Tag: toque

A ciência diz que você deve abraçar o abraço

A ciência diz que você deve abraçar o abraço

Quando um ente querido tem um dia difícil, você provavelmente dá um abraço sem pensar duas vezes. E um novo estudo diz que o simples ato pode ter um efeito maior do que você imagina.

Os abraços podem ter um impacto mensurável no humor e no estresse após o conflito social, de acordo com um artigo publicado na revista PLOS One. O gesto pareceu aumentar os sentimentos positivos e reduzir os sentimentos negativos nos dias em que as pessoas tiveram problemas de relacionamento, descobriu o estudo.

“Um comportamento muito simples e direto – abraços – pode ser uma maneira eficaz de apoiar homens e mulheres que estão enfrentando conflitos em seus relacionamentos”, explica o co-autor Michael Murphy, um pesquisador de pós-doutorado no Laboratório para o Estudo da Universidade Carnegie Mellon. de estresse, imunidade e doença.

Para o estudo, Murphy e seus colegas entrevistaram 404 adultos por telefone todas as noites durante duas semanas. Cada pessoa foi questionada sobre o seu humor, se tinham experimentado conflitos e se receberam um abraço naquele dia, entre outras questões. Cada pessoa também passou por um exame físico e preencheu um questionário sobre sua saúde e convívio social no início do estudo.

Os pesquisadores descobriram que os abraços estavam associados a um aumento nos marcadores positivos de humor e a uma redução nos negativos; o oposto era verdadeiro no conflito de relacionamento. E nos dias em que ambos ocorriam, as pessoas tendiam a relatar menos sentimentos negativos e mais positivos do que nos dias em que viviam em conflito, mas sem abraços.

Demonstrações mais implícitas de apoio, como o toque físico ou fazer um favor a alguém, podem ser melhores porque “fazem as pessoas sentirem que são cuidadas, têm alguém que está lá para elas, sem nenhum julgamento”, diz Murphy. E abraços podem ter uma vantagem até nesta categoria: a pesquisa também sugere que o toque físico pode provocar mudanças fisiológicas benéficas, como reduções na atividade cerebral e cardíaca relacionadas ao estresse e a liberação do hormônio oxitocina, que melhora o humor.

Claro, algumas pessoas não gostam de ser abraçadas , e mesmo para pessoas sensíveis, as respostas provavelmente variam dependendo de quem o abraço vem. Mesmo que os resultados atuais sejam preliminares, Murphy diz que eles fornecem uma razão convincente para alcançar, literalmente, os entes queridos que podem estar com dificuldades.

“Abraços, pelo menos entre os próximos, podem ser uma forma simples, direta e eficaz de mostrar apoio a alguém de quem você gosta e que está em conflito com um relacionamento em sua vida”, diz Murphy.

Texto traduzido da revista TIME Health

Técnicas de relaxamento: veja exercícios para fazer em casa

Texto de Marianna Feiteiro
Conteúdo original de Bolsa de Mulher

candle-807247_640

Com o ritmo de vida acelerado e a crescente demanda por soluções rápidas, tanto no trabalho quanto em casa, é comum que nosso corpo e mente se encontrem em um constate estado de alerta. Isso provoca estresse, ansiedade, nervosismo e, muitas vezes, insegurança e sentimento de frustração, fatores que acabam prejudicando nossa saúde física e emocional.

Ter um momento de “fuga” desta rotina é importante para não abusar do corpo e continuar enfrentando as questões do dia a dia sem comprometer o bem-estar. As técnicas naturais de relaxamento, como automassagem e exercício de respiração, podem contribuir muito para isso. “É essencial que em todos os dias da sua vida haja um momento dedicado somente a você. Dez minutos já fazem toda diferença após um dia cansativo e estressante, ou até mesmo podem te preparar para enfrentar melhor este dia”, afirma a especialista em Naturologia Camila Zomer, de São Paulo.

sleep-835468_640

Segundo ela, não existe local ou horário específicos para a realização dos exercícios: eles podem ser feitos em casa, no trabalho ou até mesmo no carro, durante o trânsito. “O importante é que você esteja totalmente entregue e focada no momento de cuidar de si mesma, ciente de que é uma prática de amor próprio e que você merece muito isso. Caso não tenha tido tempo, transforme o banho nesse momento relaxante usando um sabonete aromatizado ou, antes de dormir, realize as respirações profundas na cama”, recomenda.

Porém, se você preferir criar um ambiente especial para seu momento de relaxamento, escolha um cômodo confortável e tranquilo. Os exercícios podem ser feitos ao som de músicas de meditação ou em silêncio, como preferir. Apague as luzes e acenda velas aromáticas para iluminar o ambiente. “O corpo sintetiza a melatonina, hormônio do sono, quando estamos em locais escuros e calmos”, explica Camila.

Exercício de respiração

wellness-589775_640

É uma técnica simples e eficaz que pode ser feita em qualquer lugar.

1. Sente-se confortavelmente no chão ou em uma cadeira, mantendo a coluna ereta.

2. Os olhos podem ficar abertos ou fechados, como achar mais relaxante.

3. Inspire o ar lentamente, contando até 10.

4. Segure o ar no pulmão por 5 segundos.

5. Expire, contando novamente até 10.

6. Repita a sequência 7 vezes. Com o tempo, aumente gradativamente o número de repetições.

“A respiração profunda reduz a frequência cardíaca, melhora a oxigenação das células do corpo e cérebro, libera a tensão muscular, torna os pensamentos mais claros e traz sensação de calma e paz”, enumera a especialista.

Técnicas de automassagem

hand-506754_640

Feita por você mesma ou outra pessoa, a massagem é capaz de liberar tensões e relaxar. A seguinte técnica pode ser aplicada nos braços, mãos, pernas e pés.

1. Aplique um pouco de creme ou óleo nas mãos para facilitar o deslizamento.

2. Braços e pernas: realize movimentos de deslizamento da extremidade para o tronco, com a mão em forma de bracelete. A pressão pode ser mais ou menos forte, o importante é que seja agradável.

3. Mãos e pés: realize deslizamentos com a polpa do polegar em 5 linhas imaginárias que partem da ponta dos dedos e vão em direção ao punho ou calcanhar.

4. Faça pelo menos 5 repetições de cada movimento.

A massagem também pode ser feita com o auxilio de uma bola de tênis. Neste caso, não use óleo ou creme.

1. Segure a bolinha na palma da mão aberta, encaixando-a.

2. Faça movimentos circulares ou de vai e vem nos braços, pernas, mãos e pés.

3. Para massagear as costas, sente-se no chão e prense a bolinha de tênis contra a parede, usando as costas. Movimente o corpo todo para que a bolinha deslize. Esta massagem pode ser feita sobre a roupa.

“O toque traz sensação de acolhimento, e os movimentos ativam a circulação sanguínea e linfática, eliminando toxinas e nutrindo as células. A massagem também alivia dores musculares, articulares e cólicas e diminui o ritmo cardíaco e respiratório, reduzindo o estresse e a ansiedade”, explica Camila.

Para potencializar os efeitos relaxantes destas técnicas, aposte também em chás fitoterápicos e óleos essenciais.

Serviço:
Camila Zomer – especialista em Naturologia: (11) 9-7644-0115 / camila.zomer@naturologos.com.br