Tag: trabalhar

Acúmulo de funções no trabalho e na vida doméstica está afetando a saúde das mulheres

Conteúdo original Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Um m novo estudo publicado pela Universidade Nacional da Austrália aponta um aspecto perigoso para as profissionais do sexo feminino: sua saúde está sendo comprometida por conta de longas horas de trabalhos combinadas com as tarefas domésticas. A pesquisa mostra que, por conta do trabalho extra que têm de realizar em casa (na maior parte das vezes sem ajuda de seus companheiros), as mulheres deveriam trabalhar 34 horas por semana. Este, dizem os especialistas por trás do estudo, seria um limite saudável para as profissionais – enquanto o do homem seria de 47 horas.

A verdade, contudo, é que a maior parte dos empregos exigem muito mais do que 34 horas por semana. Dados de 8 mil adultos australianos apontaram que dois terços dos funcionários do país trabalham mais de 40 horas semanalmente.

“Os homens têm uma vantagem que as mulheres não têm. Trabalhar por muito tempo afeta a saúde psicológica e física de qualquer pessoa, porque deixa pouco ou nenhum tempo para que cuidem de si mesmos propriamente”, diz Dr. Huong Ding, líder da pesquisa. “Dada a extraordinária carga de demandas colocada sob os ombros das mulheres, é impossível que elas continuem mantendo uma rotina assim sem comprometer sua saúde.”

Dados da OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development) apontam que uma mulher se dedica 4,5 horas às tarefas do lar, enquanto os homens contribuem com menos da metade desse tempo. A professora Lyndall Strazdins, coautor do estudo da universidade australiana, chama essa comparação de “desigualdade de tempo”. “Homens tem uma vantagem de tempo no mercado de trabalho que a mulher não tem”, diz.

Na média, os homens australianos trabalham 41 horas por semana, enquanto as mulheres somam 36 horas. O que a professora acredita, contudo, é que eles conseguem ficar essas horas a mais no escritório porque podem, porque têm menos responsabilidades na vida doméstica.

A diferença de tempo entre a carga de trabalho de um homem e uma mulher pode chegar, então, a 100 horas por ano. A questão é complicada porque pode virar uma faca de dois gumes. Se nós encorajarmos mulheres a compensarem essa diferença de horas, nós basicamente estamos convencendo-as a trocar sua saúde por igualdade de gênero”, diz Lyndall.

A solução, a pesquisadora acredita, é conseguir reduzir a carga horária de homens no trabalho e torna-los mais atuantes na vida doméstica e familiar. “É um processo demorado e difícil porque representa uma grande mudança social.”

Milk shake de café + Playlist para curtir o feriado

Aow, meu povo brasileiro! Homo e mulheres sapiens! O feriado tardou, mas chegou! Quem tem sorte está em casa, só no relax, com final de semana prolongado. Quem tem juízo está trabalhando, fazendo o aqué, batendo ponto. Mas, em todo caso, e brincadeiras a parte, o que faz uma segunda-feira realidade, sendo feriado ou não, é um bom café! É ou não é? Só o café salva!

coffee-623531_640

E para mudar o formato, já que é feriado, uma segunda diferente, e também para lhe calçar com opções alternativas, vamos compartilhar uma receita bacana de milk shake de café sem sorvete. Pode ser sua nova forma de despertar para a vida, mais gostosa, mais cremosa e sem deixar a cafeína de lado.

Também pode ser um novo uso para aquele restinho de café que fica esquecido na garrafa e acaba indo para o ralo. Ele pode ser um acompanhamento para o lanche da tarde, mas lembre-se: para não ter problemas com o sono, prefira tomar café (ou outros preparos com caféina ou estimulantes), no máximo, cinco horas de dormir.

Milk shake de café (sem sorvete)

coffee-540653_640

  • 50 ml de café forte pronto
  • 1 colher de sopa de chocolate ou cacau em pó
  • 200 ml de leite gelado de sua preferência (integral, desnatado, vegetal…)
  • 4 cubos de gelo
  • Açúcar ou adoçante a gosto

Leve todos os ingredientes ao liquidificador ou mixer e bata em velocidade alta até quebrar todos os cubos de gelo. Sirva em seguida.

headphones-480203_640

E, claro, como não poderia faltar, selecionamos também duas playlists para embalar seu feriadão! Se você está em casa, nem saiu da cama, não tirou o pijama e está muito a fim de curtir a preguiça, essa lista será sua melhor amiga:

Caso não consiga acessar, clique AQUI para ouvir.

Agora, se você foi trabalhar, levantou cedo para encarar o dia, malhar, pegar uma praia, ou simplesmente está buscando absorver toda a disposição para começar a semana com o pé direito, a sua playlist é essa aqui:

Caso não consiga acessar, clique AQUI para ouvir.

Aproveite, divirta-se e equilibre-se!
Ótimo feriado 🙂 !