Tag: pés

Hidratação: cuidados necessários com a pele

Hidratação: cuidados necessários com a pele

Vamos falar de hidratação?! Mesmo que a gente não goste, hidratar a pele é de extrema importância. Eu, particularmente, tenho preguiça e, confesso, sou bem displicente nesse quesito. Até lembrar de que a pele também é um órgão do corpo, o maior, e então esse cuidado imediatamente pula da categoria vaidade, que não é tão levada a sério, para a qual ela de fato pertence: à saúde!

Vale ressaltar que o nosso corpo é composto por 70% de água e hidratar-se, tanto ingerir água in natura quanto manter a pele hidratada, é de extrema importância, pois evita brechas, fissuras e até sensibilidade na derma que podem evoluir em complicações maiores.

Na minha rotina procuro fazer uma divisão, bem genérica, por partes que exigem hidratação diária e constante:

Rosto

Para os cuidados com o rosto eu procuro usar a água micelar, como demaquilante e hidratante pós banho (comprei duas em uma promoção na internet por R$29), aqui, no menor preço, por R$19,90; Hidratante facial Renovare Accolade, da linha Avon Care, nas versões dia e noite (por não conter álcool é uma opção bem mais barata comparada aos similares, além de não agredir a pele, comprei por revendedora a menos de R$10). Por último, o Dermacoconut, hidratante com água de coco natural, uma opção mais cara, preço aqui, e ideal para a pele maquiada ou quando precisa de uma hidratação rápida e mais sequinha, no mesmo efeito de uma água termal.

Lábios

Recebi essa dica amiga e foi um achado dos últimos tempos! O Lip Ice FPS15 é um protetor e hidratante labial bem baratinho, pago R$3,99 nas farmácias Carrefour (também é vendido na Onofre, Drogasil e Drogaraia). Em geral, tenho sensibilidade e alergia a esse tipo de produto (até mesmo manteiga de cacau!), então não é com qualquer tipo ou marca que consigo me adaptar. Com o Lip Ice deu match! Além do fator de proteção solar 15, ele não é testado em animais e deixa uma sensação refrescante nos lábios, daí o “ice”, como o frescor logo após escovar os dentes, sabe?! Encontrei em alguns sabores como limão, maçã verde, morango e coco baunilha. Abaixo a composição do produto:

Corpo

Na hidratação corporal não tem segredo. O bom e velho companheiro hidratante. Aqui em casa gostamos muito da linha Todo Dia, da Natura, em especial as versões para pele seca e extra seca (sempre ganhamos de presente). Essa edição especial de cereja e avelã (da foto), por exemplo, é uma das queridinhas! É cheirosa, mais concentrada e, de fato, mantém a pele hidratada durante todo o dia.

Mãos e pés

Para as mãos e pés, gosto de produtos mais densos, que se fixam na pele. A aplicação exige pouca quantidade e a hidratação é intensa e efetiva. Para as mãos, o Geleia Real, da Avon Care, atende a todos esses requisitos, paguei R$9 em catálogo. A versão da Natura também é excelente, apesar de vir em embalagem menor, paguei R$7 em promoção pela loja online, tanto para os pés quanto para as mãos. O hidratante de pés, inclusive, surpreendeu: entregou uma hidratação profunda, deixando a pele macia e confortável.

Não é preciso investir muito em produtos, não é?! Felizmente, hoje há uma gama de boas opções no mercado com ótimos desempenhos e resultados. O que nos cabe é manter o foco, ter disciplina e manter a rotina de hidratação em dia, sem esquecer de beber bastante água! 😉

Massagem para pisar corretamente

Você já parou para prestar atenção na maneira como pisa?! A sua pisada é certinha ou irregular, mais para dentro ou para fora?! Independentemente da resposta, existe uma técnica de automassagem que pode tanto auxiliar na reeducação da sua pisada, quanto a relaxar e aliviar dores.

A revista Bons Fluídos, em sua versão digital, compartilhou a orientação da professora de eutonia, Gabriela Bal, para a prática de toques e movimentos os quais, “feitos regularmente, dão mais equilíbrio e firmeza”. Veja só:

  1. Sente-se confortavelmente. Comece pelo pé direito: envolva-o com as mãos e massageie com óleo ou cremes hidratantes.

  2. Manipule cada um dos seus dedos, começando pelo dedão, movimentando as articulações e apertando suavemente cada um dos ossinhos.

  3. Agora é a vez dos ossos do peito do pé que fazem a ligação com os dedos. Desenhe trilhas imaginárias entre eles e percorra-as fazendo uma suave pressão.

  4. Coloque os dedos da mão esquerda entre os vãos dos dedos do pé direito. Gire o tornozelo lentamente, várias vezes.

  5. Toque o osso do calcanhar, o calcâneo. Gire o pé lentamente, prestando atenção no movimento.

  6. Segure o tornozelo e depois solte o pé, sacudindo-o no ar. Repita os movimentos no pé esquerdo, na mesma ordem. Para finalizar, massageie carinhosamente os pés.

Vale a pena ler de novo: Manter o corpo hidratado é importante (e possível), sim!

“Mudaram as estações, nada mudou, mas eu sei que alguma coisa aconteceu…” Você também sabe o que acontece quando muda a estação, nesse quase meio de ano? Ressecamento! As temperaturas abaixam, a gente se esconde sob camadas de roupa e esquece de passar hidratante, pomada, balm e até de beber o mínimo de água indicado, o que é essencial, mais do que para a estética, para a saúde do nosso corpo.

0009762162Z-565x849

Às vezes a gente é meio relapso com informações importantes, como lembrar que a pele também é órgão do corpo – o maior deles. E que cuidar dela também é uma questão de saúde.

O fato de ela estar por fora, revestindo todos nós, dá ainda mais relevância às suas funções. Isso porque ela atua, noite e dia, sem descanso, como uma espécie de escudo, que nos protege de doenças, contágios e infecções bacterianas e fúngicas.

Manter a pele hidrata permite que essa barreira cutânea mantenha-se sempre íntegra, sem fissuras ou descamações (que a gente enxerga como o aspecto ressecado), impedindo a entrada de micro-organismos e enfermidades indesejados.

E olha que o cuidado tem que ser caprichado, viu?! Porque cada parte da nossa pele exige um tipo de manuseio, produto e procedimento. Mas não se desespere, estamos aqui para te ajudar a hidratar-se por completo e mostrar como fazer tudo isso sem sofrimento.

Vale ressaltar que estas são indicações para pessoas que não sofrem de nenhuma irregularidade na pele. Se você tem pele sensível, restrições médicas ou algum tipo de histórico relacionado a questões dermatológicas, consulte um dermatologista antes de sair experimentando qualquer produto. Lembre-se: cuidar da pele também e cuidar da saúde!

Corpo

naked-459711_640

Começaremos pela parte mais extensa. Hidratar a pele do corpo é tarefa obrigatória e também das mais chatas. Isso porque a gente vive apressado, esquece, quando lembra que tinha que passar o hidratante já vestiu a roupa, uma loucura.

Fora que nos dias mais frios é uma tortura sair do banho quentinho e encarar um besunte de hidratante gelado (quem nunca?). Já verão é pavoroso ficar melecado e grudento, com o produto se misturando com o suor; dá vontade de tomar banho de novo e ficar lá até o tempo refrescar.

Graças à tecnologia, hoje há produtos que resolvem o problema nas altas e baixas temperaturas e ainda mantém a umidade da pele sem perrengue: os hidratantes de banho.

0006611819R-565x849

No mercado há diversas marcas, com preços diversos e acessíveis. Não tem mistério: você deixa no banheiro perto do sabonete, toma seu banho como de costume e, depois do enxágue, aplica delicadamente o hidratante do pescoço aos pés, deixa agir pelo tempo indicado na embalagem e lave. Está feito! Corpinho hidratado, sem dificuldades.

Para quem tem pele normal a oleosa, esses produtos funcionam muito bem. Porém, para peles secas ou ressecadas, o ideal é complementar essa hidratação com um produto tradicional, que deve ser usado no corpo seco, de acordo com o tipo e a necessidade da pele. Aqui tem uma seleção bem bacana.

Rosto

0008210534H-849x565

A pele do rosto pede um carinho a parte. Normalmente ela é mais sensível e fica mais exposta do que o resto do corpo, protegido pelas roupas. Ela exige atenção durante o ano todo, afinal, mesmo nos dias mais nublados, a radiação solar está presente.

Muita gente não se preocupa com a hidratação do rosto, mas ela tem o seu valor. Isso porque a exposição do rosto ao ambiente, faz com que a pele seja bombardeada por todo o tipo de coisa (poluição, efeito solar, ar seco etc.). E com o tempo, a tendência é que a pele perca sua umidade natural e a elasticidade, o que a deixa com uma aparência mais enrijecida e marcada.

0006358930R-849x565

Quem maquia a pele diariamente pode se aproveitar dos benefícios dos produtos multifuncionais, como os BB, CC e DD Creams, que hidratam, protegem e disfarçam as imperfeições.

Às que preferem a cara limpa, não é difícil encontrar cremes, gel e loções para essa área. O importante é evitar os produtos com álcool (que tendem a ressecar e sensibilizar) e buscar aqueles específicos para o seu tipo de pele. Se faltar tempo, ou paciência, para esse procedimento durante o dia, as versões noturnas podem ser as ideais.

Os homens também podem se beneficiar com os efeitos de produtos direcionados e mesmo com os prés e pós-barba, que têm, cada vez mais, se atentado à importância e necessidade de cuidados com a pele masculina.

Lábios

É na temporada de outono-inverno que eles gritam mais. E manter os lábios hidratados nessa época pode ser um desafio, ainda mais com a onda dos batons matte para a mulherada (que tendem a ser mais secos).

Aqui o segredo é ter disciplina. Lembrar de aplicar, e reaplicar, um produto hidratante e, muito importante, remover o batom dos lábios antes de dormir – dá preguiça, mas manter resíduos de batom impede que a pele do lábio respire e pode causar uma série de reações, desde alergias a graves descamações e rachaduras.

A grande maioria dos batons, principalmente os cremosos, e glosses possuem efeito hidratante de fábrica, alguns até com um plus de proteção solar. Então, nesse caso, cabe a você eleger um preferido e manter o uso constante, tomando os devidos cuidados de remoção.

Mesmo quem não gosta de cor encontra várias opções de balms, incolores ou que dão uma leve nuance de cor, com a função de hidratação e proteção. Além das queridas e eternas manteigas (de cacau ou não), que servem muito bem a homens e mulheres – homem também tem que cuidar dos lábios!

Mãos e Pés

0009281478D-565x849

Você sabia que as cutículas também são portas de entradas para bactérias, fungos e outros minúsculos organismos nocivos à saúde?! Pois é! E isso pode ser evitado com a hidratação regular das mãos (além das precauções na manicure), que evitam as fissuras, descamações e rachaduras nessa região.

Com os pés a história não é diferente. E não é porque ele tende a ficar escondido nos sapatos fechados, e ninguém está vendo, que deve ser deixado de lado. Eles também precisam de hidratação e proteção.

feet-657207_640

Para nossa alegria e facilidade, há no mercado algumas marcas, não caras, direcionadas à hidratação de ambas as partes, pés e mãos, num mesmo produto. Isso é muito prático, em capital e espaço, e ainda pode te ajudar a não esquecer de cuidar nem de um nem de outro.

Comprar produtos separados em kits é uma boa para quem busca eficiência e economia. Empresas como a Natura, Avon e Boticário, por exemplo, produzem hidratantes para pés e mãos de excelente qualidade e, quando comprados juntos, fazem a diferença no bolso.

Hidratação interna

E, para arrematar a hidratação com chave de ouro, não podia faltar a substância mestra: a ÁGUA. Não adianta, gente, tem que beber água! Você pode fazer todos os tratamentos estéticos, mergulhar em produtos incríveis, mas, se não beber água, os resultados podem não sair como o esperado.

E isso tem uma explicação óbvia: nosso corpo externo, a aparência, é o resultado do que acontece por dentro, no interior. Então não tem como manter a pele bonita sem beber água, o cabelo bonito sem beber água, as unhas fortes sem beber água.

O nosso corpo precisa de água, é composto por água, e não tem discussão. Nem desculpas. Até aquele esfarrapada do gosto (que eu sinceramente não consigo entender) tem solução. A internet está bombada de receitas e métodos de saborizar a água com frutas e ervas, assim como aplicativos, como esse, para derrubar qualquer motivo contra a hidratação.

É hiper importante, é essencial, é a sua saúde em jogo.

Dicas

Depois de tudo isso exposto, cabe a você aí fazer a lição de casa e cuidar desse órgão tão precioso que é a pele. E, para te salvar da confusão mental de tanta informação, aqui vão algumas dicas na hora de fazer as suas escolhas:

  • Os produtos que hidratam são aqueles que contém óleos vegetais, manteigas vegetais, ácido hialurônico, ceramidas e ureia – substâncias que impedem a perda excessiva de água através da pele, deixando-a sempre hidratada;
  • Áreas com mais pelos, como por exemplo, o rosto, braços e o couro cabeludo, geralmente são mais oleosas – mas, por outro lado, áreas mais enrugadas como joelhos e cotovelos são costumam ser mais ressecadas. Nesses casos, a pessoa pode recorrer a hidratantes, vaselina ou até manteiga corporal, mas sempre de acordo com sua pele e situação;
  • Ao tomar banho, evite ficar muito tempo debaixo do chuveiro, evite água muito quente e também o uso da bucha ou sabonete em excesso, que pode tirar a gordura que protege a pele;
  • Use sempre protetor solar: no corpo e um específico para o rosto, sem esquecer de também contemplar o pescoço e o colo.

Fonte das Dicas: Bem Estar

Escalda-pés para relaxar

Depois de um dia inteiro de trabalho, tudo o que queremos é relaxar. Mas não pense que para isso você precisa de ajuda. A massoterapeuta Lôua Unger ensinou passo a passo de como preparar um escalda pés em casa. E o melhor, você mesma é a responsável por massagear os pés. Além de aliviar o cansaço do dia, o escalda pés ajuda você a desinchar as pernas e os pés. É uma ótima terapia para você aplicar durante a semana.

feet-931921_640

“O pé é o nosso mapa do corpo. Precisamos cuidar dele, e a reflexologia podal é uma das melhores maneiras de tirar a tensão e a dor do corpo inteiro”, afirma Lôua Unger.

O escalda pés é uma prática milenar. A terapia ajuda muitas zonas do corpo, não só os pés. É uma ótima terapia para melhorar a circulação das pernas.

Aprenda receitas e prepare seu cuidado em casa mesmo:

Lavanda

Ingredientes

  • Água quente
  • 2 a 3 rodelas de laranja
  • Bolinhas de gude
  • 5 gotas de essência de lavanda

Junte todos os itens numa bacia e coloque os pés. Deixe por 10 a 15 minutos, usando as bolinhas de gude para massagear a sola dos pés.

Alfazema

essential-768949_640

Ingredientes

  • Água morna
  • 4 colheres de sopa de sal grosso
  • 8 gotas de alfazema

Junte os ingredientes num recipiente até que o sal dissolva. Deixe os pés por 30 minutos. Enxugue e passe hidratante à base de manteiga de karité.

Chá de camomila

Ingrediente

  • 8 xícaras de chá de camomila

Despeje o chá numa bacia e mantenha os pés por 30 minutos. A camomila tem propriedades relaxantes.

Refresca-pés

lemon-906141_640

Ingredientes

  • Água em temperatura ambiente
  • 5 gotas de óleo essencial de hortelã ou folhas de hortelã maceradas com sal marinho

Ponha os pés na mistura por 10 a 15 minutos e sinta o frescor da hortelã. Em seguida, massageie com creme hidratante.

Esfoliante

feet-830503_640

Ingredientes

  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 8 colheres de óleo de amêndoas

Junte o açúcar e o óleo e aplique a mistura sobre todas as regiões dos pés em movimentos circulares e para cima. Depois, retire com uma toalha úmida ou coloque os pés em água morna. Enxugue e passe hidratante com manteiga de karité, envolvendo os pés, em seguida, com sacos transparentes. Deixe o hidratante agir por 15 minutos, retire o plástico e faça uma automassagem. Remova o hidratante restante com uma toalha quente e úmida.

Fontes: Bolsa de Mulher e M de Mulher

Técnicas de relaxamento: veja exercícios para fazer em casa

Texto de Marianna Feiteiro
Conteúdo original de Bolsa de Mulher

candle-807247_640

Com o ritmo de vida acelerado e a crescente demanda por soluções rápidas, tanto no trabalho quanto em casa, é comum que nosso corpo e mente se encontrem em um constate estado de alerta. Isso provoca estresse, ansiedade, nervosismo e, muitas vezes, insegurança e sentimento de frustração, fatores que acabam prejudicando nossa saúde física e emocional.

Ter um momento de “fuga” desta rotina é importante para não abusar do corpo e continuar enfrentando as questões do dia a dia sem comprometer o bem-estar. As técnicas naturais de relaxamento, como automassagem e exercício de respiração, podem contribuir muito para isso. “É essencial que em todos os dias da sua vida haja um momento dedicado somente a você. Dez minutos já fazem toda diferença após um dia cansativo e estressante, ou até mesmo podem te preparar para enfrentar melhor este dia”, afirma a especialista em Naturologia Camila Zomer, de São Paulo.

sleep-835468_640

Segundo ela, não existe local ou horário específicos para a realização dos exercícios: eles podem ser feitos em casa, no trabalho ou até mesmo no carro, durante o trânsito. “O importante é que você esteja totalmente entregue e focada no momento de cuidar de si mesma, ciente de que é uma prática de amor próprio e que você merece muito isso. Caso não tenha tido tempo, transforme o banho nesse momento relaxante usando um sabonete aromatizado ou, antes de dormir, realize as respirações profundas na cama”, recomenda.

Porém, se você preferir criar um ambiente especial para seu momento de relaxamento, escolha um cômodo confortável e tranquilo. Os exercícios podem ser feitos ao som de músicas de meditação ou em silêncio, como preferir. Apague as luzes e acenda velas aromáticas para iluminar o ambiente. “O corpo sintetiza a melatonina, hormônio do sono, quando estamos em locais escuros e calmos”, explica Camila.

Exercício de respiração

wellness-589775_640

É uma técnica simples e eficaz que pode ser feita em qualquer lugar.

1. Sente-se confortavelmente no chão ou em uma cadeira, mantendo a coluna ereta.

2. Os olhos podem ficar abertos ou fechados, como achar mais relaxante.

3. Inspire o ar lentamente, contando até 10.

4. Segure o ar no pulmão por 5 segundos.

5. Expire, contando novamente até 10.

6. Repita a sequência 7 vezes. Com o tempo, aumente gradativamente o número de repetições.

“A respiração profunda reduz a frequência cardíaca, melhora a oxigenação das células do corpo e cérebro, libera a tensão muscular, torna os pensamentos mais claros e traz sensação de calma e paz”, enumera a especialista.

Técnicas de automassagem

hand-506754_640

Feita por você mesma ou outra pessoa, a massagem é capaz de liberar tensões e relaxar. A seguinte técnica pode ser aplicada nos braços, mãos, pernas e pés.

1. Aplique um pouco de creme ou óleo nas mãos para facilitar o deslizamento.

2. Braços e pernas: realize movimentos de deslizamento da extremidade para o tronco, com a mão em forma de bracelete. A pressão pode ser mais ou menos forte, o importante é que seja agradável.

3. Mãos e pés: realize deslizamentos com a polpa do polegar em 5 linhas imaginárias que partem da ponta dos dedos e vão em direção ao punho ou calcanhar.

4. Faça pelo menos 5 repetições de cada movimento.

A massagem também pode ser feita com o auxilio de uma bola de tênis. Neste caso, não use óleo ou creme.

1. Segure a bolinha na palma da mão aberta, encaixando-a.

2. Faça movimentos circulares ou de vai e vem nos braços, pernas, mãos e pés.

3. Para massagear as costas, sente-se no chão e prense a bolinha de tênis contra a parede, usando as costas. Movimente o corpo todo para que a bolinha deslize. Esta massagem pode ser feita sobre a roupa.

“O toque traz sensação de acolhimento, e os movimentos ativam a circulação sanguínea e linfática, eliminando toxinas e nutrindo as células. A massagem também alivia dores musculares, articulares e cólicas e diminui o ritmo cardíaco e respiratório, reduzindo o estresse e a ansiedade”, explica Camila.

Para potencializar os efeitos relaxantes destas técnicas, aposte também em chás fitoterápicos e óleos essenciais.

Serviço:
Camila Zomer – especialista em Naturologia: (11) 9-7644-0115 / camila.zomer@naturologos.com.br

Cinco formas de fortalecer seus pés

walking-690734_640

A força dos seus pés afeta o corpo inteiro: tornozelos, quadris, parte inferior das costas, abdômen, postura, a maneira de andar e até mesmo o espaço em seu peito, onde ficam os pulmões. Por isso, vamos lhe mostrar algumas sugestões de como mantê-los fortes e bem cuidados, afinal, preocupar-se com os pés também faz parte da manutenção da saúde.

O problema com a maioria dos sapatos

Mesmo que a maioria dos sapatos sejam projetados para desempenho, proteção, limitar o excesso de pronação (curvatura côncova) e, claro, moda, eles não levam em conta alguns fatores de saúde muito importantes.

feet-717507_640

Um desses fatores é o dedo do pé. Os sapatos muitas vezes pressionam os dedos dos pés uns contra os outros, o que pode enfraquecer os músculos e afetar a saúde do nervo.

Outro problema são as solas grossas com abundância de amortecimento. Embora muito confortáveis, elas podem reduzir a entrada dos nervos sensoriais nos pés, afetando seu equilíbrio e sua “sensação” das superfícies em que está andando.

baby-718146_640

Na maioria dos sapatos comuns, ter os calcanhares elevados torna mais difícil manter uma gama adequada de movimentos dos tornozelos. Isso coloca mais pressão sobre seus quadris, joelhos e região lombar (os saltos altos são os causadores de grande parte dos problemas nessas regiões).

E, por último, os modelos arqueados criam uma situação em que o apoio frontal do sapato faz todo o trabalho de equilíbrio, ao invés dos músculos, ligamentos e arco natural dos pés. O resultado disso é: se você quiser, por exemplo, caminhar na praia com os pés descalços, praticar um esporte que exige saltos e aterrissagens ou correr por um longo tempo, os seus músculos e arcos não estarão preparados para tanto e você sentirá dores no pé.

Então, para evitar todo esse drama, aqui estão cinco dicas rápidas de práticas que você aplicar para manter seus pés mais fortes:

Dica 1: Andar em superfícies irregulares

barefoot-504140_640

Olhando para o nosso ambiente natural, vemos rochas, montanhas, terra suave e batida, aclives­­, declives e uma variedade de outras ondulações de terreno. São situações que desafiam os ângulos articulares dos tornozelos, joelhos, quadris, pequenos ossos, ligamentos e músculos dos seus pés.

Mesmo não usando um sapato adequado, nem andando descalço, experimentar uma caminhada por terrenos irregulares já é um passo inicial para se aventurar em superfícies naturais, fora do concreto e pavimento.

Por exemplo, opte por realizar uma corrida ou caminhada pelo cascalho, terra ou areia ao invés de manter-se pelo caminho pavimentado.

Dica 2: Esticar os dedos do pé

feet-684682_640

Já que os dedos do seu pé ficam constantemente comprimidos dentro de um sapato (e, muitas vezes, tem sido assim por anos), você precisa estica-los em direção aos espaços entre eles. Para isso, você pode usar as mãos para esticar cada um, entrelaçar os dedos das mãos e dos pés ou você pode comprar separadores de manicure ou meias com encaixes especiais para os dedos (aquelas meias de dedinhos), para que ela faça esse trabalho de separação enquanto você está parado ou dormindo.

Dica 3: Fortalecer seus pés

Há várias maneiras de deixar os pés mais fortes, mas este método é bastante simples e direto: fique sobre uma perna só em toda oportunidade que puder (no trabalho, escovando os dentes, cozinhando etc.).

Com o tempo de prática, vá buscando o progresso, dificultando o exercício ficando em uma perna em superfícies irregulares, como um pequeno rolo de meias, depois em uma toalha enrolada, depois uma toalha, um travesseiro ou um tapete de espuma densa, tipo um tatame.

Dica 4: Rolar os pés

wooden-ball-214396_640
Use uma bola de tênis, de madeira ou de fisioterapia para rolar em círculos sob cada pé, em intervalos aleatórios durante o dia. Isso ajuda a relaxar e ativar todas as partes dos seus pés.

Quando acontecer de você ficar estar sentado por longos períodos de tempo, como em voos ou viagens de carro, de vez em quando, tire os sapatos e faça uma massagem rápida de 5 minutos nos pés.

tennis-ball-71119_640

Pressione profundamente seus pés, entrelace os dedos com os das mãos e empurre seus dedos para cima a fim de esticar bem os músculos e tendões. Em outras palavras, seja seu próprio massagista!

Dica 5: Ter sapatos minimalistas

Procure ter algumas opções de sapatos minimalistas, que permitem que seus pés sintam as diferenças de texturas entre os terrenos e também os proteja de corrosões.

Se possível, tente trocar toda a sua sapateira de convencionais para esses modelos menos invasivos, fazendo uma transição lenta e gradual para que você não sofra lesões musculares ou fraturas por estresse de um pé “destreinado”.

Fonte Quick and Dirty Tips
Tradução livre de autoria do blog.