Tag: respiração

Como a meditação pode melhorar suas viagens

Como a meditação pode melhorar suas viagens

Quando se trata de mindfulness (atenção plena) e meditação, você pode pensar que leva anos de treinamento – ou uma jornada espiritual – para obter quaisquer benefícios. Mas a essência da prática é, na verdade, bastante simples, e suas técnicas podem trazer um pouco de alívio para muitas situações estressantes, incluindo viagens.

“Estamos falando de uma espécie de versão um pouco mais sofisticada do conselho que sua mãe lhe deu, quando você era criança, de ‘respirar fundo'”, disse Dan Harris, co-âncora do programa Nightline, da ABC, e Good Morning America , que é o autor de dois livros sobre mindfulness e meditação.

“Você não precisa acreditar em nada. É um exercício muito simples e secular para o seu cérebro”, continuou Harris, cujo o aplicativo de smartphone e recurso de podcast “10% mais feliz” guiou meditações.

De acordo com a mais recente Pesquisa Nacional de Entrevistas de Saúde, adultos americanos estão meditando mais do que nunca, sendo 14% dizendo que praticaram no ano passado, bem acima dos 4,1% em 2012. Dado que um efeito conhecido da prática da atenção plena é a redução do estresse e da ansiedade, os viajantes podem se beneficiar.

“Há uma forte pesquisa que mostra que a meditação pode melhorar a saúde mental”, disse a Dra. Megan Jones Bell , chefe de ciências do aplicativo de meditação Headspace. “A meditação pode ajudar-nos a aprender a estar mais presentes, a ver a nós mesmos e aos outros a partir de uma nova perspectiva e a abordar a vida de maneira mais engajada e pacífica. Isso tudo pode ser muito útil durante qualquer parte de nossas vidas e especialmente durante a viagem.”

Aqui estão algumas maneiras pelas quais praticar a atenção plena pode tornar suas viagens menos estressantes e mais agradáveis.

Seja pelo medo de voar ou em se preocupar em perder sua próxima conexão, muitas pessoas sentem ansiedade ao viajar.

“Nós não podemos controlar se o avião está atrasado, ou se a nossa bagagem se perder, ou o tráfego na estrada, e a meditação e a atenção plena nos permitem aprender a aceitar os desconhecidos, e até mesmo abraçá-los”, disse a Dra. Bell.

Primeiro, concentrar-se na sua respiração pode ser um longo caminho. Se voar é uma experiência particularmente estressante para você, o Sr. Harris sugere que reserve alguns minutos para isso antes da decolagem, esteja você esperando para embarcar ou afivelando o cinto em seu assento.

“Apenas sintonizar a sua respiração ou mesmo respirar profundamente traz benefícios fisiológicos, enviando mensagens para o sistema nervoso parassimpático como um: ‘OK, relaxe, tudo está bem’, disse ele.

A ideia é considerar o seu pensamento nervoso de uma perspectiva diferente. “Você percebe que, ‘sim, isso é apenas o estado mental de preocupação, e eu posso me libertar disso, mesmo que seja apenas por um segundo, de modo que ele não me possua completamente'”, disse Harris.

Texto traduzido e adaptado de NY Times
Fotos Pixabay

Ioga do sono

Conteúdo original Bons Fluídos

A Ioga Nidra (que quer dizer sono, em sânscrito) induz ao relaxamento profundo. “Qualquer pessoa pode fazer. Basta deitar no tapete, no colchão ou em qualquer outra superfície plana e uniforme, desde que não seja muito mole”, orienta Márua Roseni Pacce, professora de ioga e terapeuta corporal do Núcleo Yoga Ganesha, de São Paulo. Para conseguir um resultado melhor, ela recomenda gravar uma fita com o seguinte roteiro, lido pausadamente e ouvido antes de deitar:

  1. Inspire pelas narinas e expire pela boca, observando a entrada e a saída do ar. Aos poucos você irá se desligando, notando apenas que o ar que entra pelas narinas é fresco e que o que sai pela boca é quente.

  2. Agora concentre-se no seu abdômen. Note como fica inflado pelo ar, como uma bexiga cheia. Deixe o ar sair devagar. Faça uma pausa. Repita os movimentos de respiração.

  3. Crie uma frase curta, que expresse seu desejo. Pode ser algo como “Durmo feliz”. Repita-a  três vezes.

  4. Passe então a fazer o que os iogues chamam de rodízio de consciência, pensando em diferentes pontos do corpo enquanto seu umbigo sobe e desce com a entrada de ar. Lado direito, polegar direito, palma da mão, pulso direito, cotovelo direito, ombro, axila, coxa direita, joelho…

  5. Passe alguns minutos concentrando sua atenção aos mesmos pontos do lado esquerdo do corpo. Continue percebendo a respiração do abdômen.

  6. Faça uma contagem regressiva de 27 até um, respirando pausadamente. Ao final, você estará em um relaxamento profundo.

Exercícios para dobrar sua atenção

Conteúdo original Bons Fluídos 

A prática pode ser aplicada a qualquer atividade – no trabalho, dirigindo, comendo, andando – basta estar concentrado nesse propósito. Conheça alguns exercícios extraídos do livro The Miracle of Mindfulness: A Manual on Meditation, do monge vietnamita Thich Nhat Hanh.

Lavando a louça: faça isso relaxadamente, como se cada panela, garfo, copo, fosse um objeto de contemplação. Inspire e expire profundamente e controle sua respiração para evita que a mente se distraia. Não tente acelerar o ritmo para terminar a tarefa mais cedo, lavar os pratos é meditação. Se você não consegue lavar os pratos com consciência plena, tampouco pode meditar em silêncio.

Preparando o chá: faça cada movimento lentamente, com plena consciência dele. Perceba que sua mão levanta o bule pela asa, que você está despejando o chá perfumado na xícara. Siga cada passo com atenção. Respire suavemente e de forma mais profunda que o habitual. Controle sua respiração caso sua mente tenda a se distrair. Sirva com gentileza aos amigos ou saboreie-o sozinho, sentindo o cheiro, a temperatura, etc.

7 passos para começar a meditar

Conteúdo original Mais Equilíbrio

buddha-1284619_960_720

Já está comprovado que a meditação tem a capacidade de transformar a vida de uma pessoa e fazer com que ela realmente descanse. Uma pesquisa realizada na Universidade da Califórnia e publicada na revista Translational Psychiatry afirma que um período de práticas de meditação promove o relaxamento por tempo mais prolongado que o mesmo período de férias.

Os coachs e escritores Bruno Gimenes e Patrícia Cândido, autores da obra “Conexão com a Prosperidade” e fundadores da instituição espiritual Luz da Serra, ensinam os 7 passos iniciais que devem ser dados para começar a meditar. “Para níveis avançados, é importante procurar instrutores, mas qualquer um pode iniciar o processo de meditação com essas práticas”, explica Bruno.

Segundo Patrícia, a meditação pode ser um desafio no começo. “O segredo é não desistir e colocar a prática como parte do seu dia a dia”, completa.

meditation-1287207_960_720

1– Escolher um bom local:

Segundo os escritores, a escolha do local influencia diretamente no processo de meditação. “O local ideal vai ser aquele em que você consiga se conectar com você mesmo, que não sofra interrupções e o principal, em que você se sinta confortável”, explica Patrícia. Bruno conta que, caso não seja possível criar um cantinho para meditação em casa, pode ser um espaço dentro do próprio quarto, por exemplo. “Velas, plantas e incensos são bem-vindos”.

2– Determinar uma posição confortável:

O segundo passo é definir uma posição realmente confortável para permanecer imóvel por algum tempo. “O ideal é estar sentado, então a dica é usar uma almofada firme para ter mais estabilidade”, explica Bruno, que alerta para evitar sentar-se na própria cama.

incense-stick-405899_960_720

3- Garantir silêncio

Mesmo que algumas pessoas consigam se concentrar com barulhos ao redor, o ideal é manter um ambiente silencioso. “Para entrar em estado de relaxamento, tome um banho quente, e em seguida desligue o celular e aparelhos eletrônicos”, sugere Patrícia.

4- Concentrar-se na respiração

Segundo os especialistas, é necessário focar-se completamente na respiração para afastar os pensamentos. “Crie uma percepção da sua respiração, sinta o ar entrando e saindo dos seus pulmões, respirando de forma lenta”, ensina Bruno. Patrícia ensina que, quando pensamentos vierem à mente, basta voltar a se concentrar na respiração. “Você pode imaginar inspirar a pureza e expirar as tensões, e assim esse processo de concentração vai, aos poucos, conduzir a mente ao estado de meditação”.

buddha-649056_960_720

 5- Mantenha o hábito de fazer os exercícios

Como a meditação é algo muito próprio de cada um, o importante, segundo os especialistas, é manter a prática e ir moldando-a conforme for evoluindo. “Existem meditações guiadas e não guiadas, e a escolha depende de cada pessoa”, explica Patrícia. A escritora conta que os iniciantes podem se sentir mais confortáveis na primeira opção. “Também existem mantras, que são os sons sagrados da tradição budista, e que têm o poder de criar encantamentos e atrair as melhores vibrações”, explica, destacando que existe a possibilidade de criar um mantra próprio.

6- Acalmar a mente

Bruno conta que a meditação tem como principal objetivo o de silenciar e acalmar a mente, e esse é o grande ponto de partida para as transformações internas capazes de combater a ansiedade, insônia e outros sintomas da vida moderna. “Com tantos estímulos externos, acabamos nos esquecendo da possibilidade de nos desligar e entrar em contato com nosso mundo interior”, destaca. Assim, as primeiras tentativas de meditação deverão ser interrompidas por diversos pensamentos que virão à tona. “Sempre que eles surgirem na mente, retorne sua atenção para o seu propósito e foque naquele momento, pois os seus problemas estarão lá quando você terminar, e você estará em melhor estado para poder resolvê-los. E quanto mais você fizer esse exercício, mais fácil será da próxima vez”, completa Patrícia.

girl-1246238_960_720

7- Voltar devagar 

Assim que o período de meditação acabar, Bruno conta que não se deve levantar rapidamente. “Após fazer o exercício, retome sua respiração normal e calmamente abra seus olhos”, ensina. Segundo Patrícia, deve-se encerrar a meditação com o sentimento de gratidão ou uma oração que mentalize todos os seres humanos e a natureza. “Mexa braços e pernas devagar, alongue-se e aos poucos vá voltando à sua rotina”.  Após seguir todos os passos, os especialistas contam que basta colocar a meditação na rotina. O ideal é que começar meditando por cerca de 10 a 15 minutos por dia, e passar para 30 minutos após um mês. Eles destacam que a prática regular é transformadora: melhora a facilidade de se concentrar e de se desvencilhar do turbilhão de pensamentos que ocorre ao longo do dia.

5 Poses de Yoga que toda mulher precisa saber

Conteúdo original Mais Equilíbrio

A prática de yoga pode ser um mecanismo essencial de suporte emocional e físico, propiciando o aumento da força física, mas também melhorando fatores psíquicos, como coragemsabedoria, equilibrando seus pensamentos e ações em qualquer situação que você se encontre, até mesmo nas mais angustiantes ou estressantes.

Você não precisa saber todas as posições praticadas nessa atividade, contudo, algumas posições específicas são suficientes para oferecer inúmeros benefícios da yoga em sua vida diária. Mas essas 5 poses a seguir são muito benéficas às mulheres, e podem ser feitas por conta própria nos momentos em que você sentir que precisa reestabelecer sua energia.

1. Virabhadrasana II (guerreiro II)

Esta posição é uma forma de invocar a sua deusa interior. Ela potencializa sua força interior e sua sabedoria. Algumas técnicas de respiração mais profunda usadas nessa posição ajuda você a se conectar profundamente com seu eu interior, tornando-a mais corajosa e mais sábia!

2. Utkata Konasana (pose da deusa)

As palavras Utkata Konasana significam “poderoso ou feroz”, o que é exatamente o que essa postura oferece. Essa posição da yoga ajuda a libertar as suas frustrações, encontrar a sua força, e proporciona uma explosão de energia através de todo o seu corpo, coração e mente.

Para aliviar a tensão, você pode combinar essa posição com uma respiração mais profunda, inspirando e expirando quantas vezes precisar.

3. Bhujangasana (cobra)

Além de ajudá-la a sentir o amor, essa postura irá fortalecer e melhorar a flexibilidade das costas e tonificar o abdômen.

4. Vrksasana (pose da árvore)

Essa postura ajuda a tonificar as pernas, fortalecer os pés e joelhos, e melhorar a estabilidade, além de restaurar o seu equilíbrio.

5. Supta Baddha Konasana (pose da deusa reclinada)

Funciona como uma cura profunda para o seu corpo, mente, coração e alma. Essa postura também irá alongar os músculos da virilha, joelhos e a parte interna das coxas, e o melhor de tudo: ajudar a aliviar os sintomas da menstruação e de estresse leve.

Importância da flexibilidade corporal

yoga-702685_640

Ter flexibilidade é algo essencial para a nossa vida porque está diretamente relacionada à realização de tarefas simples do dia-a-dia, mas o que é ter flexibilidade afinal? Nada mais é do que a capacidade de mexer certas articulações com apropriada amplitude do movimento.

E como conseguir flexibilidade? Pode ser através de exercícios específicos de alongamento muscular em qualquer região do corpo, seja no pescoço, ombros ou até no pulso.

Por que é importante ter flexibilidade?

  • Porque proporciona o aumento da qualidade dos movimentos;
  • Melhora a postura corporal;
  • Melhora a quantidade de movimentos;
  • Previne cardiopatias e outras doenças;

exercise-86200_640

  • Produz sensação de rejuvenescimento;
  • Diminui os riscos de lesões;
  • Melhora as funções respiratórias;
  • Retarda a aparição da fadiga e ajuda na recuperação mais rápida.
  • Quais fatores influenciam na flexibilidade?

Sexo: geralmente as mulheres apresentam maior flexibilidade devido aos tecidos serem menos densos;

Idade: quanto mais idade menor a amplitude dos movimentos. Se iniciado treinamentos desde criança, maiores possibilidades terão de atingir maiores amplitudes;

beach-252698_640

Hora do dia: pela manhã, ao acordar, o corpo apresenta maior resistência aos movimentos de maior amplitude;

Temperatura: com o calor há um relaxamento da musculatura e assim o aumento da flexibilidade, inversamente há uma redução da elasticidade muscular no frio;

Individualidade biológica: pessoas de idade e sexo iguais podem apresentar graus de flexibilidade diferentes.

Veja as dicas para que tudo saia perfeito na hora de fazer seus alongamentos:

stretching-muscles-579122_640

  • não tenha pressa;
  • respeite sempre seus limites;
  • faça aquecimento antes, assim o corpo ficará mais alongado;
  • relaxe os músculos para poder alongá-los;
  • a dor é um alerta que seu organismo lhe manda;
  • a respiração deve se manter normal, não bloqueando o ar durante as posições;
  • observe as modificações que vão ocorrendo na medida em que você incorpora essa prática em sua vida.

“O caminho para uma boa flexibilidade corporal é a realização de alongamentos específicos diários, melhorando assim a qualidade de vida.”

Conteúdo original de Mais Equilíbrio

Técnicas de relaxamento: veja exercícios para fazer em casa

Texto de Marianna Feiteiro
Conteúdo original de Bolsa de Mulher

candle-807247_640

Com o ritmo de vida acelerado e a crescente demanda por soluções rápidas, tanto no trabalho quanto em casa, é comum que nosso corpo e mente se encontrem em um constate estado de alerta. Isso provoca estresse, ansiedade, nervosismo e, muitas vezes, insegurança e sentimento de frustração, fatores que acabam prejudicando nossa saúde física e emocional.

Ter um momento de “fuga” desta rotina é importante para não abusar do corpo e continuar enfrentando as questões do dia a dia sem comprometer o bem-estar. As técnicas naturais de relaxamento, como automassagem e exercício de respiração, podem contribuir muito para isso. “É essencial que em todos os dias da sua vida haja um momento dedicado somente a você. Dez minutos já fazem toda diferença após um dia cansativo e estressante, ou até mesmo podem te preparar para enfrentar melhor este dia”, afirma a especialista em Naturologia Camila Zomer, de São Paulo.

sleep-835468_640

Segundo ela, não existe local ou horário específicos para a realização dos exercícios: eles podem ser feitos em casa, no trabalho ou até mesmo no carro, durante o trânsito. “O importante é que você esteja totalmente entregue e focada no momento de cuidar de si mesma, ciente de que é uma prática de amor próprio e que você merece muito isso. Caso não tenha tido tempo, transforme o banho nesse momento relaxante usando um sabonete aromatizado ou, antes de dormir, realize as respirações profundas na cama”, recomenda.

Porém, se você preferir criar um ambiente especial para seu momento de relaxamento, escolha um cômodo confortável e tranquilo. Os exercícios podem ser feitos ao som de músicas de meditação ou em silêncio, como preferir. Apague as luzes e acenda velas aromáticas para iluminar o ambiente. “O corpo sintetiza a melatonina, hormônio do sono, quando estamos em locais escuros e calmos”, explica Camila.

Exercício de respiração

wellness-589775_640

É uma técnica simples e eficaz que pode ser feita em qualquer lugar.

1. Sente-se confortavelmente no chão ou em uma cadeira, mantendo a coluna ereta.

2. Os olhos podem ficar abertos ou fechados, como achar mais relaxante.

3. Inspire o ar lentamente, contando até 10.

4. Segure o ar no pulmão por 5 segundos.

5. Expire, contando novamente até 10.

6. Repita a sequência 7 vezes. Com o tempo, aumente gradativamente o número de repetições.

“A respiração profunda reduz a frequência cardíaca, melhora a oxigenação das células do corpo e cérebro, libera a tensão muscular, torna os pensamentos mais claros e traz sensação de calma e paz”, enumera a especialista.

Técnicas de automassagem

hand-506754_640

Feita por você mesma ou outra pessoa, a massagem é capaz de liberar tensões e relaxar. A seguinte técnica pode ser aplicada nos braços, mãos, pernas e pés.

1. Aplique um pouco de creme ou óleo nas mãos para facilitar o deslizamento.

2. Braços e pernas: realize movimentos de deslizamento da extremidade para o tronco, com a mão em forma de bracelete. A pressão pode ser mais ou menos forte, o importante é que seja agradável.

3. Mãos e pés: realize deslizamentos com a polpa do polegar em 5 linhas imaginárias que partem da ponta dos dedos e vão em direção ao punho ou calcanhar.

4. Faça pelo menos 5 repetições de cada movimento.

A massagem também pode ser feita com o auxilio de uma bola de tênis. Neste caso, não use óleo ou creme.

1. Segure a bolinha na palma da mão aberta, encaixando-a.

2. Faça movimentos circulares ou de vai e vem nos braços, pernas, mãos e pés.

3. Para massagear as costas, sente-se no chão e prense a bolinha de tênis contra a parede, usando as costas. Movimente o corpo todo para que a bolinha deslize. Esta massagem pode ser feita sobre a roupa.

“O toque traz sensação de acolhimento, e os movimentos ativam a circulação sanguínea e linfática, eliminando toxinas e nutrindo as células. A massagem também alivia dores musculares, articulares e cólicas e diminui o ritmo cardíaco e respiratório, reduzindo o estresse e a ansiedade”, explica Camila.

Para potencializar os efeitos relaxantes destas técnicas, aposte também em chás fitoterápicos e óleos essenciais.

Serviço:
Camila Zomer – especialista em Naturologia: (11) 9-7644-0115 / camila.zomer@naturologos.com.br