Tag: italiana

Receita: Massa verde

  • 80g de espinafre fresco
  • 300g de farinha de trigo especial tipo 00
  • 3 ovos grandes
  • Sal a gosto

MODO DE PREPARO

Para Branquear o Espinafre:
  1. Em uma panela, coloque 2 litros de água e salgue. Deixe ferver.
  2. Em uma tigela grande, coloque água gelada e gelo.
  3. Jogue as folhas de espinafre primeiro na água fervente até ficarem com um verde mais claro. E então dê um choque térmico, retirando-as com uma escumadeira e colocando-as na água com gelo até esfriarem completamente.
  4. Em seguida, esprema o espinafre para retirar o excesso de água.
Para a Massa:
  1. Bata o espinafre branqueado com os ovos no liquidificador até que se torne um líquido liso.
  2. Em uma bancada ou mesa limpa, coloque a farinha de trigo e abra um buraco no centro formando um vulcão.
  3. Adicione os ovos batidos no centro e pouco a pouco vá incorporando a farinha no líquido até formar uma bola de massa.
  4. Sove a massa por aproximadamente 10 minutos até que ela esteja lisa e uniforme. Adicione mais farinha se necessário.
  5. Abra a massa com um abridor de massas ou um rolo.
  6. Corte em retângulos para fazer lasanha ou em tiras para fazer macarrão.
  7. Se não for usar imediatamente, salpique bastante farinha e deixe pendurada em um varal de massa para secar.

Macarrão com pesto de espinafre e brócolis

spaghetti-186338_640

Final de semana chegou e o que é que tem pra fazer?! Descansar? Sim! Faxina? Nããão! Comer? Siiiiim! E para não quebrar a tradição, nada como uma massa bem deliciosa e prática para alegrar nossos estômagos e corações. É bom sair do trivial, para variar o paladar, ainda mais quando a receita é nutritiva.

O preparo do macarrão é o básico mesmo, normal. Você pode optar pelo tipo e formato de massa que preferir. O diferencial aqui é o molho pesto, que também foge do preparo original e marcante com o manjericão e parte para o espinafre e o brócolis como base. O rendimento é superbom e você também pode usar para degustar em torradinhas, pães e no que você quiser.

basil-829776_640

Se você ainda tem alguma dúvida:

Pesto é um molho italiano, originário de Gênova, na Ligúria, norte da Itália. É composto tradicionalmente de folhas de manjericão moídas com pinhões, alho e sal, queijo parmesão ou pecorino ralados e no fim misturados com azeite extra virgem e temperado com pimenta preta.

Macarrão com pesto de espinafre e brócolis

Receita original de Na Minha Panela

spaghetti-186337_640

Para o molho você vai precisar de:

  • 200 gramas de espinafre picado
  • 150 gramas de brócolis japonês cozido (aquele que tem forma de arvorezinha)
  • 1 colher de sopa de castanha de caju (opcional)
  • 50 gramas de queijo parmesão
  • 1 xícara de chá de azeite

No liquidificador ou com um mixer, bata todos os ingredientes. Se a mistura ficar muito grossa, você pode ir adicionando mais azeite até o ponto que achar ideal. Para finalizar, você ainda pode refogar, bem rapidinho em um pouquinho de azeite e alho, uns tomates para quebrar a monotonia do verde!

pasta-663096_640

A massa segue o modo de preparo da embalagem. Sem segredo. Uma superdica é deixar um pouquinho da água do cozimento na hora de escorrer, assim, quando você adicionar o pesto, vai aderir bem na massa.

Se quiser usar o pesto para além da massa, basta guardar bem tampadinho, que ele dura uns 5 dias na geladeira!

Sardela: antepasto de sardinha ou aliche

Às vezes você se sente meio enjoado de comer sempre as mesmas coisas? De não sair do requeijão/ margarina/ ricota/ coalhada para passar no pão ou na torrada. É bom ter novidade pra comer, não é?! Um negocinho gostoso, diferente e saboroso para animar a hora mais feliz do dia (que é a da comilança)… A gente tem uma sugestão: sardela!

Reprodução do site Cozinhando para 2 ou 1

Não faz a mínima ideia do que estamos falando? O , do blog Cozinha, Literatura e outras Artes explica:

Sardella ou sardina, em italiano, significa sardinha , a base do preparo do antepasto mais famoso em muitos  restaurantes italianos (…). Na cidade de Crotone e na sua província, na Calábria, é preparado um molho picante e muito gostoso, não muito conhecido mundo afora, mas apreciadíssimo aqui no Brasil, obviamente adaptado: a sardela.

O que provavelmente aconteceu foi que, com a chegada dos italianos no nosso país, muitas das receitas originais acabaram sendo adaptadas, com seus ingredientes substituídos por outros de menor preço ou fáceis de ser encontrados aqui (…). Mas fato é que a sardela é um delicioso antepasto, e se, tipicamente italiano ou não, é muito saboroso e vale a pena prepará-lo.”

sardines-825606_640

Essa receita é da , do Cozinhando para 2 ou 1, e como ela mesma sugeriu, pode ser feita com sardinha em lata mesmo, que é mais barata, com aliche ou anchova, que são mais caros, ou então uma mistura da sardinha com um dos dois peixes mais caros. Vai do gosto de cada um. Fato é que é gostoso e você não deve deixar de fazer!

Sardela

  • 2 dentes de alho picados
  • 1 pimentão vermelho grande picado
  • 1 tomate grande sem sementes e sem pele picado
  • 1 colher de chá de orégano fresco
  • 1 folha de louro
  • 1 pitada de sementes de erva doce
  • 1 colher de café de pimenta calabresa desidratada ou 1/2 pimenta dedo de moça picadinha
  • 1/3 xícara de chá de água
  • 1 lata ou caixinha de extrato de tomate (130 gramas)
  • 150 gramas de sardinha em óleo (ou sardinha anchovada ou filés de aliche ou de anchova)
  • 1 colher de sopa do óleo da conserva
  • Azeite, sal e pimenta do reino a vontade

Aqueça um fiozinho de azeite em uma panela alta e preferencialmente com fundo grosso para refogar os dentes de alho picados. Antes que dourem, acrescente o tomate, o pimentão e as ervas (quebre a folha de louro para que libere seus aromas), a pimenta, a água, mexa bem e deixe cozinhar em fogo bem baixo até que o pimentão esteja macio  — a água vai quase secar.

Reprodução do site Cozinhando para 2 ou 1

Descarte a folha de louro e bata o restante com o extrato de tomate no liquidificador, processador de alimentos ou mixer, e triture tudo muito bem. Coloque, então, o peixe que irá com 1 colher de sopa do óleo da conserva e triture novamente até obter um creme homogêneo.

Retorne a mistura à panela e espere apurar ainda em fogo baixo até engrossar e o azeite se separar um pouco da mistura. Você pode deixar a textura mais ou menos firme, como preferir.

Reprodução Eita Pleura

Por fim, prove e tempere com sal, se necessário, e pimenta do reino a vontade. Espere esfriar e guarde na geladeira em pote bem fechado. Nos dia seguinte fica ainda mais saboroso!

Esta quantidade rende mais ou menos 1 xícara de sardela e pode ser mantida em geladeira por até uns 15 dias, desde que em potes bem fechados. Sirva com pães e torradinhas ou, como é muito comum na Itália, sobre ovos fritos.