Tag: técnicas

Exercícios no trânsito: evite dores causadas pelo tempo excessivo no carro

Original em Minha Vida

Setembro é o mês da conscientização da dor crônica, desconhecimento é o maior inimigo

Escrito por: Dr. Charles Amaral de Oliveira / Dr. Fabrício Dias Assis
Em Revista Suplementação

meditation-473753_640

Setembro é o mês da Conscientização da Dor Crônica, causada pelo aumento da longevidade, longas jornadas de trabalho e estresse da vida cotidiana. São chamadas de dores crônicas as de duração prolongada, que podem se estender de meses a anos. A dor crônica é considerada uma verdadeira epidemia no mundo, acarretando prejuízos não só físicos, como também sociais e psicológicos e tem sido combatida com a ajuda da tecnologia em procedimentos cada vez mais eficazes.

A chamada Medicina Intervencionista da Dor desenvolve técnicas para combater este mal da forma menos invasiva possível fazendo uso da mais avançada tecnologia agregada a um conhecimento médico altamente especializado. “O tratamento geralmente é feito com a utilização de agulhas.

acupuncture-568136_640

“Bloqueamos alvos específicos na coluna, no músculo, em nervos ou tendões, com o objetivo de fazer um diagnóstico mais preciso da dor e também tratar uma diversidade de condições dolorosas. Esses bloqueios podem ser realizados com radiofreqüência, bloqueios neurolíticos ou com anestésico local. Também fazemos com Botox, células-tronco e com fatores de crescimento, para regenerar os tecidos””, explica o Dr. Fabrício Dias Assis, pioneiro na área no Brasil e presidente da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas em Dor.

Muitas vezes, o diagnóstico da dor é o maior desafio tanto para pacientes quanto para médicos, já que em busca de alívio, as pessoas costumam buscar todo e qualquer tipo de tratamento. Pesquisas indicam que os pacientes se consultam com oito médicos diferentes, em média, antes de chegarem a uma clínica especializada em dor.

massage-389716_640

“As dores tiram a pessoa da rotina do dia a dia e isso tem uma série de consequências. Por isso, é importante descobrir as causas da dor crônica e estabelecer um tratamento que a alivie. “Geralmente conseguimos reduzir muito a dor, quando não bani-la. As pessoas não podem desistir nunca de procurar uma solução porque há um aumento enorme de oportunidades e novas tecnologias para combater a dor””, comenta Dr. Charles Amaral de Oliveira, anestesiologista e médico intervencionista da dor.

Técnicas de relaxamento: veja exercícios para fazer em casa

Texto de Marianna Feiteiro
Conteúdo original de Bolsa de Mulher

candle-807247_640

Com o ritmo de vida acelerado e a crescente demanda por soluções rápidas, tanto no trabalho quanto em casa, é comum que nosso corpo e mente se encontrem em um constate estado de alerta. Isso provoca estresse, ansiedade, nervosismo e, muitas vezes, insegurança e sentimento de frustração, fatores que acabam prejudicando nossa saúde física e emocional.

Ter um momento de “fuga” desta rotina é importante para não abusar do corpo e continuar enfrentando as questões do dia a dia sem comprometer o bem-estar. As técnicas naturais de relaxamento, como automassagem e exercício de respiração, podem contribuir muito para isso. “É essencial que em todos os dias da sua vida haja um momento dedicado somente a você. Dez minutos já fazem toda diferença após um dia cansativo e estressante, ou até mesmo podem te preparar para enfrentar melhor este dia”, afirma a especialista em Naturologia Camila Zomer, de São Paulo.

sleep-835468_640

Segundo ela, não existe local ou horário específicos para a realização dos exercícios: eles podem ser feitos em casa, no trabalho ou até mesmo no carro, durante o trânsito. “O importante é que você esteja totalmente entregue e focada no momento de cuidar de si mesma, ciente de que é uma prática de amor próprio e que você merece muito isso. Caso não tenha tido tempo, transforme o banho nesse momento relaxante usando um sabonete aromatizado ou, antes de dormir, realize as respirações profundas na cama”, recomenda.

Porém, se você preferir criar um ambiente especial para seu momento de relaxamento, escolha um cômodo confortável e tranquilo. Os exercícios podem ser feitos ao som de músicas de meditação ou em silêncio, como preferir. Apague as luzes e acenda velas aromáticas para iluminar o ambiente. “O corpo sintetiza a melatonina, hormônio do sono, quando estamos em locais escuros e calmos”, explica Camila.

Exercício de respiração

wellness-589775_640

É uma técnica simples e eficaz que pode ser feita em qualquer lugar.

1. Sente-se confortavelmente no chão ou em uma cadeira, mantendo a coluna ereta.

2. Os olhos podem ficar abertos ou fechados, como achar mais relaxante.

3. Inspire o ar lentamente, contando até 10.

4. Segure o ar no pulmão por 5 segundos.

5. Expire, contando novamente até 10.

6. Repita a sequência 7 vezes. Com o tempo, aumente gradativamente o número de repetições.

“A respiração profunda reduz a frequência cardíaca, melhora a oxigenação das células do corpo e cérebro, libera a tensão muscular, torna os pensamentos mais claros e traz sensação de calma e paz”, enumera a especialista.

Técnicas de automassagem

hand-506754_640

Feita por você mesma ou outra pessoa, a massagem é capaz de liberar tensões e relaxar. A seguinte técnica pode ser aplicada nos braços, mãos, pernas e pés.

1. Aplique um pouco de creme ou óleo nas mãos para facilitar o deslizamento.

2. Braços e pernas: realize movimentos de deslizamento da extremidade para o tronco, com a mão em forma de bracelete. A pressão pode ser mais ou menos forte, o importante é que seja agradável.

3. Mãos e pés: realize deslizamentos com a polpa do polegar em 5 linhas imaginárias que partem da ponta dos dedos e vão em direção ao punho ou calcanhar.

4. Faça pelo menos 5 repetições de cada movimento.

A massagem também pode ser feita com o auxilio de uma bola de tênis. Neste caso, não use óleo ou creme.

1. Segure a bolinha na palma da mão aberta, encaixando-a.

2. Faça movimentos circulares ou de vai e vem nos braços, pernas, mãos e pés.

3. Para massagear as costas, sente-se no chão e prense a bolinha de tênis contra a parede, usando as costas. Movimente o corpo todo para que a bolinha deslize. Esta massagem pode ser feita sobre a roupa.

“O toque traz sensação de acolhimento, e os movimentos ativam a circulação sanguínea e linfática, eliminando toxinas e nutrindo as células. A massagem também alivia dores musculares, articulares e cólicas e diminui o ritmo cardíaco e respiratório, reduzindo o estresse e a ansiedade”, explica Camila.

Para potencializar os efeitos relaxantes destas técnicas, aposte também em chás fitoterápicos e óleos essenciais.

Serviço:
Camila Zomer – especialista em Naturologia: (11) 9-7644-0115 / camila.zomer@naturologos.com.br

Não, não, mil vezes não!

Texto original de Quick and Dirty Tips
Tradução livre de autoria do blog

0002301747SS-849x565

Dizer ‘não’ é difícil. Mas, o ‘não’ é o outro lado do sim. Você precisa dizer sim para o que você quer em sua vida e isso significa dizer não para o que você não quer. É brutal. Mas, é necessário.

Às vezes ficamos frustrados por dizer sim para alguém enquanto a vontade real era de dizer não. Nos ressentimos por acabar dizendo sim em primeiro lugar. O ‘não’ é difícil! Porém, existem algumas estratégias que podem nos ajudar a superar essa barreira.

1 Diga SIM a si mesmo

0002301655SS-849x565

Quando você quer dizer ‘não’, é porque tem um compromisso com o qual se preocupa mais competindo com a sua vontade de aceitar. É preciso dizer não quando seu chefe lhe pede para trabalhar no fim de semana porque você tem algo importante para fazer com a família ou amigos. O ‘não’ para o trabalho é ‘sim’ para o lazer em família.

Encontrar o seu ‘sim’ é um primeiro passo importante para conseguir dizer ‘não’. Ele conecta você com o que está realmente dirigindo seu ‘eu’ lá no fundo. Depois dessa conexão, você saberá o porquê de estar dizendo ‘não’ e lhe dará um forte senso de determinação.

2 Diga NÃO aos outros

0002301724SS-849x565

Encontrando seu sim, você estará pronto para dizer não aos outros. Mas, primeiro, construa a sua base de poder. Pense sobre as motivações da outra pessoa. O que ele(a) quer da situação. Você deve ceder a isso ou não?

Você também deve rever o seu próprio plano B, para que não seja pego por armadilhas emocionais e nem se desespere a dizer ‘sim’ sem pensar. E, para isso, você também precisa saber se a outra pessoa pode forçá-lo a concordar com aquilo que ela deseja.

Se você for dizer não ao seu chefe sobre fins de semana de trabalho, ele(a) pode gritar com você de uma forma que possa ser considerada uma agressão verbal. Ele(a) também pode demiti-lo. E essas são todas possibilidades reais.

Antes de se comprometer, pergunte-se: A par de todas as possibilidades, ainda quero dizer não? Tenho o poder de dizer não? E o direito de dizer não? Afinal de contas, se você assinou um contrato dizendo que iria trabalhar aos finais de semana, não pode ter o direito de recusar agora.

Em seguida, diga ‘não’, em um tom simples e neutro.

3 Diga SIM aos outros

0002301816SS-849x565

 

Claro que você não quer inimizades. E, assim como você está tomando uma posição que pode ter consequências emocionais com o seu ‘não’, fazer uma oferta de um futuro ‘sim’ poderá preservar a relação com as pessoas. Você pode alterar o tempo, oferecer novas alternativas ou mesmo propor algo condicional que seja vantajoso a ambas as partes.

O importante é saber e ter consciência daquilo que quer e evitar a autossabotagem deixando suas próprias vontades de lado a fim de realizar a dos outros.

Trabalho menos, fazer mais por si e tenha uma grande vida!

10 Técnicas Poderosas de Relaxamento

Texto de Miguel Lucas

“A pedra angular da boa aparência é sentir-se bem. Bem-estar é um conceito individualista e começa com a auto-exploração de aprender e descobrir o que funciona melhor para você. Estamos constantemente recebendo recomendações e informações para a prática do exercício físico como sendo o método mais eficaz para promover e melhorar a nossa saúde.

O relaxamento é uma outra forma bastante eficaz para atingir harmonia, equilíbrio físico e mental. Enquanto há uma verdade fundamentando este fato, a maioria das pessoas ainda não usa o exercício nem o relaxamento como um meio para melhorar as funções corporais e consequentemente as mentais.

wellness-285587_640

Quanto mais você se familiarizar com o seu corpo e com as suas potencialidades, mais eficaz ele se tornará e mais sabiamente funcionará a seu favor. Apesar de existirem muitas formas de poder promover os ganhos associados à pratica de exercício físico, seja com levantamento de pesos, corrida, natação, caminhadas e outros métodos pelos quais você pode melhorar sua saúde geral, o maior benefício reside na autoconsciência corporal.

Você provavelmente já ouviu o termo “memória muscular “. Toda a atividade feita durante o dia é “registada” na sua memória muscular – tornando-se um comportamento ou hábito. Como James Allen disse uma vez:

“Os homens imaginam que o pensamento pode ser mantido em segredo, mas não pode. Mais rapidamente se cristaliza em hábito e o hábito solidifica-se em circunstâncias.”

É surpreendente que tão poucas pessoas utilizem a arte de relaxar. Relaxar é mais do que livrar-se da tensão de um dia de trabalho, e é mais do que a ausência de “stress”. É algo positivo e agradável. É uma sensação na qual se experimenta a paz de espírito.

Para relaxar de verdade, é necessário tonar-se sensível às próprias necessidades fundamentais de paz, autoconhecimento e reflexão, e estar disposto a reconhecer tais necessidades, ao invés de ignorá-las ou subestimá-las. As pressões constantes da vida cotidiana causam grandes prejuízos ao bem-estar físico e mental de milhões de pessoas todos os anos.

Os segredos para relaxar

Erroneamente algumas pessoas esforçam-se para relaxar, mantendo a mesma preocupação com tempo, produtividade e atividades que demonstram nos seus padrões do dia-a-dia.

O segredo para se conseguir os melhores resultados nas tentativas de relaxar é simples: descubra as atividades que lhe dão prazer e, quando as praticar, empenhe sua energia em obter total bem-estar físico e mental. Se a sua distração resulta em produção artística, habilidades musicais, aprimoramento educacional ou o que quer que seja, é ótimo. Mas, lembre-se: relaxar é o seu principal objetivo.

Algumas sugestões para praticar o relaxamento:

  1. Defina quais as atividades em que você acha que poderia relaxar, e escolha atividades que você realmente goste.
  1. Não tenha medo de tentar algo novo e diferente (o cérebro agradece). Estará a dar oportunidade a si mesmo de descobrir novas formas de se relacionar com o seu corpo e assim usufruir das riquezas intermináveis que ele pode produzir. 
  1. Verifique a existência de atividades de lazer onde vive e provavelmente que pouco frequenta (cinemas, praias, clubes, atividades culturais, parques, etc…)
  1. Um amigo que o acompanhe nas horas de lazer costuma ajudar na descontração e no compromisso de persistir nas atividades de relaxamento.
    Por exemplo: tente perceber quais as principais barreiras na sua vida que o possam impedir de fazer aquilo que gosta e necessita.
  1. Procure praticar exercícios leves como caminhar, andar de bicicleta, dançar, nadar, praticar jardinagem, etc. Por exemplo: sinta o peso do seu corpo ao caminhar, sinta a respiração, sinta a sensação do ar a entrar e a sair dos seus pulmões, o cabelo ao vento, os músculos que usa, a sensação do vestuário…entre muitas outras coisas. 
  1. Para aqueles com uma condição física mais desenvolvida, o exercício mais intenso pode ser mais eficiente. Atividades como correr, jogar ténis, levantar, pesos, basquetebol, vólei, etc… podem produzir um agradável efeito relaxante, após um treino puxado. Por exemplo: podem usar ainda o relaxamento como função recuperadora e restauradora da fadiga.
  1. Caso tenha interesse, procure praticar algumas técnicas de relaxamento mental para criar a sensação de paz e tranquilidade de corpo e mente.
  1. Outras técnicas de relaxamento mental incluem a leitura de um bom livro ou deixar-se envolver na tranquilidade de uma música suave, ou concentrar-se na contemplação. 
  1. Atividades criativas como pintura, desenho, cerâmica, carpintaria, tricô e mesmo arte culinária, por prazer, podem lhe dar também um sentido de realização, paralelamente ao tranquilizante relaxamento de se concentrar em algo que você deseja fazer.
  1. Você também pode aliviar o cansaço do dia-a-dia do trabalho com um banho bem demorado, logo que chegar em casa. Este pode ser considerado um exercício excelente de estimulação dos sentidos. Aprecie a água a cair no seu corpo, o som que faz, a temperatura que sente, o impacto das gotas do chuveiro, o estado de relaxamento que consegue atingir, sinta isso e contemple o prazer que está a presenciar, foque-se nas sensações e perceba o nível de bem-estar que sente.

Pratique o relaxamento diariamente

Após descobrir sua técnica favorita de relaxamento, planeje dedicar-lhe alguma atenção diária. A maior parte das pessoas aceita a responsabilidade de prazos e deveres que lhe são impostos por outros, mas é igualmente importante dar atenção à necessidade de períodos de descontração solicitados pelo corpo e pela mente.

Donas de casa “incansáveis” ou executivos “sempre ocupados” devem dar a si mesmo oportunidades de relaxar, se quiserem conservar o seu equilíbrio mental em períodos estressantes ou de agendas preenchidas. O hábito de lembrar que se tem um corpo que necessita de atenção é de extrema importância para quem pretende investir na sua saúde e bem-estar.

Assuma um compromisso pessoal

O último princípio da arte de relaxar é envolver-se em atividades de relaxamento com entusiasmo e compromisso pessoal. Envolva-se completamente na atividade escolhida. Solte-se física e mentalmente. Lembre-se que encontrar técnicas eficazes de relaxamento pessoal não é meramente um passatempo para os mais afortunados e ociosos. É essencial para o bem-estar físico e mental de qualquer um.”

Fonte: Escola Psicologia