Tag: nhoque

Receita: Nhoque de Abóbora

Para quem curte a tradição – ou apenas está agarrando todas as oportunidades para dindin entrar e permanecer em nossas vidas – dia 29 é o dia oficial de realizar a simpatia do nhoque! Aos que ainda desconhecem, nós explicamos: trata-se de, no dia 29, de qualquer mês (ou em todos eles) consumir uma porção de nhoque, tendo uma nota ou moeda de qualquer valor embaixo do prato. Rege a lenda que esse ritual atrai boas energias e dinheiro para quem o realiza.

Na dúvida se funciona ou não, vamos combinar que não é nenhum sacrifício ter o nhoque como prato do dia, né nom?!🍴 Em todo caso, ficaremos saciados com a refeição. AQUI tem um texto curtinho que explica direitinho a origem dessa tradição, vale a pena dar uma olhada!

Se você se animou com a ideia e está desejando nhoque, nós temos uma sugestão de receita, testada e aprovada, que foge da versão convencional com batatas. Esta leva a abóbora como ingrediente principal! Fica supergostoso e levinho.

E não tem melhor momento para usar e abusar na abóbora, viu?! O trimestre de abril, maio e junho é de fartura dessa belezinha, pois está na época, como costumamos dizer, o que a torna fácil de ser encontrada e, o melhor, com preço acessível. Para saber mais sobre a melhor época de compra dos hortifrutis, clique aqui.

Nhoque de Abóbora

Receita de Aqui na Cozinha
Rendimento: 2 a 3 porções (como prato único)

  • 2 xícaras (de chá) de abóbora cozida/assada e amassada (mais ou menos 600 g)

  • 1 ovo
  • 1 e 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo ( e mais um tanto para a hora de enrolar)

  • 1 colher (de chá) de sal (rasa)
  1. Amasse bem a abóbora com um garfo.
  2. Coloque a abóbora, o ovo, o sal e a farinha de trigo em uma tigela ou na mesa.

  3. Faça uma massa. A massa não fica totalmente dura/seca. Ela fica uma massa mais mole então, não mexa muito com ela, pois vai grudar na mão. Mas, se ficar muito mole acrescente um pouco mais de farinha de trigo, isso vai depender do tamanho do ovo e do tipo de abóbora.

  4. Depois pegue pequenas porções da massa, coloque em uma superfície polvilhada com farinha de trigo e faça rolinhos como na foto.

  5. Corte pedacinhos do rolinho com mais ou menos 1,5 cm.

  6. Vá colocando os pedacinhos em uma forma polvilhada com farinha de trigo.

  7. Coloque uma panela com água no fogo para ferver.
  8. Assim que a água ferver, coloque sal e vá colocando os pedacinhos de nhoque na água fervente.
  9. Assim que os rolinhos começarem a subir para a superfície da água, vá retirando.

  10. Coloque uma frigideira grande no fogo com a manteiga e a cebola ralada e deixe murchar. Depois vá colocando os nhoques que forem ficando cozidos.

  11. Depois de todo nhoque cozinhar e estar na frigideira com a manteiga e a cebola, lique o fogo, tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Esquente.

  12. Sirva o nhoque quente com folhas de manjericão.
  13. Ou se preferir coloque o nhoque no molho de sua preferência.

Dicas

  • Não use a abóbora morna para fazer a massa, espere ela esfriar totalmente.
  • Esse nhoque combina bem com molho branco, molho de queijo, molho bolonhesa, molho de charque, etc…
  • Escolha uma abóbora bem saborosa, não use aquela mais clara e aguada, sem sabor.
  • Eu uso a xícara medida, nesses copos com medidas para sólidos e líquidos (veja a foto 03).
COMO COZINHAR ABÓBORA NO MICRO-ONDAS

  1. Lave a abóbora e ainda úmida coloque em um recipiente próprio para micro-ondas.

  2. Cubra com uma tampa para micro-ondas ou com uma folha de papel toalha (como eu fiz).

  3. Leve ao micro-ondas na potência alta por 12 a 14 minutos.
  4. Assim que estiver macia, retire do micro-ondas, espere esfriar.
  5. Tire as sementes e com uma colher retire a polpa cozida da abóbora.

Aprecie o nhoque da fortuna no dia 29 sem afetar a balança

Conteúdo original Minha Vida

gnocchi-493522_640

Conhecido por todos que apreciam a gastronomia italiana, o nhoque é famoso não só por seu sabor e versatilidade. Presença garantida em almoços de domingo, o prato ficou ainda mais popular no Brasil em função das superstições que o cercam.

Todo dia 29 do mês é o dia do nhoque da fortuna. Diz a lenda que num certo dia 29 de dezembro, na Itália, São Pantaleão bateu a porta de uma casa e pediu comida. A família era bem pobre, mas apesar disso, não se importou em dividir o seu nhoque com o andarilho. Ao recolherem os pratos, descobriram que embaixo de cada um havia bastante dinheiro. Segundo a tradição, antes de se deliciar com o prato, coloca-se uma nota de dinheiro embaixo dele e faz-se um pedido. Para garantir o bolso cheio o ano inteiro, a nota deve ser guardada até o próximo dia 29 do mês seguinte.

Também é possível tornar este prato mais leve sem perder o sabor para não atrapalhar a dieta. Para a nutricionista Ana Flávia Pinheiro, o nhoque é um dos pratos mais versáteis que existem por permitir substituições tanto no molho quanto na própria massa: “Você pode substituir parte da batata da massa por beterraba, berinjela, abobrinha, abóbora e muitos outros legumes, tornando-o super nutritivo. Além disso, um molho simples e leve já dá um sabor especial ao prato”, explica.

Dicas e substituições que fazem a diferença

gnocchi-695057_640

  • Já que os componentes da massa do nhoque tradicional são basicamente batata e farinha de trigo, o ideal é não exagerar na quantidade de farinha ao preparar a massa, pois, quando em excesso, o ingrediente deixará a massa mais pesada e menos saborosa. Outra opção é usar trigo integral para tornar a receita mais saudável e rica em fibras.
  • É possível substituir a batata por outros ingredientes como: berinjela, ricota, pão light, beterraba, abobrinha e até banana. “O sabor fica diferenciado, conforme o ingrediente, mas em geral, as substituições por legumes e vegetais resultam em menos calorias na hora de pesar na balança”, explica a nutricionista.
  • Outra sugestão é saber escolher o molho que acompanhará o nhoque: “para emagrecer o prato, o melhor é deixar de lado os molhos brancos ou à base de queijos amarelos e investir nos molhos de tomate, de ricota, espinafre ou manjericão, que são bem menos calóricos e nem por isso menos saborosos”, sugere Ana Flávia.
    gnocchi-842305_640
  • Comece sempre por uma salada. “Se você vai comer uma massa como nhoque, que por mais leve que seja a receita, acaba pesando um pouco, comece a refeição com uma boa salada para moderar seu apetite e evitar que exagere na quantidade da massa a ser consumida”, explica a especialista.
  • Cuide para comer devagar e saborear a massa. O hábito evitará que você repita a porção desnecessariamente. Mas, se por acaso sentir que descuidou e comeu além da conta o melhor é segurar a quantidade de carboidratos que consumirá no restante do dia. “Se exagerou na massa, prefira, para as próximas refeições, uma alimentação mais leve, dando prioridade para as frutas, vegetais e grelhados magros”, finaliza.

Versões leves e nutritivas do prato

Nhoque Integral Maravilha

Nhoque integral
Nhoque integral

Ingredientes
-750 g de batatas
-1 ovo
-½ colher de sopa de manteiga
– Sal a gosto
-Farinha de trigo integral

Modo de Preparar
Cozinhe as batatas com as cascas, descasque-as e passe no espremedor. Junte as batatas ainda quentes à manteiga, ovo, sal e vá juntando a farinha de trigo até poder enrolar, mas sem deixar que a massa fique dura. Faça rolinhos compridos de massa de batata sobre o mármore enfarinhado.

Corte-os com uma faca em pedacinhos. Cozinhe os nhoques em bastante água fervente com sal. Quando subirem à tona de água, estarão cozidos.

Tire-os com uma espumadeira, deixe escorrer. Arrume-os numa travessa, cubra-os com molho de tomate e bastante queijo parmesão.

Nhoque de beterraba
Nhoque de beterraba

Nhoque de beterraba

Ingredientes
– 1 ovo
– 1 copo (tipo americano) de leite
– 2 colheres (café) de sal
– 150 g de batata cozida
– 150 g de beterraba cozida
– 1 colher (sopa) de manteiga
– 1 copo (tipo americano) de farinha de trigo

Para o Molho de Sálvia
– 100 g de manteiga
– 4 folhas de sálvia fresca
– sal e pimenta-do-reino branca moída

Para o Molho Branco
– 2 colheres (sopa) de manteiga light
– 1 colher (sopa) de alho picado
– 1 colher (sopa) de cebola picada
– 1 ramo de alecrim picado
– 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
– 500 ml de leite desnatado
-pimenta-do-reino moída, pimenta calabresa, noz-moscada moída e sal a gosto

Modo de preparo
Num liquidificador coloque o ovo, o leite, o sal, a batata e a beterraba. Bata bem até a mistura ficar homogênea. Reserve. Numa panela em fogo médio aqueça a manteiga e depois incorpore o creme batido (do liquidificador). Misture bem e espere o creme aquecer.

Assim que o creme aquecer, coloque de uma vez a farinha de trigo e mexa constantemente até que a mistura desgrude da panela, +/- 3 a 5 minutos. No início parece que o creme vai empelotar, mas mexa continuamente como massa de coxinha, até que desprenda da panela.

Transfira a massa para um refratário e espere esfriar. Assim que a massa esfriar, enrole-a formando tiras e depois corte no formato de nhoques. Coloque o nhoque direto no molho quente (escolha um de sua preferência) e sirva a seguir. Essa massa pode ser aquecida em microondas ou armazenada em geladeira por 1 semana. Você pode trocar a beterraba por cenoura, espinafre ou mandioquinha.

Molho de Sálvia
Numa frigideira em fogo médio derreta a manteiga. Adicione as folhas de sálvia fresca, sal e pimenta-do-reino branca moída e deixe cozinhando de 2 a 3 minutos.

Molho Branco
Numa panela em fogo brando, derreta a manteiga e refogue o alho, a cebola e o alecrim. Junte a farinha de trigo e mexa bem. Acrescente o leite, a pimenta-do-reino, a pimenta calabresa, a noz-moscada moída. Acerte o sal e cozinhe por 10 minutos em fogo baixo.

Fonte: Chef Luiza Zaidan

Nhoque de abóbora
Nhoque de abóbora

Nhoque de Abóbora

Ingredientes
-2 quilos de abóbora cozida
-1 ovo
-farinha de trigo até dar o ponto
-sal a gosto
-1/2 quilo de carne seca desfiada
-1 colher de manteiga
-1 cebola picada
-cebolinha
-queijo ralado (a gosto)

Modo de preparo
Cozinhe a abóbora, passe no espremedor, misture os ovos, sal e farinha. Quando estiver no ponto, enrole, corte e cozinhe até subir na água.

Coloque a carne seca desfiada sem o sal, para refogar com manteiga, cebola e tempero de seu gosto. Misture o nhoque à mistura e salpique cebolinha e queijo ralado a gosto.

Nhoque de ricota e espinafre
Nhoque de ricota e espinafre

Nhoque de ricota 

Ingredientes
– 1 ovo
-1 colher (café) de noz-moscada ralada
– 1 xícara (chá) de farinha de trigo ?
-675 g de ricota
-Sal (o mínimo)

Molho
-1 cebola média ralada
– 12 dentes de alho amassados
– 400 g de polpa de tomate
– 250 g de purê de tomate
– 1 copo de leite desnatado
-algumas folhas de manjericão
– 1 cenoura picada

Preparo da Receita
Passe a ricota por uma peneira fina e misture com o ovo, a noz-moscada e o sal. Junte a farinha aos poucos, amassando com as mãos até obter uma mistura firme. Pegue pequenas porções de massa, forme cordões e corte-os em pedacinhos.

Amasse-os ligeiramente com um garfo e vá colocando-os sobre uma superfície enfarinhada ou um pano. Ferva 4 litros de água. Vá colocando os nhoques aos poucos. Quando subirem à tona, retire-os com uma escumadeira e coloque-os num escorredor.

Passe-os imediatamente por água fria em abundância; escorra-os. Coloque-os numa travessa, cubra com o molho e sirva.

Molho: Numa panela antiaderente dê uma ligeira fritada na cebola e no alho. Junte a polpa e o purê de tomate, a cenoura, o leite e as folhas de manjericão.

Mexa bem e cozinhe em fogo brando por 1h30min com a panela tampada, mexendo de vez em quando. Se necessário, vá colocando água aos poucos. Quando o molho estiver bem apurado, retire-o do fogo e passe-o por uma peneira.

Fonte: Chef Luiza Zaidan

Receita: Gnocchi de Inhame (vegano)

Mais do que um dia de descanso, repouso e preguiça absoluta, domingo também é o dia da família, de almoçar junto, aproveitar em conjunto… Também é dia de comer uma bela massa e, mais do que isso, um gnocchi (ou nhoque “pá nóis” sem frescura) bem macio saboroso. Pensou na farinha, bagunça, ovo, sujeira e bateu o desânimo? Sacode essa energia porque essa receita com inhame é super rápida e fácil de fazer.

gnocchi-683734_640

Mas, espera aí…

Primeiramente, você conhece o inhame? Já ouviu falar dele? O inhame é um tubérculo, parente da batata doce, mandioca e cará. Ele é aquela coisa marronzinha que você olha no supermercado na sessão de hortifrúti e se pergunta: “Nossa, que estranho! O que é isso?” É o inhame!

Aqui ele tá limpinho, mas geralmente é meio “peludinho”.

Ele tem um sabor bem suave, lembra um pouco uma mistura, de paladar mais leve, de mandioca com batata. É difícil explicar, só provando. Mas dá para ter uma ideia. Se você gosta de batata e mandioca, não terá problemas com o inhame.

É super nutritivo: possui vitamina B6, C e E, potássio, ferro, magnésio e é rico em fibras. E ainda tem vários benefícios.

inhame

O preço do inhame varia de região para região, mas gira em torno de R$ 6 a R$ 9 o quilo. Pode parecer caro, porém ele não pesa muito, então dá para comprar uma quantidade boa por um preço justo.

Dito tudo isso, vamos à receita! Ela é original da Bela Gil, totalmente vegana, sem ovo, sem leite e a proposta da Bela é servir ao molho pesto. Aqui vamos deixar a opção do molho a gosto do freguês (dá super certo com vermelho, branco etc.). Caso queira fazer o pesto da Bela, o link é este aqui.

Para o gnocchi, você vai precisar de:

  • 250g de inhame (2 grandes)
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 1/2 colher (chá) de sal marinho
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de arroz + 1 colher (sopa)

A Bela sugere assar o inhame no forno. Aqui nós somos totalmente a favor da praticidade e facilidade na cozinha. Por isso, nossa sugestão de cozimento do inhame é no micro-ondas.

  1. Faça furos com um garfo ou faca no inhame e coloque num prato com recipiente aberto que possa ir ao micro-ondas. Programe 8 minutos na potência alta. Se você cortar o inhame em pedaços grandes, esse tempo pode ser o suficiente. O importante é o inhame ficar macio, faça o teste com um garfo (que deve penetrar sem muito esforço). Se precisar de mais tempo, vá colocando de 1 em 1 minuto até atingir o ponto ideal.
  2. Depois de cozido, espere esfriar um pouco e descasque o inhame.
  3. Coloque-o numa bacia com sal e azeite. Amasse bem.
  4. Adicione a farinha de arroz aos poucos até formar uma massa consistente.
  5. Acrescente o sal.
  6. Separe a massa em pequenas porções e abra em forma de nhoque. Para isso, você pode enrolar “minhocas”, rolinhos, e depois cortar os quadradinhos com a espessura de um dedo indicador. Se quiser dar um charme de chef, amasse levemente os quadradinhos com um garfo.
  7. Coloque uma panela no fogo com água e deixe ferver. Depois, coloque sal e um fio de óleo ou azeite.
  8. Adicione o nhoque e, assim que ele subir, retire.
  9. Dê um choque térmico com água fria, para parar o cozimento

Esse nhoque de inhame é bem delicado e fica um pouco mais pegajoso e ‘esfarelento’ do que nhoque tradicional de batata, que é mais firme. Então, cuidado ao manuseá-lo, principalmente durante o choque térmico. Cuide para que a água não caia com força sobre eles, para não desmanchar.

Depois disso feito é só misturar ao molho de sua preferência. Nesse momento também é bom ter cautela e misturar delicadamente para não virar um purê. Mas, ele incorpora bem e fica delicioso. Macio, macio. Serve bem duas pessoas.