Publicado em Alimentação

Alimentos: Alternativas saudáveis aos altos preços

Conteúdo original Mais Equilíbrio

De março do ano passado até março deste ano, os preços dos alimentos chegaram à mesa do consumidor com aumento de de mais de 30%. O IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) revela que os preços subiram 6,34% até março deste ano, contudo, estudos de economistas da Universidade de São Paulo revelam que os preços de frutas, legumes, verduras e alguns cereais, dentre eles, arroz e feijão, acumularam altas de 33,36%.

O preço do tomate, por exemplo, um dos frutos que mais figuravam no prato dos brasileiros, mais que dobrou de preço no período de um ano, com alta de 105,87%. A batata virou outra vilã na alimentação e passou a pesar do bolso, já que ficou 86,51% mais cara.  Com este cenário, fica a dúvida: como driblar a inflação e não faltar alimentos essenciais para manter uma boa nutrição em dia? Se por um lado, comerciantes e feirantes tentam adotar medidas de controle de preços, os consumidores buscam alternativas para não deixar cair a qualidade nutricional dos pratos no dia a dia.

Uma alternativa para substituir frutas que estão caras é optar pelas frutas da estação, como é o caso da goiaba, da ameixa e da uva. E como é possível substituir alimentos caros por aqueles que ofereçam as mesmas vitaminas, minerais e nutrientes por um preço mais em conta?

Laranja pera por…

Manga, melão e kiwi, que, assim como a laranja, são fonte de vitamina C. A vitamina C tem poder antioxidante e é essencial para a saúde dos ossos e dos vasos sanguíneos.

Abacaxi por…

Ameixa, que tem grande quantidade de vitamina C, além das vitaminas do complexo B. Assim como o abacaxi, a ameixa é uma fruta que auxilia na digestão e no trato intestinal.

Tomate por…

Pepino, que apesar de ter um gosto completamente diferente do tomate, tem o mesmo valor nutricional e contém vitamina C. A cenoura, um legume que está mais em conta, pode substituir o tomate como suprimento de vitamina C, vitamina E e betacaroteno.

Abobrinha por…

Abóbora nacional, fonte de fibras, vitamina C e outros nutrientes fornecidos também pela abobrinha.

Batata inglesa por…

Batata doce ou inhame. Assim como a batata inglesa, a batata doce e o inhame são ricos em carboidratos, contudo, a batata doce é ainda mais nutritiva que a inglesa, sendo fonte de cálcio, fósforo, potássio, ferro, vitaminas A, C e E, além das do complexo B.

Anúncios
Publicado em Saúde e Bem-estar

Travesseiros aromáticos para dormir bem

Conteúdo original Mais Equilíbrio

As ervas aromáticas, ou ervas-de-cheiro, são plantas, geralmente de pequeno porte, que apresentam diversas utilizações e propriedades medicinais. Devido à sua composição e funções que desempenham na saúde, as ervas aromáticas são excelentes para a manutenção da saúde e bem-estar. Estudos sugerem que as substâncias fitoquímicas das ervas aromáticas são responsáveis no tratamento e prevenção de diversas dores e doenças crônicas com a sua função terapêutica.

bed-945881_640

Incluir essas plantinhas no dia a dia é uma ótima forma de promover bem-estar, equilíbrio e auxiliar no tratamento de insônia, dores de cabeça, TPM, depressão, ansiedade, entre outras patologias. E uma ótima forma de se deixar levar pelo delicioso aroma terapêutico das ervas é pelos travesseiros aromáticos.

Esses travesseiros terapêuticos possuem excelentes poderes de aromaterapia que agem no físico e na mente durante o sono. É uma ótima alternativa contra os stress, insônia, cólicas, problemas respiratórios e enxaquecas. A mistura de algumas ervas criam um delicado aroma que acalma a mente e traz uma sensação de bem estar, proporcionando um sono tranquilo, relaxante e suave.

pillow-59994_640

O cheirinho pode ser de alfazema, eucalipto, camomila – que são fragrâncias que nos acalmam, nos refazem e são excelentes na hora de dormir. Há também outras ervas que podem ser utilizadas no travesseiro aromático, cada uma de acordo com sua necessidade. Abaixo, as ervas e suas respectivas funções terapêuticas:

Travesseiro de flores de Alfazema – Auxilia no tratamento da insônia, depressão, problemas respiratórios e enxaqueca. Calmante das emoções e da mente.

pillow-706176_640

Travesseiro de flores de Camomila– Ajuda no tratamento da depressão, TPM, insônia, irritabilidade, stress e medo.

Travesseiro de flores de Macela – Auxilia no tratamento da insônia, irritabilidade, stress e problemas digestivos.

Travesseiro de Alecrim – Ajuda no tratamento contra a depressão, desânimo e tristeza.

Como fazer um travesseiro aromático?

lavender-823600_640

Para fazer um travesseiro aromático, você precisará de alguns materiais:
  • Dois quadrados de tecido para costurar
  • Flores secas de camomila/alfazema/alecrim/macela (da sua escolha)
  • Linha e agulha
Com os dois quadrados de tecido, costure três dos lados, formando um envelope. Disponha as flores secas de camomila dentro deste tecido. Costure o quarto lado. Insira dentro da fronha. Retire e descarte quando não houver mais aroma.
Qual você escolheria?
Publicado em Alimentação

Entenda como sua alimentação pode favorecer a fadiga

Conteúdo original de Minha Vida
Por Dr. Roberto Navarro Sousa Nilo Nutrologia CRM 78392/SP

Uma das queixas mais frequentes que tenho escutado no consultório ultimamente é o cansaço, desânimo, indisposição, fadiga, ou como queiram falar.

sad-842518_640

A questão é que muitas condições clínicas podem levar ao aparecimento destes desconfortáveis sintomas, cabendo ao médico neste primeiro degrau descartar as doenças mais graves que cursam com perda progressiva do vigor físico, perda de peso, falta de ar ao realizar um pequeno esforço, pois o tratamento deverá ser instituído o mais rápido possível para que haja a pronta recuperação do paciente. Estão neste grupo as doenças cardíacas, pulmonares, hormonais e o câncer.

Porém, muitas vezes, a fadiga se torna um companheiro quase diário e não há nenhuma doença específica já instalada que a justifique. Entra aí então um possível vilão silencioso: a má alimentação. Os desbalanços nutricionais podem ocorrer sempre que deixamos de lado a busca de uma alimentação balanceada, variada e suficiente em todos os nutrientes que nosso organismo necessita para funcionar e passamos a comer apenas os alimentos com baixo valor nutricional.

woman-918981_640

Devemos ingerir quantidades adequadas de macronutrientes, como carboidratos, proteínas e lipídeos e de micronutrientes, como os minerais e as vitaminas. A oferta de todos estes nutrientes só está garantida quando nos alimentamos de todos os grupos alimentares, como os legumes e verduras, cereais, leguminosas, frutas, óleos e gorduras (as boas), carnes e ovos, leite e derivados.

Aliás, os alimentos foram divididos em grupos justamente por que cada um deles é rico em determinados nutrientes importantes para nossa saúde e se ingerirmos porções adequadas de todos eles no dia a dia provavelmente estamos suprindo nosso organismo em suas necessidades.

salad-dish-844144_640

Respeitando as alergias e intolerâncias alimentares, que nos obriga a excluir determinados alimentos do prato, não há justificativa para excluirmos grupos alimentares específicos, principalmente por modismos ou crendices sem fundamento. Não à toa a raça humana é classificada como “onívora”, ou seja, está adaptada a ingerir alimentos tanto de origem animal quanto vegetal.

Por isso os vegetarianos estritos ficam vulneráveis à deficiência de vitamina B12, que deve ser suplementada neste grupo de pessoas, que aliás, quando deficientes nesta vitamina, também se queixarão de fadiga, cansaço, dificuldade de concentração. Contudo, uma pessoa que só se alimenta de produtos animais e não ingere os vegetais, terá também problemas de saúde por isso. O que vale é o equilíbrio.

watermelon-846357_640

Mas quais os nutrientes específicos, quando pobres na nossa alimentação, geram mais frequentemente o cansaço e a perda de vigor? Sem dúvida o mais frequente é a carência de ferro. Nossos glóbulos vermelhos (hemácias) carregam o oxigênio que respiramos até cada célula do nosso corpo, e o ferro é fundamental neste processo. O oxigênio gera a energia suficiente para que cada célula funcione adequadamente e quando este não consegue suprir todas elas, está instalada a anemia, que certamente causará sintomas como cansaço, desânimo, perda de vigor, dores de cabeça, dores nas pernas, unhas frágeis, queda de cabelo e baixa imunidade, com infecções frequentes.

A anemia ferropriva (por deficiência de ferro) é hoje considerada a carência nutricional mais prevalente no mundo, inclusive no Brasil, e os grupos que correm mais risco em tê-la são as crianças, gestantes, idosos e mulheres com perda sanguínea exagerada na menstruação. O alimento mais rico em ferro de origem animal sem dúvida é a carne vermelha, mas os peixes, aves, ovos e leite (e seus derivados), também são boas fontes.

salad-835441_640

Já as boas fontes de ferro de origem vegetal são as verduras verde-escuras como agrião, rúcula, espinafre, couve e os legumes como o brócolis. Também são boas fontes vegetais de ferro as leguminosas como feijão, ervilha, grão-de-bico, soja, lentilhas e o melaço da cana.

Outra carência nutricional que também gera cansaço, fadiga, dificuldade de concentração, formigamento nas mãos e pés e também desencadeia anemia (megaloblástica) é a deficiência de vitamina B12. Esta importante vitamina cujo nome técnico é cianocobalamina, possui em sua estrutura o cobalto, um elemento químico (metal de transição) que dá estabilidade à hemoglobina, proteína que está dentro dos glóbulos vermelhos e que é responsável pelo transporte do oxigênio até as células.

salad-926809_640

As principais fontes de vitamina B12 são as mesmas dos alimentos que contêm ferro, de origem animal, citadas acima. A vitamina B12 encontrada em fontes vegetais como o trigo germinado e levedo de cerveja parece não trazer a mesma estabilidade à hemoglobina. Os grupos mais vulneráveis à deficiência de vitamina B12 são os alcoólatras, vegetarianos estritos, uso contínuo de medicamentos que diminuem a acidez estomacal, como os antiácidos e o grupo dos bloqueadores da bomba de prótons ( omeprazol e similares ).

As baixas taxas de vitamina D no sangue, o que vêm se mostrando mais frequente na população como se imaginava, também pode ser uma causa de fadiga frequente. Sabe-se atualmente que a vitamina D cumpre muitas funções no organismo muito além de atuar na absorção do cálcio e na saúde óssea, mas não se sabe exatamente qual mecanismo envolvido que desencadeia a sensação de cansaço quando em baixos níveis no sangue, talvez por também ser matéria prima para a produção interna dos hormônios esteróides como a testosterona, progesterona e estrogênio. Se os níveis sanguíneos então da vitamina D ficam baixos, poderá haver menor produção de hormônios esteróides, o que poderá levar a sensação de desânimo e perda de vigor.

bullying-679274_640

Por mais que ingerimos alimentos fontes de vitamina D, dependemos também de um mínimo de exposição à luz solar para transformá-la em sua forma ativa (colecalciferol), sendo recomendado pelo menos 20 minutos duas a três vezes por semana, pelo menos 20 a 30% do total do corpo exposto, por exemplo só as pernas ou só os braços. Boas fontes animais de vitamina D são os ovos, salmão, atum, sardinha, iogurte, fígado bovino e fontes vegetais incluem os cogumelos comestíveis. Ficam vulneráveis à deficiência de vitamina D quem raramente se expõe ao sol e não ingere adequadamente os alimentos fontes. Em alguns casos a suplementação desta vitamina se torna fundamental.

As dietas muito restritivas em valor calórico, como as abaixo de 1.000 calorias, geralmente não suprem a quantidade mínima de vitaminas do complexo B (B1,B2,B3,B5,B6) que têm funções importantes na produção de energia dentro de todas as nossas células. É frequente pessoas que querem perder peso e optam por dietas da moda com grande restrição calórica queixarem de fadiga, queda de cabelo, desânimo e que logo abandonam o método por perda de qualidade de vida.

laborer-709193_640

Do exposto acima fica claro que ainda uma alimentação equilibrada é o melhor caminho para termos qualidade de vida e longevidade com saúde. Continuo insistindo que a melhor dieta é a do bom senso e que saúde não se compra, se conquista. Abraço à todos!

Publicado em Alimentação

Inserindo o abacate à alimentação

avocado-71567_640

Muitas tantas pessoas torcem o nariz para ele pela fama de ser a fruta mais calórica de todas e mais “gordurosa”. Realmente a fruta é bastante calórica, uma fatia de 100g de abacate tem aproximadamente 160 calorias, calorias equivalentes a 1 pão francês. Mas o que poucas pessoas sabem é que o consumo dessa fruta traz benefícios à saúde.

O alto valor calórico do abacate se deve a grande quantidade de gordura presente nele, mas se engana quem pensa que essa gordura faz mal. Ele é uma das principais fontes de gordura monoinsaturada, que ajuda na redução do colesterol e triglicérides, auxiliando na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.

avocado-829092_640

Além disso, é fonte de vitamina E e vitamina A, poderosos antioxidantes que atuam como protetores das células. E minerais como: ferro, potássio, magnésio e cálcio. Outro benefício do seu consumo é que ele pode auxiliar no processo de emagrecimento. Devido ao seu teor de fibras, promove maior saciedade e ajuda no funcionamento do intestino.

Mas alguns cuidados são necessários, principalmente em relação a quantidade. Você não precisa comer o abacate inteiro de uma só vez, coma somente uma fatia pequena e guarde o restante na geladeira. Para retardar a oxidação, guarde-o ainda com o caroço. O ideal é que consuma o abacate puro, mas você pode amassá-lo e acrescentar limão e adoçante, ou ainda preparar uma vitamina com leite desnatado.

green-smoothie-681143_640

Da mesma família do abacate consumido comumente consumido no Brasil, o avocado também é uma fruta bastante saudável e com excelentes propriedades nutricionais. Mas devido ao maior custo, a fruta produzida no Brasil, na sua maioria, é exportada para outros países. O avocado possui muito menos água do que o abacate, o que torna sua polpa mais consistente e possibilita seu uso em saladas e diversos outros pratos salgados.

Abaixo, damos algumas dicas de como consumir e acrescentar o abacate na sua alimentação. Para aprender uma receita de mousse, clique AQUI:

❂ A guacamole é um dos pratos salgados mais conhecidos que utilizam o abacate ou avocado em seu preparo. Acrescente curry para obter um toque indiano; molho quente de feijão ou pasta de chili oriental para criar um prato asiático; ou manjericão, tomate seco, queijo parmesão e pinhão para um sabor italiano.

avocados-386795_640

❂ Amasse uma pequena quantidade de abacate e passe-a como pasta em um sanduíche (feito com pão de grãos integrais, é claro) ou em muffins para baixar a carga glicêmica total do café-da-manhã ou do lanche.

❂ Adicione pedaços de abacate a uma salada para baixar a carga glicêmica do prato. Incrementar saladas com pedaços de abacate também potencializa a capacidade do organismo de absorver os carotenoides saudáveis, como o betacaroteno, presente nas saladas verdes.

salad-926712_640

❂ Faça substituições inteligentes: em vez de colocar queijo no sanduíche, adicione uma fatia de abacate – assim você substituirá gorduras ruins por boas. E em vez de comer queijo como lanche, prefira saborear uma fatia de abacate maduro com gotas de limão.

Fonte das dicas: Seleções
Fonte do conteúdo: Mais Equilíbrio

Publicado em Saúde e Bem-estar

Importância da flexibilidade corporal

yoga-702685_640

Ter flexibilidade é algo essencial para a nossa vida porque está diretamente relacionada à realização de tarefas simples do dia-a-dia, mas o que é ter flexibilidade afinal? Nada mais é do que a capacidade de mexer certas articulações com apropriada amplitude do movimento.

E como conseguir flexibilidade? Pode ser através de exercícios específicos de alongamento muscular em qualquer região do corpo, seja no pescoço, ombros ou até no pulso.

Por que é importante ter flexibilidade?

  • Porque proporciona o aumento da qualidade dos movimentos;
  • Melhora a postura corporal;
  • Melhora a quantidade de movimentos;
  • Previne cardiopatias e outras doenças;

exercise-86200_640

  • Produz sensação de rejuvenescimento;
  • Diminui os riscos de lesões;
  • Melhora as funções respiratórias;
  • Retarda a aparição da fadiga e ajuda na recuperação mais rápida.
  • Quais fatores influenciam na flexibilidade?

Sexo: geralmente as mulheres apresentam maior flexibilidade devido aos tecidos serem menos densos;

Idade: quanto mais idade menor a amplitude dos movimentos. Se iniciado treinamentos desde criança, maiores possibilidades terão de atingir maiores amplitudes;

beach-252698_640

Hora do dia: pela manhã, ao acordar, o corpo apresenta maior resistência aos movimentos de maior amplitude;

Temperatura: com o calor há um relaxamento da musculatura e assim o aumento da flexibilidade, inversamente há uma redução da elasticidade muscular no frio;

Individualidade biológica: pessoas de idade e sexo iguais podem apresentar graus de flexibilidade diferentes.

Veja as dicas para que tudo saia perfeito na hora de fazer seus alongamentos:

stretching-muscles-579122_640

  • não tenha pressa;
  • respeite sempre seus limites;
  • faça aquecimento antes, assim o corpo ficará mais alongado;
  • relaxe os músculos para poder alongá-los;
  • a dor é um alerta que seu organismo lhe manda;
  • a respiração deve se manter normal, não bloqueando o ar durante as posições;
  • observe as modificações que vão ocorrendo na medida em que você incorpora essa prática em sua vida.

“O caminho para uma boa flexibilidade corporal é a realização de alongamentos específicos diários, melhorando assim a qualidade de vida.”

Conteúdo original de Mais Equilíbrio

Publicado em Receitas

Receitas: Sobremesas saudáveis de micro-ondas

brownie-852979_640

Final de semana é um período que a gente tem mais folga para se dedicar àquilo que gosta, não é verdade? Porém, para quem trabalha fora durante toda a semana, a quantidade de tarefas e pendências a serem resolvidas podem tomar todo o tempo livre e suprimir alguns prazeres. Mas, para que você não deixe de aproveitar o há de bom, a gente te ensina duas sobremesas saudáveis e funcionais preparadas rapidinho no micro-ondas.

São dois superclássicos da culinária de gostosuras feitas com chocolate: cookie e brownie. Ambas as receitas são bem práticas e o preparo é mega rápido. É uma ótima carta para se guardar  na manga para aqueles momentos em que você precisa improvisar no belisco para  a visita inesperada ou no lanchinho das crianças, sem pecar no sabor e na qualidade.

Cookie funcional de micro-ondas

O vídeo acima mostra tudo muito bem, mas para todos os casos, você precisar de:

  • 1 colher de sopa de farinha de aveia
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa de adoçante culinário
  • 1 colher de sopa de margarina light
  • 1 gema
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • Chocolate 70% cacau a gosto

Misture bem todos os ingredientes em um recipiente, exceto o chocolate. Após tudo bem misturadinho, acrescente o chocolate picado ou em gotas. Utilize forminhas de silicone para dividir a massa. Apoie as forminhas num prato compatível com micro-ondas e leve-o ao aparelho por 2 minutos, em potência alta. Aguarde 15 minutos para poder desenformar e está pronto!

Brownie saudável de micro-ondas

  • 2 colheres de sopa de farinha de aveia
  • 2 colheres de chá de chia
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa de cacau em pó
  • 1 e 1/2 colher de sopa de margarina derretida (derreta depois que medir)
  • 3 colheres de sopa de leite desnatado
  • 1 colher de café de essência de baunilha
  • 1 castanha do pará picada
  • Chocolate 70% cacau a gosto

Em um recipiente que possa ser levado ao micro-ondas, misture os quatro primeiro ingredientes. Logo depois, adicione a margarina derretida e o leite desnatado e misture novamente. Por final, acrescente a essência de baunilha, a castanha e o chocolate. Misture mais uma vez e leve ao micro-ondas por 2 minutos em potência alta. Desinforme e sirva!

Publicado em Saúde e Bem-estar

Acorde cedo com mais disposição

Conteúdo original de Mais Equilíbrio

O sono atrasado anda atrapalhando seu rendimento? Acordar cedo sem disposição é um problema de muita gente. Mas hábitos saudáveis e inteligentes podem mudar totalmente o quadro e, assim, logo de manhã, você pode começar o dia já concentrada e animada para os compromissos do dia.

alarm-clock-590383_640

Mantenha uma hora certa para dormir e acordar, pois isso ajuda a regular o seu relógio biológico. Ao dormir mais tarde do que o costume, você desregula o cronograma natural do seu organismo, impedindo de que você consiga acordar cedo e bem.Não precisa exagerar e ser sempre pontual, mas manter uma rotina ensina o corpo a ter uma frequência.

Um fator que ajuda bastante a regular o sono é a luz, já que o corpo tem funções diferentes à noite e durante o dia. Portanto, o sol é um excelente indicador para o corpo que está na hora de acordar. Então abra a janela de manhã, pois a claridade ajuda a “dizer” ao organismo que já é dia.

Ao invés de dormir com cortinas ou persianas, que bloqueiam totalmente a passagem da luz matutina, experimente deixar a janela do quarto liberada para a entrada do sol antes mesmo de ir para a cama.

bedroom-405920_640

E antes de dormir, relaxe! Não é recomendado praticar atividades muito estimulantes. Substitua a televisão, internet, videogame por uma leitura leve ou uma música relaxante. Se não for domir, saia da cama! Ao se enrolar nela e não tiver esse objetivo, o corpo não reconhece mais que lá é um local de dormir, o que pode dificultar a chegada do sono à noite.

A alimentação também influencia no sono. Bebidas estimulantes como café, chá verde, preto e chocolate devem ser evitadas. Mas você pode consumi-los pela manhã, já que a cafeína, por exemplo, melhora a memória.

Conheça também o seu cronotipo, ou seja, você é uma pessoa matutina ou vespertina? Prefere se levantar e dormir mais cedo ou despertar e ir para a cama mais tarde? A maior parte das pessoas é flexível, pode se habituar a acordar cedo. Mas saber qual é sua tendência com certeza ajuda a conhecer melhor o próprio corpo.

park-bench-771653_640

Aproveite um período de férias ou e perceba a que horas, sem a privação de sono, o corpo sente necessidade de dormir e acordar, quantas horas você precisa para acordar bem, observando assim como o organismo se comporta.

Aprenda a usar o despertador

Aposente de uma vez o despertador com a função “soneca”, que apita depois de alguns minutinhos. Você pensa que engana o relógio, mas quem é feito de bobo é o seu corpo. O sono fracionado perde a qualidade e pode fazer você se sentir ainda pior ao longo do dia. A melhor forma de dizer para seu corpo que está na hora de acordar, é levantar logo, sem enrolações.