Tag: molho fácil

Receita: Molho de mostarda fácil

Quer dar aquele up no seu peixe de Páscoa?! Por mais simples que seja a sua receita, com este molho de mostarda, simples e rápido de fazer, o seu prato subirá para outro patamar. Além de acompanhar muito bem os peixes, essa receita também combina perfeitamente com carnes, seja de aves, suíno ou bovino. Você vai precisar de:

  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 fio de azeite de oliva OU óleo de sua preferência
  • 3 dentes de alho picados ou amassados
  • 100 ml de mostarda
  • 1 colher de sobremesa de melado OU mel
  • Suco de três gomos de mexerica OU de meia laranja
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Em uma panela, aqueça em fogo baixo a manteiga e o fio de azeite ou óleo (esse fio serve para evitar que a manteiga queime);
  2. Acrescente o alho picadinho e deixe dourar;
  3. Coloque a mostarda e mexa para misturar. Para facilitar: foi usada mostarda simples, industrializada, daquelas comuns que vende em supermercado. Se você comprar a embalagem pequena, de 200 g, basta usar a metade.
  4. Em seguida, adicione o melado ou mel e misture bem.
  5. Por último, acrescente o suco da mexerica ou laranja e mexa. Acerte o sal, se achar necessário. E está pronto!

Essa quantidade de molho cobre generosamente meio quilo de salmão, por exemplo, para se ter uma ideia de rendimento. Provem! Pois fica maravilhosa e é um super coringa para renovar ou transformar qualquer prato.

Molho turbinado com milho

Domingo é o dia oficial da massa. Mas, como dizem por aí e eu assino super embaixo, o que faz a boa massa é um bom molho.

Por isso, a dica de hoje é para te ajudar a dar uma restaurada no molho, que pode ser branco ou vermelho, e dar-lhe um sabor todo especial e diferente.

O segredo é misturar um pouco de milho cremoso. Sabe aquele tantinho de milho que sempre sobra na lata ou que vai ficando esquecido na geladeira e ninguém consome? Agora ele tem utilidade!

freshly harvested corn close up

Não tenho as medidas exatas porque geralmente faço com a sobrinha mesmo, que pode variar entre meia lata, um pouco mais ou um pouco menos. Para fazer o creme, basta acrescentar um pouquinho de água quente ao milho e bater no liquidificador (esse pouquinho é o suficiente para o milho bater sem as lâminas engasgarem, quando rodar dilacerando o milho já está bom). Bata até misturar bem e os grãos se desfazerem por completo.

Depois é só incorporar esse creminho feito com milho com o molho que você já tem, de tomate ou o branco, e acertar o tempero e o sal. Um detalhe importante é lavar bem o milho enlatado, para retirar aquela água conservante e bloquear o excesso de sódio.

O molho resultante fica mais grossinho e, no caso do molho vermelho, com uma coloração um pouco mais clara do que o convencional vermelhão, fica meio alaranjado. E, se o molho for branco, o acréscimo do milho vai deixá-lo mais amareladinho. O sabor fica mais apurado, leve e muito gostoso. Para quem não acompanha o preparo é um desafio descobrir o “ingrediente secreto”.

Quer tirar a prova? Experimente!
Equilibre-se!