Pular corda como atividade física

Por aqui é a atividade preferida! Confere muita eficiência num curto espaço de tempo, além de ser dinâmica e permitir que nós aproveitemos aquela playlist animadora que levanta qualquer astral! #amamos

Quer aprender também?! Dá uma olhada nas dicas e comece já!

Fonte: Minha Vida

Anúncios

Exercícios no trânsito: evite dores causadas pelo tempo excessivo no carro

Original em Minha Vida

Receita: Massa de Pizza com 2 Ingredientes

Final de semana pede uma pizza. Pelo menos para os paulistanos e alguns paulistas, como eu, essa é uma combinação que dá super certo. E não é porque nós fazemos dieta e mantemos uma vida saudável, que não podemos desfrutar desses prazeres da vida. Dá para comer pizza sim, feita em casa, rapidinho e bem nutritiva.

Há duas sugestões de preparo, por conta da dificuldade em encontrar os ingredientes. O grande segredo aqui, para não sair da linha, é escolher bem os ingredientes do recheio: aposte em queijos magros, frango, ovo e abuse dos legumes e verduras, como a rúcula, escarola, cebola, pimentão etc. O compartilhamento é do perfil Receitas da Di.

Massa de Pizza com 2 Ingredientes

Pizza
Reprodução Instagram
  • 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo integral com fermento
  • 1 xícara de iogurte grego natural
  • Sal a gosto

Se você não tiver farinha com fermento use essa receita aqui:

  • 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo integral
  • 1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó
  • 3/4 colher (chá) de sal
  • 1 xícara de iogurte grego natural

Preparo (serve para ambas):
Misture o iogurte com 1 xícara de farinha numa tigela grande. Misture com a ajuda de um garfo (ou na batedeira) até ficar bem misturado. Lentamente, adicione a farinha restante, conforme necessário, até atingir a consistência certa. Dependendo do quão espesso for seu iogurte, você talvez precise usar mais farinha até dar ponto.

Transfira a massa para uma bancada enfarinhada e sove bem por 5 a 8 minutos. A massa deve ficar um pouco grudenta mas não ao ponto de grudar totalmente na sua mão. Deixe-a descansar por 15 minutos e abra no formato desejado. Coloque em uma forma e faça furinhos com garfo e leve ao forno por 6 a 7 minutos. Retire do forno, recheie a gosto e asse novamente, por 12 a 15 minutos ou até dourar.

Travesseiros aromáticos para dormir bem

Conteúdo original Mais Equilíbrio

As ervas aromáticas, ou ervas-de-cheiro, são plantas, geralmente de pequeno porte, que apresentam diversas utilizações e propriedades medicinais. Devido à sua composição e funções que desempenham na saúde, as ervas aromáticas são excelentes para a manutenção da saúde e bem-estar. Estudos sugerem que as substâncias fitoquímicas das ervas aromáticas são responsáveis no tratamento e prevenção de diversas dores e doenças crônicas com a sua função terapêutica.

bed-945881_640

Incluir essas plantinhas no dia a dia é uma ótima forma de promover bem-estar, equilíbrio e auxiliar no tratamento de insônia, dores de cabeça, TPM, depressão, ansiedade, entre outras patologias. E uma ótima forma de se deixar levar pelo delicioso aroma terapêutico das ervas é pelos travesseiros aromáticos.

Esses travesseiros terapêuticos possuem excelentes poderes de aromaterapia que agem no físico e na mente durante o sono. É uma ótima alternativa contra os stress, insônia, cólicas, problemas respiratórios e enxaquecas. A mistura de algumas ervas criam um delicado aroma que acalma a mente e traz uma sensação de bem estar, proporcionando um sono tranquilo, relaxante e suave.

pillow-59994_640

O cheirinho pode ser de alfazema, eucalipto, camomila – que são fragrâncias que nos acalmam, nos refazem e são excelentes na hora de dormir. Há também outras ervas que podem ser utilizadas no travesseiro aromático, cada uma de acordo com sua necessidade. Abaixo, as ervas e suas respectivas funções terapêuticas:

Travesseiro de flores de Alfazema – Auxilia no tratamento da insônia, depressão, problemas respiratórios e enxaqueca. Calmante das emoções e da mente.

pillow-706176_640

Travesseiro de flores de Camomila– Ajuda no tratamento da depressão, TPM, insônia, irritabilidade, stress e medo.

Travesseiro de flores de Macela – Auxilia no tratamento da insônia, irritabilidade, stress e problemas digestivos.

Travesseiro de Alecrim – Ajuda no tratamento contra a depressão, desânimo e tristeza.

Como fazer um travesseiro aromático?

lavender-823600_640

Para fazer um travesseiro aromático, você precisará de alguns materiais:
  • Dois quadrados de tecido para costurar
  • Flores secas de camomila/alfazema/alecrim/macela (da sua escolha)
  • Linha e agulha
Com os dois quadrados de tecido, costure três dos lados, formando um envelope. Disponha as flores secas de camomila dentro deste tecido. Costure o quarto lado. Insira dentro da fronha. Retire e descarte quando não houver mais aroma.
Qual você escolheria?

Receita: Bolo Gelado de Coco

Mês passado teve comemoração de aniversário aqui em casa e é claro que não poderia faltar o componente principal, o bolo! O pedido do aniversariante foi deliciosamente nostálgico: bolo gelado, e molhado, de coco enroladinho no papel alumínio! Dá ou não dá saudades da infância?! Viajei no tempo e lembrei dos aniversários da rua, que reuniam a criançada toda, com direito a todos os tipos de brincadeiras e bailinho na garagem! ❤ ❤ ❤

birthday-cake-380178_640

E, mesmo sendo muito fã desse bolo, por incrível que pareça, eu nunca tinha reproduzido essa receita. Nunca fiz! Sempre foi o tipo de sobremesa que comi em festinhas de terceiros ou em reuniões/ ocasiões em que alguém serviu esse bolo. Foi a primeira vez que fiz e deu super certo! O que me encoraja a vir compartilhar com vocês. Funciona, a gente posta!

Assim como uma parte das coisas muito gostosas da vida, esse bolo não é light, diet, nem fit. É padrão delicinha mesmo! Mas, conforme falamos constantemente por aqui, nada impede que você faça as alterações para adaptar as receitas as suas necessidades. Acredito que é possível trocar o açúcar branco por uma versão mais saudável ou mesmo adoçante forno e fogão, e o leite condensado comum pelo light, que é reduzido em teor de gordura.

20151027_183534

Eu mesma fiz uma alteração na quantidade original de açúcar: pedia 2 xícaras e eu reduzi para 1 xícara e 1/2 prevendo que ficaria muito doce, já contando com todo o açúcar da calda com leite condensado. Se você prefere bolos pouco doces pode reduzir ainda mais e usar até 1 xícara de açúcar, que vai ficar bom. Na quantidade que eu usei ficou um doce nível paladar infantil, mas não a ponto de ser enjoativo, sabe?! Ali, na medida, entre doce e muito doce enjoativo.

A massa é bem básica e fácil de fazer; não vai leite, nem manteiga/margarina, então os intolerantes a lactose podem se jogar – só precisam adaptar a cobertura ou servir acompanhado de sorvete e calda de frutas. Gostei muito dessa massa e, inclusive, ela já está escalada para integrar minha sobremesa de Natal (gente do céu, o ano voou!), um gelado de abacaxi numa versão bem leve e saudável, que também pretendo postar. Vamos lá?!

Bolo Gelado de Coco

20151027_185444

Receita original do site Panelinha

Para a massa:

  • 3 ovos inteiros
  • 2 xícaras de chá de açúcar refinado (Usei 1 e 1/2)
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento biológico
  • Caldo de 1 laranja

Para molhar o bolo e cobertura:

  • 1 lata/caixa de leite condensado (Usei menos também, cerca de 2/3 da caixinha, um pouco mais da metade)
  • 1 vidro de leite de coco pequeno
  • A mesma medida do vidro de leite de coco com leite de vaca (usei desnatado comum)
  • Coco ralado úmido, em flocos 

Antes de começar, peneire o açúcar e a farinha, para uma massa mais leve e fofinha. Na batedeira, bata os ovos inteiros, em velocidade alta, até que fiquem com uma consistência nevada – fica uma massa leve numa coloração amarela bem clarinha. Acrescente o açúcar aos poucos (vai parecer uma gemada).

20151027_162048

Tire da batedeira e acrescente aos poucos a farinha peneirada, para que não perca a leveza. Vá colocando e mexendo; assim que incorporar, coloque mais um pouco, até usar toda a farinha. Por último, acrescente o fermento e o caldo de uma laranja e incorpore delicadamente na massa.

Coloque em assadeira plana e untada. Asse em forno pré aquecido a 180ºC por, aproximadamente, 30 minutos ou até dourar a massa e o palito sair limpo. Deixe esfriar; depois de frio, fure todo o bolo com um garfo.

20151027_165600

Para a calda:

No liquidificador, bata uma lata de leite condensado com um vidro de leite de coco e a mesma medida (do vidro de leite de coco) de leite. Bata até ter uma mistura homogênea e regue o bolo com essa calda. Espalhe o coco ralado por toda a extensão do bolo.

Corte em quadrados de tamanho de sua preferência (eu dividi em 12 pedaços) e envolva um a um em papel alumínio. Leve a geladeira por, pelo menos, 2 horas e sirva geladinho.

20151027_191206 cópia

Fica muito bom, de comer rezando! Comi um monte e ainda sonho com ele. Maravilhoso! 😉

Caminhada seca-barriga

por Christina Biltoveni em M de Mulher

belly-2473_640

Estudos realizados em centros de pesquisa do mundo todo comprovam que a mais simples de todas as atividades físicas – andar – é uma forma eficaz, fácil e barata de emagrecer, ganhar fôlego e proteger o coração. A novidade é que especialistas americanos descobriram que caminhar é tiro e queda para acabar com a gordura abdominal. Eles analisaram a relação entre esse tipo de exercício e os excessos que insistem em se alojar na barriga e provaram que uma média de duas horas e meia de caminhada por semana pode exterminar as sobras nessa região e diminuir até 2,5 centímetros em quatro semanas.

Mas por que caminhar funciona tão bem para declarar guerra aos pneuzinhos? Segundo Tim Church, da Louisiana State University, nos Estados Unidos, esse tipo de atividade ajuda a reduzir a gordura abdominal profunda, chamada gordura visceral. Se você se exercitar o suficiente para perder 10% da sua gordura corporal, pode, na verdade, diminuir a gordura visceral em até 30%, diz Church. Porém, é preciso deixar claro que a caminhada só traz esse tipo de resultado se aliada a uma dieta saudável.

person-731281_640

Outro fator importante: quando a intensidade é variada durante o exercício, há uma maior metabolização da gordura como fonte de energia. Desse modo, andar se torna uma atividade mais eficiente e é possível conseguir resultados em menor tempo, defende Claudio Pavanelli, fisiologista da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Por isso, os professores Emerson Bisan, da assessoria esportiva Nova Equipe, e Mickey Ferrari, da academia Reebok, ambas em São Paulo, montaram um programa em que você vai caminhar menos de uma hora por dia, cinco vezes por semana, e intercalar a intensidade durante o treino. Quando se faz o mesmo exercício todos os dias, não demora a atingir o que a gente chama de zona de conforto. O organismo acostuma, não é mais desafiado, e os benefícios ficam comprometidos, explica Mickey. Vamos lá!

Escolha o plano que mais se ajusta ao seu estilo de vida: há um programa para fazer na esteira ou na rua e o outro para quem gosta de andar na praia. Aposte no seu preferido e tire o máximo proveito dessa malhação com cara de passeio. Afinal, depois de tudo isso que você leu, sua caminhada nunca mais será a mesma.

A postura certa

running-573762_640

Enquanto você caminha, preste atenção em alguns itens importantes:

  • Cabeça: deve ficar alinhada com a coluna, mantendo o queixo paralelo ao chão, para evitar dores no pescoço.
  • Ombros: coloque-os para trás e não deixe com que tensionem a musculatura do pescoço.
  • Braços: eles acompanham o movimento, de preferência com os cotovelos flexionados a 90 graus, para evitar que as mãos inchem.
  • Barriga: contraia bem os músculos do abdômen enquanto caminha, como se levasse o umbigo em direção às costas. Além de trabalhar a região, você melhora a postura.
  • Pés: sempre que pisar, apóie primeiro o calcanhar no chão e então desenrole o pé. O tamanho da passada não deve ser nem muito curto nem muito longo. Dê passos macios, para não machucar os ossos da canela.

Pequenos cuidados para uma caminhada mais eficiente

girl-489113_640

  • Use roupas leves e escolha um tênis confortável, com sistema de amortecimento. Prefira modelos indicados para caminhada, cuja sola não é tão alta como nos de corrida.
  • Evite caminhar sob sol forte. Use chapéu ou boné e passe filtro solar no corpo todo, mesmo em dias nublados.
  • Nunca caminhe em jejum: se andar logo cedo, tome um suco, coma uma fruta ou uma barra de cereais e deixe o café completo para a volta.
  • Beba água antes, durante e depois da caminhada. É recomendável tomar um copo a cada 20 minutos.
  • A respiração deve ser a mais natural possível, de preferência nasal. O nariz aquece, filtra e umedece o ar. Ao respirarmos pela boca, isso não acontece.
  • Quando estiver adaptada à caminhada, não se acomode: você pode intensificar o trabalho apertando um pouquinho o passo, crescendo a inclinação da esteira, incluindo mais ladeiras no trajeto ou aumentando a duração do exercício.

Para o exercício render mais

Areia fofa = exercício turbinado
Nesse tipo de terreno, tudo bem caminhar descalça, porque o impacto é reduzido. De acordo com a fisiologista americana Therese Ikonian, na areia fofa você consume o dobro de calorias do que numa superfície dura. Além disso, como exige muito mais dos músculos, é um ótimo exercício para modelar as pernas.

girl-648937_640

Como calcular a frequência cardíaca máxima (FCM)

O que vai determinar a intensidade da caminhada é a sua frequência cardíaca. É importante monitorá-la e mantê-la dentro da faixa indicada no treino. Para isso, o primeiro passo é calcular a frequência cardíaca máxima (FCM), subtraindo a sua idade de 220.

Se tem 20 anos, FCM: 220 – 20 = 200. Para andar entre 60% e 70% da FCM, faça o cálculo: se a sua FCM for 200, a conta é 200 x 0,6 (120) e 200 x 0,7 (140). Isso significa que terá que manter o batimento cardíaco entre 120 e 140 vezes por minuto. Se tiver frequencímetro, melhor. Caso não tenha, pode utilizar também a tabela de percepção de esforço abaixo.

Entre no ritmo

Conseguir falar durante o exercício normalmente é um dos sinais que indica que você está mantendo a faixa ideal de batimentos cardíacos.

tabela moderado

Plano para caminhar na praia

Quem vai passar as férias no litoral ou mora em uma cidade praiana pode apostar no treino à beira-mar. Intercalar areia dura com areia fofa e andar na água são as variáveis que deixam esse programa mais forte. Você se exercitará por menos tempo, mas os terrenos exigem mais esforço.

legs-326550_640
Não esqueça de realizar o aquecimento antes (ande 5 minutos em ritmo lento, como se estivesse passeando) e o alongamento depois, para prevenir lesões.

semana1

semana2

semana3

semana4

Plano para caminhar na rua ou na esteira

Este programa dá para fazer ao ar livre ou usando o equipamento da academia ou de casa. As ladeiras nas ruas e a inclinação na esteira vão fazer a diferença e intensificar o treino.

corridor-749475_640
Não esqueça de realizar o aquecimento antes (ande 5 minutos em ritmo lento, como se estivesse passeando) e o alongamento depois, para prevenir lesões.

1

2

3

4

De olho no cardápio

Qualquer mudança no corpo requer atenção especial à alimentação. Ou seja: não adianta adotar um programa de caminhada para secar a barriga e continuar comendo de maneira errada. Os especialistas costumam dizer que mais de 50% do resultado de um plano de emagrecimento ou de definição muscular depende do que você coloca no prato. Portanto, antes de aderir à malhação, é necessário checar se você precisa mexer no cardápio.Nada de apostar em regimes radicais, basta optar por um menu balanceado e saudável.

Receita: Granola caseira rápida e fácil

O bom de uma combinação como a granola – que não é um produto independente, tipo um grão ou um cereal, e sim o nome dado a uma mistura de frutas, cereais, oleaginosas e grãos (é importante explicar, pois tem gente que acha que granola é uma “coisa”, um ingrediente único) –, é a possibilidade de comer alimentos que você talvez não soubesse inserir de outra forma.

Ela pode ser um acompanhamento de iogurtes, frutas ou mesmo leite quente ou frio. Os ingredientes que vamos passar são apenas sugestões, você pode trocar as castanhas-do-pará pelas de caju, amêndoas ou nozes e a proteína de soja por flocos crocantes de arroz, não colocar açúcar, acrescentar frutas secas, etc etc etc.

aveia

Vamos ver como é que faz? Nesta quantidade rende apenas uma porção, ok?! Caso queira fazer a mais, basta multiplicar os ingredientes para o número de porções que deseja ter. Você vai precisar de:

  • 2 castanhas-do-pará
  • 3 colheres de sopa de proteína de soja texturizada
  • 4 colheres de sopa de aveia em flocos
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo

castanhas

Corte as castanhas do pará em fatias finas. Misture todos os outros ingredientes. Está pronto para o consumo.

acucar

Vale ou não vale perder uns minutinhos (‘inhos’ mesmo!) na cozinha para preparar sua granola consciente e personalizada, com o que você escolhe e gosta de comer?! Além de sair muito mais barato e com muito mais qualidade.