Tag: limão

Receita: Cookie de Limão (com versão vegana e sem glúten)

Receita compartilhada pela Cozinha da Maria

  • 1 xícara de açúcar (120 g);
  • 80 ml de óleo;
  • 2 colheres de sopa de leite da sua preferência (vegetal para a versão vegana);
  • Suco e raspas de 1 limão siciliano;
  • 2 xícaras de farinha de trigo (200 g);
  • 1/2 colher de café de fermento em pó.

Modo de preparo

  1. Misture o açúcar, óleo e leite. Adicione o restante dos ingredientes;
  2. Usando duas colheres, faça bolinhas e coloque-as em uma assadeira untada ou coberta com papel manteiga;
  3. Leve ao forno pré-aquecido a 180º C por 18 minutos (não deixe mais tempo, pois seu cookie ficará muito seco e crocante.
Para a versão Sem Glúten:
  • Use 1 e 1/2 xícara de farinha de arroz com 1/2 xícara de polvilho doce ou amido de milho.
  • Pode usar o açúcar que preferir. Adoçante também funciona.

Saiba quais são os alimentos da época no mês de março

Embora a maioria dos ingredientes frescos esteja disponível o ano todo, o preço e a qualidade são melhores quando esses produtos estão na temporada. Geralmente, produtos agrícolas importados ou fora da época são mais caros. E o sabor é inferior, porque foram colhidos mais cedo, e passaram muito tempo em trânsito, em vez de amadurecerem de modo natural. Quer comer fresquinho e com preço justo?! Fique ligado(a) nos produtos da época neste mês de março:

MARÇO

HORTI

Abóbora, abobrinha, acelga, alface, alho-poró, berinjela, beterraba, cará, coentro, chuchu, escarola, inhame, jiló, mandioquinha, milho-verde, nabo, pepino, quiabo, repolho, rúcula, salsa e tomate.

FRUTAS

Abacate, banana, banana-maçã, banana-nanica, coco verde, figo, fruta-do-conde, goiaba, jaca, laranja-pera, limão, limão taiti, maçã nacional gala, mamão formosa, mamão havaí, pera nacional, tangerina-cravo, uva itália e uva rubi.

Fotos Pixabay

Sobre limões e limonada

Receita: Ceviche de Coco Verde

Foto: Food Network
  • Água gelada
  • 1/2 cebola roxa cortada em tiras bem finas
  • 2 laranjas (suco)
  • 2 limões siciliano (suco)
  • 4 limões taiti (suco)
  • 10 sementes de coentro
  • 2 talos de aipo
  • 1 pedaço pequeno de gengibre
  • 1/4 de pimenta dedo-de-moça sem sementes
  • 2 colheres (sopa) de açúcar refinado
  • 1 colher (chá) de sal Pimenta-do-reino a gosto
  • Gelo a gosto
  • 100g de polpa de coco verde em fatias grandes
  • 10 pimentas biquinho em conserva, escorridas e lavadas
  • 1/4 de pimentão amarelo picado
  • 1 folha de alga nori em tiras
  • 1/4 de xícara (chá) de folhas de coentro picado
  • Azeite a gosto

Preparação

  1. Deixe a cebola roxa fatiada imersa em água com gelo por 15 minutos.
  2. Bata o suco de laranja e de limões, as sementes de coentro, os talos de aipo, o gengibre, a pimenta, o açúcar, sal, pimenta e o gelo em um liquidificador, coe e reserve.
  3. Cuidado com o gelo para não aguar.
  4. Escorra a cebola, junte a polpa de coco, a pimenta biquinho, o pimentão, a alga nori, o coentro picado e o azeite em um bowl.
  5. Coloque o leite de tigre (a mistura feita no liquidificador) até cobrir tudo, ajuste o açúcar, o sal e a pimenta.
  6. Rende 2 porções. Bom apetite!
Dica de quinta: como empanar sem ovo

Dica de quinta: como empanar sem ovo

A dica é de quinta-feira, mas não é de quinta não! É muito valiosa! Principalmente para os veganos e alérgicos a ovos. Trata-se de uma misturinha deliciosa para empanar proteínas ou outros produtos que podem ser fritos ou assados.

Assisti recentemente a este método de empanar, no programa Receitas da Ina: De Volta ao Básico, e considerei que valia muito a pena compartilhar.

Para ter um alimento empanado crocante, você vai precisar de:

  • 4 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de folhas de tomilho fresco, picadas em pedaços bem pequenos
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 2 xícaras de farinha panko (farinha de rosca japonesa)
  • 1 colher de sopa de raspas de limão siciliano ou tahiti
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal, derretida (ou substitui dobrando a quantidade de azeite)
  • 1/2 xícara de mostarda
  • 1/2 xícara de vinho branco seco

  1. Coloque o alho e o tomilho, na tigela de um processador de alimentos, e bata até que o alho fique bem picado, quase como uma pasta. Adicione a farinha panko, as raspas de limão, o azeite e a manteiga e bata algumas vezes para umedecer os flocos. Despeje a mistura em um prato grande.

  2. Em uma tigela rasa, misture a mostarda e o vinho.

  3. Pronto!
  4. Para empanar: mergulhe cada pedaço da preparação que deseja empanar na mistura de mostarda, passe em todos os lados e, em seguida, coloque na mistura com a farinha panko, pressionando suavemente todos os lados para as migalhas aderirem.

  5. Asse ou frite sua preparação.

Sugestões para deixar o lanche dos diabéticos mais saudável

Pequenas mudanças no cardápio podem fazer uma grande diferença na saúde de quem tem essa doença. “Alimentação não é sinônimo de proibição, mas de inclusão de itens simples e saudáveis”, opina a nutricionista e chef Flora Spolidoro, da Day by Diet, em São Paulo.

Ao seguir as dicas abaixo, você vai ver que “sucumbir” ao apelo da fome no meio da tarde não significa um descuido com seu corpo. Pelo contrário! Olha só:

Sucos por água aromatizada

A sugestão da nutricionista Renata Juliana da Silva, da Universidade de São Paulo (USP), é enriquecer a água mineral com frutas frescas (laranja, limão, lichia, kiwi…), ervas aromáticas (menta, hortelã e erva-doce), raízes (gengibre) e especiarias (anis, cravo e canela em pau). Além de ser uma alternativa ao suco, a mistura hidrata e dispensa o uso de açúcar ou adoçantes. Faça um rodízio com os ingredientes de sua preferência para não enjoar.

Barrinha de cereais por mix de oleaginosas

Algumas marcas de barras de cereal carregam no açúcar e no sódio e, pra piorar, apresentam poucas fibras. Ao optar por um mix de castanhas, amêndoas e nozes, você garante antioxidantes e gorduras que atuam em prol do coração. Mas contente-se com um punhado, já que esses itens são calóricos.

Bolacha recheada por mix de frutas desidratadas

Os biscoitos com recheio estão entre os produtos que ainda podem concentrar gordura trans – ou, como substituta dela, a versão saturada. Então, a dica é trocá-los por frutas secas, caso do damasco e da uva-passa, que entregam minerais como zinco, aliado da imunidade. O único senão é o grande aporte de calorias.

Tapioca com manteiga por tapioca recheada com queijo magro

A massa é, basicamente, fonte de carboidrato – nada muito diferente do pão branco. Para tornar a tapioca uma opção bacana, o segredo é caprichar na qualidade do recheio. Queijos magros, caso do cottage, e frutas picadas são exemplos de ótimos parceiros para equilibrar a glicemia.

Conteúdo Saúde Abril