Tag: sopas

Confira dicas para seguir uma alimentação saudável no inverno

Conteúdo original Revista Suplementação

Com a chegada do inverno e, consequentemente, das temperaturas mais baixas do ano, o organismo gasta mais energia para aquecer o corpo e neutralizar a diferença climática. A consequência disso é que as pessoas sentem mais fome durante essa estação. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbomempresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, deixar de consumir saladas e frutas, diminuir a ingestão de água e incluir ingredientes calóricos na alimentação, são algumas práticas erradas, porém comuns durante o período.

“O consumo excessivo de alimentos mais gordurosos por conta do frio pode aumentar o colesterol e o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de causar o aumento de peso”, alerta. A especialista ainda destaca que, pelo fato de serem frescas, muitos acabam deixando as frutas e verduras de lado. “As frutas e hortaliças são fontes de minerais e vitaminas, o que é importante para o bom funcionamento do sistema imunológico e prevenção da gripe, resfriado e problemas respiratórios, muito comuns na estação”. Uma dica da nutricionista é utilizar a criatividade como, por exemplo, colocar raspas de limão nas preparações.  “Já os legumes podem ser cozidos no vapor ou refogados e temperados com ervas frescas”, complementa.

Para a prevenção de doenças, Cyntia lembra que o mel pode contribuir para elevar a imunidade. “O mel, além de combinar com o inverno, é um dos produtos que fortalecem o sistema imunológico e a resistência do organismo, além de fornecer energia ao corpo. Ainda é um excelente antisséptico e antibiótico”. A consultora da Superbom também destaca que, por motivos óbvios, o consumo de bebidas quentes aumenta no  inverno. O café é consumido em grande quantidade. Porém, as pessoas nem sempre conhecem os malefícios que a bebida pode trazer à saúde. “O café é um estimulante que pode causar dependência similar à de drogas. O produto ainda agrava problemas de saúde como a gastrite, especialmente em pessoas idosas. Por conta disso, recomendamos o consumo de produtos alternativos, como a cevada, que tem um sabor semelhante, mas sem nenhuma contraindicação”.

Para a nutricionista, as sopas podem ser ingeridas sem medo contanto que sejam feitas com legumes. Os caldos também são boas opções, mas para incorporar o alimento, a orientação é utilizar inhame, batata doce ou mandioca em detrimento  da batata. “Eles são digeridos mais lentamente pelo organismo e isso traz várias vantagens, como não elevar tanto os índices glicêmicos e dar sensação de saciedade por mais tempo”.

Por fim, mas não menos importante, está a realização de atividades físicas, em conjunto com os hábitos alimentares adequados e saudáveis.  “O frio potencializa a vontade de ficar em casa em baixo do cobertor em vez de ir à academia. Portanto, tenha foco, força de vontade e estabeleça uma rotina de exercícios para que o metabolismo do corpo não desacelere. Assim, os indesejados quilinhos a mais podem ser evitados durante o inverno”, conclui Cyntia.

Fonte: Cyntia Maureen

Pimenta caiena confere sabor aos pratos e benefícios à saúde

fruit-210106_960_720

Conteúdo original Dicas de Mulher

Quem procura seguir uma alimentação saudável certamente já está acostumado a consumir pimenta. Isso porque, além de dar um toque picante aos alimentos e ser utilizada na culinária de diversos países do mundo, essa especiaria é bastante conhecida pelos benefícios que pode oferecer à saúde e, também, por ter efeito termogênico.

De uns tempos para cá, porém, um tipo de pimenta tem ganhado destaque especial: a pimenta caiena. Mas, o que ela tem de diferente? Quais benefícios pode oferecer? Como consumi-la? Essas são dúvidas bastante comuns.

paprika-671959_960_720

Karina Valentim, nutricionista da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição, explica que a pimenta (Capsicum Frutensces L.) é composta por mais de 200 variedades, e uma delas é o tipo Caiena, originário da cidade de Caiena, na Guiana Francesa.

“As pimentas do gênero Capsicum são conhecidas por apresentarem um grau de ardência maior do que as pimentas do gênero Piper – popularmente conhecidas como pimenta do Reino”, destaca a nutricionista.

Vermelha, a pimenta caiena também pode ser chamada de “pimenta de caiena” ou “pimenta de cayenne” – variação que se deve ao nome da cidade de Caiena (Cayenne), na Guiana Francesa.

A pimenta é muito utilizada na culinária de diversos países, como Índia, Estados Unidos e México, e tem ganhado bastante atenção no Brasil, sendo ingrediente, inclusive, de muitas receitas saudáveis.

Benefícios da pimenta caiena

spice-1080938_960_720

1. Tratamento de doenças

Karina explica que, na medicina tradicional chinesa e indiana, a pimenta caiena tem sido utilizada para o tratamento de artrite, reumatismo, dores de estômago, erupções cutâneas, dentre outras aplicações. “Estas aplicações terapêuticas estão relacionadas com o teor de capsaicinoides, compostos fenólicos e carotenoides presentes nas pimentas”, diz.

2. Prevenção de doenças

Karina destaca que vários glicosídicos diterpenos isolados a partir da pimenta caiena exibiram efeitos anti-hipertensivos,o que pode estar relacionado com a prevenção da hipertensão.

“Entre os fitoquímicos presentes nesta pimenta, os polifenóis merecem uma menção especial: alguns estudos epidemiológicos têm demonstrado uma possível correlação entre a ingestão dietética de polifenóis da pimenta e a prevenção de estados de doença, incluindo câncer, doenças cardiovasculares e distúrbios neurovegetativos. Porém ainda são poucos estudos realizados em humanos”, acrescenta a nutricionista Karina.

pepper-1128547_960_720

Outros estudos , segundo Karina, têm mostrado que capsaicina em cultivares de pimenta caiena poderia agir inibindo o crescimento in vitro da bactéria Helicobacter pylori, responsável por muitos casos de gastrite e ulcera gástrica.

3. Auxílio da digestão

“De acordo com relatos da medicina chinesa e ayurvédica, a utilização da caiena auxilia na digestão, uma vez que estimula a produção da saliva e as enzimas proteolíticas no estômago”, destaca Karina.

4. Propriedades antioxidantes, descongestionantes e anti-inflamatórias

Michelle Inforçatti Rodrigues, nutricionista da clínica Dr. Família, destaca que a capsaicina presente na pimenta confere a ela propriedades antioxidantes, descongestionantes e anti-inflamatórias.

5. Auxílio no emagrecimento

chili-1028634_960_720

Ainda devido à presença da capsaicina, a pimenta caiena promove aumento do ritmo cardíaco e melhora a circulação sanguínea. Além disso, tem poder termogênico. “Pois o organismo tem mais dificuldade em digerir e, com isso, gasta mais energia, induzindo o metabolismo a acelerar mais”, explica Michelle.

“Dessa forma, ela auxilia na perda de peso e queima de gordura se o seu consumo for associado a uma alimentação saudável, equilibrada, fracionada e à prática regular de atividade física”, acrescenta a nutricionista Michelle.

Como consumir a pimenta caiena

A pimenta caiena é encontrada em pó, in natura ou cápsulas. “A melhor forma de consumo é a mais natural possível, adicionando em alimentos e preparações do dia a dia, dando assim mais sabor e agregando propriedades funcionais aos alimentos”, diz Karina.

paprika-671961_960_720

Mas não adianta achar que, para usufruir dos benefícios que a pimenta caiena pode oferecer, basta consumi-la eventualmente. Michelle destaca que é necessário consumi-la regularmente e sempre associada a uma alimentação saudável e equilibrada e à prática regular de atividade física.

“Não há quantidade máxima estipulada, o consumo varia de pessoa para pessoa, mas é preciso tomar cuidado, pois o excesso pode causar insônia ou dor de cabeça”, acrescenta Michelle.

chili-664635_960_720

Karina explica que a pimenta caiena pode ser utilizada em pequenas doses (pitadas) em preparações do dia a dia, molho de salada, para temperar carnes e peixes, ou até mesmo para consumir em sopas, caldos e sucos. “Alguns especialistas em medicina tradicional ayurvédica indicam o consumo junto com chás”, diz.

A nutricionista Michelle destaca que os benefícios da pimenta podem ser obtidos se ela for consumida de diversas formas: “podemos adicioná-la ao recheio da tapioca, a temperos de vários pratos como de carnes, frangos, peixes, arroz e omeletes ou fazer geleia. Adicionada ao chá verde ou de gengibre intensificamos ainda mais seu efeito termogênico”, exemplifica.

Para eliminar as toxinas, sopas detox

Com o clima mais ameno e as temperaturas mais baixas a gente acaba comendo um pouquinho a mais mesmo, né? São tantas guloseimas gostosas, fondue, chocolate, doces juninos… Por isso, desintoxicar também faz parte do calendário de inverno! E, para espantar o frio, a maneira mais gostosa de limpar o corpo é com sopas detox!

parsley-791806_640

Não é muito mais prático? Aliar a delícia de tomar uma bela sopa com o cuidado de expulsar as toxinas do organismo, mantendo-se aquecido e saudável, com tudo funcionando direitinho. Mas, para evitar abusos, vale lembrar que o blog está cheio de receitinhas do bem. Pode explorara a vontade!

1 Sopa Detox de Batata-doce e Lentilha

soup-570922_640

  • 2 xícaras de chá de batata-doce em cubos
  • 1 e ½ dente de alho amassado
  • 1 cebola pequena ralada
  • 1 abobrinha picada em cubos
  • 3 xícaras de chá de lentilha cozida
  • 1 xícara de chá de salsa picada
  • 1 xícara de chá de agrião picado
  • 1 colher de chá de castanha-do-pará picada
  • Água fervente
  • 1 colher de sopa de azeite extra virgem
  • Sal e cúrcuma a gosto

 Aqueça o azeite em uma panela funda. Refogue o alho, a cebola, a abobrinha e a batata-doce. Acrescente a água fervente até cobrir todo os legumes. Cozinhe até ficar al dente. Retire do fogo e deixe amornar. Bata no liquidificador. Coloque a mistura de volta na panela, junte a salsa, a lentilha, sal e cúrcuma, deixe aquecer. Acrescente o agrião e polvilhe com a castanha e sirva.

2 Sopa de Mandioca e Brócolis vegetable-753291_640

  • 4 pedaços médios de mandioca
  • 1 brócolis americano pequeno, separado em buquês
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 e ½ dente de alho amassado
  • 1 cebola pequena ralada
  • 2 colheres de sopa de salsa picada
  • Água fervente
  • 1 xícara de chá de tofu em cubos (pode ser um queijo magro)
  • Sal, pimenta rosa, linhaça triturada e gergelim preto a gosto

Aqueça um pouco do azeite em uma panela funda. Refogue o alho, a cebola, o brócolis, a mandioca e a salsa. Acrescente a água fervente até cobrir todos os ingredientes. Cozinhe até ficar al dente. Retire do fogo e deixe amornar. Bata no liquidificador. Coloque a mistura de volta na panela, adicione o sal e aqueça. Em uma frigideira aqueça o restante do azeite e grelhe o tofu. Sirva a sopa com o tofu e polvilhe com pimenta, linhaça e gergelim.

3 Sopa de Couve, Abóbora e Grão-de-bicochickpea-390706_640

  • 1 xícara de chá de couve-manteiga em tiras finas
  • 3 xícaras de chá de abóbora em cubos
  • 3 xícaras de chá de chuchu em cubos
  • 1 e ½ dente de alho amassado
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 cebola roxa de tamanho pequeno ralada
  • 3 xícaras de chá de grão-de-bico cozido
  • 1 colher de café de semente de chia triturada
  • 1 colher de chá de amêndoas em lascas (opcional)
  • Água fervente
  • 1 colher de sopa de ervas finas (alecrim, tomilho, sálvia, manjericão)
  • Sal, pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto

Aqueça o azeite em uma panela funda e refogue o alho, a cebola, a abóbora, as ervas e o chuchu. Junte a água fervente até que cubra todos os legumes, deixe cozinha até ficar al dente (não deixe os legumes ficarem mole demais). Retire do fogo e deixe amornar. Bata no liquidificador. Volte a mistura à panela e acrescente o grão-de-bico, pimenta, sal e noz-moscada. Aqueça um pouco. Sirva acrescentando a couve, semente de chia e amêndoa.

4 Sopa de Inhame com Espinafre

 leek-791805_640

  • 5 inhames médios
  • 1 xícara de chá de espinafre picadinho
  • 1 cebola média picada
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de linhaça dourada
  • 1 colher de café de cubinhos de gengibre
  • 1 colher de café de sal
  • 1 colher de chá de tomilho e alecrim triturados
  • 200 ml água

Refogue a cebola e o alho em uma panela antiaderente. Acrescente a água, o inhame (sem a casca) e o gengibre. Deixe cozinhar até inhame ficar bem macio. Amasse o inhame na própria água de cozimento, com auxílio de um garfo ou espremedor de batatas. Acrescente o espinafre, acerte o sal e ferva por mais 2 minutos, até as folhas amolecerem. Coloque a  linhaça e sirva.

5 Sopa Verde Detox

brussels-sprouts-22009_640

  • 50g de repolho verde picado
  • 2 folhas de couve-manteiga em tiras finas
  • ½ xícara de chá de salsinha picada
  • 1 colher de sopa de gengibre ralado
  • 100g de brócolis ninja em buquês
  • 1 colher de sopa de óleo de coco
  • 2 talos de salsão
  • 100g de couve-flor
  • 1 chuchu em cubinhos
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola pequena ralada
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • Água fervente

Refogue em uma panela funda o alho, a cebola, o gengibre e o salsão no óleo de coco. Junte o repolho, a salsinha, a couve, o brócolis, a couve-flor e o chuchu e cubra com a água fervente. Cozinhe até ficar al dente (não deixe os legumes ficarem mole demais). Retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Bata no liquidificador. Coloque a mistura novamente na panela, acrescente o sal e a pimenta-do-reino e leve ao fogo para esquentar. Sirva.

Receitinhas para aquecer: cremes lights

O outono chegou e se instalou com tudo. Com o clima geral, a vontade que dá é de todo dia ficar quentinho na cama, só comendo coisas gostosas e aproveitando a preguiça. Mas, como nem tudo é perfeito e a batalha é diária, o negócio é pular da cama, ir à luta e deixar para descansar no final do expediente. A comidinha gostosa a gente garante com duas receitas de creme light de beterraba e ervilha, super fáceis de fazer.

Os cremes de legumes e vegetais são uma ótima opção de prato quente para os dias mais friozinhos. Além de nutritivos, são leves e ajudam a manter o corpo aquecido, sem pesar, promovendo aquela sensação gostosa de relaxamento.

Essas duas receitas são práticas, lights e rápidas de preparar. Olha só:

Creme rosado

  • 2 xícaras de chá de leite desnatado
  • 1 tablete de caldo de legumes dissolvido em ½ copo de água quente
  • 2 xícaras de chá de beterraba picada cozida
  • 1 colher de sopa rasa de maisena
  • Salsinha a gosto picada

A beterraba pode ser cozida no micro-ondas, desse jeitinho que já ensinamos AQUI.

Bata a beterraba cozida, o caldo de legumes, a maisena e o leite no liquidificador até formar uma massa cremosa. Leve ao fogo e cozinhe por oito minutos, mexendo sem parar. Prove o sal e, se preciso, ajuste. Sirva salpicada com salsinha.

Sopa creme de ervilha

soup-570922_640

  • 2 latas de ervilha escorrida
  • 50 ml de água
  • ½ cebola picada
  • 2 dentes de alho espremidos
  • 1 colher de sopa de manteiga ou margarina light
  • 2 xícaras de chá de leite desnatado
  • Sal e pimenta a gosto

No liquidificador, bata a ervilha, a água e o leite. Em uma panela, aqueça a manteiga e doure a cebola e o alho. Junte o creme de ervilha ao refogado e tempere com sal e pimenta. Deixe no fogo até levantar fervura. Sirva acompanhada de torradas lights ou pão sírio crocante.

Simples, não?! Dá para fazer hoje e se deliciar!
Aproveite! Equilibre-se!