Tag: ralador

Receita: Batata palha caseira

DSC01790

Que atire a primeira pedra quem não gosta de batata-frita. Não tem como né?! É um petisco irresistível que vai bem com tudo e a qualquer hora. Podemos dizer o mesmo da batata palha, uma iguaria que tem o poder de incorporar sabor e crocância a qualquer acompanhamento. E, acredite, você consegue fazer em casa tão crocante e gostoso quanto as industrializadas.

O primeiro passo é escolher o tipo ideal de batata, que são as que possuem pouca água, como a Barraca ou Asterix (aquela rosadinha), isso porque elas fritam por igual e ficam mais sequinhas. Já o segundo passo, superimportante, é acertar o formato, que pode ser feito com ralador ou a mão livre, com faca bem afiada.

Se a sua escolha (como a minha) for pelo ralador, o mais indicado é usar o ralo grosso e fatiar as batatas pelo sentido longitudinal, de comprido (como exemplifica a foto).

montagemralador

Se você não tiver ralador e optar pela faca, segue mais ou menos o mesmo princípio: corte as batatas em fatias finas, também no sentido de comprido, e depois corte em tirinhas, olha só:

batatas
Reprodução Ig

O pulo do gato aqui, aquele segredinho que deixa a batatinha crocante e sequinha, é o descanso antes da fritura. As batatas já cortadas devem repousar por alguns minutos em água com gelo. Para acelerar esse processo de ‘refresco’, você pode colocar uma pitada de sal na água.

Reprodução Ig
Reprodução Ig

Batata palha caseira

DSC01789

Rende 2 porções

  • 3 batatas  (barraca ou asterix)
  • Água e gelo
  • Óleo o suficiente para cobrir dois dedos da panela
  • Sal a gosto

As batatas podem ser usadas com ou sem casca,tá?! É de sua preferência. Então, recapitulando: corte as batatas, no ralador ou na faca e coloque num recipiente com água e gelo e uma pitada de sal. Deixe descansar por uns 10 minutos. Antes de fritar, seque rapidamente com um pano de prato limpo. O óleo deve estar bem quente e as batatas ainda frescas. Esse choque térmico é importante para garantir a crocância! Fique de olho para não queimar, pois elas atingem o ponto rápido. Deixe escorrer um pouco na escumadeira e coloque sobre papéis absorventes para eliminar o excesso de óleo.

DSC01792
O resultado da batata no ralador grosso

Só legumes: receitas vegetarianas de muffin e falso macarrão

Fim de semana chegando e com ele toda a vontade de descansar, relaxar, dormir, comer bem e não perder tempo para ser feliz. Concorda? Por isso nosso apanhado de receitas vem bem prático, saudável, vegetariano e gostoso. Para você não ficar preso na cozinha e, sim, solto para curtir a vida!

green-soup-261183_640

No comecinho dessa semana falamos de como inserir novidades na alimentação das crianças (se você não leu, clique AQUI) e até da necessidade do uso da criatividade nas compras para substituições viáveis que driblam os altos preços inflacionados.

Essas receitas são a base de legumes, verduras e laticínios, e podem ser alternativas para a degustação de novos alimentos na família. O muffin, uma espécie de bolinho individual salgado, é uma opção de lanchinho saudável e nutritivo (inclusive para os adultos) e também uma forma de disfarçar o espinafre, para o qual muita gente torce o nariz. Quer ver?

Muffin de espinafre com queijo

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1 xícara (chá) de queijo muçarela em cubinhos
  • 1 xícara (chá) cheia de espinafre
  • 1/2 xícara (chá) de óleo vegetal (canola, soja, milho)
  • 1/2 xícara (chá) de leite integral
  • 3 ovos

Desfolhe o espinafre e pique grosseiramente. Em um liquidificador, bata o óleo, o leite, os ovos e o espinafre. Em um vasilhame, junte todos os ingredientes secos (farinhas, sal e fermento). Aos poucos e com ajuda de um fouet ou outro batedor, acrescente a parte líquida. Unte a forma de muffin, preencha a metade com a massa, recheie com o queijo e cubra a outra metade. Se não tiver forma específica para muffin, serve aquelas de empadinha ou qualquer outra forma com divisões individuais. Asse em forno preaquecido a 180ºC por mais ou menos dez minutos.

Já o falso macarrão, receita da Bela Gil, sugere uma preparação diferente para legumes comuns, como a cenoura e a abobrinha. Também é uma opção, que não deixa nada a desejar, a quem tem restrições ao consumo de massas comuns e glúten.

Para dar o formato de espaguete, para imitar o macarrão, sugere-se o uso de raladores de legumes finos. O segredo está em ralar a cenoura e a abobrinha no sentido do comprimento, como mostra a foto.

ralar

Vale lembrar que só se utiliza a polpa da abobrinha, tá? A parte do centro, que é mais mole e tem sementes é descartada da receita, mas pode ser cozida e reaproveitada (até mesmo servida junto, em cubinhos refogados). A casca também pode entrar no ralo, basta lavar bem.

Aqui a ideia é um refogado simples, a la alho e óleo, mas você também pode servir com o molho e acompanhamentos de sua preferência. Combina com tudo e dá super certo.

Macarrão de cenoura e abobrinha

  • 1 cenoura
  • 2 abobrinhas grandes ou 300 gramas
  • 5 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa azeite de oliva
  • Sal a gosto
  • Temperos verdes a gosto
  • 1 colher de sopa de azeite para finalizar (opcional)

Corte a cenoura e a abobrinha usando um cortador de legumes. Refogue o alho no azeite de oliva. Adicione os legumes, sal e refogue por mais cinco minutos. Finalize com os temperos verdes e o fio de azeite.

Gostou? Difícil? Não, né?! Já que a comilança está garantida… bom final de semana!