Tag: rápida

Receita: pipoca doce (com e sem açúcar)

Quem não gosta de uma pipoca para acompanhar aquela sessão de cinema em casa ou mesmo para uma maratona de séries? Na verdade, nem precisa ter motivo para comer pipoca não, é?! Ainda mais na versão doce, crocante e saborosa. Ela cai bem em qualquer momento do dia e até mesmo como um adicional para sobremesas.

E até quem tem restrições para açúcares pode consumir a pipoca doce em uma versão mais natural, a base de fruta, que vamos ensinar também. É de fácil execução e bem rápida. Não é preciso nenhum instrumento especial e é possível de ser feita mesmo por quem não tem nenhuma intimidade na cozinha.

Cada um tem um jeito de estourar a pipoca, mas prefiro a forma super light, sem óleo, feita direto no micro-ondas usando apenas um saco de pão. Você pode reaproveitar o saco de pão francês de papel (desde que esteja limpinho, sem furos ou rasgos e sem marcas de gordura) ou comprar em quantidade em lojas de embalagens (ou pegar a mais na padaria ou supermercado).

Faz assim: coloque 1/2 xícara de milho no saco de pão limpo e dobre a boca na diagonal, de forma a impedir que os milhos escapem, mas ao mesmo tempo deixando um pequeno espaço para a saída de vapor. Finque bem, para segurar a dobra quando começar a estourar. Dobrando por completo também dá certo, você pode experimentar e ver de que forma funciona melhor nos eu micro-ondas – já que cada um tem uma potência e tamanho.

Programe por 2 minutos e 30 segundos em potência alta. Fique atento nas primeiras vezes para adequar o tempo exato ao seu aparelho. O sinal de que já está pronta é quando os intervalos dos estouros são maiores do que 3 segundos. Aí é só servir, salgada ou doce, de acordo com o gosto do freguês.

A primeira versão doce é a comum, que fica vitrificada, transparente e com a casquinha crocante:

Pipoca Doce sem caramelizar

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • 4 colheres de sopa de água.

Estoure a pipoca como preferir, pode ser conforme ensinamos acima e reserve. Numa panela de fundo fino, alta e larga (que lhe permita mexer a pipoca para misturar a calda sem derramar), coloque o açúcar e a água e misture. Leve ao fogo baixo/médio, sem mexer e deixe até formar uma caldinha mais espessa (deve demorar uns de 5 a 7 minutos). Quando atingir o ponto, abaixe o fogo e vá misturando as pipocas estouradas. Desligue o fogo e termine de incorporá-las à calda. Não demore muito para não esfriar e endurecer na panela. Feito o processo, transfira as pipocas para um prato de vidro ou alguma outra superfície que não grude. Espere de 2 a 3 minutos para esfriar e formar a casquinha crocante e pronto! É só se acabar nessa felicidade.

Pipoca Doce caramelizada

 

  • 1/2 xícara de chá de milho de pipoca
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de água

A caramelizada segue o mesmo princípio da outra, o que muda é a proporção de água e o manuseio do açúcar. Estoure as pipocas e reserve. Numa panela, coloque o açúcar  em fogo baixo e mexa, de vez em quando, até que comece a formar um caramelo (ficar amarronzado e espesso). Aqueça as 3 colheres de sopa de água no micro-ondas, por 20 segundos e reserve. Quando o açúcar estiver derretido e mudado de cor por completo, adicione a água aos poucos e vá mexendo para incorporar ao caramelo. Espere alguns minutos para encorpar e quando estiver em ponto de calda, misture as pipocas estouradas. Desligue o fogo, misture bem até que todas estejam bem caramelizadas e deixe esfriar.

Pipoca Doce sem açúcar

Receita de Menu Vegano

  • ¼ de xícara de milho de pipoca;
  • 1 colher de sopa de óleo de girassol;
  • 1 receita de calda de maçã sem açúcar.

Em uma panela grande coloque o óleo de girassol e o milho de pipoca. Leve ao fogo baixo com a panela tampada até que os grãos estourem e a freqüência do barulho dos estouros diminua. Após apagar o fogo, deixe a panela fechada por mais alguns minutos, para que os últimos grãos estourem. (Essa é a indicação da receita original, mas você pode estourar no micro-ondas, de acordo com a nossa sugestão, dá certo do mesmo jeito, tá?!)

Em outra panela, prepare a CALDA DE MAÇÃ:

  • 2 xícaras de suco integral de maçã

Para preparar o SUCO INTEGRAL DE MAÇÃ, basta bater 2 maçãs com casca no liquididicador, ou mixer, com água, numa quantidade em que fique um suco grosso e atinja as 2 xícaras, não precisa coar, apenas bater bastante para ficar homogêneo.

para fazer a calda, leve o suco de maçã ao fogo alto e deixe ferver por cerca de 10 minutos, mexendo uma vez ou outra. Quando estiver um pouco escuro e com alguma espuma, abaixe o fogo e deixe continuar fervendo até alcançar o ponto desejado (como o da foto).

Depois, despeje a pipoca pronta dentro da panela com a calda de maçã ainda bem quente e mexa bem. Prontinho, pipoca doce supernatural sem açúcar e com um toque de maçã. Se você ainda quiser dar um toque gourmet, pode acrescentar canela na calda ou salpicar um tiquinho por cima da pipoca já pronta. Delícia!

Receita: panqueca salgada de aveia, sem farinha e sem óleo

DSC01796

Sabe quando bate aquela vontade de fazer um almoço diferente, uma receita gostosa, mas não tem todos os ingredientes em casa? Aí, sem querer desistir da gostosura, você sai procurando alternativas possíveis com o que você tem à mão?! Pois é! Foi exatamente isso que aconteceu aqui em casa e que, felizmente, me levou à essa massa de panqueca deliciosa a base de aveia.

É uma receita bem leve e supersaudável. Não leva nada nada de farinha de trigo, nem óleo, como a maioria das panquecas mais tradicionais. A grande vantagem, além de evitar a farinha branca, que é a grande vilã das dietas e de quem busca eliminar a barriguinha, é aliar as propriedades da aveia a um alimento versátil, prático, e ainda enganar o paladar de quem não é muito fã desse farináceo.

A alquimia original é do blog Menu Criativo, porém eu dei meu toque pessoal na combinação, acrescentando um dentinho de alho para saborizar. Isso porque tive receio de a aveia deixar um traço de sabor mais forte, o que seria bem estranho pra mim, pois costumo relacionar aveia a mingau e a preparações doces (mente limitada, talvez). Mas pode fazer sem medo, que com recheio e molho não tem nem como dizer que é de aveia, fica realmente muito gostoso.

Panqueca de Aveia

DSC01797

Rende 6 panquecas

  • 1 xícara de chá aveia em flocos (finos, grossos, pode ser farinha de aveia também)
  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá leite (integral, desnatado ou vegetal)
  • 1 dente de alho (tamanho médio)
  • 1 pitada de sal

O básico: bata tudo no liquidificador por uns 2 ou 3 minutos, até que a veia esteja bem incorporada no leite e vire uma massinha líquida, porém grossinha, espessa. Prepare em frigideira aquecida antiaderente. Cada panqueca equivale a uma concha cheia de massa. Espalhe por completo na frigideira e deixe dourar em fogo baixo dos dois lados. Quando começar a aparecer bolhinhas ou estiver com uma aparência mais seca por cima, está na hora de virar.

DSC01795

O recheio e o molho ficam a sua escolha. As minhas foram frango desfiado bem temperadinho e molho vermelho simples. Você pode fazer com carne de vaca, de porco, com ricota, legumes, presunto e queijo, calabresa e acompanhar com molho rose, branco, de iogurte, agridoce… enfim, o que a criatividade permitir! É uma ótima pedida pro domingão, heim. E, pra melhorar, que tal servir com a batatinha palha caseira que já ensinamos AQUI?! Huuuummm… Bom apetite!

Receita: Salada de trigo em grão

DSC01765

Quem faz dieta ou leva uma vida saudável, sabe que para não cair na mesmice ou enjoar do trivial, é preciso inovar e abusar da criatividade. Repaginar os pratos já tradicionais é uma saída inteligente. Incrementar também deve fazer parte da preparação dos alimentos. E renovar é exatamente a proposta dessa salada de trigo.

E não é preciso fechar a cara não. Para quem não está familiarizado ou imagina algo estranho ao pensar em comer trigo, não é preciso se preocupar. Para a salada, ele é utilizado cozido e o sabor é imperceptível. Porém, sua contribuição nutritiva é incontestável.

food-4509_640

“É um alimento indicado para ser consumido no dia a dia, pois contribui para uma boa digestão e para a manutenção da boa forma, ajuda a espantar a insônia e a ansiedade, aumenta a capacidade de concentração e a disposição física, reduz o risco de doenças coronárias, mantém a flora intestinal saudável, controla os níveis de colesterol, entre outros benefícios.”

Fonte: Guloso e Saudável

A receita não tem segredo. É uma ideia aberta, que pode ser adaptada conforme seu gosto. A base é o trigo, mas você é quem decide os complementos. Por exemplo, para uma versão mais refinada, a salada pode ser composta, além do trigo, por rúcula, tomate seco e muçarela de búfala. Ou então, numa opção mais simples, com almeirão, tomate, cenoura e cebola.

Mas, não se desespere! Se você não souber como combinar ou não tiver um conceito formado do que fazer, segue a nossa sugestão, bem colorida, que é sucesso certo. A partir daí, você pode se sentir mais seguro e ir montando do seu jeito, a seu gosto.

Salada de Trigo em Grão

DSC01764

  • 100 gramas de trigo cozido
  • 1 xícara de chá de repolho verde fatiado
  • 1 xícara de chá de repolho roxo fatiado
  • 1 cenoura ralada fina
  • 1 tomate picado
  • ½ pimentão verde fatiado
  • Cheiro verde a gosto (foi usado salsa e cebolinha)
  • 1 xícara de chá de frango desfiado
  • Limão, azeite e sal para temperar, a gosto

Para cozinhar é simples: basta colocar a proporção de 1 xícara do grão com 6 xícara de água na panela de pressão. Acrescentar sal a gosto e cozinhar por 30 minutos, mais ou menos. Depois é só escorrer e usar.

Fonte: Donas no Fim de semana

O preparo é superfácil. Basta misturar todos os ingredientes e temperar a sua maneira. O único cuidado é usar o trigo frio, depois do cozimento, espera esfriar direitinho e misture, sem medo de ser feliz.

DSC01766

Para encurtar o tempo de cozimento, você pode deixar o trigo de molho, por umas 4 horas antes, ou mesmo de um dia para o outro, na geladeira. Dessa forma, o período de pressão cai para 10-15 minutos.

Sopinhas para esquentar e saciar

pumpkin-soup-508772_640

Nada como um banho quente e uma comidinha gostosa para relaxar e espantar o friozinho, não é? Por isso, selecionamos três receitas fáceis e com ingredientes simples para aquecer seu final de semana!

São sopas rápidas, a base de legumes e vegetais, sem carnes. Mas, você pode aproveitar a ideia e incrementar do jeito que preferir. Elas podem ser servidas no esquenta da balada, num jantar informal ou na ceia. Aprenda:

Sopa de Legumes

  • 1 colher de sopa de óleo
  • 2 cebolas picadas
  • 2 cenouras cortadas em cubo
  • 1 pimentão verde sem sementes picado
  • 1 pimentão vermelho sem sementes picado (se não achar, não tem problema, faça sem)
  • 1 abobrinha cortada em cubos
  • 1 batata média picada em cubinhos
  • 1 xícara de chá de tomates sem sementes picados
  • 2 tabletes de caldo de legumes
  • 2 litros de água
  • Ramos de salsa

Numa panela, esquente o óleo me fogo alto. Junte a cebola, a cenoura, o pimentão, a abobrinha, a batata e o tomate. Cozinhe por 8 minutos, mexendo sempre. Então, coloque os tabletes de caldo de legumes e a água. Deixe ferver até que os legumes estejam bem macios. Sirva decorada com os ramos de salsa.

Creme de Cenoura

  • 4 xícaras de chá de cenouras em cubinhos
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 talos de salsão em cubinhos
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de chá de casca de laranja ralada
  • 3 xícaras de chá de água quente
  • 1 xicara de chá de leite desnatado
  • Sal a gosto

Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola, o alho, o salsão e a cenoura. Junte a água fervente e cozinhe por 10 minutos. Acerte o sal. Espere esfriar um pouco, adicione o leite, metade de casca de laranja e bata no liquidificador até virar um creme homogêneo. Volte esse creme para a panela e cozinhe por mais 5 minutos. Sirva salpicada com o restante da casca de laranja.

Sopa de Agrião

  • 4 xícaras de chá de agrião picado com os talos
  • 3 batatas médias raladas e escorridas
  • 4 colheres de chá de requeijão cremoso light
  • 1 e 1/2 tablete de caldo de galinha
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Dissolva o caldo de galinha em 2,5 litros de água fervente. Adicione o agrião e a batata e deixe ferver por 12 minutos. Bata essa mistura no liquidificador. Coe com uma peneira grossa. Sirva e despeje o requeijão com uma colher, sem misturar. Decore com raminhos de agrião.