Tag: praticidade

Receita: Suco e Vitamina para o café da manhã

primroses-1236364_960_720

A depressão do domingo já começa quando paramos pra pensar que no dia seguinte é segunda-feira. É ou não é?! Mas, não vamos sofrer por antecipação. Só precisamos saber de uma coisa: como tem sido o seu café da manhã?! Toma direitinho, dá tempo? Engole qualquer coisa e sai correndo? Um dado é certo: falta de tempo não cola como desculpa para negligência alimentar já faz tempo. Prova disso são estas receitas práticas e super nutritivas que ensinamos.

Todo mundo sabe de cor que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, pois é quando o seu organismo absorve o máximo de nutrientes e decodifica que o dia está começando e se “prepara” para o que vem pela frente.

blueberries-531209_960_720

Por isso, nada de pular esse momento ou comer de qualquer jeito. Sucos, vitaminas e mingaus (alimentos líquidos) são uma ótima solução para quem não tem muito tempo pela manhã ou não se sente tão bem com a mastigação.

Ainda que seu prazo entre acordar, se arrumar, comer e sair pra trabalhar ou estudar seja muito curto, dá para resolver: aproveite o final de semana ou aqueles 15-20 minutinhos a noite em que passa a toa, abrindo a geladeira ou na internet, para se organizar. Separe os ingredientes do seu suco ou vitaminas em saquinhos, nas porções certas, e guarde no congelador.

Assim, seu único trabalho será jogar tudo no liquidificador enquanto se veste, penteia o cabelo ou arruma o café da família. O importante é não permanecer longos períodos em jejum e evitar frituras e opções pobres em nutrientes, e ricas em calorias e gorduras, como café da manhã. Vamos ao que interessa, dá para fazer para amanhã:

Suco de beterraba energético

O suco de beterraba é rico em nutrientes e traz diversos benefícios à saúde.Um dos maiores benefícios do suco de beterraba está no fato dele ser um energético natural

  • 2 limões (só o suco)
  • 1/2 beterraba crua
  • 1 maçã
  • 200 ml de água

Coloque tudo no liquidificador e bata por 3-4 minutos. Pode coar, se achar necessário.

Vitamina de morango com banana

milkshake-1021027_960_720

  • 1 banana congelada
  • 4 morangos congelados
  • 2 colheres de iogurte natural
  • 1 copo de leite de sua preferência
  • 1 colher de coco ralado
  • Adoçante a gosto

Bata todos os ingredientes no liquidificador até que fique cremoso. Tome imediatamente. Não tem morango em casa? Substitua-os por pêssegos, maçãs, mamão ou a fruta que tiver disponível!

Vitamina de mamão + banana + morango

smoothie-1055316_960_720

 

  • 1/2 mamão papaia – sem casca, sem sementes e cortado em cubos
  • 1/2 banana congelada
  • 2 morangos congelado
  • 1 copo de leite
  • 2 castanha do Pará
  • 1 colher de açúcar demerara ou adoçante a gosto
  • Gelo

Em um liquidificador, bata o mamão papaia junto com a banana, o morango, o leite, o açúcar ou adoçante e o gelo até ficar cremoso. Sirva a seguir.

Receitas: “Carne Moída” Vegana (sem soja) + Pudim de Leite de Geladeira

Reprodução Gordelícia

É tão legal ver o quão criativo os cardápios vem se tornando de acordo com a necessidade alimentar. Tem muitas opções criativas e fáceis que fogem do trivial e contribuem de forma positiva para nossa alimentação. Essa semana mesmo compartilhamos uma receita com couve-flor (veja AQUI) e hoje mostramos outra possibilidade de preparo com o mesmo ingrediente, uma prova de versatilidade, economia e praticidade.

É uma receita vegana e pode ser uma ótima substituição para quem está mudando os hábitos agora e ainda sente dificuldade em desapegar da carne. Aos vegetarianos, é um descanso da soja, que pode enjoar ou se tornar repetitiva com o tempo.

“Carne Moída” Vegana (sem soja)

Receita original de Gordelícias

Reprodução Gordelícias
  • 1 couve flor
  • 200g de nozes cruas (ou outra oleaginosa)
  • 4 dentes de alho bem picadinhos
  • 2 colheres de sopa de molho de soja
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de chá de chilli em pó (opcional)
  • 1 colher de chá de cominho em pó
  • 1 colher de chá de orégano seco
  • 1 colher de chá de sal

Higienize a couve flor e separe apenas os buquês. Despreze o caule mais firme e as folhas.
Ligue o forno em temperatura baixa. Em um processador, ou liquidificador, pulse a couve flor e as nozes, até que fiquem como você consideraria o tamanho ideal. Coloque sua mistura processada de couve flor e nozes em uma tigela. Acrescente os demais ingredientes e misture bem com uma colher.

Coloque o conteúdo da tigela em uma forma antiaderente de modo que forme uma camada fina. Se sentir que sua forma está pequena, que a camada de carne moída ficou grossa, faça em 2 partes. Leve a forma ao forno preaquecido por 30 minutos. Passados 30 minutos, misture bem a carne moída com uma colher de pau e leve a assadeira de volta ao forno por 15 minutos ou até que a carne tenha perdido umidade suficiente – sem ficar seca demais. Sirva quentinho.

E, para uma sobremesa, que tal um pudim de leite, sem ovos, que não vai ao forno? É bem simples, olha só:

Pudim de Leite de Geladeira

Reprodução Gordelícias
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 xícara de leite integral
  • 1 pacote (12g) de gelatina sem sabor
  • 4 colheres de sopa de açúcar para a calda

No liquidificador, bata o leite condensado, o creme de leite e o leite integral. Enquanto isso, hidrate a gelatina seguindo as instruções do pacote. Quando hidratada, coloque no liquidificador e bata com os outros ingredientes.

Em uma forma de pudim, coloque o açúcar e leve ao fogo até derreter e formar uma calda. Despeje o conteúdo do pudim na forma com a calda e leve ao freezer por 2 horas, ou na geladeira por 6 horas.

Receitas: prepare um belo café da manhã sem sair de casa com ovos cremosos e chapati

scrambled-eggs-423066_640

Já aconteceu de você acordar num belo domingo cheio de preguiça, dar uma olhada no tempo e estar chuvoso e sua única vontade ser passar o dia inteiro de pijama, no aconchego, só saindo da cama pra comer?! Quem nunca, né? Para esses dias, a gente tem a solução! Duas receitas rápidas e bem gostosas para nutrir seu corpinho: chapati e ovos mexidos cremosos.

chapati-489254_640

Para quem não conhece ou nunca ouviu falar, o chapati é um pão típico da culinária indiana. Mas é um pão diferente daquele formato “francês” ou de forma a que estamos acostumados. Ele é fininho, mais parecido com o pão sírio.

Leva esse nome porque, tradicionalmente, é preparado com uma farinha de trigo integral muito comum na Índia, também chamada de chapati. Quem já viu filmes, novelas ou documentários com a temática indiana, deve ter reparado que eles usam uma massa fina para acompanhar as refeições, que são feitas com as mãos. Essa massa é o chapati.

sadya-239070_640

Normalmente esse é o pão consumido na primeira refeição dia, o café da manhã, mas acompanha igualmente qualquer outra alimentação. É uma receita muito antiga e democrática, pois leva poucos ingredientes e é bem rápida, já que não precisa passar pelo processo de fermentação. Vamos botar a mão na massa? Ele é totalmente integral e você só precisa de uma frigideira para assar.

Chapati: pão indiano sem fermentação

chapati

Receita da Rita Lobo
Rende 10 porções

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • ½ colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • ½ xícara (chá) de água
  • Farinha de trigo branca (somente para polvilhar)

Numa tigela grande, misture a farinha de trigo integral com o sal. Regue com metade da água e misture com a mão, até formar uma farofa grossa. Adicione o óleo e misture com as pontas dos dedos. Aos poucos, junte o restante da água, sovando a massa com a mão. Aperte, amasse, estique e amasse novamente, dentro da tigela, por cerca de cinco minutos, até atingir uma textura macia e elástica. Se preferir sovar na bancada, polvilhe a superfície com uma camada bem fina de farinha de trigo. Mas evite juntar mais farinha na massa.

dough-3468_640

Ela fica bem molenga inicialmente e, à medida que vamos sovando, ela fica no ponto. Polvilhe uma bancada de trabalho com farinha de trigo e faça um rolinho com a massa. Com uma faca (ou espátula) divida em 10 porções. Enrole com as mãos cada pedaço, como se fosse um brigadeiro. Abra a bolinha com o rolo de macarrão, até formar um disco fino – se a massa começar a grudar no rolo ou na bancada polvilhe mais farinha. Enquanto abre os discos, aqueça uma frigideira (de preferência antiaderente) em fogo médio, sem untar.

dough-592319_640

Quando estiver quente, coloque o disco de massa e deixe o pão assar por cerca de 20 a 30 segundos, até começar a formar bolhas. Vire o pão e deixe por mais 15 segundos na frigideira. Enquanto isso, acenda uma outra boca do fogão. Tire o pão da frigideira com uma pinça e coloque diretamente na chama da outra boca do fogão para inflar e chamuscar levemente. Transfira o pão para um prato e repita com o os outros discos. Você também pode finalizar os chapatis na frigideira, basta deixar cozinhar por mais tempo depois de virar. Sirva a seguir. Para manter os pãezinhos macios, conserve em um saco plástico por até 3 dias.

Se tiver alguma dúvida, assista ao vídeo AQUI com mais detalhes.

eggs-14177_640

E, para acompanhar esse pãozinho leve e gostoso, um mexido de ovos, com muita proteína e gordura boa para alimentar e fortalecer seu corpo para enfrentar a vida (ou não).

Esse é daqueles preparos bem especiais que você só come igual em hotel. E já fica a fórmula para quando você quiser impressionar com um acompanhamento diferente, mas sem ter muito trabalho ou arriscar demais. Cai super bem num café da tarde com torradas ou pão italiano. #ficaadica Bora aprender?

Ovos mexidos cremosos

(Foto: Reprodução / GNT)
  • 3 ovos
  • 3 colheres (sopa) de leite
  • 1 colher (chá) de manteiga
  • sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto (opcional)

Numa tigelinha, quebre um ovo e transfira para uma panela de fundo triplo de inox (ou de ferro). Repita com os outros ovos – isso serve para verificar se estão bons. Junte o leite, a manteiga e tempere com sal. Leve para cozinhar em fogo baixo, mexendo sempre com um batedor de arame, até começar a engrossar. Caso os ovos comecem a grudar no fundo da panela, retire do fogo e mexa vigorosamente para resfriar. Volte a panela ao fogo baixo e continue mexendo apenas até atingir uma consistência de mingau cremoso – ele continua endurecendo depois de pronto. Transfira imediatamente para uma tigela e finalize com uma pitada de pimenta-do-reino. Sirva a seguir.

Huuum… com um café da manhã desses, não precisa de mais nada!
Só de coragem para mastigar e ser feliz!
Bom apetite!

Sorvete caseiro natural de frutas

DSC01576

Sabemos que a temperatura está mais fria e coisa e tal. Mas tem gente que concorda que essa é a melhor época do ano para se esbaldar no sorvete. Nós somos desses! Por isso, ensinaremos uma receita super do bem de sorvete caseiro natural de frutas. Sem açúcar, sem conservantes, sem mimis, só fruta e muito sabor.

Essa é uma daquelas receitas que podem ser colocadas na lista das melhores de todos os tempos. Acabou a dependência pelo sorvete caro de potinho. O sabor não é idêntico aos produtos industrializados, mas quebra um galho maravilhosamente bem.

DSC01578

É uma opção rápida e bem barata de sobremesa que pode ser consumida sozinha ou mesmo acompanhada de um doce mais elaborado, como um bolo ou torta. Vamos fazer? É mega fácil.

Pelas redes sociais sempre sobem receitas de sorvete usando esse mesmo princípio. No entanto, exige-se o uso de processador de alimentos. Testamos uma receita adaptada a nosso modo com liquidificador mesmo e deu certo. E olha que o liquidificador não é dos mais potentes, é daqueles simples com apenas duas velocidades (nas fotos dará para ter uma ideia do modelo e da marca). Então, pode ficar sossegado que é possível ter sorvete com o que tem em casa. Lembrando que você não precisa usar produtos desnatados, nem de origem animal, ok?! Escolha o leite e o iogurte que atenda às suas necessidades e/ou restrições. Anote aí:

Sorvete natural de fruta (sabor manga)

Rende aproximadamente meio litro.

 

  • 2 bananas em rodelas congeladas
  • 1 manga picada congelada
  • 1 pote de iogurte natural desnatado
  • 1 e ½ colher de sopa de leite em pó desnatado
  • 1 colher de sopa de creme de leite
  • 1 colher de chá de suco de limão
DSC01572
Congele as frutas em sacos específicos, deste jeito.

Bata tudo no liquidificador. Vá usando a função pulsar para evitar que a massa “engasgue”. Bata por uns 5 minutos, até que a massa esteja homogênea.

DSC01574

Para que todos os ingredientes se incorporem mais fácil, coloque o iogurte natural, o creme de leite e o suco de limão primeiro no liquidificador e depois acrescente os demais.

DSC01575

Essa receita foi feita de manga, mas você pode fazer do sabor que preferir, inclusive usando polpa congelada. A base, que é o mais importante, é de banana em combinação com os outros ingredientes. Se a opção for por frutas vermelhas, por exemplo, a banana pode ser substituída pela mistura de morangos, amoras e framboesas congeladas (ao todo 2 xicaras de chá das três frutas ou três polpas congeladas, sendo uma de cada sabor).

DSC01581

Caso queira tentar sabores que não sejam de fruta, aconselhamos tentar. Talvez aumentar a quantidade de banana, acrescentar um pouco de leite e usar chocolate em pó, por exemplo, para um sabor de chocolate, pode dar certo.

O importante é não deixar de experimentar e aproveitar essa delícia, super saudável, sabendo exatamente como e do que é feito. E pode ser congelado, tá? Basta armazenar em um pote com tampa. Depois de congelado, ele fica com um aspecto de raspadinha, mas é só aquecer 30 segundos no micro-ondas, antes de servir, que a cremosidade é restaurada.

DSC01580

Congelar mantém tudo fresquinho e a mão. Aprenda técnica para hortaliças

Com a correria e a loucura do dia-a-dia, fica difícil variar o cardápio e a gente acaba comendo o que tem de preparo mais fácil e rápido. Tem o trabalho, as crianças na escola, os compromissos e o cansaço. Para evitar o estresse e manter a geladeira abastecida por um bom tempo, congelar os alimentos pode ser uma saída prática e amistosa.

O congelamento é um caminho para a economia, uma vez que te possibilita comprar grandes quantidades dos produtos da estação (já viu nosso post sobre a lógica sazonal? Veja AQUI) pagando barato e conservando no freezer para quando precisar.

No entanto, congelar ainda é uma técnica que intriga muita gente. Seja por uma experiência que não deu certo, seja pelo medo do desconhecido. Mas, calma. A maioria congela bem, de frutas a molhos e massas. O segredo está no cuidado especial para cada tipo de alimento.

Hortaliças

Por serem mais sensíveis às altas temperaturas, as hortaliças exigem um tratamento específico antes do congelamento para preservar a cor, o sabor e a textura. É o chamado branqueamento.

Branqueamento é um processo de conservação que consiste na imersão dos alimentos por um determinado tempo em água fervente, uma espécie de pré-cozimento curtinho. Ele serve para inativar as enzimas que podem estragar os alimentos, protegendo-os.

Além das hortaliças, também é muito comum branquear frutas e carnes que se pretende congelar. O procedimento é simples:

Use 3 litros de água fervente com 2 colheres de chá de sal para cada 500 gramas de hortaliça.

Modo de preparo: Apare as pontas da hortaliça e corte-as em pedaços pequenos. Mergulhe-as na água fervente já salgada. Deixe a água voltar ao ponto de fervura e aí sim comece a contar o tempo de cozimento. Depois escorra as hortaliças e passe em água fria, para cortar o cozimento e evitar que passem do ponto. Embale-as em sacos ou recipientes e congele.

O tempo de cozimento é variável de acordo com a hortaliça. Veja na tabela abaixo qual a preparação e tempo necessários para cada uma:

tabela

Dicas

  • Para evitar desperdício, congele os alimentos em porções, de modo que você descongele apenas o que precisar.
  • Congele rapidamente, mas descongele os alimentos devagar.
  • Nunca volte a congelar um alimento já descongelado.
  • Ao comprar carne ou peixe par congelar, verifique se já não foi congelado antes.
  • Utilize etiquetas nos recipientes com o conteúdo e a data do congelamento. Arrume os alimentos para que os mais antigos fiquem na frente do congelador, para serem usados primeiro.
  • Use os alimentos até 2 ou 3 meses depois de congelar.