Tag: prática

Conheça o Neopilates, uma modalidade completa

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Imagine só misturar treinamento funcional com atividades circenses e pilates. O neopilates é assim, uma modalidade cheia de variação que conquistou a rotina de famosas como as atrizes Giovana Lancelloti, Fernanda Souza e Bruna Marquezine.

Isis Valverde treinando neopilates. Foto: Reprodução / Instagram

Ótima para a definição do corpo, saúde mental e elasticidade, a aula de neopilates elimina calorias e fortalece os músculos, tudo isso alinhando concentração, respiração, alinhamento e muita postura! Ufa, já deu para perceber que esta é uma daquelas aulas para eliminar a preguiça, não é?

Os aparelhos usados são bolas suíças, tecidos acrobáticos e outros objetos circenses. Além disso as aulas são alegres e lúdicas, perfeitas para acabar com o estresse e dar aquela forcinha para autoconfiança, já que os exercícios exigem firmeza e precisão.

Outro benefício deste treino está nas calorias. Enquanto um treino de pilates convencional de uma hora elimina em torno de 300 calorias, uma aula de neopilates pode queimar até 500 calorias graças aos desafios e a agitação.

physical-therapy-1198344_960_720

De acordo com profissionais, o neopilates aumenta rapidamente a massa muscular, sendo possível notar os resultados em dois meses de prática. E não é recomendado para gestantes ou pessoas com problemas cardíacos, pressão alta e labirintite, por conta das posições invertidas.

Já os preços das aulas costumam variar de lugar para lugar, já que cada aula pode ter no máximo três alunos para que os professores acompanhem de perto os movimentos. O recomendado é fazer três aulas por semana, pelo período de aproximadamente uma hora.

E aí, curtiu a novidade?

Especial de Natal: Salada de Cenoura e Quiche de Bacalhau sem farinha

salad-613158_960_720

A contagem regressiva continua para as festas de final de ano e seguimos firmes e fortes, aguardando ansiosamente esse momento. Enquanto isso, vamos lhe ajudando a programar a ceia com diversas opções salgadas e doces, lights ou não, para compor seu cardápio. Hoje a dobradinha é salgada: Salada de Cenoura e Quiche de Bacalhau sem farinha.

As saladas são excelentes opções para o nosso clima de fim de ano, verão fervente, por serem leves e nutritivas, e, no entanto, são deixadas de lado por, às vezes, não parecem tão apetitosas quando as comidas típicas dessa época natalina. Mas, fica aqui a dica. Apostem na saladinha, não tem como errar, são práticas de preparar, econômicas e diminuem muito o risco de mal estar alimentar.

Salada de Cenoura Refrescante

salad-387959_960_720

Receita original de Guloso e Saudável

  • 500 gramas de cenoura ralada;
  • 250 gramas de alface cortada;
  • 7 colheres de sopa de suco de limão natural;
  • 10 unidades de tomate cereja ou 2 tomates comuns picadinhos;
  • 100 gramas de abacate;
  • 50 gramas de castanha de caju;
  • 3 colheres de sopa de hortelã fresca em ramos;
  • 1/2 colher de chá de sal;
  • 1/2 unidade de pimenta caiena (dedo de moça);
  • 2 colheres de sopa de azeite aromatizado com ervas ou comum, extra virgem.
  1. Higienize as cenouras, as alfaces americanas, os limões, os tomates, o abacate, a pimenta dedo de moça e a hortelã.
  2. Descasque e rale as cenouras, rasgue as folhas da alface, extraia o suco dos limões, corte os tomates ao meio, descaroce, descasque e pique o abacate, separe as folhas e pique a hortelã e a pimenta sem as sementes.
  3. Tempere a cenoura com o suco de limão, o azeite aromatizado, o sal, a pimenta, misture bem e junte os restantes ingredientes.
  4. Conserve a salada na geladeira até à hora de servir.

Já essa quiche é uma alternativa deliciosa para aquele bacalhau que fica encalhado, rolando na geladeira, ou até mesmo para uma refeição prática, de fácil transporte, que pode ser levada para o trabalho, viagens e até de lanchinho para as crianças. Combinada com a salada, rende uma refeição super completa, leve e saudável. #maravida

Quiche de Bacalhau sem Farinha

Receita original de Guloso e Saudável

  • 1 quilo de bacalhau dessalgado cozido;
  • 2 cebolas cortadas;
  • 4 dentes de alho;
  • 7 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1/2 colher de chá de pimenta-do-reino;
  • 1 colher de chá de noz moscada ralada;
  • 1 quilo de batata branca;
  • 50 gramas de queijo parmesão ralado;
  • 50 gramas de azeitonas verdes light;
  • 2 colheres de sopa de salsa picada;
  • 400 gramas de creme de leite light.
  1. Higienize as batatas, as cebolas e os alhos. Reserve.
  2. Cozinhe o bacalhau em água fervente por 8 minutos, retire-o com uma escumadeira e na mesma água cozinhe as batatas com casca por aproximadamente 20 minutos. Passe-as imediatamente por água fria e retire-lhes a casca.
  3. Passe as batatas ainda quentes por um espremedor. Reserve.
  4. Preaqueça o forno a 200ºC.
  5. Numa panela aquecida com azeite, junte as cebolas e os alhos picados, deixe por 3 minutos, acrescente o bacalhau desfiado, continue a mexer e deixe mais 10 minutos.
  6. Quando o bacalhau estiver morno junte as batatas espremidas, a pitada de noz-moscada, pimenta-do-reino, a salsa, o queijo ralado, as azeitonas e o creme de leite. Misture muito bem com uma colher.
  7. Unte as forminhas individuais ou um refratário com creme vegetal, ou margarina, e despeje a quiche. Pincele com azeite ou com uma mistura de molho de soja e mel de milho (1 colher de chá de molho de soja e 1 colher de sopa de mel de milho).
  8. Leve ao forno por 30 minutos as pequenas, em forminha individual, e a grande por 40 a 45 minutos.

Receita: pipoca doce (com e sem açúcar)

Quem não gosta de uma pipoca para acompanhar aquela sessão de cinema em casa ou mesmo para uma maratona de séries? Na verdade, nem precisa ter motivo para comer pipoca não, é?! Ainda mais na versão doce, crocante e saborosa. Ela cai bem em qualquer momento do dia e até mesmo como um adicional para sobremesas.

E até quem tem restrições para açúcares pode consumir a pipoca doce em uma versão mais natural, a base de fruta, que vamos ensinar também. É de fácil execução e bem rápida. Não é preciso nenhum instrumento especial e é possível de ser feita mesmo por quem não tem nenhuma intimidade na cozinha.

Cada um tem um jeito de estourar a pipoca, mas prefiro a forma super light, sem óleo, feita direto no micro-ondas usando apenas um saco de pão. Você pode reaproveitar o saco de pão francês de papel (desde que esteja limpinho, sem furos ou rasgos e sem marcas de gordura) ou comprar em quantidade em lojas de embalagens (ou pegar a mais na padaria ou supermercado).

Faz assim: coloque 1/2 xícara de milho no saco de pão limpo e dobre a boca na diagonal, de forma a impedir que os milhos escapem, mas ao mesmo tempo deixando um pequeno espaço para a saída de vapor. Finque bem, para segurar a dobra quando começar a estourar. Dobrando por completo também dá certo, você pode experimentar e ver de que forma funciona melhor nos eu micro-ondas – já que cada um tem uma potência e tamanho.

Programe por 2 minutos e 30 segundos em potência alta. Fique atento nas primeiras vezes para adequar o tempo exato ao seu aparelho. O sinal de que já está pronta é quando os intervalos dos estouros são maiores do que 3 segundos. Aí é só servir, salgada ou doce, de acordo com o gosto do freguês.

A primeira versão doce é a comum, que fica vitrificada, transparente e com a casquinha crocante:

Pipoca Doce sem caramelizar

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • 4 colheres de sopa de água.

Estoure a pipoca como preferir, pode ser conforme ensinamos acima e reserve. Numa panela de fundo fino, alta e larga (que lhe permita mexer a pipoca para misturar a calda sem derramar), coloque o açúcar e a água e misture. Leve ao fogo baixo/médio, sem mexer e deixe até formar uma caldinha mais espessa (deve demorar uns de 5 a 7 minutos). Quando atingir o ponto, abaixe o fogo e vá misturando as pipocas estouradas. Desligue o fogo e termine de incorporá-las à calda. Não demore muito para não esfriar e endurecer na panela. Feito o processo, transfira as pipocas para um prato de vidro ou alguma outra superfície que não grude. Espere de 2 a 3 minutos para esfriar e formar a casquinha crocante e pronto! É só se acabar nessa felicidade.

Pipoca Doce caramelizada

 

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de água

A caramelizada segue o mesmo princípio da outra, o que muda é a proporção de água e o manuseio do açúcar. Estoure as pipocas e reserve. Numa panela, coloque o açúcar  em fogo baixo e mexa, de vez em quando, até que comece a formar um caramelo (ficar amarronzado e espesso). Aqueça as 3 colheres de sopa de água no micro-ondas, por 20 segundos e reserve. Quando o açúcar estiver derretido e mudado de cor por completo, adicione a água aos poucos e vá mexendo para incorporar ao caramelo. Espere alguns minutos para encorpar e quando estiver em ponto de calda, misture as pipocas estouradas. Desligue o fogo, misture bem até que todas estejam bem caramelizadas e deixe esfriar.

Pipoca Doce sem açúcar

Receita de Menu Vegano

  • ¼ de xícara de milho de pipoca;
  • 1 colher de sopa de óleo de girassol;
  • 1 receita de calda de maçã sem açúcar.

Em uma panela grande coloque o óleo de girassol e o milho de pipoca. Leve ao fogo baixo com a panela tampada até que os grãos estourem e a freqüência do barulho dos estouros diminua. Após apagar o fogo, deixe a panela fechada por mais alguns minutos, para que os últimos grãos estourem. (Essa é a indicação da receita original, mas você pode estourar no micro-ondas, de acordo com a nossa sugestão, dá certo do mesmo jeito, tá?!)

Em outra panela, prepare a CALDA DE MAÇÃ:

  • 2 xícaras de suco integral de maçã

Para preparar o SUCO INTEGRAL DE MAÇÃ, basta bater 2 maçãs com casca no liquididicador, ou mixer, com água, numa quantidade em que fique um suco grosso e atinja as 2 xícaras, não precisa coar, apenas bater bastante para ficar homogêneo.

para fazer a calda, leve o suco de maçã ao fogo alto e deixe ferver por cerca de 10 minutos, mexendo uma vez ou outra. Quando estiver um pouco escuro e com alguma espuma, abaixe o fogo e deixe continuar fervendo até alcançar o ponto desejado (como o da foto).

Depois, despeje a pipoca pronta dentro da panela com a calda de maçã ainda bem quente e mexa bem. Prontinho, pipoca doce supernatural sem açúcar e com um toque de maçã. Se você ainda quiser dar um toque gourmet, pode acrescentar canela na calda ou salpicar um tiquinho por cima da pipoca já pronta. Delícia!

Mahamudra: treino para o corpo e mente

Conteúdo original Mais Equilíbrio

Você conhece o mahamudra? Esta modalidade, que em sânscrito quer dizer “grande gesto”, pode ser a chave para conseguir a tão sonhada barriguinha definida e corpo em forma. A técnica junta várias atividades físicas e reúne saúde mental, corporal e espiritual. Interessante, não é?

exercise-86200_640

Para os adeptos à modalidade, o mahamudra é muito mais do que apenas treinos de alta intensidade, trata-se de um estilo de vida. De acordo com César Curti, idealizador e coach da Mahamudra Brasil, o foco da técnica é o  progresso e evolução do ser humano.

“(no mahamudra) a saúde mental consiste em retornar o domínio do seu consciente e do seu subconsciente, para assim utilizar e potencializar o seu poder mental sempre a favor, desintoxicando informações desnecessárias. A saúde corporal começa no treinamento de técnicas respiratórias, onde o praticante se beneficia de mais consciência corporal, de mais energia, vitalidade e concentração”, disse à Caras.

ship-81477_640

Ainda segundo ele, o público da modalidade é variado – assim como as faixas etárias. Isso quer dizer que não só atletas como sedentários podem praticar, desde que o aluno respeite seu corpo e suas limitações.

A perda calórica pode ser moderada ou alta. Dependendo do esforço feito, você pode queimar até 2000 mil calorias por hora, acredita? A técnica se baseia nos exercícios funcionais, podendo ser voltados para o futebol, surf, yoga, corrida ou qualquer outra atividade de preferência.

Uma das coisas mais legais do mahamudra, é que ele pode ser praticado em lugares diferentes, desde um parque até a praia ou um estúdio. E aí, curtiu?

Receita: panqueca salgada de aveia, sem farinha e sem óleo

DSC01796

Sabe quando bate aquela vontade de fazer um almoço diferente, uma receita gostosa, mas não tem todos os ingredientes em casa? Aí, sem querer desistir da gostosura, você sai procurando alternativas possíveis com o que você tem à mão?! Pois é! Foi exatamente isso que aconteceu aqui em casa e que, felizmente, me levou à essa massa de panqueca deliciosa a base de aveia.

É uma receita bem leve e supersaudável. Não leva nada nada de farinha de trigo, nem óleo, como a maioria das panquecas mais tradicionais. A grande vantagem, além de evitar a farinha branca, que é a grande vilã das dietas e de quem busca eliminar a barriguinha, é aliar as propriedades da aveia a um alimento versátil, prático, e ainda enganar o paladar de quem não é muito fã desse farináceo.

A alquimia original é do blog Menu Criativo, porém eu dei meu toque pessoal na combinação, acrescentando um dentinho de alho para saborizar. Isso porque tive receio de a aveia deixar um traço de sabor mais forte, o que seria bem estranho pra mim, pois costumo relacionar aveia a mingau e a preparações doces (mente limitada, talvez). Mas pode fazer sem medo, que com recheio e molho não tem nem como dizer que é de aveia, fica realmente muito gostoso.

Panqueca de Aveia

DSC01797

Rende 6 panquecas

  • 1 xícara de chá aveia em flocos (finos, grossos, pode ser farinha de aveia também)
  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá leite (integral, desnatado ou vegetal)
  • 1 dente de alho (tamanho médio)
  • 1 pitada de sal

O básico: bata tudo no liquidificador por uns 2 ou 3 minutos, até que a veia esteja bem incorporada no leite e vire uma massinha líquida, porém grossinha, espessa. Prepare em frigideira aquecida antiaderente. Cada panqueca equivale a uma concha cheia de massa. Espalhe por completo na frigideira e deixe dourar em fogo baixo dos dois lados. Quando começar a aparecer bolhinhas ou estiver com uma aparência mais seca por cima, está na hora de virar.

DSC01795

O recheio e o molho ficam a sua escolha. As minhas foram frango desfiado bem temperadinho e molho vermelho simples. Você pode fazer com carne de vaca, de porco, com ricota, legumes, presunto e queijo, calabresa e acompanhar com molho rose, branco, de iogurte, agridoce… enfim, o que a criatividade permitir! É uma ótima pedida pro domingão, heim. E, pra melhorar, que tal servir com a batatinha palha caseira que já ensinamos AQUI?! Huuuummm… Bom apetite!

Escalda-pés para relaxar

Depois de um dia inteiro de trabalho, tudo o que queremos é relaxar. Mas não pense que para isso você precisa de ajuda. A massoterapeuta Lôua Unger ensinou passo a passo de como preparar um escalda pés em casa. E o melhor, você mesma é a responsável por massagear os pés. Além de aliviar o cansaço do dia, o escalda pés ajuda você a desinchar as pernas e os pés. É uma ótima terapia para você aplicar durante a semana.

feet-931921_640

“O pé é o nosso mapa do corpo. Precisamos cuidar dele, e a reflexologia podal é uma das melhores maneiras de tirar a tensão e a dor do corpo inteiro”, afirma Lôua Unger.

O escalda pés é uma prática milenar. A terapia ajuda muitas zonas do corpo, não só os pés. É uma ótima terapia para melhorar a circulação das pernas.

Aprenda receitas e prepare seu cuidado em casa mesmo:

Lavanda

Ingredientes

  • Água quente
  • 2 a 3 rodelas de laranja
  • Bolinhas de gude
  • 5 gotas de essência de lavanda

Junte todos os itens numa bacia e coloque os pés. Deixe por 10 a 15 minutos, usando as bolinhas de gude para massagear a sola dos pés.

Alfazema

essential-768949_640

Ingredientes

  • Água morna
  • 4 colheres de sopa de sal grosso
  • 8 gotas de alfazema

Junte os ingredientes num recipiente até que o sal dissolva. Deixe os pés por 30 minutos. Enxugue e passe hidratante à base de manteiga de karité.

Chá de camomila

Ingrediente

  • 8 xícaras de chá de camomila

Despeje o chá numa bacia e mantenha os pés por 30 minutos. A camomila tem propriedades relaxantes.

Refresca-pés

lemon-906141_640

Ingredientes

  • Água em temperatura ambiente
  • 5 gotas de óleo essencial de hortelã ou folhas de hortelã maceradas com sal marinho

Ponha os pés na mistura por 10 a 15 minutos e sinta o frescor da hortelã. Em seguida, massageie com creme hidratante.

Esfoliante

feet-830503_640

Ingredientes

  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 8 colheres de óleo de amêndoas

Junte o açúcar e o óleo e aplique a mistura sobre todas as regiões dos pés em movimentos circulares e para cima. Depois, retire com uma toalha úmida ou coloque os pés em água morna. Enxugue e passe hidratante com manteiga de karité, envolvendo os pés, em seguida, com sacos transparentes. Deixe o hidratante agir por 15 minutos, retire o plástico e faça uma automassagem. Remova o hidratante restante com uma toalha quente e úmida.

Fontes: Bolsa de Mulher e M de Mulher

Importância da flexibilidade corporal

yoga-702685_640

Ter flexibilidade é algo essencial para a nossa vida porque está diretamente relacionada à realização de tarefas simples do dia-a-dia, mas o que é ter flexibilidade afinal? Nada mais é do que a capacidade de mexer certas articulações com apropriada amplitude do movimento.

E como conseguir flexibilidade? Pode ser através de exercícios específicos de alongamento muscular em qualquer região do corpo, seja no pescoço, ombros ou até no pulso.

Por que é importante ter flexibilidade?

  • Porque proporciona o aumento da qualidade dos movimentos;
  • Melhora a postura corporal;
  • Melhora a quantidade de movimentos;
  • Previne cardiopatias e outras doenças;

exercise-86200_640

  • Produz sensação de rejuvenescimento;
  • Diminui os riscos de lesões;
  • Melhora as funções respiratórias;
  • Retarda a aparição da fadiga e ajuda na recuperação mais rápida.
  • Quais fatores influenciam na flexibilidade?

Sexo: geralmente as mulheres apresentam maior flexibilidade devido aos tecidos serem menos densos;

Idade: quanto mais idade menor a amplitude dos movimentos. Se iniciado treinamentos desde criança, maiores possibilidades terão de atingir maiores amplitudes;

beach-252698_640

Hora do dia: pela manhã, ao acordar, o corpo apresenta maior resistência aos movimentos de maior amplitude;

Temperatura: com o calor há um relaxamento da musculatura e assim o aumento da flexibilidade, inversamente há uma redução da elasticidade muscular no frio;

Individualidade biológica: pessoas de idade e sexo iguais podem apresentar graus de flexibilidade diferentes.

Veja as dicas para que tudo saia perfeito na hora de fazer seus alongamentos:

stretching-muscles-579122_640

  • não tenha pressa;
  • respeite sempre seus limites;
  • faça aquecimento antes, assim o corpo ficará mais alongado;
  • relaxe os músculos para poder alongá-los;
  • a dor é um alerta que seu organismo lhe manda;
  • a respiração deve se manter normal, não bloqueando o ar durante as posições;
  • observe as modificações que vão ocorrendo na medida em que você incorpora essa prática em sua vida.

“O caminho para uma boa flexibilidade corporal é a realização de alongamentos específicos diários, melhorando assim a qualidade de vida.”

Conteúdo original de Mais Equilíbrio