“Eu era sedentária até os 35 anos, quando virei o jogo”

Conteúdo original Women’s Health Brasil

Foto: arquivo pessoal

“Não é preciso ser atleta desde criança para competir e ganhar troféus. É só perguntar para Gabriela Giamoniano. Depois de seguir uma vida sedentária por 35 anos, a designer têxtil de São Paulo largou o sofá e passou a se dedicar ao duathlon (modalidade que une corrida e ciclismo). A mudança de hábito gerou tantos comentários das amigas que ela decidiu criar uma página no Facebook para postar suas conquistas, tirar dúvidas e estimular outras mulheres a fazerem o mesmo. “A ‘Atleta Depois dos 35’ é a forma que encontrei de incentivar as outras a, mesmo com a vida agitada do trabalho, encontrar tempo para treinar e se dedicar a um esporte”, diz ela.

Jovem e acomodada

Antes de conhecer o duathlon, Gabi não fazia qualquer tipo de exercício. “Eu era completamente sedentária até os 35 anos – quando virei o jogo! Eu acordava e dormia tarde e me alimentava de qualquer maneira”, relembra. Quem fez ela conhecer o esporte foi seu namorado, Fábio, que usava a bicicleta para se movimentar pela cidade. “Ele foi me ensinando a pedalar – eu não sabia nem trocar as marchas – e fui me arriscando mais, perdendo o medo de andar na rua. Até que passei a usar a bike como meio de transporte.”

Dos passeios na rua, Gabi migrou para as provas. “Como sou muito competitiva, comecei a perceber o quanto era legal ultrapassar outras pessoas, mostrar minha força. Mas meu condicionamento físico não ajudava em nada.” A partir daí, ela decidiu iniciar um treinamento com profissionais para melhorar seu fôlego e ter condições de competir.

Na época, ela sentia o questionamento das amigas. “Sempre falavam: ‘Nossa, você é louca, vai começar a treinar agora, com 35 anos?’ ou então ‘Eu não teria coragem nem tempo, minha vida é muito corrida’. Percebi que as minhas dúvidas eram as mesmas de muitas mulheres que levam uma vida sedentária. Às vezes elas nem imaginam que podem começar a treinar, competir, praticar um esporte”.

Foto: arquivo pessoal

Causa e consequência

O que estimulou Gabi a criar o projeto do blog não foi apenas o estilo de vida das amigas. “Quando encontrei uma pesquisa do Diesporte, percebi que minha voz poderia fazer alguma diferença”, afirma. Ela se refere ao estudo que diz que a maior causa para o sedentarismo no Brasil é a falta de tempo e outras prioridades (estudo, trabalho, família).

“De acordo com o IBOPE Repucom, quando as mulheres são questionadas sobre os motivos que as impedem de praticar atividades físicas, elas citam barreiras emocionais, como medo do fracasso e vergonha. Então decidi montar a página para mostrar o meu dia a dia, mesmo sendo tímida – o que também se tornou um desafio diário.”

Além de incentivar a prática esportiva, Gabi ainda quer mostrar que participar de provas também é saudável. “Competir, ganhar e sentir o orgulho de levar para casa um troféu não é um sonho restrito a quem treina desde a infância. Mesmo depois dos 35 anos, a disciplina e a força de vontade podem render boas medalhas e até mesmo melhorar o desempenho profissional”, conta ela. “E isso em conjunto com o trabalho e os estudos.”

Vida nova e ativa

Hoje a paulistana treina corrida e ciclismo três vezes por semana e, a cada 15 dias, faz um treino técnico de mountain bike nas trilhas. A nova vida ativa influenciou muitas de suas amigas a começarem a olhar a bicicleta como meio de transporte, a investirem na corrida ou na caminhada. “Eu achei tudo isso muito incrível. Senti que estava servindo de exemplo e inspiração para alguém”, diz Gabi. “Tenho uma amiga de Guarulhos (SP) que adora ver minhas fotos, porque assim ela tem vontade de treinar também. Nós mal conversamos, mas estou presente nos dias dela de alguma forma.”

“Hoje me sinto muito mais disposta, me preocupo mais com a alimentação e com horas de sono mais definidas. Fora o fato de ter muito mais fôlego e me sentir mais feliz”, conta. Se notou alguma diferença no corpo? “Sou magrela desde sempre, mas agora minhas coxas estão mais torneadas e minha gordurinha abdominal desapareceu. Está tudo no lugar.”

Antes de abrir espaço em sua rotina para os exercícios físicos, a designer também tinha problemas de ansiedade, como síndrome do pânico, e a prática de esportes a ajudou a tomar as rédeas de sua mente. “Preciso seguir um ritmo para aguentar até o final do exercício, esperar um pouco para a ultrapassagem, treinar com afinco para as provas. Tudo isso exige paciência”, conta. E sempre que ela termina o treino, sente-se muito mais competente e forte por ter conseguido se superar mais um dia. “Quando não treino, me sinto irresponsável, porque eu mesma coloquei as metas e me esforço para conseguir finalizá-las.” E agora não existe mais a história de “não ter tempo pra nada”. “Sinto que basta eu querer algo para arrumar tempo e disposição pra fazê-lo. A idade é apenas um número.”

5 dicas de Gabi para quem quer começar um esporte

  • “Escolha um esporte com o qual você realmente se identifique para sentir-se motivada a fazê-lo com frequência”

  • “Leve em consideração o valor que seria necessário investir para iniciar os treinos. Existem bicicletas bem caras, mas comecei com uma baratinha. E também escolhi a corrida, já que o investimento seria apenas em um bom tênis”

  • “Inicie o esporte com a ajuda de um profissional, porque podem ocorrer lesões sérias se você exagerar ou fizer os exercícios de forma incorreta”

  • “Participe de provas para se manter motivada”

  • “Conheça pessoas que pratiquem o mesmo esporte para tirar dúvidas e estimular você a ir aos treinos”

Carregando seu transporte

“Eu utilizo uma bicicleta dobrável, porque ela pode entrar no metrô e também cabe no porta-malas do táxi. Se eu me cansar ou o pneu furar, é fácil voltar pra casa. Na hora de pedalar, prefira os caminhos com ciclovia e use os equipamentos de segurança, como capacete e lanternas. Faça amizade com outros ciclistas que percorrem o mesmo caminho que você – juntos somos mais fortes. Outra dica: sempre leve uma trava para bicicleta para proteger seu meio de transporte.”

Anúncios

7 passos para começar a meditar

Conteúdo original Mais Equilíbrio

buddha-1284619_960_720

Já está comprovado que a meditação tem a capacidade de transformar a vida de uma pessoa e fazer com que ela realmente descanse. Uma pesquisa realizada na Universidade da Califórnia e publicada na revista Translational Psychiatry afirma que um período de práticas de meditação promove o relaxamento por tempo mais prolongado que o mesmo período de férias.

Os coachs e escritores Bruno Gimenes e Patrícia Cândido, autores da obra “Conexão com a Prosperidade” e fundadores da instituição espiritual Luz da Serra, ensinam os 7 passos iniciais que devem ser dados para começar a meditar. “Para níveis avançados, é importante procurar instrutores, mas qualquer um pode iniciar o processo de meditação com essas práticas”, explica Bruno.

Segundo Patrícia, a meditação pode ser um desafio no começo. “O segredo é não desistir e colocar a prática como parte do seu dia a dia”, completa.

meditation-1287207_960_720

1– Escolher um bom local:

Segundo os escritores, a escolha do local influencia diretamente no processo de meditação. “O local ideal vai ser aquele em que você consiga se conectar com você mesmo, que não sofra interrupções e o principal, em que você se sinta confortável”, explica Patrícia. Bruno conta que, caso não seja possível criar um cantinho para meditação em casa, pode ser um espaço dentro do próprio quarto, por exemplo. “Velas, plantas e incensos são bem-vindos”.

2– Determinar uma posição confortável:

O segundo passo é definir uma posição realmente confortável para permanecer imóvel por algum tempo. “O ideal é estar sentado, então a dica é usar uma almofada firme para ter mais estabilidade”, explica Bruno, que alerta para evitar sentar-se na própria cama.

incense-stick-405899_960_720

3- Garantir silêncio

Mesmo que algumas pessoas consigam se concentrar com barulhos ao redor, o ideal é manter um ambiente silencioso. “Para entrar em estado de relaxamento, tome um banho quente, e em seguida desligue o celular e aparelhos eletrônicos”, sugere Patrícia.

4- Concentrar-se na respiração

Segundo os especialistas, é necessário focar-se completamente na respiração para afastar os pensamentos. “Crie uma percepção da sua respiração, sinta o ar entrando e saindo dos seus pulmões, respirando de forma lenta”, ensina Bruno. Patrícia ensina que, quando pensamentos vierem à mente, basta voltar a se concentrar na respiração. “Você pode imaginar inspirar a pureza e expirar as tensões, e assim esse processo de concentração vai, aos poucos, conduzir a mente ao estado de meditação”.

buddha-649056_960_720

 5- Mantenha o hábito de fazer os exercícios

Como a meditação é algo muito próprio de cada um, o importante, segundo os especialistas, é manter a prática e ir moldando-a conforme for evoluindo. “Existem meditações guiadas e não guiadas, e a escolha depende de cada pessoa”, explica Patrícia. A escritora conta que os iniciantes podem se sentir mais confortáveis na primeira opção. “Também existem mantras, que são os sons sagrados da tradição budista, e que têm o poder de criar encantamentos e atrair as melhores vibrações”, explica, destacando que existe a possibilidade de criar um mantra próprio.

6- Acalmar a mente

Bruno conta que a meditação tem como principal objetivo o de silenciar e acalmar a mente, e esse é o grande ponto de partida para as transformações internas capazes de combater a ansiedade, insônia e outros sintomas da vida moderna. “Com tantos estímulos externos, acabamos nos esquecendo da possibilidade de nos desligar e entrar em contato com nosso mundo interior”, destaca. Assim, as primeiras tentativas de meditação deverão ser interrompidas por diversos pensamentos que virão à tona. “Sempre que eles surgirem na mente, retorne sua atenção para o seu propósito e foque naquele momento, pois os seus problemas estarão lá quando você terminar, e você estará em melhor estado para poder resolvê-los. E quanto mais você fizer esse exercício, mais fácil será da próxima vez”, completa Patrícia.

girl-1246238_960_720

7- Voltar devagar 

Assim que o período de meditação acabar, Bruno conta que não se deve levantar rapidamente. “Após fazer o exercício, retome sua respiração normal e calmamente abra seus olhos”, ensina. Segundo Patrícia, deve-se encerrar a meditação com o sentimento de gratidão ou uma oração que mentalize todos os seres humanos e a natureza. “Mexa braços e pernas devagar, alongue-se e aos poucos vá voltando à sua rotina”.  Após seguir todos os passos, os especialistas contam que basta colocar a meditação na rotina. O ideal é que começar meditando por cerca de 10 a 15 minutos por dia, e passar para 30 minutos após um mês. Eles destacam que a prática regular é transformadora: melhora a facilidade de se concentrar e de se desvencilhar do turbilhão de pensamentos que ocorre ao longo do dia.

10 segredos dos ‘antes e depois’ mais incríveis do Instagram

Conteúdo original de M de Mulher

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

“Tirar fotos depois do treino!” Essa é a resposta de Kayla Itsines quando perguntamos o que fazer para não desistir depois de algumas semanas suando o top. E funciona! Com 3,5 milhões de seguidores em seu perfil no Insta (@kayla_itsines), a australiana publica todos os dias imagens da verdadeira transformação no corpo das mulheres que praticam o programa de exercícios criado por ela – e são inacreditáveis! Quer descobrir outras táticas da profissional para chegar lá? A gente conta aqui.

1 #FOCO

A sua versão 2.0 só virá com consistência. Isso significa ficar firme nos exercícios e também na alimentação. Eu sugiro fazer mudanças de verdade, porém aos poucos. Com persistência, você vai perceber que o seu corpo, naturalmente, transformará o hábito em um novo estilo de vida, que você não vai querer abandonar.

2 TEM QUE COMER

A mania – péssima! – de pular refeições priva o seu organismo de energia. Comer direitinho, durante todo o dia, sem excluir nenhum grupo alimentar, vai garantir que você tenha pique para encarar a sua rotina sem que a sua saúde (como o nível de açúcar ou hormônios) seja afetada.

2
Reprodução Instagram

3 PRE-PA-RA

E não só as suas próprias refeições. Deixar a bolsa do treino pronta na noite anterior reduz as chances de faltar pela manhã. Planejar o exercício antes de começá-lo também é uma boa, pois faz com que você separe o tempo certo para completá-lo.

METAS NO PAPEL

Escrever os seus objetivos e dar uma olhadinha neles quando bater um desânimo é um truque perfeito para se lembrar do porquê de ter começado e se inspirar para continuar.

5 HIDRATAR NUNCA É DEMAIS

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

Repor os líquidos que você perde treinando é essencial. Beba muita água o dia inteiro. Eu adoro misturá-la com limão ou outras frutas para deixar um sabor gostoso.

6 MAIS INTENSIDADE, MENOS TEMPO

Trabalhe eliminando todos os minutos que você perde na troca de exercícios durante o treino. Assim, os batimentos permanecem acelerados e você vai malhar em alta intensidade por um período consistente de tempo maior – fazendo a atividade valer mais a pena!

7 TROCAS ESPERTAS

Comer de maneira saudável não significa nunca mais aproveitar os seus pratos favoritos. Você ficaria surpresa com a quantidade de alternativas fit possíveis para as tranqueiras que amamos! Por exemplo, em vez de pedir uma pizza trash, faça uma em casa com massa integral, frango, abóbora e queijo de cabra. Troque carnes processadas, como presunto e salsicha, pelas magras, como frango. Se você ama massas, escolha um molho à base de tomate no lugar do creme de leite.

8 ALONGAR SEMPRE

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

Ouça o seu corpo e tente incorporar um tipo de reabilitação na sua rotina. Como? Incluindo alongamentos antes e depois dos treinos. Além de prevenir lesões, vai melhorar a sua flexibilidade e também diminuir o risco de dores musculares pós-treino.

9 PESSOAS POSITIVAS SÃO MAIS LEGAIS

Eu A-M-O que as mulheres encorajem umas às outras a continuar firmes e fortes para atingir suas metas. Converse com alguém online que esteja passando pelo mesmo momento ou marque de treinar com uma amiga. O apoio de pessoas que estejam atrás de resultados parecidos vai deixar você motivada a continuar no novo estilo de vida saudável.

10 TREINOS VARIADOS

Se você começar a ficar entediada enquanto se exercita, mude a atividade. Experiência própria: incorporar vários estilos de treino ajuda a atingir melhores resultados em todas as áreas do seu corpo. Além disso, ter muitos exercícios diferentes é ótimo para manter essa hora do seu dia sempre animada.

Inspire-se em quem já seguiu o plano de Kayla e transformou o corpo:

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

 

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

 

7
Reprodução Instagram

 

8
Reprodução Instagram

Chegou o inverno!

SejabemVindoInverno

Tempos de se aquecer, ficar juntinho e cuidar para passar ileso das malezas temporais!

A gente só deseja que o seu coração se mantenha sempre aquecido e que seja uma estação de união, harmonia e transformação.

Por aqui vai pipocar receitinhas bem gostosas e típicas da estação para lhe preencher de bem-estar e aconchego.

Estamos no Ar!

Nessa semana minha esteira ergométrica atingiu a marca de 500 quilômetros. Isso me fez enxergar uma nova perspectiva sobre a vida. Sobre a minha vida. Já a algum tempo venho me dedicando mais a saúde e à estética, que tinham sido deixadas em segundo plano e eram sempre substituídas por questões cotidianas ou simples desculpas.

O que eu descobri, tanto com o odômetro da esteira, quanto com o cuidado pessoal, foi uma forma mais feliz e agradável de vida. Isso porque, até mesmo nos meus piores dias (aqueles que todo mundo tem, quando o cabelo não está bom, a gripe pega toda a semana, o trabalho anda mal e quase tudo dá errado), eu me mantive equilibrada. Não me deixei abalar por completo e fui capaz de enxergar o lado bom das situações.

Por muitas vezes me senti encalhada, sem avançar em nada nos meus planos de vida. E no entanto, durante esse tempo, eu estava em movimento. O odômetro estava correndo, eu estava me alimentando conscientemente, e a disposição por dias melhores não me abandonou. Mesmo em baixa, eu estava em alta.

gleise-416460_640

E é a partir disso que surge a ideia do Equilibre-se. Um blog voltado à saúde e ao bem estar, destinado a fornecer informações, dicas e sugestões para uma vida mais leve, descomplicada, sadia e, consequentemente, equilibrada.

O intuito não é estipular um padrão de beleza, peso ou estilo de vida, mas sim colaborar para que você possa explorar e usufruir o melhor de si mesmo, de maneira fácil e agradável. As consequências virão.

Que tal embarcar nessa transformação?! Dar um passo numa sexta-feira é uma das provas de que não existe dia nem condição certa quando se trata de mudança. O ideal é agora! Seja muito bem-vindo(a) ao Equilibre-se!

woman-591576_640