, publicado no jornal Neuron, nossa memória funciona não para que guardemos mais coisas durante o tempo, mas sim para tomarmos decisões mais inteligentes.

“Se seu cérebro se manter constantemente trazendo memórias conflitantes, isso torna mais difícil para você fazer uma decisão mais racional”, explica Blake Richards, um dos líderes do estudo.

Se nos lembrássemos com detalhes de todos os momentos da vida, teríamos de carregar memórias muito complexas. A tarefa do cérebro é simplificar essas memórias, fazendo com que fique apenas o necessário. Isso nos torna mais eficientes em fazer previsões e lidar com novas experiências.

Isso é vital para nossa adaptação em diferentes ambientes. Lugares que estão sempre em mudança fazem que precisamos nos lembrar menos. Para alguém que trabalha como caixa de supermercado, por exemplo, lembrar dos nomes dos clientes por alguns dias já está de bom tamanho. No entanto, um designer que está fechando um projeto com um grupo de clientes que encontra todo dia, tem a obrigação de levar seus nomes na ponta da língua.

A partir disso, os pesquisadores acreditam que coisas pontuais são esquecidas de forma mais rápida do que informações que temos de recorrer diariamente. Ou seja: se você não usa, você perde. E isso não é nem um pouco ruim – pelo menos no que diz respeito àquilo que você escolhe guardar.

Efeitos platô: motivos para a pausa na perda de peso

Conteúdo original Minha Vida

Todas as pessoas que começam a fazer uma dieta ficam absolutamente ansiosas pelos resultados, mas qual a expectativa correta? Seguindo uma dieta saudável, o esperado é uma perda de peso entre 0,5 a 1kg por semana e a velocidade de perda de peso depende de vários fatores, como: quando maior o excesso de peso, maior o emagrecimento inicial, porque também se perde líquidos, se a dieta restringir carboidratos, também a perda de peso inicial é maior mas não quer dizer que o resultados final será diferente.

weigh-689873_640

E quando a perda de peso não aparece em pelo menos duas semanas de dieta, temos o famoso efeito platô e é melhor procurar fatores que podem influenciar o resultado da balança, apesar de todo esforço.

Dormir mal

Vários estudos já comprovaram que sono de menos inibe a produção de leptina (hormônio da saciedade) e aumenta a grelina (hormônio da fome), ou seja você quer comer mais e demora para se sentir satisfeito.

Abusos no final de semana

diet-617756_640

Aqui a causa é matemática, para emagrecer 0,5 a 1kg deve-se fazer uma economia de pelo menos 500 calorias/dia e o final de semana é cheio de evento onde é fácil consumir muitas calorias na forma de um “pequeno” pedaço de bolo ou algumas doses de bebida alcoólica.

Ovários policísticos

Mulheres com esta doença produzem insulina em excesso e entre o quadro clinico está irregularidade menstrual, acne, aumento de pelos e ganho de peso.

Uso de remédios

depression-824998_640

Medicamentos como alguns antidepressivos, corticóides e anticoncepcionais injetáveis podem propiciar ganho de peso.

Doenças da tireóide

Pessoas que desenvolvem hipotireoidismo podem aumentar de peso, mesmo comendo adequadamente e com atividade física. Além disso, podem apresentar pele seca, sonolência, intestino preguiçoso e cansaço.

Estresse crônico

ache-19005_640

Favorece a produção de cortisol, hormônio que aumenta os depósitos de gordura, principalmente na região do abdome, além de diminuir as reservas de massa muscular. Além disso, como carboidratos e doces liberam serotonina, estes alimentos pode ser usados intuitivamente para gerar conforto emocional.

Moral da historia? Se a dieta e atividade física não estiverem sendo suficientes para controlar seu peso, melhor procurar um médico ou nutricionista para ajuda-loa encontrar a conduta terapêutica correta.

Redes sociais podem interferir diretamente no seu humor

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Quando você dá aquela olhadinha no seu Facebook, como você se sente? Um estudo feito por pesquisadores dos Estados Unidos provou o que todo mundo já desconfiava: pessimismo pega!

smartphone-569076_640

Pode acreditar! De acordo com o The Guardian, os pesquisadores analisaram bilhões de atualizações de perfis do Facebook. Eles descobriram que posts negativos possuem um efeito dominó, ou seja, tristeza gera tristeza.

Então é melhor pensar duas vezes antes de responder aquela perguntinha básica de “como se sente?”. A boa notícia é que assim como os sentimentos negativos, os positivos também são transmitidos através da rede e com uma força ainda maior. A alegria também se espalha, gerando sorrisos por onde passa. Incrível não é?

phone-958066_640

Outra descoberta dos estudiosos teve relação com o tempo. Quando chovia, por exemplo, posts negativos aumentavam 1.16%, enquanto os positivos caiam 1.19%. Cada texto negativo costuma gerar outros 1,29 textos similares.  Já os positivos engajam outros 1,75, pouco a mais que os negativos.

Segundo a psicóloga do Centro Terapêutico Multidisciplinar de São Vicente, Tereza Christina Gonçalves, algumas publicações aparentemente inofensivas podem até afetar a vida do usuário ‘fora das telas’. “O perigo está em prejudicar a própria vida da pessoa que expõe queixas contínuas, alimentando seus lamentos e lamúrias pelas redes”, comenta.

phone-918633_640

Para cultivar sorrisos e boas energias a profissional deixa a dica. “Situações emocionais não devem ser assunto para redes sociais. Além disso, exigir atenção dos outros sem necessidade alguma pode esgotar a paciência dos amigos”, completa.

Talvez o segredo para um dia mais leve e motivado seja espalhar a felicidade por aí. Vamos ser mais positivos? Seus amigos agradecem!

Acorde cedo com mais disposição

Conteúdo original de Mais Equilíbrio

O sono atrasado anda atrapalhando seu rendimento? Acordar cedo sem disposição é um problema de muita gente. Mas hábitos saudáveis e inteligentes podem mudar totalmente o quadro e, assim, logo de manhã, você pode começar o dia já concentrada e animada para os compromissos do dia.

alarm-clock-590383_640

Mantenha uma hora certa para dormir e acordar, pois isso ajuda a regular o seu relógio biológico. Ao dormir mais tarde do que o costume, você desregula o cronograma natural do seu organismo, impedindo de que você consiga acordar cedo e bem.Não precisa exagerar e ser sempre pontual, mas manter uma rotina ensina o corpo a ter uma frequência.

Um fator que ajuda bastante a regular o sono é a luz, já que o corpo tem funções diferentes à noite e durante o dia. Portanto, o sol é um excelente indicador para o corpo que está na hora de acordar. Então abra a janela de manhã, pois a claridade ajuda a “dizer” ao organismo que já é dia.

Ao invés de dormir com cortinas ou persianas, que bloqueiam totalmente a passagem da luz matutina, experimente deixar a janela do quarto liberada para a entrada do sol antes mesmo de ir para a cama.

bedroom-405920_640

E antes de dormir, relaxe! Não é recomendado praticar atividades muito estimulantes. Substitua a televisão, internet, videogame por uma leitura leve ou uma música relaxante. Se não for domir, saia da cama! Ao se enrolar nela e não tiver esse objetivo, o corpo não reconhece mais que lá é um local de dormir, o que pode dificultar a chegada do sono à noite.

A alimentação também influencia no sono. Bebidas estimulantes como café, chá verde, preto e chocolate devem ser evitadas. Mas você pode consumi-los pela manhã, já que a cafeína, por exemplo, melhora a memória.

Conheça também o seu cronotipo, ou seja, você é uma pessoa matutina ou vespertina? Prefere se levantar e dormir mais cedo ou despertar e ir para a cama mais tarde? A maior parte das pessoas é flexível, pode se habituar a acordar cedo. Mas saber qual é sua tendência com certeza ajuda a conhecer melhor o próprio corpo.

park-bench-771653_640

Aproveite um período de férias ou e perceba a que horas, sem a privação de sono, o corpo sente necessidade de dormir e acordar, quantas horas você precisa para acordar bem, observando assim como o organismo se comporta.

Aprenda a usar o despertador

Aposente de uma vez o despertador com a função “soneca”, que apita depois de alguns minutinhos. Você pensa que engana o relógio, mas quem é feito de bobo é o seu corpo. O sono fracionado perde a qualidade e pode fazer você se sentir ainda pior ao longo do dia. A melhor forma de dizer para seu corpo que está na hora de acordar, é levantar logo, sem enrolações.