Tag: temperos

Receita: Sopa de Grão de Bico

DSC02038

Enfim, o friozinho chegou. Demorou, mas veio! E com ele, vem também aquela vontade de comer coisinhas quentinhas, rápidas e saborosas, como cremes e sopas. Essa semana já teve teste por aqui, que olhaaaa, deu muito certo. Por isso, nossa receita do dia é sopa de grão de bico.

O grão de bico é um dos ingredientes mais versáteis que existe. Dá para consumir o grão cozido temperado em substituição ao feijão, frio em saladas, para fazer homus, falafel… e agora, sopa! É uma delícia, além de super nutritiva.

Sopa de Grão de Bico

DSC02041

  • 250 gramas de grão de bico cozido (com a água do cozimento)
  • 2 dentes de alho
  • 1/2 linguiça calabresa cortada em cubinhos (pode substituir por frango, carne, tofu etc.)
  • 1 batata média cozida picada
  • 1 cenoura média cozida picada
  • Temperos secos a gosto (usei chimuchurri)
  • Fio de azeite
  • Sal

Bata o grão de bico já cozinho com a água do cozimento e o alho até que vire uma pasta, acrescente mais água, o quanto bastar, para chegar a consistência. Vale usar a água do cozimento dos legumes (batata e cenoura).

Numa panela, frite bem a linguiça calabresa, sem nenhuma adição de óleo, e dispense o óleo que ela soltar. Você também pode usar frango em cubos, carne em tirinhas, carne seca, tofu em cubinhos, legumes… o que preferir.

Adicione o grão de bico batido e misture. Coloque também a batata e a cenoura picadinhas. Junte os temperos secos e acerte o sal. Deixe levantar fervura e está pronto.

Salada, salada e mais salada, sem sofrimento

Conteúdo original de M de Mulher

Puxa, mas alface de novo?” Que atire a primeira pedra quem nunca se cansou de comer a mesma salada chata e sem graça todos os dias! Apesar de legumes, folhas e vegetais serem muito importantes para manter uma alimentação saudável, existem momentos que você tem vontade de desistir e pedir um belo X-Tudo – muito mais saboroso, vamos combinar. O segredo para fazer a salada perfeita é não ter medo de desbravar novos ingredientes e combinações!

1. Com apenas três ingredientes

  • 1 maço de agrião
  • 2 figos
  • 200 g de presunto cru
  • um punhadinho de nozes

Para o molho

  • 1/2 xícara de azeite
  • 1/2 xícara de vinagre balsâmico
  • 1/2 xícara de geleia de morango (de preferência uma não muito doce)

Pique os figos em fatias. Distribua em pratos as folhas lavadas de agrião (se quiser pode usar outras folhas junto, como alface). Cubra com o figo e fatias de presunto cru.

Para o molho: misture muito bem tudo. A quantidade indicada vai dar pra mais que essa salada, é só lembrar que a proporção é de 1/3 de cada ingrediente. Você pode colocar tudo numa garrafinha de vidro com tampa e chacoalhar até que esteja bem misturado. Guarde essa garrafa na geladeira com o molho por até duas semanas e use nas saladas do dia a dia. Quem quiser pode colocar sal na mistura também. Regue com molho e nozes destroçadas com a mão. Sirva a seguir.

2. Com batata doce

  • 2 batatas-doce orgânicas com a casca e cortada em cubos
  • Sal
  • 1 col. (chá) pimenta dedo-de-moça
  • 1 col. (sopa) de azeite extravirgem
  • Suco de 1 laranja
  • 2 col. (sopa) de cebolinha picada
  • 2 col. (sopa) de salsa

Cozinhe a batata-doce com um pouco de sal até ficar macia. Escorra e tempere ainda quente com sal, pimenta dedo-de-moça picadinha, azeite extravirgem, suco de laranja coado, cebolinha picada e salsa.

3. Vinagretes diferentes

Para a salada
  • Alface americana picada grosseiramente
  • Folhas de espinafre baby
  • Repolho roxo picado finamente
  • ½ manga cortada em julienne (fatias finas)
  • folhas de coentro (opcional, pode substituir por salsinha)
Para o vinagrete
  • 2 colheres (sopa) suco de laranja
  • 4 colheres (sopa) azeite
  • sal e pimenta a gosto
Modo de Preparo
Para o Vinagrete
  1. Misture o suco da laranja, o azeite e misture bem com o auxílio de um garfo.
  2. Tempere com sal e pimenta a gosto. Reserve.
Para a salada
  1. Lave, higienize e pique os ingredientes.
  2. Disponha os ingrediente em uma travessa, misture bem.
  3. Regue com o vinagrete e misture até temperar bem. *Se preferir servir o vinagrete separado

4. Com macarrão

  • 6 cebolas roxas, cortadas em gomos finos
  • 1/2 xícara de azeite
  • 4 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
  • 5 litros de água fervente
  • 1 kg de massa curta do tipo penne
  • 250 g de queijo gorgonzola esmigalhado
  • 1/2 xícara de amêndoa com pele, tostada
  • 6 colheres (sopa) de salsinha picada

1. Em uma frigideira, leve ao fogo a cebola, 6 colheres (sopa) de azeite, o vinagre, sal e pimenta e refogue de 10 a 15 minutos ou até a cebola começar a dourar. Reserve.

2. Em uma panela grande com a água fervente e sal, cozinhe a massa até ficar al dente. Escorra e volte à panela.

3. Junte a cebola, o queijo, a amêndoa e a salsinha (reserve um pouco para decorar). Sirva em temperatura ambiente, decorada com a salsinha reservada e regada com o azeite restante.

5. Duo de cores + castanhas = sucesso

Beterrabas, assim como todo legume, absorvem melhor os sabores se você tempera-las ainda quentes. Por isso o ideal é despejar o molho sobre os cubos de beterrabas quentes, deixar esfriar e só então juntar os outros ingredientes. O sal com salsão, ou qualquer outro sal com ervas, deixa essa salada ainda mais saborosa. Pra quem não sabe como cozinhar beterraba: coloque as beterrabas inteiras e com casca em uma panela de pressão, cubra com água e cozinhe entre 20-40 minutos (a partir do momento em que a panela pegar pressão), dependendo do tamanho das suas beterrabas.

  • 2 beterrabas médias cozidas, descascadas e cortadas em cubos pequenos
  • 1/2x de nozes
  • 1 punhado generoso de salsinha, picada

Molho:

  • 3cs de azeite
  • 2cs de vinagre balsâmico
  • 1cc de mostarda de Dijon (opcional)
  • 1/2 dente de alho, ralado
  • 1cs de chalota* ou 1/2cs de cebola roxa, picadinha
  • Sal com salsão (receita aqui) ou sal marinho
  • Pimenta do reino

Misture o azeite, vinagre, mostarda de Dijon, alho e chalota (ou cebola roxa) e despeje sobre os cubos de beterraba quentes (leia explicações acima). Tempere com sal de salsão (ou outro) e pimenta do reino a gosto.

Enquanto a beterraba esfria, toste as nozes a seco em uma frigideira grande. Sacuda a frigideira algumas vezes pras nozes tostar dos dois lados. Quando as nozes estiverem bem douradas e perfumadas, retire do fogo, deixe esfriar um pouco e pique grosseiramente.  Junte as nozes e a salsinha à beterraba e misture bem. Prove e corrija o tempero. Sirva em temperatura ambiente. Rende 4 porções como acompanhamento.

*Chalota é um tipo de cebola mais suave e menor do que cebolas comuns. A casca é dourada, mas o interior é lilás, elas são alongadas e geralmente têm dois gomos. Gosto muito de chalotas, pois elas têm um sabor mais delicado mesmo quando consumidas cruas. Se usar cebola roxa, que é mais intensa, use só 1/2cs.

Especial de Natal: Bolinhos para a ceia

christmas-1046072_640

Me amarrota, porque eu estou passada! O ano acabou. Passou, foi… Natal já! Será que eu dormi demais?! Não sei, heim. Passou muito rápido! E olha que eu não sou daquelas pessoas que fala isso todo ano. Enfim, né. Não há o que fazer. Apenas aceitar e, é claro, pensar na parte boa: comidinhas natalinas! No sábado passado já iniciamos as dicas de comilança para o Natal e hoje não vai ser diferente. O objetivo é trazer o máximo de sugestões e ideias que possam ser aproveitadas. Para hoje temos bolinhos, que podem ser servidos de entrada, ou petisco, na ceia.

Uma das receitas é do clássico bolinho de bacalhau reinventado, sem batata, assado e combinado com couve-flor. A outra opção é mais leve, e fácil, ainda, para vegetarianos e adeptos da vida saudável: bolinho de arroz integral, também assado, com aveia e queijo.

Tudo bem prático, sem ingredientes complicados, rápido de fazer e versáteis. Bora aprender!

Bolinhos de Bacalhau com Couve-flor

Reprodução Guloso e Saudável

Receita original de Guloso e Saudável
Rende 35 bolinhos

  • 500 gramas de Couve-flor (congelada ou fresca);
  • 300 gramas de Bacalhau dessalgado cozido;
  • 1 Cebola ralada;
  • 1 colher de sopa de Azeite de oliva;
  • 2 dentes de Alho;
  • 1 colher de sopa de Salsa, sem picar;
  • 1/2 colher de chá de Pimenta-do-reino;
  • 2 Ovos;
  • 100 gramas de Farinha de trigo integral.
  1. Preaqueça o forno a 240°C.
  2. Higienize a cebola, a couve flor, os alhos, a salsa. Descasque e rale a cebola, pique a salsa e esprema os alhos.
  3. Cozinhe a couve flor e depois passe-a no processador ou ralador. Reserve.
  4. Desfie o bacalhau. Reserve.
  5. Doure a cebola e o alho no azeite. Junte o bacalhau, a pimenta e continue a mexer por 5 minutos. Deixe amornar. Bata ou processe os ovos e a couve flor. Acrescente o bacalhau e a salsa e bata também. Transfira para uma tigela, junte a farinha de trigo e misture bem.
  6. Feito isso, unte as mãos com óleo ou margarina e modele os bolinhos, ou use 2 colheres de sobremesa.
  7. Por fim, disponha numa assadeira untada e polvilhada com farinha de trigo integral. Pincele os bolinhos com gema de ovo (opcional).
  8. Leve-os para assar por 20 minutos ou até ficarem dourados. Desligue e deixe-os dentro por 10 a 15 minutos. Está pronto!

Bolinhos de Arroz Integral Assados

Reprodução Guloso e Saudável

Receita de Guloso e Saudável
Rende 22 bolinhos

  • 600 gramas de Arroz integral cozido;
  • 4 colheres de sopa de Aveia em flocos;
  • 1 Ovo médio;
  • 2 colheres de sopa de Queijo parmesão ralado.

 

  1. Preaqueça o forno a 210°C.
  2. Utilize o arroz temperado ao seu gosto.
  3. Numa tigela misture bem todos os ingredientes com as mãos.
  4. Molde bolinhas do tamanho que quiser, nesse tamanho da foto, rende 22 bolinhos.
  5. Unte uma assadeira antiaderente com azeite.
  6. Leve ao forno por cerca de 25 minutos, desligue o forno e deixe mais 10 minutos. Sirva em seguida!

Como escolher carne, frutas, verduras e legumes

Conteúdo original de Bolsa de Mulher

Na hora de ir ao supermercado ou feira, mais do que ter à mão a lista de itens a ser comprados, é preciso saber como escolher carnes, frutas, verduras e legumes. Além de economizar, saber escolher os alimentos evita o desperdício.

fruit-426002_640

A nutricionista Priscila Andrade lista os detalhes que diferenciam um alimento pronto para o uso daquele que precisa ser descartado.

Como escolher temperos frescos

Cebola

Ingrediente coringa em muitas receitas, a cebola deve estar adequada para o consumo. A dica da especialista é ficar atenta a textura, que deve ser lisa e firme. “Além disso, o miolo não deve estar murcho, a superfície não pode ter furinhos e a casca não pode estar machucada”, ensina ela.

Alho

garlic-618400_640

Na hora de comprar alho, a especialista aconselha a prestar atenção na textura e aparência do alimento. Segundo ela, ele também deve estar liso e não podem apresentar machucados ou aspecto de alimento murcho. “O ideal é que a pessoa consiga tirar a casca para verificar se os dentes também estão em condições de consumo”, completa.

Como escolher legumes

Escolher os legumes pode ser uma tarefa fácil e rápida desde que a pessoa preste atenção aos detalhes certos. De acordo com Priscila, eles devem estar com a textura lisa, sem machucados e resistentes ao toque.

Batata

A batata requer um cuidado a mais, porque ela apresenta um indício importante de que não está boa para o consumo. “O ideal é que ela não tenha aqueles ‘olhinhos’, que são aqueles brotos que crescem quando a batata já está velha”, alerta a nutricionista.

Como escolher verduras

cauliflower-318209_640

Segundo a especialista, as verduras devem estar com a cor viva e sem furos ou machucados. Outra dica de Priscila é evitar aquelas com as folhas amareladas ou amolecidas. “As folhas orgânicas são as mais indicadas porque são cultivadas sem agrotóxico. Elas costumam ser menores, mais escuras e saborosas”, define ela.

Como escolher frutas

Para escolher frutas que possam ser 100% aproveitadas, a dica da nutricionista é prestar atenção ao cheiro, cor e textura. “As frutas devem estar cheirosas, firmes, de cor sempre bonita e sem machucados”, afirma.

Abacaxi

Para garantir que o abacaxi esteja no ponto certo, a especialista ensina um truque. “Para saber se o abacaxi está pronto para o consumo, basta tirar uma das folhas de sua coroa. Se sair fácil, é sinal que de ele está bom”, ensina Priscila.

Laranja, limão e frutas cítricas

21-16-47-43_640

Na hora de escolher frutas cítricas, como laranja e limão, a dica da nutricionista é analisar a casca da fruta, que deve estar lisa e brilhante. “Além disso, eles devem estar macios ao toque para garantir que estejam suculentos”, completa.

Como escolher proteínas

Carne vermelha

De acordo com a especialista, para não errar na hora de comprar carne bovina o truque é ficar atenta à cor do alimento. “Elas devem estar sempre com a cor vermelho vivo e brilhante. A gordura deve estar sempre clarinha, porque quanto mais amarelada, mais “velho” era o animal”, diz ela.

Frango

chicken-762531_640

Para garantir que o frango esteja bom para o consumo, a dica é escolher aqueles com a pele úmida, odor agradável e cor uniforme por toda extensão do pedaço. “Nesse caso, a cor amarelada apenas significa que o frango pode ser do tipo caipira”, ensina a nutricionista.

Peixe fresco

Segundo Priscila, o peixe fresco é aquele que tem odor suave e textura firme. “No caso de peixes inteiros também é preciso ficar atenta aos olhos, que devem estar brilhantes e úmidos, e a pele que deve estar com cor vibrante”, completa.

Como comprar alimentos enlatados e em caixinhas

No caso das embalagens de lata ou embalagens tetra pak, a dica é prestar atenção se elas estão amassadas ou estufadas e evitar produtos com esses problemas. “Isso ajuda a garantir que o alimento não esteja contaminado”, explica a especialista.

Como comprar grãos: feijão, arroz e outros

red-beans-587592_640

De acordo com a nutricionista, a compra de grãos requer atenção em dois pontos importantes. “O primeiro é a existência de buraquinhos nos grãos. Isso traduz a presença de carunchos e bichinhos”, afirma ela. Outra dica é reparar se a embalagem possui algum tipo de farelo no fundo. “Isso também é indício de que bichinhos passaram por lá”, finaliza.

Receita: Granola Salgada

Não, você não leu errado. É granola salgada mesmo! Uma misturinha que vai animar e dar um diferencial nos seus pratos. Pode ser usada em saladas, sopas, caldos, fondues, para acompanhar a refeição trivial e onde mais sua criatividade permitir.

Essa receita diferente é uma criação do restaurante Wraps, do empresário paulistano Marcelo Ferraz. A granola salgada é servida nas saladas do cardápio e fez tanto sucesso entre os clientes que passou a ser comercializada no varejo.

Foto Reprodução Cozinha da Ceci

Daí para cair no conhecimento dos criativos que adoram reproduzir receitas em casa foi um pulo. E é em nome da democracia e da acessibilidade àquilo que é gostoso e faz bem para saúde que compartilhamos o passo-a-passo com você.

A base é uma só, mas vamos mostrar duas sugestões com ingredientes variáveis, que você adaptar de acordo com suas necessidades ou poder aquisitivo, ok? Olha só:

Granola Salgada – Dedo de Moça

Foto Reprodução Dedo de Moça
Foto Reprodução Dedo de Moça

Rende 4 porções

  • ½ xícara (chá) de castanha de caju crua, cortada em pedaços médios
  • ½ xícara (chá) de amêndoa crua, cortada em pedaços médios
  • 2 xícaras (chá) de flocos de milho (sem açúcar)
  • 2 colheres (sopa) de gergelim preto
  • 2 colheres (sopa) de gergelim branco
  • 2 ramos de alecrim fresco
  • 1 pitada de sal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Coloque todos os ingredientes em uma assadeira e misture. Leve ao forno pré-aquecido por 15 minutos ou até que todos os ingredientes estejam crocantes.

Granola Salgada – Cozinha da Ceci

  • 2 xícaras de cereal de milho
  • 1/2 xícara de aveia em flocos
  • 1/4 xícara de quinoa em grãos
  • 3 colheres (sopa) de semente de linhaça
  • 2 colheres (sopa) de gergelim branco
  • 2 colheres (sopa) de gergelim preto
  • 1/2 colher (café) de sal
  • 50 ml de azeite (usei azeite aromatizado)
  • Especiarias (usei uma mistura de ervas finas)

Coloque as 2 xícaras de cereal de milho em um saquinho e amasse bem até ele ficar esmigalhado. Misture com os outros ingredientes. Despeje o azeite por cima e misture bem. Leve ao forno brando por 30 minutos, mexendo algumas vezes. Deixe esfriar e guarde em um pote bem tampado. A medida de 1 xícara corresponde a 250 ml.