Tag: sobremesa gelada

Receita: Mousse fácil super leve

Gente, Dia das Mães sem um docinho gostoso para caramelizar a boca dessa mulher incrível que te trouxe à vida não é um domingo digno. E esse é pra comer sem culpa, sem desculpa e sem rancor no coração, porque é super leve e do bem, pra manter as mamães lindas e gostosas (sim! o tempo muxiba já passou, meu bem! Aceite, que dói menos!).

DSC01565

É uma receita minha de mousse, desenvolvida para matar aquela vontade de doce, com sabor de doce mesmo, durante a dieta (que é eterna e vai muito bem, obrigada!). Ela é feita a base de gelatina, então pode de qualquer sabor, de acordo com o seu gosto pessoal. Fiz de maracujá e cereja e ambas ficaram divinas.

Como fiz duas receitas, com dois sabores, pude testar com os produtos mais baratos e também os mais populares do mercado e o resultado foi impecável nas duas situações. Então, pode comprar a gelatina e os outros ingredientes mais em conta sem medo, porque vai dar certo.

DSC01569

Vamos lá? É fácil, rápida, gostosa e não parece sobremesa light/ diet. Eu só usei ingredientes magros: desnatados, light e sem açúcar. Mas, se você não tiver nenhuma restrição, pode usar os produtos integrais e com açúcar, tá? Os ingredientes são:

  • 1 pacote de gelatina sem açúcar com sabor a seu gosto
  • 1 e ½ colher de sopa de leite em pó desnatado
  • 1 colher de sopa de creme de leite light
  • 1 pote de iogurte desnatado
  • Adoçante a gosto (pode ser mel, adoçante sintético ou açúcar)

Prepare a gelatina conforme a instrução da embalagem e leve à geladeira em um único recipiente. Deixe gelar até que fique em ponto de clara, ou seja, mais firme do que líquido, mas ainda assim mole. Nesse ponto da foto:

DSC01555

ATENÇÃO: É importante prestar atenção e deixar nesse ponto, porque mais líquido que isso dá errado e a mousse fica bifásica, separando a parte cremosa da gelatinosa – nada atrativa. Não dou um tempo exato, pois isso depende da potência de cada geladeira. A minha (daquelas antigas dos anos 90) demora umas 2 horas. Creio que as mais modernas gelem em bem menos tempo. E esse é o único trabalho que você vai ter com essa sobremesa.

DSC01557

Com a gelatina no ponto de clara, despeje-a no liquidificador e junte todos os demais ingredientes. Bata bem, por uns 3 minutos, até que tudo esteja bem homogêneo. Quanto mais você bater, mais ar será agregado à mousse e mais aerada ela vai ficar. Você pode, e deve, experimentar a mistura para saber se o doce está a seu gosto, acerte se achar necessário. E está pronto! Basta despejar em tacinhas individuais ou num refratário e deixar gelar por uns 30 minutinhos e servir!

Fica com essa textura (de nuvem que derrete na boca):

DSC01570

E passa muito bem por uma “mousse gorda”. Quaisquer outras alterações diferentes dessas já comentadas, só testando. Pode ser que funcione fazer de chocolate, usando a gelatina sem sabor e acrescentando chocolate em pó na hora de bater no liquidificador. Mas eu não fiz, não testei, então, não garanto.

Dá pra fazer, não dá? Então sai desse computador e corre pra cozinha! Afinal, as mães, e os pães também (pais que são mães e pais), merecem!

Receita: Mousse Fit de Abacate com Alfarroba

Essa receita é daquelas que enganam nossos olhos e nos incentiva a consumir frutas que talvez não nos animássemos em comer in natura.

É uma falsa mousse, super saudável e muito saborosa, a base de abacate, que leva leite, mel e alfarroba (ou cacau). Daquelas sobremesas que, ao abrir a geladeira, você nem lembra que é feita com fruta e não pensa duas vezes antes de atacar. E, sendo o abacate um fruto cheio de propriedades nutricionais, essa receita cai muito bem para complementar a alimentação da criançada, sem sofrimento, com sabor e sustento.

avocado-71567_640ground-315407_640

A alfarroba

Um ingrediente diferente aqui é a alfarroba, uma espécie de versão mais benéfica do cacau. Originalmente, ela é um tipo de vagem, como a baunilha, que se torna pó após o processo de trituração e torra da polpa.

alfarroba em vagem

O que a fez ter tanto destaque como uma alternativa ao cacau são seus menores índices de açúcar e gordura:

Enquanto o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba possui 0,7% de gordura e um alto teor de açúcares naturais (sacarose, glicose e frutose), em torno de 38 a 45%. (Fonte: Mundo da Alfarroba)

Outra vantagem é a ausência de estimulantes presentes no cacau, como a cafeína e a teobromina. A alfarroba não contém glúten e é rica em fibras naturais, o que auxilia na absorção de gorduras e na proteção da mucosa do intestino. Além de conter nutrientes importantes para o funcionamento do organismo, como as vitaminas A, B1 e B12, cálcio, magnésio, ferro e possuir alto poder antioxidante.

Opinião pessoal: o sabor lembra uma mistura de café com chocolate, sendo o sabor mais puxado pro café. Sabe? O paladar não lembra muito o chocolate não, é mais forte e mais marcante, mas bem saboroso também. Comprando a granel, não paguei muito mais caro do que o cacau em pó não. Na verdade, saiu até mais barato. Claro que não é preciso comprar a alfarroba apenas para fazer essa receita. Ela também dá certo tanto com o cacau, quanto com o chocolate em pó (use o que tiver em casa ou o que for mais rentável pro bolso, tá?). Toda essa menção é para que você saiba que existe, do que se trata e que possa experimentar conscientemente quando tiver oportunidade.

A receita

  • 1 abacate médio (tamanho um pouco maior que a mão)
  • 3 colheres de sopa de mel
  • 3 colheres de sobremesa de alfarroba em pó (pode ser cacau ou chocolate em pó, 2 colheres de sopa)
  • 100 ml de leite desnatado (pode ser integral também, mas aí perde o rótulo de fit, pelo fato de o leite integral conter gordura)

Bata tudo do liquidificador (o leite, o mel, a polpa do abacate e a alfarroba [ou cacau ou chocolate]). Divida em potinhos individuais, coloque por 20 minutos na geladeira e sirva a seguir.

Tatiane Lima - Direitos reservados

Rendeu esses três bowls, de tamanho médio, de 10 cm de diâmetro por 5 cm de altura. Ou seja, mais de dez colheradas generosas nessa porção.

Mesmo quem não gosta de abacate não deve deixar de provar. Perde totalmente o gosto e, se você não sabe o que é, nem imagina que tenha abacate aí no meio.

Faça e venha contar se ficou bom!

Mousse de chocolate que só leva água

Domingo é aquele dia gostoso, de reunir a família, comer bem e, para completar, pede uma sobremesa bem delícia, rápida e fácil.

Por isso, a receitinha de hoje é uma mousse de chocolate, que só usa chocolate em barra e água! E o segredo do sucesso é o choque térmico que o chocolate leva durante o preparo.

Esse método é uma invenção do físico e químico francês Hervé This, que se dedica à pesquisa em gastronomia molecular.

Hervé This, o inventor dessa técnica incrível

Para a receita, você vai precisar de:

  • 150g de chocolate picado (pode ser amargo ou ao leite)
  • ½ xícara (chá) de água
  • Cubos de gelo

Prepare um vasilhame com gelo e separe outro recipiente que caiba e possa ser apoiado sobre esse gelo, sem o perigo de transbordar.

Separe os recipientes antes

 

Coloque a água numa panela pequena e leve ao fogo médio. Quando começar a surgir pequenas bolinhas, junte o chocolate picado e desligue o fogo. Mexa, misturando, até derreter todo o chocolate.

Mexa até dereter

Depois, transfira esse chocolate para o recipiente e o coloque sobre o vasilhame com gelo. Mexa com um fouet até o chocolate engrossar e ficar nesse ponto (isso demora mais ou menos 4 minutos):

DSC01340DSC01342

Sirva em taças ou potinhos de sobremesa e reserve na geladeira, por uns 20 minutos, para atingir uma consistência mais firme.
Caso aconteça de passar do ponto e endurecer demais, volte a mistura ao fogo até derreter e repita todo o processo.

DSC01344

Depois, é só alegria!
Bom apetite!