Tag: pão

Receita: Pão termogênico

Receita: Pão de queijo fit

A receita da nutricionista da Granja Mantiqueira, Sandra Wages, rende 10 unidades e tem apenas 42 calorias em cada pãozinho!

Foto Divulgação

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de tapioca
  • 3 colheres de sopa de requeijão light
  • 1 colher de sopa de queijo parmesão light
  • 1 ovo inteiro

Modo de preparo
1.
 Em um recipiente, coloque o ovo, a tapioca e o requeijão light. Misture bem.
2. Adicione o parmesão e mexa mais um pouco até ficar homogêneo.
3. Distribua em formas de empadinha, ou outra de sua preferência, untadas com manteiga.
4. Leve ao forno por 15 minutos ou até ficar douradinho.

Compartilhado por Vogue

Motivos para você não sentir culpa por comer pão

Vamos falar a verdade – é difícil achar alguém que não ame pão. Talvez você tenha cortado a delícia porque achou que o alimento faria seu corpo engordar, que o glúten traria mal à saúde ou simplesmente porque as dietas low carb estão em alta. A verdade é que o pão pode, sim, fazer parte de uma alimentação saudável.

Claro, não estamos falando sobre o tradicional pãozinho francês, feito com farinha branca e adição de açúcar. A opção liberada (em moderação, de acordo com a quantidade prescrita pela sua nutricionista, e se você não for intolerante ao glúten) é a integral, que oferece uma longa lista de benefícios à saúde. “Além de carregar o rico valor nutricional dos grãos integrais, quando acompanhado de oleaginosas, por exemplo, o pão fica ainda mais nutritivo e vitaminado, com o adicional das gorduras do bem”, explica a nutricionista clínica e esportiva Bruna Burti, de São Paulo.

Então, se um pãozinho do bem (confira se o primeiro elemento da lista de ingredientes é a farinha integral) estiver dando mole na sua despensa, aqui vão 5 motivos pelos quais você não deveria sentir-se culpada por consumi-los:

 1. O alimento é rico em fibras

De acordo com a especialista, as fibras são essenciais para um bom funcionamento do intestino, prevenindo doenças como o câncer nesse órgão. Elas também geram saciedade, ajudam no controle da glicemia e garantem a integridade da mucosa intestinal. O ideal é consumir de 20 a 30 gramas de fibras por dia (cada fatia oferece em torno de 1 grama do elemento). Ou seja, um sanduíche pode fornecer até 10% do valor recomendado.

2. Fornece energia para o treino

Os carboidratos (macronutriente encontrado no pão) são responsáveis pelo fornecimento de energia – e não dá pra malhar, nem para enfrentar um dia cheio de compromissos sem pique, certo? “O momento ideal para consumir o alimento seria 30 minutos antes do treino, pois ele será responsável por dar a energia necessária para a prática de exercícios, evitando a fadiga”, esclarece a nutricionista.

3. Facilita as refeições nos dias corridos

Para quando estamos com pressa, os sanduíches são uma opção de lanche muito conveniente: podem ser feitos em casa, nos ajudam a economizar dinheiro e ainda são fáceis de carregar!

4. Combinam com outros alimentos saudáveis

Muitos itens podem ser parte de um sanduíche fit: manteiga de amendoim com frutas, homus, abacate, vegetais, ovo, frango grelhado, queijo, tofu e atum… Além disso, é fácil criar novas combinações e tirar a dieta da monotonia.

5. Já existem opções low carb

Se para você o problema está na quantidade de carboidratos, saiba que os pães proteicos estão ganhando força. “É uma ótima opção para matar a vontade de comer um pãozinho. Para garantir o baixo teor de carbo, verifique o tipo de farinha nos ingredientes. Geralmente são utilizadas a de amêndoa, farinha de coco, de grão-de-bico…”, comenta Bruna. Opções: Pão Proteico em pó, da Proteofit, R$ 21,95; Pão proteico, da Fit Food, R$ 27,90; Mistura proteica para pão low carb, da Pura Vida, R$ 39,97.

Conteúdo Boa Forma

Receita: Bisnaguinha de leite caseira

Ingredientes:
  • 120 ml de água morna
  • 1 colher de chá de fermento biológico
  • 3 colheres de chá de açúcar
  • 3/4 colher de chá de sal
  • 4 colheres de sopa de leite em pó
  • 1 ovo grande
  • 250 gramas de farinha de trigo
  • 42 gramas de manteiga sem sal
MODO DE PREPARO:
  1. Em uma tigela coloque a água, o fermento biológico, o açúcar, o sal e o leite em pó, misture.
  2. Acrescente o ovo e a farinha.
Transfira para bancada, e polvilhe um pouco de farinha antes de colocar a massa.
  3. Sove um pouco e se necessário acrescente mais farinha. Coloque a manteiga no meio da massa, sove.
  4. Sove bem, até a massa ficar lisa e bem elástica. Volte para a tigela que misturou tudo, e deixe descansar. Até dobrar de tamanho.
  5. Tire um pouco do ar da massa e corte em pedaços menores. Abra esses pedaços com um rolo, depois enrole colo rocambole.
  6. Leve a uma forma com papel manteiga no fundo. Deixe descansar novamente, até dobrar de tamanho.
  7. Pincele um ovo por cima de todos os pães, sem colocar força para não perder o ar.
  8. Leve ao forno a 175ºC por 15 minutos, ou até dourar. Então é só tirar e servir!

Receita de Food Makers BR

Como fazer: Queijo caseiro de leite azedo

É bem possível que você já tenha passado pela experiência de perceber que o leite azedou. Isso acontece quando ele se acidifica mesmo sem ferver e acaba sendo misturado ao soro – o que não significa que está estragado. É importante saber que leite azedo não é a mesma coisa que leite estragado. Se o leite azedou enquanto estava na geladeira, ele ainda tem salvação e pode render deliciosos preparos.

As receitas mais conhecidas para aproveitar leite azedo envolvem a produção de queijos caseiros. A receita é bem simples, basta ferver o leite em uma panela com sal a gosto e então apagar o fogo para que ele talhe. Forre uma peneira ou um escorredor de macarrão com um pano de prato, feche o pano, tente separar um pouco o soro e então deixe descansar por umas 4 horas. Passado esse tempo, o conteúdo que sobrar dentro do pano é queijo. Basta guardar na geladeira.

O queijo árabe conhecido como chancliche é uma alternativa. Para produzi-lo, faça o queijo caseiro seguindo as instruções do passo anterior e então faça bolinhas com a massa de queijo. Deixe essas bolinhas de molho em azeite, e, se quiser, pimenta e ervas, após 5 dias de molho o queijo árabe estará pronto para ser saboreado.

A ricota caseira também é um derivado do leite azedo. Basta ferver o leite azedo em uma panela por 15 minutos, adicione sal a gosto e deixe descansar. Utilize um pano de prato para drenar e separar o soro e então coloque em um potinho para dar o formato de queijo e desenforme.

Se você é da turma dos bolos, existem algumas receitas onde o leite ou iogurte podem ser substituídos por leite azedo sem deixar o sabor do bolo azedo. Uma sugestão é o bolo de iogurte, basta substituir o iogurte pela mesma medida de leite azedo.

Quem tem o hábito de fazer pão em casa também pode substituir o leite da receita pelo leite azedo sem se preocupar com alterações ruins no sabor final do produto!

Cheesecakes são sobremesas que se adaptam muito bem ao leite azedo. O segredo é subtstituir o creme de leite por ele.

Omeletes e ovos mexidos também podem ter um toque de leite azedo para ajudar na cremosidade.

Fonte: https://comida.umcomo.com.br/artigo/9-id

Será mesmo que tapioca emagrece?!

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Nós já falamos aqui sobre alguns benefícios da tapioca para o seu corpo. Super fit e saborosa, ela ganhou o coração e a mesa dos brasileiros já há alguns anos, porém agora com mais força do que nunca. Tanto que tem muita gente trocando o pão pela tapioca imaginando que esta simples atitude causará emagrecimento.

40867b68ab99de2ea32da09180dc3422

Mas saiba, não é bem assim.  A tapioca possui uma elevada concentração de carboidratos – uma tapioca pequena, com 50 gramas, contém 43 g de carboidratos e cerca de 70 kcal. Dra. Viviane Christina de Oliveira Endocrinologista e Metabologista da Clinica MedPrimus explica que a tapioca entra no cardápio no lugar do pão com vantagens por ter um único ingrediente, a fécula de mandioca, portanto, não contém gordura, glúten, sódio e não necessita de óleo no preparo. Porém, não possui fibras e vitaminas, por isso, é preciso ter cuidado.

Para pessoas com diabetes o recheio da tapioca a deixará prejudicial ou não, pois trata-se de um alimento de alto índice glicêmico (115), fator que diferencia os carboidratos, pois cada tipo, “entra” na corrente sanguínea com diferentes velocidades. A tapioca tem liberação rápida e provoca uma hiperglicemia (aumento da glicose). Este quadro estimula a liberação do hormônio insulina, visando controlar os níveis glicêmicos. A médica explica que a alternativa é rechear a tapioca com alimentos ricos em fibras (vegetais) e proteínas (frango, ovos, atum, cottage). Outra dica, é adicionar chia na massa e misturar antes de ir para frigideira.

Portanto, de um modo geral, a tapioca é, sim, uma boa alternativa para substituir o pão branco, mas, quem troca o pão pela tapioca, pensando apenas na quantidade de calorias, pode cometer o mesmo erro de quem tira o glúten da dieta e passa a comer alimentos sem fibras.

“Equilíbrio e bom senso só fazem bem. Antes de adicionar ou excluir algum alimento do seu cardápio é importante verificar se a dieta da moda tem todos os nutrientes que o seu corpo precisa! Consulte um Endocrinologista e um Nutricionista.” Finaliza Dra. Viviane Christina de Oliveira Endocrinologista e Metabologista.

Receitas rápidas: Pão de frigideira e Frozen de Frutas Vermelhas

breakfast-989747_960_720

Nessa época do ano parece que a vida fica mais corrida. É assim com vocês também? Mil e uma coisas para resolver, os prazos apertam, horários diferenciados, corre-corre, fila, loucura total. E, nessas horas, nada melhor do que soluções práticas para desenrolar o dia.

Para não deixar as petecas da alimentação e da hidratação (superimportantes, principalmente no calor) cair, vamos com duas receitinhas fáceis e descomplicadas para nutrir e te ajudar a passar por esse período turbulento sem danos à saúde.

Nossa sugestão é um combo bem leve e saboroso de frozen de frutas vermelhas, que pode ser combinado com as frutas que você quiser e/ou tiver a mão (não necessariamente vermelhas também), e um pãozinho versátil que serve de lanche, café da manhã, ceia, enfim… para matar a fome!

Frozen de frutas vermelhas

  • 1 pote de iogurte grego light sabor morango (ou natural)
  • 1/3 de copo (180 ml) de framboesas congeladas (pode ser morango, mirtilo, cereja, pêssego, abacaxi etc.)

Bata os ingredientes no liquidificador por 1 ou 2 minutos e sirva em seguida.

Pão de frigideira saudável

  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de farinha de arroz integral
  • 1 colher de sopa rasa de farelo de aveia
  • 1 colher de sopa de quinua em flocos (opcional)
  • 1 colher de sopa de tapioca
  • 1 colher de sopa de queijo cremoso ou requeijão light
  • 1 colher de sopa de água
  • Sal e sementes (linhaça, chia, hemp) a gosto

Bata o ovo e misture os ingredientes. Espalhe a massa numa frigideira antiaderente quente e doure dos dois lados. Depois de pronto, pode fazer um sanduíche com mussarela light ou rechear da forma de preferir.

Receitas originais de M de Mulher