Receitas com sobras

Conteúdo original Bons Fluídos

Na prática do reaproveitamento, vale inventar e retemperar. Anote as receitas sugerias pela paulista Mônica Mortara. Se quiser, deixe-as fixadas na porta da geladeira e, sempre que perceber que algo vai estragar, entre em ação.

Ratatouille de legumes e verduras

Ingredientes

  • 2 berinjelas
  • 3 abobrinhas
  • 2 pimentões verdes pequenos
  • 2 cebolas médias
  • 2 dentes de alho
  • ½ kg de tomates
  • Tomilho fresco, azeite e sal
Preparo

Corte a berinjela em quadradinhos, salgue e deixe escorrer. Corte as abobrinhas em rodelas e doure-as numa frigideira com azeite. Reserve. Corte o pimentão sem as sementes em anéis e refogue. Junte o pimentão e a abobrinha. Reserve. Lave e enxágue bem as berinjelas, refogue e junte aos outros legumes. Tire a pele e as sementes dos tomates e corte a polpa em tiras. Numa panela grande, aqueça um pouco de azeite e coloque as cebolas cortadas em gomos e o alho amassado. Depois de refogar por alguns minutos, junte os tomates e o tomilho, e as abobrinhas, os pimentões e as berinjelas. Cozinhe por 15 minutos. Pode ser servido como aperitivo, recheio de sanduíche ou ser adicionado ao macarrão.

Delícia de frutas

Ingredientes

  • 2 copos de iogurte desnatado
  • 100g de queijo cremoso light
  • 4 colheres (sopa) de mel
  • 1 caixa de morangos bem maduros
  • 2 mangas maduras
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • Adoçante a gosto
  • Folhas de hortelã
Preparo

Numa tigela, coloque o queijo em temperatura ambiente e misture vigorosamente até ficar cremoso. Junte o iogurte aos poucos, tempere com adoçante a gosto. Leve à geladeira. No liquidificador, bata os morangos com o suco de limão e reserve. Faça o mesmo com a manga. Distribua o mel no fundo de quatro copos. Coloque uma porção de iogurte tomando o cuidado para que não se misture com o mel. Acrescente uma porção de frutas batidas também cuidando para que não se misturem. Enfeite com folhas de hortelã.

Anúncios

Sacie a fome e diminua a ansiedade

Conteúdo original Bons Fluídos

Comer compulsivamente em momentos de angústia e ansiedade é uma prática muito comum. Não há uma fórmula mágica para resolver esse tipo de compulsão, mas escolher os alimentos que serão devorados nesse momento é essencial.


“Café, Coca-Cola, chá preto devem ser evitados nessas ocasiões. Já todos os alimentos crocantes, como cenoura e frutas bem firmes, têm efeito anti-estresse, pois mastigar relaxa. Outra forma de se tornar menos ansioso é nunca fazer as refeições em menos de 20 minutos. Pois esse é o tempo de que o corpo precisa para ter a sensação de saciedade. Comer rápido dificulta a digestão e alimenta o círculo vicioso da ansiedade”. Ensina Karim Khoury, terapeuta holístico especialista em emagrecimento.

“Ingerir alimentos pesados demais antes de enfrentar situações estressantes aumenta a ansiedade. Antes de uma prova, evite massas, carnes gordurosas e feijoada. Alimente-se com vitamina de frutas com laranja, cenoura, mamão, iogurte, mel e aveia. É nutritivo, de fácil digestão e não engorda”, indica.

Receita: Iogurte Grego Caseiro

dessert-1165107_960_720

Falta de dinheiro não pode mais ser desculpa para não comer de forma saudável ou para procurar alternativas que fazem bem à saúde, certo?! O único requisito que a vida saudável exige de você é dedicação, o que também envolve esforço, força de vontade e um pouquinho de tempo. Vai dizer que a sua saúde e bem estar não valem esse precinho?!

Não é difícil encontrar pela internet memes e comentários que atribuem à impossibilidade financeira os maus hábitos e a vida sedentária: “Não faço academia porque não tenho dinheiro”, “Não sigo dieta porque é caro” ou “Minha nutricionista me indicou uma mesa farta de frutas e cereais, mas meu dinheiro só paga um café com leite e pão”.

granola-926047_960_720

Na teoria é até engraçado, mas na prática, cada um é que sabe o peso, e as cobranças, que carrega por não conseguir mudar os hábitos e atingir os objetivos. E que tal começar agora? Separe um tempinho da sua semana, ou final de semana (dá tempo de planejar), e comece recriando o queridinho da dieta equilibrada: o iogurte grego.

Sai bem mais barato do que comprar pronto, rende mais e você sabe exatamente o que está consumido, já que não tem aditivos ou substâncias industrializadas artificiais. Veja como é fácil:

Iogurte Grego Caseiro

  • 1 copo de iogurte natural (desnatado, integral, lacfree, qual você preferir)
  •  Leite tipo A, de pacotinho. A quantidade depende de quanto iogurte você quer fazer, geralmente uso 3 litros e rende um pirex inteiro.
  • Açúcar, mel ou adoçante o quanto achar suficiente.

Ele dura até 6 dias na geladeira.

E então?! Se animou?! Faça e depois vem contar para gente! 😉

Receita: Picolé tipo danoninho

Com o calor que vem fazendo, que já era para ter se despedido faz tempo, nada melhor do que um sorvetinho para refrescar, não é mesmo? Ainda mais se for saudável, de fruta e de baixo custo. Você mesmo pode preparar, comer sem culpa e fazer a alegria da criançada, com o sabor da sobremesa láctea a qual todos são apaixonados: danoninho!

Anota os ingredientes! É super simples e fácil.

Você pode substituir o leite comum por vegetal, o iogurte pela versão sem lactose, o adoçante por açúcar de coco, demerara, mascavo etc. Adapte da forma que for necessário e ideal para você e aproveite!

Bom final de semana! 😉

Fonte: Receitas de Minuto

10 modinhas fitness que valem a pena ser adotadas

Conteúdo original M de Mulher

Mais que moda passageira, comer bem é fundamental para se manter saudável. Mas como separar o joio do trigo (integral), em meio a conselhos que surgem de todo lado? Especialistas ajudam a selecionar as dez manias que merecem, de fato, entrar no seu cardápio.

1. Farinha de banana verde

bananas-571544_960_720

Assim como a biomassa da fruta, a farinha ficou famosa por conter uma substância chamada amido resistente – só obtida quando a banana é consumida antes de amadurecer. “Misturada aos alimentos, ela é capaz de tornar a absorção dos nutrientes mais lenta, o que diminui o índice glicêmico das refeições e aumenta a sensação de saciedade”, afirma o nutrólogo Guilherme Giorelli, diretor da Associação Brasileira de Nutrologia, no Rio de Janeiro. Isso significa que os picos de glicemia são evitados e o acúmulo de gordura é menor. A vantagem dessa versão é o sabor mais atraente. Pode ser adicionada a sucos, shakes e sopas.

Quanto consumir: 2 colheres (sopa) por dia.

2. Crepioca

Como o nome sugere o prato é uma espécie de crepe de tapioca – basta misturar o ingrediente com ovos. “A quantidade de tapioca (carboidrato) necessária é menor que na receita original, e o ovo fornece proteína”, diz a nutricionista Patricia Davidson, de São Paulo. A preparação permite vários recheios, como queijo cottage, atum com requeijão e até banana.

Quanto consumir: uma porção por dia.

3. Orgânicos

vegetables-790022_960_720

“Os agrotóxicos podem desregular nossos hormônios e provocar alterações no funcionamento do intestino”, diz a nutricionista Bianca Innocencio, da Clínica Andréa Santa Rosa, no Rio de Janeiro. Consumir alimentos orgânicos é, portanto, uma forma de evitar esses problemas. “Mas nem por isso eles estão totalmente liberados, já que são igualmente calóricos”, alerta Giorelli. Escolher essa opção garante, apenas, a abstenção de aditivos químicos.

4. Overnight Oats

Esse café da manhã superprático leva cereais, frutas, iogurte ou leite e é preparado de um dia para o outro (daí o overnight). O contato com os outros ingredientes ajuda a neutralizar o ácido fítico, presente nos cereais, que atrapalha a absorção de nutrientes. “Isso beneficia o sistema digestivo”, explica Guilherme Giorelli.

Quanto consumir: uma porção por dia.

Aprenda a preparar sua overnight oats AQUI

5. Pasta de amendoim

peanut-butter-350099_960_720

Mesmo calórico (atenção às quantidades!), esse alimento, comum na dieta dos americanos, ganhou fama por ser uma
rica fonte de proteína e gordura boa, protegendo o coração e favorecendo o ganho de massa magra. Além disso, disfarça a vontade de ingerir doce e garante saciedade por mais tempo.

Quanto consumir: 1 ou 2 duas colheres (chá) por dia da versão sem açúcar.

6. Salada no pote

As múltiplas possibilidades de combinação de verduras, legumes e hortaliças com grãos e proteínas magras possibilitam a criação de refeições completas e saudáveis para qualquer hora e lugar. “O pote de vidro hermético armazena os alimentos e garante que seus nutrientes sejam mantidos”, diz Patricia.

Quanto consumir: até dois potes por dia.

7. Barrinha de proteína

Evolução da barra de cereais, é uma alternativa pobre em carboidratos, sugerida para estimular o ganho de massa muscular em quem pratica exercício. Como a maioria reproduz sabores de chocolate, doce de leite e até de brownie, pode segurar a vontade de comer doce.

Quanto consumir: até duas por dia.

8. Panqueca proteica

A receita leva ovos e whey protein, um prato cheio (trocadilho inescapável) para quem quer aumentar o ganho de massa magra. No lugar da farinha de trigo, os nutricionistas sugerem farelo de aveia, que, rico em fibras, dá mais saciedade e ajuda o intestino a funcionar. Há quem acrescente geleia sem açúcar ou cacau para transformá-la em substituta do doce.

Quanto consumir: até duas por dia.

9. Goji berry

goji-324932_960_720

Essa frutinha vermelha, consumida seca, ficou conhecida por ajudar a rejuvenescer e acelerar o gasto calórico. “O maior benefício é seu poder antioxidante. Ela é capaz de melhorar o funcionamento do organismo todo”, afirma Bianca Innocencio. Adicione ao mix de nuts, à salada de frutas ou ao iogurte para um lanche mais completo.

Quanto consumir: 1 colher (sopa) por dia.

10. Suco prensado

Não é à toa que as versões detox ou multivitamínicas fazem tanto sucesso: um único copo pode fornecer a quantidade de nutrientes e vitaminas de uma refeição inteira. “Se as frutas forem prensadas a frio, os benefícios são ainda maiores e conservados por mais tempo”, diz Guilherme Giorelli. Segundo ele, quanto mais variadas as cores das frutas escolhidas, mais nutritivo é o suco.

Quanto consumir: até dois copos por dia.

Receitas rápidas: Pão de frigideira e Frozen de Frutas Vermelhas

breakfast-989747_960_720

Nessa época do ano parece que a vida fica mais corrida. É assim com vocês também? Mil e uma coisas para resolver, os prazos apertam, horários diferenciados, corre-corre, fila, loucura total. E, nessas horas, nada melhor do que soluções práticas para desenrolar o dia.

Para não deixar as petecas da alimentação e da hidratação (superimportantes, principalmente no calor) cair, vamos com duas receitinhas fáceis e descomplicadas para nutrir e te ajudar a passar por esse período turbulento sem danos à saúde.

Nossa sugestão é um combo bem leve e saboroso de frozen de frutas vermelhas, que pode ser combinado com as frutas que você quiser e/ou tiver a mão (não necessariamente vermelhas também), e um pãozinho versátil que serve de lanche, café da manhã, ceia, enfim… para matar a fome!

Frozen de frutas vermelhas

  • 1 pote de iogurte grego light sabor morango (ou natural)
  • 1/3 de copo (180 ml) de framboesas congeladas (pode ser morango, mirtilo, cereja, pêssego, abacaxi etc.)

Bata os ingredientes no liquidificador por 1 ou 2 minutos e sirva em seguida.

Pão de frigideira saudável

  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de farinha de arroz integral
  • 1 colher de sopa rasa de farelo de aveia
  • 1 colher de sopa de quinua em flocos (opcional)
  • 1 colher de sopa de tapioca
  • 1 colher de sopa de queijo cremoso ou requeijão light
  • 1 colher de sopa de água
  • Sal e sementes (linhaça, chia, hemp) a gosto

Bata o ovo e misture os ingredientes. Espalhe a massa numa frigideira antiaderente quente e doure dos dois lados. Depois de pronto, pode fazer um sanduíche com mussarela light ou rechear da forma de preferir.

Receitas originais de M de Mulher

Café da manhã: a principal refeição do dia

Conteúdo original Mais Equilíbrio

A alimentação adequada é resultado do que é ingerido durante todo o dia. Assim, a soma dos alimentos que compõem as refeições irá fornecer – ou não – nutrientes na quantidade recomendada para que o organismo funcione adequadamente.

breakfast-186431_640

Os alimentos devem ser distribuídos em, pelo menos, cinco refeições por dia para que possa haver variedade alimentar e, com isso, maior quantidade de nutrientes, além de evitar a concentração de substâncias em poucas refeições o que prejudicaria a absorção das mesmas.

Entre essas refeições que compõem a alimentação, qual é o papel e importância do café da manhã?

eating-breakfast-846365_640

Entre a última refeição do dia e a primeira (desjejum), há um longo período de jejum. Isso significa que o organismo, depois de esgotada a principal fonte de energia, a glicose, passa a utilizar o glicogênio estocado, principalmente, no fígado. Durante o sono, o organismo continua trabalhando, em um ritmo menor, mas ele mantém as funções básicas como respirar, o funcionamento cardíaco, circulação, entre outros. Todas essas funções precisam de energia para serem realizadas.

Pela manhã, ao acordar, é necessário fornecer energia para que sejam realizadas as tarefas do dia. Isso significa, que o café da manhã fornecerá, entre outros nutrientes, carboidratos para que possam ser realizados os trabalhos do dia a dia, influindo no rendimento diário.

breakfast-508760_640

Para quem deseja emagrecer, é bom ficar atento! Realizar o café da manhã está associado à diminuição da fome nas refeições seguintes o que reduz o risco de comer excessivamente no meio do dia. Além disso, pessoas que costumam fazer o desjejum logo que acordam têm mais chances de manter ou controlar o peso.

Os carboidratos não são os únicos nutrientes fornecidos, principalmente, pelos alimentos que compõem o café da manhã. Veja na tabela abaixo mais motivos para torná-lo uma das principais, senão a principal, refeições do dia.

tabelacafe
Reprodução Mais Equilíbrio

A combinação desses alimentos fornecem uma refeição importante para iniciar o dia. Não se deve pular nenhuma refeição, principalmente o café da manhã que deve ser feito logo após acordar.

Texto por Roberta dos Santos Silva, nutricionista do site Cyber Diet e especialista em Atendimento Nutricional.