Tag: regular

Frutas que ajudam a perder a barriga

Depois de aproveitar o fim de semana, comer aquela bela massa e se esbaldar nas sobremesas, chega a hora de acordar do sonho da fartura e correr atrás de estratégias para continuar mantendo o corpo saudável e livre das gorduras indesejadas. Uma ótima, e simples, manobra para emagrecer e eliminar a barriguinha é consumir diariamente frutas que auxiliam nesse objetivo, como morango, pera e melancia. Quer saber por quê?

fruits-82524_640

Elas contém menos calorias do que é necessário gastar em sua digestão e também possuem fibras e outras propriedades que ajudam o corpo a “secar”. Maravilhoso, não?! Ainda mais se você fez e se acabou naquele bolo incrível de chocolate que gente ensinou. (Se você ainda não viu essa receita, clique AQUI agora!)

Recomenda-se comer 1 porção de frutas à cada refeição, totalizando 5 ou 6 porções por dia. Preferencialmente, deve-se ingerir de 2 a 3 frutas diferentes por dia, seguir uma dieta hipocalórica, ou seja, de baixo teor calórico, e associar sua rotina à prática regular de exercícios físicos, assim, consegue-se emagrecer com saúde e equilíbrio.

1. Morango (45 calorias em 100 g)

strawberry-629180_640

O morango ajuda a emagrecer pois contém calorias negativas e além disso, é rica em ferro e em vitamina C, sendo um bom anti-inflamatório natural.

2. Banana (entre 87 e 120 calorias)

Rica em triptofano, tira o desejo de comer doces e sacia a fome. O numero de calorias depende do tipo e do tamanho da fruta. A banana, quando consumida antes da atividade física, diminui o risco de cãibras, por ser rica em potássio. Ela também é ótima para o café da manhã, pois diminui a fome ao longo do dia. Assada no forno ou no micro-ondas com alguns cravos da índia transforma-se em uma ótima sobremesa.

3. Pera (em média 85 calorias por unidade)

pear-351333_640

A pera ajuda a emagrecer porque é rica em fibras, que ajudam a melhorar o trânsito intestinal e reduzir a fome. Ela ainda ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue. Assadas com canela também são uma excelente sobremesa que, além de deliciosa, ajuda a emagrecer.

4. Melancia (24 calorias em 100 g)

Contém calorias negativas e é diurética, auxiliando no combate ao inchaço. A melancia ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, abaixa a pressão arterial e é considerada um alimento afrodisíaco.

5. Kiwi (46 calorias em 100 g)

kiwi-610483_640

Dentre os benefícios do kiwi estão o combate à prisão de ventre e a capacidade de saciar o apetite. Ele também é rico em vitamina C e tem função diurética.

6. Maçã (81 calorias em 170 g)

A maçã auxilia no emagrecimento por ser rica em antioxidantes, regular os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajudar na digestão. Assada com canela ou cravo da índia, ela mantém-se com poucas calorias, é deliciosa e torna-se uma sobremesa muito nutritiva.

7. Mamão (85 calorias em 100 g)

ripe-papaya-320840_640

Diurético e rico em fibras, facilita a eliminação das fezes e combate a barriga inchada. O mamão é ótimo para ajudar no controle da diabetes e aliviar os sintomas da gastrite. Uma fatia de mamão picado com 1 potinho de iogurte natural é uma ótima opção para o lanche da manhã.

8. Limão (22 calorias por unidade)

É diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e deixa a pele mais viçosa. Tomar uma xícara de chá da casca de limão diariamente é uma ótima forma de consumir a fruta sem açúcar e aproveitar todos os seus benefícios. O limão também ajuda a reduzir o colesterol e o açúcar no sangue.

9. Abacaxi (52 calorias em 100 g)

pineapple-627290_640

O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Combate a retenção de líquidos e deixa a cintura mais fina. Quem não gosta do sabor ácido do abacaxi pode experimentá-lo assado no forno com canela em pau.

Uma boa dica para economizar na compra de frutas durante todo o ano é acompanhar o calendário sazonal. Dessa forma, você pode pagar mais barato por produtos que são da estação ao invés de gastar mais com aqueles fora de época. Veja AQUI #ficaadica

Fonte e conteúdo informativo: Blog da Loris

Suor e malhação – esse esforço regular pode salvar a sua vida

Fonte: Science Daily
Tradução livre de autoria do blog

A atividade física que te faz inchar e suar é fundamental para evitar a morte prematura, segundo descobriu um grande estudo australiano com adultos de meia-idade.

Os pesquisadores acompanharam 204.542 pessoas em mais de seis anos e compararam aqueles que se engajaram em uma única atividade moderada (como natação poucas vezes na semana e tênis social) com aqueles que praticaram pelo menos alguma atividade vigorosa (como corrida e ginástica aeróbica).

Eles descobriram que o risco de mortalidade para os adeptos de exercícios vigorosos foi entre 9 a 13 por cento mais baixo do que aqueles que apenas fizeram atividade moderada.

“Os benefícios da atividade vigorosa são aplicados a homens e mulheres de todas as idades, independentemente da quantidade total de tempo gasto fazendo atividades”, disse o autor principal do estudo, Klaus Gebel, do Centro de Prevenção de Doenças Crônicas da James Cook University.

Já o co-autor da pesquisa, Melody Ding, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Sydney, disse que atividades que exigem mais força e empenho do praticante devem ser mais fortemente incentivada em diretrizes clínicas e de saúde pública. Pois, “os resultados mostram que sendo ou não obeso, tendo ou não doença cardíaca ou diabetes, se você consegue fazer alguma atividade vigorosa, isso pode lhe oferecer benefícios significativos para a longevidade.”

A Organização Mundial de Saúde – e as autoridades de saúde de países como os Estados Unidos, Reino Unido e Austrália – aconselha que os adultos devem acumular pelo menos 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade vigorosa por semana.

“A orientação permite que as pessoas escolham o nível de intensidade do exercício, ou uma combinação de níveis, considerando dois minutos de exercício moderado o equivalente a um minuto de atividade vigorosa”, disse Ding. “Pode não ser uma troca de dois-para-um simples, que é a base das orientações atuais”, disse ela. “Nossa pesquisa indica que incentivar atividades vigorosas pode ajudar a impedir mortes evitáveis ​​em idades prematuras.”

O estudo classificou os participantes em três grupos: os sedentários, aqueles mantinham 30 por cento ou mais de atividade em nível vigoroso e aqueles que relataram sempre manter o nível vigoroso.

A taxa de mortalidade para os que relataram ter até 30% atividade vigorosa foi 9% mais baixa do que os que não mantêm nenhuma atividade nessa intensidade. Já para aqueles cuja rotina de exercício era vigorosa por mais de 30% do tempo, a taxa de mortalidade foi reduzida em 13%.

Então, quem deve obter se exercitar assim e quanto precisa fazer? “Nossa pesquisa indica que mesmo pequenas quantidades de atividade vigorosa pode ajudar a reduzir o risco de morte prematura”, disse Gebel. Para aqueles com restrições médicas, idosos em geral e quem nunca fez qualquer atividade intensa ou exercício é sempre importante conversar com um médico primeiro. “Estudos anteriores indicaram que o treinamento intervalado (HIIT), com tiros de maior esforço, também é viável às pessoas mais velhas, incluindo os que estão obesos ou acima do peso.”

Referência:
Klaus Gebel, PhD,; Ding Ding, PhD; Tien Chey, Mappstats; Emmanuel Stamatakis, PhD,; Wendy J. Brown, PhD; Adrian E. Bauman, PhD. Effect of Moderate to Vigorous Physical Activity on All-Cause Mortality in Middle-aged and Older AustraliansJAMA Internal Medicine, April 2015 DOI:1001/jamainternmed.2015.0541