Tag: versátil

Receita: Bolo de aveia com banana

Essa receita não está no Especial de Natal, mas bem que poderia. Aliás, ela cabe muito bem em qualquer livro de receita como um exemplar coringa e extremamente versátil. Trata-se de um bolo de aveia com banana que pode ser mexido, remexido e adaptado do jeitinho que você quiser.

Isso porque ela permite diversas substituições dos ingredientes conforme suas necessidades. Se você for diabético, por exemplo, pode trocar o açúcar por adoçante e os ovos inteiros apenas pelas claras – o que vale também para quem faz controle de colesterol ou dieta de emagrecimento.

A farinha pode ser 100% integral ou mesclada com de arroz, amêndoa ou outras opções mais benéficas. O óleo de soja pode dar espaço ao óleo de girassol, canola, manteiga ghee ou óleo de coco. Enfim, você pode moldar do jeito que quiser e a sua saúde permitir.

Bolo saudável de aveia com banana

Receita adaptada de Tudo Gostoso

  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 2 xícaras e 1/2 de chá de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de aveia em flocos finos
  • 3 colheres de sopa sementes de linhaça (opcional)
  • 2 colheres de sopa rasas de fermento em pó
  • 3/4 xícara de chá de óleo
  • 1 xícara de chá de leite (desnatado, vegetal ou do tipo que preferir)
  • 3 ovos (ou 4 claras para um bolo com baixo teor de gordura)
  • 2 ou 3 bananas nanicas maduras (pode ser prata também)
  • Açúcar e canela para polvilhar (opcional)
  1. Em uma vasilha, peneire o açúcar e a farinha de trigo. Acrescente a aveia e misture. Reserve.
  2. No liquidificador, coloque os ovos e ligue. Acrescente o óleo aos pouco até formar uma maionese.
  3. Acrescente o leite, as sementes de linhaça e as bananas. Bata um pouco mais.
  4. Depois, misture os ingredientes secos até formar uma massa homogênea.
  5. Por último, acrescente o fermento, misturando sem bater.
  6. Coloque em uma assadeira média, untada e polvilhada. Polvilhe a massa com canela em pó e açúcar.
  7. Asse em forno médio (180ºC) pré-aquecido.

Croquete de batata e cenoura assado

Sabe quando bate aquela vontade de um salgado gostoso? Aí você pensa na trabalheira que dá para preparar massa e recheio, na sujeira e na bagunça da cozinha e acaba desistindo da ideia. Mas, essa receita é uma ótima opção. Não dá muito trabalho, é feito com ingredientes simples e ainda é mais saudável do que as frituras.

vegetables-498842_640

Pode fazer com inhame, mandioca e batata doce também, porém corre o risco de ficar meio adocicado, já que a cenoura também tem um sabor mais doce. Além disso, é uma excelente fonte de carboidratos, feito de forma 100% natural. E o recheio você pode criar, colocar frango, carne, presunto e queijo, só queijo, calabresa, enfim, o croquete de batata e cenoura assado é muito versátil!

Croquete de batata e cenoura assado

Receita original Cozinha Fit
Rende 10 bolinhos

Informações nutricionais – uma unidade (a receita rende 10): 37,4 calorias, 0,85g de proteínas, 6,7g de carboidratos, 0,8g de gorduras (aproximadamente)

  • 1 cenoura cozida
  • 2 batatas inglesas médias cozidas
  • sal e pimenta a gosto
  • 1/2 cebola
  • 1 colher de sopa de azeite extra virgem
  • pedacinhos de queijo, pode ser muçarela ou, para versões lights, minas ou lacfree
  • 1 gema para pincelar

Cozinhe a cenoura e a batata separadamente. Amasse com um garfo até formar um purê. Misture os dois purês, adicione sal e pimenta a gosto e reserve. Refogue a cebola no azeite, adicione os purês e refogue. Espere esfriar, faça os croquetes e recheie com o queijo lacfree. Coloque em uma assadeira untada ou sob papel manteiga. Pincele uma gema e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos ou até dourar. E está pronto seu croquete de batata e cenoura assado!

Receita: Crepe de couve-flor

Conteúdo original Lucilia Diniz

Panqueca, tortilla e crepe. Todos são sinônimos de um prato prático e fácil de fazer, que aparece como opção quando falta tempo – mas não a preocupação em manter a linha. O foco vem com a adoção da couve-flor como base da receita.

cabbage-976496_640

Essa hortaliça é poderosa de quem busca perder peso e manter-se saudável. Ela contém glicosinolatos e tiocianatos (incluindo sulforafano e isotiocianato). Estes compostos aumentam a capacidade do fígado de neutralizar substâncias potencialmente tóxicas. Muitas enzimas encontradas na couve-flor também contribuem para assegurar seu efeito detox.

Outra boa notícia para quem busca emagrecer é que este vegetal contém aproximadamente 25 gramas de fibra. Com isso, ajuda a proteger o revestimento do estômago e aumenta a resistência à constipação, regularizando o funcionamento do intestino.

Disponível o ano todo, ela é também muito versátil. Assim, não é surpresa ver a couve-flor na forma de crepe, que pode receber o acompanhamento de sua preferência. A ideia é que você possa servi-la com uma fatia de queijo branco light grelhado. Ou, ainda, com legumes cozidos, como vagem, cenoura e abobrinha.

A receita a seguir rende duas porções, com apenas 79,5 Kcal cada.

Crepe de couve-flor

  • 1 1/2 xícara (chá) de couve-flor cozida e picada
  • 1 colher (sopa) de farinha de linhaça
  • 1 ovo
  • 1/2 cebola picada
  • 1/2 colher (chá) de fermento em pó
  • Sal a gosto

Bata no liquidificador todos os ingredientes. Ponha uma colher (sopa) desta mistura no centro de uma frigideira antiaderente. Doure dos dois lados e retire quando estiver bem firme. Repita a operação até o fim. Sirva com o acompanhamento de sua preferência.

Receita: Biomassa de Banana Verde caseira

bananas-691856_640

Já ouviu falar em biomassa de banana verde?! Pode ser utilizada como substituta de ingredientes como farinha, creme de leite, leite e amidos em preparações, pois possui sabor muito suave e fornece ótima textura para massas, cremes, molhos, etc. É um coringa e torna as preparações muito mais saudáveis e menos calóricas.

Para quem ainda não sabe do que se trata, a biomassa de banana verde consiste em uma preparação feita com polpa de bananas verdes cozidas. Além de muito gostosa, possui a vantagem de ser rica em amido resistente, ou seja, grande parte do carboidrato presente em sua composição não é digerível pelo organismo. O que a torna um é excelente alimento para o bom funcionamento intestinal, controle da glicemia e saciedade.

bananas-571544_640

A biomassa é rica em propriedades positivas para o corpo e proporciona vários benefícios:

  • Mantém a integridade da mucosa intestinal e assim melhora a absorção dos nutrientes;
  • Previne diarréias e constipação;
  • Possui baixo índice glicêmico, ou seja, cai gradativamente na corrente sanguínea, evitando picos de glicose e prevenindo a diabetes;
  • Reduz colesterol e ainda previne contra doenças do coração;
  • Conta com vitamina A, que é importante para a saúde dos olhos, da pele e contribui para o crescimento e ainda vitaminas do complexo B, B1, B2 e B3;
  • Melhora a imunidade: O amido resistente da biomassa de banana verde contribui para a saúde da microbiota intestinal. Quando a microbiota intestinal está saudável existe a produção de uma substância chamada citocina anti-inflamatória que melhora a imunidade, fazendo com que os anticorpos trabalhem com mais eficiência.

Pode ser utilizada para dar consistência as preparações mais líquidas e cremosas (sopas, purês, vitaminas..) e quando em farinha, é uma ótima substituta da farinha branca por conta de todos esses benefícios e também por não conter glúten. Tudo de bom e mais um pouco, né gente?!

Biomassa de Banana Verde

Receita compartilhada pela top fit Joane Demamann

mashed-potatoes-439976_640

 

  • 10 bananas bem verdes
  • Água.
  1.  Lave as bananas uma a uma;
  2. Coloque-as na panela de pressão com água já fervendo (água suficiente para cobrir todas as bananas);
  3. Tampe a panela e, quando pegar pressão, deixe cozinhar por 10 min. Desligue o fogo e deixe a pressão sair;
  4. Abra a panela, descasque as bananas ainda quentes (cuidado para não queimar a mão);
  5. Coloque todas no liquidificador e acrescente água filtrada. A quantidade de água varia de acordo com a textura da massa desejada: se você quer uma biomassa mais densa, como um purê, coloque pouca água; se quiser uma biomassa mais fluída, como um creme de leite, acrescente mais água.

Ela é superversátil e se adapta bem a diversos tipos de preparações. Você pode incluí-la em receitas doces, como bolos, arroz doce, mousses e iogurtes. E também em salgadas, como almôndegas, tortas, omeletes, panquecas, patês, etc.

Alimentação: Saindo da rotina com a batata doce

A gente já sabe que ter uma alimentação regada à variedade de produtos é de extrema importância para a manutenção da nossa saúde. No entanto, por conta da dificuldade do preparo, ou mesmo da falta de afinidade no paladar, muitas dessas opções saudáveis ficam de fora da rotina. E esse é o caso da batata doce.

Se você faz as compras ou acompanha o noticiário, já deve estar sabendo a que pé anda a crise econômica pela qual estamos passando. De um dia para o outro os preços mudam drasticamente, reduzindo as alternativas na mesa e tornando o consumo de alguns legumes dispensáveis.

Por isso, ter criatividade e um leque aberto a todas as possibilidades é essencial para não permitir que a qualidade da alimentação caia. A batata doce é uma escolha que pode ser pensada, principalmente quando estiver em promoção. Se preparada do jeitinho certo, pode ser bem versátil e saborosa.

beneficios-da-batata-doce-620x413

Não necessariamente é preciso inseri-la em pratos salgados. Para quem gosta do sabor agridoce pode ser uma saída. Já para quem não é muito fã da mistura de doce e salgado, vale manter a batata no seu paladar original mesmo.

Ela pode ser cozida e servida com mel e canela, frita ou assada como chips e polvilhada com açúcar e canela, feita em purê, usada como base para mingaus, shakes e outros preparos.

O seu consumo é muito benéfico. A batata doce é fonte de carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, ou seja, libera a glicose na corrente sanguínea aos poucos, diminuindo a fome e impedindo o acúmulo de gorduras. Ela também é rica em fibras, ferro, potássio e vitaminas A, C e E.

Aprenda uma receita bem fácil e prática para lanches e café da manhã. Essa panqueca é um exemplo simples e gostoso de implantar a batata doce no cardápio da sua família. Veja só:

Panquecas de batata doce sem glúten e sem lactose

Receita do Lar Natural
Rende 10 unidades

  • 1/2 xícara de purê de batata-doce
  • 2 ovos
  • Óleo ou manteiga para untar a frigideira
  • 3/4 colher de chá de canela em pó
  • 1 pitada de gengibre em pó (opcional)
  • 1 pitada de sal

Misture bem o purê de batata doce e os ovos. Pode bater tudo no liquidificador. Se quiser, adicione a canela, o gengibre em pó e sal. Aqueça uma frigideira e besunte com óleo ou manteiga. Coloque uma concha da mistura de batata doce e deixe por 5 minutos de cada lado ou até dourar. Você pode cobrir as panquecas com manteiga, manteiga de amendoim, mel, frutas ou creme de avelã com cacau. Também ficam boas puras, sem adicionar nada.

Seleção de bolas até R$ 50 para se exercitar em qualquer lugar

gymnastic-balls-574325_640

Como já falamos de exercícios funcionais por aqui, decidimos te dar uma ajuda para começar e selecionamos um acessório (até R$ 50!) que consideramos de excelente custo-benefício e funcionalidade: a bola suíça.

Também conhecida como bola de yoga, bola de exercício ou bola de ginástica, esse acessório é um dos mais dinâmicos e versáteis para o treinamento funcional. Ele permite o trabalho de abdômen (toda a musculatura), pernas (músculos frontais, posteriores e inferiores), braços e glúteos. Quase tudo, né?! E exige o máximo de cada grupo, combinando força e equilíbrio.

Montagem

1.Mundiali | 2.Decathlon | 3.MultiPrat-K | 4.Bee Fitness

Também pode ser usada para relaxamento e alongamento, absorção de impacto (servindo de apoio para execução de exercícios com peso, por exemplo), fisioterapia e até mesmo como assento.

No entanto, é preciso estar atento a detalhes importantes na hora de escolher a sua, pois o tamanho da bola suíça, que varia entre 45 cm e 75 cm, deve ser proporcional à sua altura. Veja só:

QuadroExplicativo cópia

Para encher também tem uma técnica, mas é bem fácil. Você vai precisar de uma caixa, pode ser de sapato mesmo, e a usará como referência para saber até onde a bola deve ser enchida. Você deve, a partir da parede, distanciar a caixa de acordo com a medida da bola. Exemplo: se a sua bola tem 55 cm, você deve posicionar a caixa a 55 cm de distância da parede. Mantenha essa marcação, sem tirar a caixa do lugar. A bola deve ser enchida nesse espaço. Quando o meio da bola encostar na caixa, você pode parar de encher. Esse é o ponto ideal!

Dica: bombas de encher colchão inflável ou mesmo aquelas de bicicleta são as melhores, pois tem mais vasão de ar e fazem o serviço mais rápido. A bombinha pequena que vem junto com a bola é um instrumento de tortura! Você se mata de bombear e entra só um suspiro de ar. Então, siga a dica e não sofra!