Os alimentos ideais para serem consumidos antes dos exercícios

Praticar atividades físicas é muito importante para a nossa saúde e bem-estar, além de ajudar – e muito! – na hora de perder alguns quilinhos. Porém, é importante não se preocupar apenas com o tipo de exercício ou a intensidade dele – também temos que nos alimentar de acordo com os treinos, pois uma refeição adequada é capaz de conseguir as reservas de energia necessárias para que a atividade física não se torne um fardo. As nutricionistas Barbara Sanches e Camila Abreu contam quais alimentos são recomendados para se fazer exercícios e por quê:

Alimentos que dão energia

Antes do treino, o ideal é consumir alimentos que dão mais energia, já que você está prestes a gastar um monte dela nos exercícios. Quando se fala em alimentos que dão energia, entram em cena os carboidratos. “Além de ser sinônimo de energia e garantir disposição, o carboidrato preserva a massa muscular”, conta Camila.

Barbara completa: “nutrientes como vitaminas, minerais e aminoácidos também são necessários para o treino, embora não precisem ser consumidos necessariamente antes dos treinos, como os carboidratos. Eles podem estar diluídos durante o dia todo, em várias refeições”. O ideal é dar preferência aos carboidratos complexos, presente nos pães, arroz e massas, pois sua digestão é lenta, garantindo energia por mais tempo.

Evite esses alimentos

“Deve-se evitar a ingestão de fibras e alimentos gordurosos, pois podem causar desconforto gastrintestinal. Dê preferência aos lácteos com baixo percentual de gorduras e retire as cascas e bagaço das frutas”, aconselha Camila.

Sugestões para refeição antes do treino

As nutricionistas indicam: cereais matinais, pães, bolachas e biscoitos simples (sem recheio), arroz, massas em geral, tubérculos (batata, mandioquinha, mandioca), frutas frescas como melancia, pêssego e uvas.

Reposição nutricional

Durante a prática do exercício, também devemos tomar cuidados importantes, como a reposição de líquidos e hidratação do nosso corpo. “A ingestão de líquidos é fundamental para o desempenho. Essa estratégia é importante para prevenir hipoglicemia e/ou desidratação, quadros que comprometem o rendimento” diz Camila. “É importante sempre levar água e, preferencialmente, bebidas esportivas”, completa.

Conteúdo Minha Vida

Anúncios

Pêssego: sabor e saúde com a cara do verão

peach-437680_960_720

Conteúdo original Bolsa de Mulher

Esta fruta é uma das mais consumidas no mundo, mas quando se fala de pêssego, quais os benefícios para o corpo? Com seu sabor agradável o pêssego é uma excelente fonte das vitaminas C, A e B. Também possui muito potássio, sódio, fósforo e catotenóides. Todavia, há que comê-los crús. Cozidos, ou enlatados, perdem a maioria de suas propriedades naturais, ou medicinais.

É uma das frutas mais recomendadas por nutricionistas para aqueles que querem perder peso, pelo seu baixo teor de calorias, e por sua atuação no organismo como laxante/diurético natural. Outra vantagem para o corpo quando se come pêssego, é a ativação que faz dos sucos digestivos, o que resulta numa verdadeira limpeza dos rins e vesícula biliar.

peach-698592_960_720

Vitamina A e o potássio, em conjunto, auxiliam na contração do músculo cardíaco, fazendo do pêssego uma ótima opção para quem faz exercício físico regularmente.

Também melhora a visão, restringe doenças gastrointestinais, proporciona energia e força muscular, além de ativar as defesas naturais para evitar doenças que atacam a pele.

nectarine-1074997_960_720

O consumo regular de pêssego tem, ainda, outro grande benefício. Por causa da vitamina C, cumpre papel importante no processo de absorção do ferro, o que previne doenças respiratórias, sangramento da gengiva, e uma melhora da saúde do sangue, além de fazer com que o corpo reaja de forma rápida na cicatrização.

E quem nunca ouviu a máxima “quer ter pele de pêssego”? Essa crença não parte somente da textura aveludada da pele do próprio pêssego. É baseada no fato de que o pêssego retarda o envelhecimento, pois é um dos melhores antioxidantes entre as frutas, nutrindo o organismo com beta-caroteno, vitaminas C e B12.

peach-863349_960_720

O efeito antioxidante do pêssego anula a ação dos radicais livres. Na prática, a ingestão do pêssego inibe o desenvolvimento do câncer, da catarata e da doença de Alzheimer, entre outras degenerativas. O potássio regula a pressão arterial, reforça o sistema nervoso, e o fósforo reduz os estados de estresse, ansiedade e fadiga.

As propriedades desta fruta são maximizadas quando consumida junto com o mel. Coma pelo menos um pêssego por dia, com uma colher de sopa de mel, e estará consumindo um excelente remédio natural preventor de doenças, e fortalecedor do sistema imunológico.