Tag: relógio

Tomtom Runner 3: conheça a nova linha de relógios esportivos

A TomTom lançou nesta semana uma nova linha de relógios esportivos com GPS: O Runner 3. Os modelos chegam equipados com a função inédita de exploração de rotas, na qual você pode fazer o upload de percursos inexplorados pelo site MySports diretamente para o seu relógio.

Além disso, toda vez que você pegar a estrada, seu rastro no GPS será mostrado na tela do relógio, ajudando-a a encontrar o caminho de volta. A ideia é garantir mais confiança ao consumidor que deseja explorar novos rumos, já que ele saberá o percurso da ida e da volta. As rotas ainda poderão ser facilmente compartilhadas com os amigos após uma corrida.

“Ao lançar esta nova função de exploração de rotas a TomTom quer inspirar os corredores a obterem ainda mais do seu treinamento, aumentando as distâncias com confiança e explorando rotas novas e empolgantes”, disse Júlio Quintela, diretor de Marketing e Vendas para a América Latina.

Além da novidade, o Runner 3 monitora o número de passos, calorias, distância, tempo de atividade e até o sono. Em modo de esporte, oferece informações para corrida, natação, ciclismo, bike indoor e ginástica. Em cada uma das opções você tem acesso a estatísticas importantes para o seu treino como tempo, distância, velocidade, ritmo e calorias queimadas.

O Runner 3 também ganhou novas pulseiras, mais finas e com uma grande variedade de cores, e chegará ao mercado em quatro diferentes versões:

  • TomTom Runner 3;
  • TomTom Runner 3 Music (com leitor de música embutido);
  • TomTom Runner 3 Cardio (com monitor de frequência cardíaca embutido);
  • TomTom Runner 3 Cardio + Music (com monitor de frequência cardíaca embutido e armazenamento de até 500 músicas).

A linha custará a partir de R$ 999.

Conteúdo Women’s Health Brasil
Fotos de divulgação

Seis dicas para adaptar o corpo ao horário de verão

Conteúdo original MSN

As horas a menos para descansar durante o horário de verão geram um desgaste natural, acentuado pela adaptação inicial ao relógio. Uma pesquisa conduzida por laboratórios de cinco países sul-americanos, incluindo mais de 9.250 pessoas do Brasil, mostrou que 46% da população sente algum tipo de desconforto com o começo do horário de verão. “Entre os distúrbios resultantes da mudança estão a dificuldade para dormir e a consequente sonolência pela manhã”, afirma o fisioterapeuta e especialista em fisiologia da Universidade Guarulhos (UnG), Renato Costa.

sunset-913350_640

Quando a rotina muda, não importante se no começo ou no fim do horário de verão, seu ciclo biológico é alterado e o organismo não consegue se preparar. Resultado: você acorda cansado e não consegue render no trabalho e na escola. Há ainda mais riscos de acidentes de trânsito e no trabalho. Os perigos só desaparecem cerca de duas semanas depois, quando o corpo já teve tempo de se acostumar aos novos horários. Por outro lado, tem gente que atravessa a estação inteira com problemas. Para sofrer menos com o horário de verão, siga as dicas do fisioterapeuta:

1 Mantenha o ritmo mais leve

Relaxe no dia em que o horário de verão entra em vigor, evitando indisposição. Pegar leve nos exercícios, realizar atividades que acalmem, como ioga, por exemplo, é uma saída.

2 Não exagere nas refeições

meal-932985_640

Faça refeições mais leves, que não exijam muito esforço do seu organismo para a digestão.

3 Durma mais

Tente ir para a cama duas horas mais cedo do que o habitual. Provavelmente, você não vai pegar no sono imediatamente, mas o clima calmo prepara o corpo para o descanso.

4 Não perca tempo

Deixe todas as suas coisas arrumadas para o dia seguinte, evitando perder tempo ou passar nervoso antes de sair de casa na segunda-feira.

5 Aproveite para descansar

read-515531_640

Até sentir que seu organismo está acostumado com a mudança, recuse os convites para sair e voltar tarde demais para casa. No dia seguinte, acordar pode ser muito complicado.

6 Organize seus horários

Pelo menos na primeira semana do horário de verão, fixe horários para todas as suas atividades e tente respeitá-los ao máximo. Isso evita distúrbios de apetite (como fome fora de hora) e um cansaço exagerado.

Acorde cedo com mais disposição

Conteúdo original de Mais Equilíbrio

O sono atrasado anda atrapalhando seu rendimento? Acordar cedo sem disposição é um problema de muita gente. Mas hábitos saudáveis e inteligentes podem mudar totalmente o quadro e, assim, logo de manhã, você pode começar o dia já concentrada e animada para os compromissos do dia.

alarm-clock-590383_640

Mantenha uma hora certa para dormir e acordar, pois isso ajuda a regular o seu relógio biológico. Ao dormir mais tarde do que o costume, você desregula o cronograma natural do seu organismo, impedindo de que você consiga acordar cedo e bem.Não precisa exagerar e ser sempre pontual, mas manter uma rotina ensina o corpo a ter uma frequência.

Um fator que ajuda bastante a regular o sono é a luz, já que o corpo tem funções diferentes à noite e durante o dia. Portanto, o sol é um excelente indicador para o corpo que está na hora de acordar. Então abra a janela de manhã, pois a claridade ajuda a “dizer” ao organismo que já é dia.

Ao invés de dormir com cortinas ou persianas, que bloqueiam totalmente a passagem da luz matutina, experimente deixar a janela do quarto liberada para a entrada do sol antes mesmo de ir para a cama.

bedroom-405920_640

E antes de dormir, relaxe! Não é recomendado praticar atividades muito estimulantes. Substitua a televisão, internet, videogame por uma leitura leve ou uma música relaxante. Se não for domir, saia da cama! Ao se enrolar nela e não tiver esse objetivo, o corpo não reconhece mais que lá é um local de dormir, o que pode dificultar a chegada do sono à noite.

A alimentação também influencia no sono. Bebidas estimulantes como café, chá verde, preto e chocolate devem ser evitadas. Mas você pode consumi-los pela manhã, já que a cafeína, por exemplo, melhora a memória.

Conheça também o seu cronotipo, ou seja, você é uma pessoa matutina ou vespertina? Prefere se levantar e dormir mais cedo ou despertar e ir para a cama mais tarde? A maior parte das pessoas é flexível, pode se habituar a acordar cedo. Mas saber qual é sua tendência com certeza ajuda a conhecer melhor o próprio corpo.

park-bench-771653_640

Aproveite um período de férias ou e perceba a que horas, sem a privação de sono, o corpo sente necessidade de dormir e acordar, quantas horas você precisa para acordar bem, observando assim como o organismo se comporta.

Aprenda a usar o despertador

Aposente de uma vez o despertador com a função “soneca”, que apita depois de alguns minutinhos. Você pensa que engana o relógio, mas quem é feito de bobo é o seu corpo. O sono fracionado perde a qualidade e pode fazer você se sentir ainda pior ao longo do dia. A melhor forma de dizer para seu corpo que está na hora de acordar, é levantar logo, sem enrolações.